pol­tica de inova§£o if farroupilha - santa maria 10-07-2014

Download Pol­tica de Inova§£o IF Farroupilha - Santa Maria 10-07-2014

Post on 18-Nov-2014

254 views

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Política de Inovação na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica

TRANSCRIPT

  • 1. POLTICADE INOVAO NA REDE FEDERAL SETEC/MEC Nilton Nlio Cometti Santa Maria - RS, 10 de julho de 2014
  • 2. Evoluo da quantidade de publicaes do tipo Article originadas no Brasil e cadastradas no Science Citation Index do ISI. Fonte: Cincia, Tecnologia e Inovao no Brasil: desafios para o perodo 2011 a 2015. Carlos Henrique de Brito Cruz, Junho 2010.
  • 3. Fonte: Cincia, Tecnologia e Inovao no Brasil: desafios para o perodo 2011 a 2015. Carlos Henrique de Brito Cruz, Junho 2010. Evoluo na quantidade de doutores formados anualmente.
  • 4. Evoluo na quantidade de patentes concedidas no Escritrio de Patentes dos EUA Coria, Espanha, India e Brasil. Fonte: Cincia, Tecnologia e Inovao no Brasil: desafios para o perodo 2011 a 2015. Carlos Henrique de Brito Cruz, Junho 2010.
  • 5. Produtividade na sia (mdia simples) Produtividade no Brasil (mdia simples) Elevar produtividade: desafio central da economia
  • 6. Investimento empresarial em inovao Aumentar investimento em inovao para diminuir a distncia entre o Brasil e os pases que atuam na fronteira tecnolgica
  • 7. Gastos com atividades inovativas por setor industrial 0% 20% 40% 60% 80% 100% alimentos bebidas fumo txteis couro e calados mveis Refino de petrleo (2001) produtos qumicos P&D interna mq e equip Outros Paulo Tigre, Gesto da Inovao. Ed.Elsevier, 2006
  • 8. Defasagem Tecnolgica Aquisio de robs industriais em 2013 China: 37.000 Coria do Sul: 21.000 Brasil: 1.300 Idade mdia de equipamento industrial Alemanha: 5 anos Estados Unidos: 7 anos Brasil: 17 anos Fonte: Revista Exame /jul-2014
  • 9. Tempo Preohistricorelativo Importados de alta tecnologia Commodities exportadas Dficit Dficit na balana comercial brasileira
  • 10. Produtos da indstria de transformao por intensidade tecnolgica balana comercial
  • 11. PLANO INOVA EMPRESA PLANO BRASIL MAIOR Estratgia Nacional de Cincia, Tecnologia e Inovao (ENCTI) Investimentos em PD&I Formao de recursos humanos e com Foco em inovao reas estratgicas nas Sustentar o crescimento econmico Ganhar competitividade para e EMBRAPII POLTICA DE INOVAO DO GOVERNO FEDERAL EMBRAPA
  • 12. Instituto Federal Rede Federal PLANO INOVA EMPRESA PLANO BRASIL MAIOR Estratgia Nacional de CT&I Polo de Inovao Apoio a grupos de PD&I Fomento a Mestrados Profissionais Formao de servidores EMBRAPII Aes para Inovao na Rede Federal articuladas com a Poltica Nacional de Inovao EMBRAPA Aes articuladas com Embrapa
  • 13. Pesquisa, Desenvolvimento e Inovao (PD&I ) nos Institutos Federais PESQUISA Pesquisa bsica conduzida por instituies de pesquisa e indstria DESENVOLVIMENTO Pesquisa aplicada Prottipo/simulao Anlises e ensaios INOVAO Novos produtos Start-up, spinoff Expanso de negcios Novas polticas Atualizao do currculo dos cursos Publicaes Patentes Licenas Produtos e/ou processos Apropriao de tecnologia ATIVIDADEECONMICA Aumento da competitividade Formao de recursos humanos Novas tecnologias Novos produtos, processos e servios Polos de Inovao = Laranja IMPACTOSRESULTADOSPD&I
  • 14. Fonte: Livro- O quadrante de Pasteur Adaptado por Labiak Jr., S.
  • 15. Fonte: Livro- O quadrante de Pasteur Adaptado por Labiak Jr., S.
  • 16. Poltica de Inovao - Exemplodo Canad
  • 17. INSTITUIO DE PESQUISA EMPRESA Como ocorre a inovao tecnolgica? Pesquisa bsica Pesquisa aplicada Desenvolvimento tecnolgico Inovao tecnolgica MARKET PULL SCIENCE PUSH Demanda do mercado Pesquisa aplicada Adaptado de: Dlcio Roberto dos Reis, Gesto da inovao tecnolgica, Ed. Manole, p. 57
  • 18. INSTITUIO DE PESQUISA EMPRESA Pesquisa bsica Pesquisa aplicada Desenvolvimento tecnolgico Inovao tecnolgica MARKET PULL SCIENCE PUSH Demanda do mercado Adaptado de: Dlcio Roberto dos Reis, Gesto da inovao tecnolgica, Ed. Manole, p. 57 Como ocorre a inovao tecnolgica?
