populacao - aula 01

Download Populacao - Aula 01

Post on 25-Jul-2015

264 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Populao

PopulaoO senhor... Mire, veja: o mais importante e bonito, do mundo, isto: que as pessoas no esto sempre iguais, ainda no foram terminadas mas que elas vo sempre mudando. Afinam ou desafinam, verdade maior. o que a vida me ensinou. Isso que me alegra monto. Joo Guimares Rosa

Demografia Cincia que tem por finalidade o estudo de populaes humanas, enfocando aspectos tais como sua evoluo no tempo, seu tamanho, sua distribuio espacial, sua composio e caractersticas gerais. Uma preocupao fundamental no estudo das populaes humanas com o seu tamanho em determinado momento e com os possveis fenmenos que determinam ou afetam esse tamanho, tais como os nascimentos, os bitos e fenmenos migratrios. Czar Augusto CerqueiraPopulao Mundial

Elevadas taxas de natalidade e mortalidade, e baixa expectativa de vidaElevadas taxas de natalidade e baixas taxas de mortalidade, resultando em aumento populacionalBaixas taxas de natalidade e mortalidade, resultando em estagnao do crescimento populacionalTeorias DemogrficasMalthusianaThomas Robert Malthus (1766-1834)

Em 1798 publicou seu Ensaio sobre a populao.Populao cresceria em progresso geomtrica (2, 4, 6, 8, 16, 32...)Produo de alimentos cresceria em progresso aritmtica ( 2, 4, 6, 8, 10..)

Malthus concluiu que o ritmo de crescimento populacional seria mais acelerado que o da produo de alimentos. A consequncia disso seria a falta de alimentos para abastecer as necessidades de consumo do planeta.

SOLUO:

propunha que as pessoas s tivessem filhos se possussem terras cultivveis para poder aliment-los.Malthus no previu os efeitos decorrentes da urbanizao na evoluo demogrfica e do processo tecnolgico aplicado agricultura. A produo de alimentos aumentou graas ao desenvolvimento tecnolgico. Mesmo que se considere uma rea fixa de cultivo, a produtividade (quantidade produzida por rea) tambm vem crescendo ao longo das dcadas.A populao do planeta no duplicou a cada 25 anos.

Teorias DemogrficasNEOMALTHUSIANANEOMALTHUSIANA (Ps-Guerra)Conferncia de So FranciscoO crescimento populacional o responsvel pela ocorrncia da pobreza.

Uma numerosa populao jovem, necessitaria de grandes investimentos sociais em educao e sade.

Sobrando menos recursos para indstria e agricultura.

Impedindo o desenvolvimento das atividades econmicas.

Quanto maior o nmero de habitantes de um pas, menor a renda per capta e a disponibilidade de capital a ser distribudo pelos agentes econmicos.

EXPLOSO DEMOGRAFICAPases pobres desperdiavam investimentos nos setores sociais, dinheiro que deveria ser destinado ao setor produtivo.SOLUO:O controle da natalidade nos pases pobres e emergentes mediante a disseminao de mtodos anticoncepcionais.

Poltica do Filho nico na China.

Filho extra!Em geral, o governo cobra cinco ou seis vezes. Assim, se o ganho de R$ 50 mil ao ano, ser preciso desembolsar, de uma s vez, de R$ 250 mil a R$ 300 mil. Chamada de taxa de planejamento familiar, a cobrana varia de uma regio para outra. Alm disso, em alguns locais, a segunda criana no pode estudar em colgios pblicos ou usufruir de sistemas pblicos de sade.

Fonte: Portal IG - Custos de ter dois filhos na China 11Teorias DemogrficasREFORMISTATeoria ReformistaA populao jovem numerosa, no a causa, mas consequncia dos subdesenvolvimento.

Em pases desenvolvidos, com elevado padro de vida da populao, o controle da natalidade ocorreu de maneira simultnea melhoria da qualidade de vida.

Uma populao jovem numerosa s se tornou empecilho ao desenvolvimento das atividades econmicas nos pases pobres porque no foram realizados investimentos sociais, principalmente em educao e sade.A falta de investimentos em educao gerou um imenso contingente de mo de obra sem qualificao, que continuamente ingressa no mercado de trabalho.

Essa realidade tende a rebaixar o nvel mdio de produtividade por trabalhador, assim como os salrios dos que esto empregados, e a empobrecer enormes parcelas da populao desses pases.

Mais pessoas com acesso educao e com renda significa um maior mercado consumidor, estimulando o desenvolvimento econmico.

SOLUO: Enfrentamento das questes sociais e econmicas para que a dinmica demogrfica entre em equilbrio.

Coreia do Sul

Fonte: Veja 7 lies da Coreia para o Brasil

Coreia do Sul

Fonte: Veja 7 lies da Coreia para o Brasil

CONCEITOS DEMOGRFICOSPOPULOSO (populao Absoluta )Nmero absoluto de habitantes elevado.

