populismo 3 c

Download Populismo 3 C

Post on 19-Jun-2015

495 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Populismo.O populismo um regime baseado na conciliao de interesses e na manipulao das "massas". Tradicionalmente associado chegada ao poder de uma liderana carismtica com um discurso demaggico. O populista utiliza uma linguagem simples e popular, usa e abusa da propaganda pessoal, afirma no ser igual aos outros polticos, toma medidas autoritrias, no respeita os partidos polticos e instituies democrticas, diz que capaz de resolver todos os problemas e possui um comportamento bem carismtico. muito comum encontrarmos governos populistas em pases com grandes diferenas sociais e presena de pobreza e misria.

y

y

essa proximidade que o populista gera nas pessoas que na grande maioria das vezes so de baixa renda. O intuito conseguir o sentimento de afeio. Um exemplo disso foi o ex presidente do Brasil, Vargas, chamado de Pai dos Pobres.

y

Foi criado como forma de exercer o poder poltico na Amrica Latina entre os ano 20 e 60*. Foi inspirado inicialmente no fascismo de Mussolini. Se caracterizava pela existncia de um estado autoritrio que deveria atender s exigncia de um desenvolvimento industrial conservador, anti liberal. Os lderes acreditavam que manipulando as classes operrias e falando em nome delas, conseguiria atender aos interesses dos patres e do estado. Existia a propaganda, a imagem e personalidade do lder. Ao mesmo tempo censura e falta de liberdade poltica. Os sindicatos existiam mas, eram controlados por lderes que se submetiam ao Estado e aos patres, enganando a sua categoria. Se manifestou principalmente nos governos de Getlio Vargas. Mas durou at o Golpe de 1964.

Governo Vargas (1930(19301945)y

O populista e paternalista, Getlio Vargas assumiu o poder em 1930, aps comandar a Revoluo de 1930, que derrubou o governo de Washington Lus. Seus quinze anos de governo seguintes, caracterizaram-se pelo nacionalismo e populismo. Sob seu governo foi promulgada a Constituio de 1934. Fecha o Congresso Nacional em 1937, instala o Estado Novo e passa a governar com poderes ditatoriais. Sua forma de governo passa a ser centralizadora e controladora. Criou o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) para controlar e censurar manifestaes contrrias ao seu governo. Perseguiu opositores polticos, principalmente partidrios do comunismo. Enviou Olga Benrio , esposa do lder comunista Luis Carlos Prestes, para o governo nazista.

Realizaes y

y

Vargas criou a Justia do Trabalho (1939), instituiu o salrio mnimo, a Consolidao das Leis do Trabalho, tambm conhecida por CLT. Os direitos trabalhistas tambm so frutos de seu governo: carteira profissional, semana de trabalho de 48 horas e as frias remuneradas. GV investiu muito na rea de infra-estrutura, criando a Companhia Siderrgica Nacional (1940), a Vale do Rio Doce (1942), e a Hidreltrica do Vale do So Francisco (1945). Em 1938, criou o IBGE (Instituto brasileiro de Geografia e estatstica). Em 1950, Vargas voltou ao poder atravs de eleies democrticas. Neste governo continuou com uma poltica nacionalista. Criou a campanha do "Petrleo Nosso" que resultaria na criao da Petrobrs.

y

y

y

Censura aos meios de comunicao (rdios, revistas e jornais) e s manifestaes artsticas como, por exemplo, teatro, cinema e msica; Represso s manifestaes polticas e sociais (protestos, greves, passeatas); Controle dos sindicatos; Criao de um nova moeda, o cruzeiro;

O Suicdio.y

Em agosto de 1954, Vargas suicidou-se no Palcio do Catete com um tiro no peito. Deixou uma carta testamento com uma frase que entrou para a histria : "Deixo a vida para entrar na Histria." At hoje o suicdio de Vargas gera polmicas. O que sabemos que seus ltimos dias de governo foram marcados por forte presso poltica por parte da imprensa e dos militares. A situao econmica do pas no era positiva o que gerava muito descontentamento entre a populao.

y

y

O governo de Vargas, durante o Estado Novo, apresentou pontos positivos e negativos para o pas. O estado novo tambm significou a falta de democracia, censura e aplicao de um regime de carter populista. Mas, embora tenha sido um ditador e governado com medidas controladoras e populistas, Vargas foi um presidente marcado pelo investimento no Brasil. Alm de criar obras de infra-estrutura e desenvolver o parque industrial brasileiro, tomou medidas favorveis aos trabalhadores. Foi na rea do trabalho que deixou sua marca registrada. Sua poltica econmica gerou empregos no Brasil e suas medidas na rea do trabalho favoreceram os trabalhadores brasileiros.