  • 19. Grfico de Patentes de Altshuller CONHECIMENTO NATUREZADA INOVAO Problemas rotineiros de projeto (resolvidos com o conhecimento da especialidade) Pequenas melhorias em sistemas existentes (usa o conhecimento de dentro da empresa) Melhorias fundamentais no sistema existente (usa o conhecimento de dentro e de fora da empresa) Novas invenes (usa o conhecimento sobre uma dada tecnologia) 1% Descobertas raras (usa o conhecimento cientfico) 50% 25% 15% 9% Adaptado de Roberto Nicolsky, abril de 2011 RADICALINCREMENTAL NATUREZADAINOVAO
  • 20. Exemplo: modelode inovaono Instituto Fraunhofer* ICTs realizam pesquisa de excelncia Institutos Fraunhofer cobrem a lacuna de inovao com pesquisa e desenvolvimento tecnolgico Empresas inovadoras criam novos produtos Ciclo de inovaoCiclo de pesquisa Demandas da sociedade como mercado de futuro - preparo para a competio global Desenvolvimento de LEDs eficientes Inovao: criao do LED branco pela combinao da luz azul e amarela Comercializao de lmpadas com o LED branco pela OSRAM Intensa interao com a sociedade Fonte: http://www.fraunhofer.de/ *Maior Instituto de Pesquisa da Europa com 66 unidades na Alemanha.
  • 21. Pesquisa transformar dinheiroem conhecimento. Inovao transformar conhecimento em dinheiro. SilvioCrestana,SNCT,2011
  • 22. Cultura acadmica Cultura de desenvolvimento tecnolgico e inovao Resistncia em se relacionar com as empresas Atuao em inovao incremental Indicadores de pesquisa baseados em publicaes Indicadores de produo tecnolgica e captao de recursos empresariais Cultura de Science push Cultura de Market pull Desafios para a Inovao nos InstitutosFederais Desafio O que alcanar Recursos de origem prioritariamente de agncias de fomento Recursos de origem compartilhada para P&D Atuao baseada em inventos P&D na soluo de problemas das empresas
  • 23. CONCEPO Poltica de Inovao da SETEC/MEC Cadeia produtiva Demanda de PD&I Instituio Parceira Atuao em rede Captao de recursos de parceiros empresariais Nmero de instituies parceiras Retorno da empresa para novo projeto Produtos e servios tcnicos e tecnolgicos Professores e estudantes envolvidos em pesquisa aplicada Aumento da competitividade Indicadores de desempenho Polo de Inovao Mestrado Profissional Grupo de PD&I
  • 24. Aes Integradas Inovao Consultoria APCN MF Rede IFs (CETREDE/IFCE) 2014 Estgio Fachhochschule para MF em Rede 2014 Projeto Piloto MF em Rede (CAPES) 2014 Mestrado Profissional Edital 94 SETEC (CNPQ) Pesquisa Aplicada R$ 20 Milhes Out 2013 Edital Polo de Inovao (EMBRAPII) 5 Polos Ago 2014 Edital 17SETEC (CNPQ) Pesquisa Aplicada R$ 40 Milhes Jul 2014 Apoioa gruposPD&I Estgio PDI Canad 3 Meses (CAPES) 43 Pessoas Dez 2013 Estgio PDI Finlndia 5 Meses (CNPQ) 60 Pessoas Ago 2014 Estgio PDI Canad 3 Meses (CAPES) 120 Pessoas Ago 2014 Qualificao
  • 25. Agenda CAPES 1 - MESTRADO PROFISSIONAL EM REDE 2 - ESTGIO EM PD&I NOS COLLEGES CANADENSES 3 - QUALIFICAO EM NVEL DE MESTRADO 5 - MY ENGLISH ONLINE
  • 26. Diagnstico de grupos com potencial de submeter propostas de Mestrado Profissionalem PD&I http://formulario.ifsc.edu.br/limesurveypesquisa/index.php?sid=38785&lang=pt-BR
  • 27. IF/rea Critrios atendidosN. Dr. N. ps Latu senso Artigo/ Pesqui- sador Prod tecnol. tecnolgico/ pesquisador Extenso, tecnol- gica Recurso agncias de fomento Projeto/ Pesqui- sador Recursos de parceiros empresariais Recurso total com parceria Associaes, cooperativas, incubadoras Contratos de transferncia de tecnologia 1IFSC-Engenharia Eletrnica 11 x x x x x x x x x x 2IFSULDEMINAS-Cafeicultura 11 x x x x x x x x x x 3IFCE-Processamento de energia 10 x x x x x x x x x 4IFSULDEMINAS-APL de Agricultura Familiar 9 x x x x x x x x 5IFSULDEMINAS-Alimentos (Agroindustrializao) 9 x x x x x x x x 6IFGoiano-Alimentos 9 x x x x x x x x x 7 IFSC-Planejamento, Regulao, Comercializao e Produo de Energia 9 x x x x x x x x 8IFCE-Tecnologia