POVOADO (Populao Relativa)Nmero de habitantes por quilmetro quadrado.Populao / extenso territorial = densidade demogrfica

BAIRRO JAPONS COM ELEVADA DENSIDADE DEMOGRFICA

REGIO AMAZNICA COM BAIXA DENSIDADE DEMOGRFICASUPERPOVOAMENTOO conceito no se limita ao simples resultado numrico da relao entre populao absoluta e rea (densidade).

O conceito de superpovoamento relativo.

Uma rea considerada superpovoada quando ocorre um descompasso das condies socioeconmicas da populao em relao rea ocupada e aos recursos disponveis.

Blgica 338 hab./km e Japo 342 hab./km; apesar de serem densamente povoados, no so considerados pases superpovoados, suas populaes apresentam elevado nvel de desenvolvimento socioeconmico e de bem-estar social.

ndia 317 hab./km e Bangladesh 848 hab./km; so considerados superpovoados em virtude do insuficiente nvel de desenvolvimento econmico e tecnolgico de suas populaes.

Conceitos bsicos:Populao, povo e etnia.Cultura, gnero e diretos humanosFazer leitura da pgina 112; Cultura, Gnero e Direitos Humanos.24POPULAOPopulao o conjunto de todos os habitantes que residem em determinada rea.

POVO - ETNIADeterminada comunidade humana que possuam afinidades de idioma e cultura.

26

Fonte: Folha de So Paulo HISTRIASculo 18 a Crimeia foi absorvida pelo imprio russo, e a base da Frota do Mar Negro foi fundada.1853-1856 (Guerra da Crimeia) - entre a Rssia e o Imprio Otomano; precursor da Primeira Guerra.1921 povoada por trtaros adeptos do islamismo, se tornou parte da Unio Sovitica.O lder sovitico Stlin, deportou em massa o povo trtaro por supostamente colaborarem com os nazistas.1954 - Crimeia foi transferida Ucrnia, por deciso de Nikita Khurshchev (Ucraniano). CONFLITOS TNICOS: CRIMEIA

Fonte: Portal CBN CONFLITOS TNICOS: CRIMEIA IMPORTNCIA GEOPOLTICA

CONFLITOS ETNICOS NA FRICACrescimento DemogrficoCrescimento Vegetativo/Natural a diferena entre a taxa de natalidade (nascidos) e a taxa de mortalidade (bitos) verificada numa populao em um ano.

Positivo numero de nascidos maior do que o nmero de bitos.Negativo nmero de nascidos inferior ao de bitos.Neutro nmero de nascidos igual ao de bitos.CRESCIMENTO VEGETATIVO = NATALIDADE - MORTALIDADEMigraes populacionaisConceito: Deslocamento de grande nmero de pessoas.

As razes que levam as pessoas a migrar so inmeras, podendo ser determinadas por diversos fatores.FATORES ESTRUTURAIS(ex: estagnao da economia)FATORES CONJUNTURAIS, resultam de situaes circunstanciais (ex: guerras, revolues)PolticosEconmicosConflitos religiosos/etnicosNaturaisTaxa de migrao a diferena entre a entrada e a sada de pessoas da rea considerada.IMIGRAO Entrada de quem vem do exterior para fins de trabalho e/ou residncia.

EMIGRAO Sada voluntaria da ptria de maneira temporria ou permanente, por motivos polticos, econmicos ou religiosos.

Aumento do Fluxo de imigrantes haitianos no BrasilMigrao PendularFenmeno no qual pessoas saem de suas cidades (cidade dormitrio) para cumprir jornada de trabalho em outra cidade.

Taxa de natalidade(N de pessoas que nascem por 1000 habitantes durante 1 ano)

Taxa de fecundidadeConsiste em uma estimativa do nmero mdio de filho que uma mulher teria dentro do perodo frtil.

Razes:

Mudana no papel da mulher na sociedade.

Elevados custos de criao dos filhos.Taxa de fecundidade Mundial

Taxa de mortalidade a relao entre o nmero de bitos ocorridos em um ano e o nmero de habitantes.Obtemos esta taxa tomando os bitos ocorridos durante um ano, multiplicando-os por 1.000 e dividindo o resultado pela populao absoluta.

(N de pessoas que morrem por 1000 habitantes durante 1 ano)

Taxa de mortalidade infantil nmero de crianas que morrem antes de completar o primeiro ano de vida.

Expectativa de Vida

(Quantos anos, em mdia, espera-se que viva um recm-nascido)Taxa de mortalidade infantilCorresponde ao risco de um nascido vivo vir a falecer antes de completar 1 ano de idade. Usualmente, esta taxa calculada como a relao entre os bitos de menores de 1 ano ocorridos durante um ano e o nmero de nascimentos do mesmo ano.

O PLIDO PONTO AZUL