O Fim do Estado NovoA guerra dos aliados contra o nazi-fascismo na Europa foi aproveitada a pelos grupos liberais brasileiros para combater o fascismo interno do prprio estado novo. Consciente do perigo, Vargas procurou liderar uma abertura democrtica: fixou prazo para a prxima eleio presidencial, concedeu anistia ampla a todos os condenados polticos. As eleies realizaram-se na data prevista, com a vitria de Eurico Gaspar Dutra. Vargas perdeu o poder, pois a oposio aproveitou o fim das ditaduras de Hitler e Mussuline. Getlio foi deposto.

Juscelino Kubitschek (JK)y

Juscelino Kubitschek de Oliveira foi eleito presidente do Brasil nas eleies de 1955 (eleito com 33,8% dos votos) tendo Joo Goulart (Jango) como vice-presidente. Assumiu o governo no dia 31 de janeiro de 1956, ficando no poder at 31 de janeiro de 1961, quando passou o cargo para Jnio Quadros.

3 de Maio de 1993y

Carlota Pereira de Queirs eleita a primeira deputada federal do Brasil, a nica mulher na Assemblia Constituinte.

No comeo de seu governo, JK apresentou ao povo brasileiro o seu Plano de Metas, cujo lema era cinqenta anos em cinco. Pretendia desenvolver o pas cinqenta anos em apenas cinco de governo. O plano consistia no investimento em reas prioritrias para o desenvolvimento econmico, principalmente, infra-estrutura (rodovias, hidreltricas, aeroportos) e indstria. Foi na rea do desenvolvimento industrial que JK teve maior xito. Abrindo a economia para o capital internacional, atraiu o investimento de grandes empresas. Foi no governo JK que entraram no pas grandes montadoras de automveis como, por exemplo, Ford, Volkswagen, Willys e GM (General Motors). A grande obra de JK foi a construo de Braslia, a nova capital do Brasil. Com a transferncia da capital do Rio de Janeiro para Braslia, JK pretendia desenvolver a regio central do pas e afastar o centro das decises polticas de uma regio

y

y

A poltica econmica desenvolvimentista de Juscelino apresentou pontos positivos e negativos para o nosso pas. A entrada de multinacionais gerou empregos, porm, deixou nosso pas mais dependente do capital externo. O pas ganhou uma nova capital, porm a dvida externa, contrada para esta obra, aumentou significativamente.

A Morte.y

y

y

No final da tarde de 22 de agosto a poucos dias de completar 74 anos, o ex-presidente havia morrido, s 17h55, num acidente no quilmetro 165 da via Dutra, quando viajava de So Paulo para o Rio de Janeiro. Segundo o inqurito policial, o Chevrolet Opala 1970 foi atingido, por trs, por um nibus. Desgovernado, atravessou o canteiro central e, na outra pista, foi apanhado, de frente, por uma carreta. Dvidas surgidas naquela tarde nunca foram esclarecidas. Poderia tratar-se no de acidente, mas de atentado. O caso foi reaberto quase vinte anos depois, sem que nenhuma evidncia disso tenha sido encontrada. Embora no haja provas, h quem sustente que JK, morto poucos dias antes de Letelier, e Joo Goulart, alguns meses depois, teriam sido, como ele, vtimas da Operao Condor. "Democracia neste pas, s depois de minha morte", dissera JK ao deputado Carlos Murilo.

50 anos de Brasliay

A capital da Repblica Federativa do Brasil, recentemente celebra recentemente celebrou seus 50 anos de inaugurao. Cerca de 200 mil pessoas estiveram na Esplanada dos Ministrios participando das comemoraes (Abril de 2010,15:11).

Primeiros Projetos (1958)

y

Primeiro Cruzamento de Braslia (1957)

Primeiros Traos

Primeira vez num Mapa

www.brasilia50anos.com. br/

Obrigado pela ateno.