planos e eixos

Download Planos e eixos

Post on 24-Jul-2015

534 views

Category:

Health & Medicine

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

PLANOS E EIXOS Existe uma posio padro convencional denominadaposio fundamental de descrio anatmica.

O animal deve se encontrar com os quatro membros estendidos e apoiados no piso, o pescoo encurvado para cima, formando um ngulo de 145 com o dorso e a cabea, e o olhar dirigido para frente (Figura 01).

FONTE: NEVES, M. T. D. et al.Anatomia Veterinria: Princpios Gerais em Anatomia Animal, Cadernos Didticos. Cod. 76, Viosa: Editora UFV, 2000.

necessrio dividir o corpo dos animais quadrpedes em cinco partes, para efeitos de descrio:

1.Cabea (Crnio e Face) 2.Pescoo 3.Tronco (Trax, Abdome e Pelve) 4.Cauda 5.Membros (Torcicos e Plvicos)

Cada membro possui uma raize uma parte livre:

- Membros torcicos Raiz:cintura escapular Parte livre: brao,antebraoemo.

- Membros plvicos Raiz:cintura plvica Parte livre:coxa,pernaep

___________________________________________________________________________

Planos de Delimitao e SecoO corpo animal pode ser delimitado no espao por seis planos, criando uma figura geomtrica em forma de paraleleppedo.

Planos de delimitao do corpo animal (Figura 02).

1. Plano dorsal2. Plano ventral3. Plano cranial4. Plano caudal5. Planos laterais (direito e esquerdo)

FONTE: NEVES, M. T. D. et al.Anatomia Veterinria: Princpios Gerais em Anatomia Animal, Cadernos Didticos. Cod. 76, Viosa: Editora UFV, 2000.

_____________________________________________________________________________

EIXOS

Existem trs eixos formados por linhas imaginrias, para a posio dos rgos no corpo (Figura 03).

1. Eixo crniocaudal (Figura 3-A) 2. Eixo dorsoventral (Figura 3-B) 3. Eixo laterolateral (Figura 3-C)

FONTE: NEVES, M. T. D. et al.Anatomia Veterinria: Princpios Gerais em Anatomia Animal, Cadernos Didticos. Cod. 76, Viosa: Editora UFV, 2000.

____________________________________________________________________________

Planos Indicativos de Posio e Direo ou Planos de Diviso

Planos sagitaisSo planos LateraisDivide o corpo do animal emantmerosdireito e esquerdo.

FONTE: NEVES, M. T. D. et al.Anatomia Veterinria: Princpios Gerais em Anatomia Animal, Cadernos Didticos. Cod. 76, Viosa: Editora UFV, 2000.Planos transversaisSo planos VerticaisDivide o corpo do animal emmetmeros.

FONTE: NEVES, M. T. D. et al.Anatomia Veterinria: Princpios Gerais em Anatomia Animal, Cadernos Didticos. Cod. 76, Viosa: Editora UFV, 2000.

Planos frontaisSo planos VerticaisDivide o corpo do animal empaqumerosdorsal e ventral.

FONTE: NEVES, M. T. D. et al.Anatomia Veterinria: Princpios Gerais em Anatomia Animal, Cadernos Didticos. Cod. 76, Viosa: Editora UFV, 2000.

A - Plano sagital mediano

B - Plano transversal

C - Plano frontal

FONTE: NEVES, M. T. D. et al.Anatomia Veterinria: Princpios Gerais em Anatomia Animal, Cadernos Didticos. Cod. 76, Viosa: Editora UFV, 2000.

_________________________________________________________________

Termos indicativos de posio e direo

Lateral e medial

Um rgo lateral quando est voltado para o plano lateral, em relao a outro que est voltado para o plano sagital mediano(Figura 01).

Intermdio e mediano

Intermedirio designa uma posio intermediria entre uma posio lateral e outra medial. As estruturas que esto localizadas no plano no plano sagital mediano tm uma situao mediana(Figura 01).

Figura 01: Corte transversal da regio torcica.

Cranial, caudal e mdio

Uma estrutura tem posio cranial em relao outra (que caudal) quando a sua localizao est mais prxima do plano cranial (que a outra prxima ao plano caudal). Qualquer rgo situado entre dois outros rgos com posies cranial e caudal estar ocupando uma posio mdia

Dorsal, ventral e mdio

A margem de uma estrutura voltada para o plano dorsal ser denominada dorsal em relao oposta, voltada para o plano ventral, que ser denominada margem ventral. Do mesmo modo, ser denominada mdia uma estrutura relacionada com outras duas, dorsal e ventral.

Proximal, distal e mdio

Estes termos so utilizados para os membros ou rgos que possuem raiz ou origem definitiva e uma parte livre ou distante da origem (orelha, cauda, pnis, vasos, nervo, etc.), conforme a localizao da parte considerada. Caso ela se encontre perto da raiz, ser proximal em relao outra que se encontra mais afastada da mesma, que ser distal. Do mesmo modo, uma estrutura que se encontre entre uma distal e outra proximal ser chamada de mdia (Figuras 02 e 03).

Figura 02: Imagem de um quadrpede indicando as regies proximal, mdia e distal dos membros torcicos e plvicos em relao a suas razes cintura escapular e plvica, respectivamente.

Figura 03: Fotografia indicando as falanges proximal, mdia e distal de um equno (Laboratrio de Anatomia - Medicina Veterinria - UFV).

Interno e externo

So termos indicativos da parte voltada para o interior ou exterior de uma cavidade (faces, interna e externa, de uma costela ou da parte do estmago, por exemplo).

Axial e abaxial

Estes termos so utilizados para os biungulados (possuem nmero par de dedos). A face do dedo que estiver voltada para o eixo de sustentao do membro (eixo imaginrio que passa entre o 3 e 4 dedos) ser axial, em contraposio que estiver afastada deste eixo, que ser abaxial (Figura 04).

Figura 04: Fotografia indicando as faces axial e abaxial dos dedos de um bovino (Laboratrio de Anatomia - Medicina Veterinria - UFV).

Rostral

Termo utilizado para designar posio e direo de estruturas localizadas na cabea, em substituio ao termo cranial.

Superior e inferior

Na anatomia animal, so termos utilizados apenas para plpebras, lbios e arcada dentria.

Palmar e plantar

Quando se refere a por co dos membros a partir do carpo e tarso, suas faces devem ser denominadas palmar e plantar, respectivamente, em substituio do termo caudal; e dorsal em substituio ao termo cranial (Figura 05).

Figura 05: Imagem de um quadrpede indicando as regies dorsal/palmar, dorsal/plantar e cranial e caudal.

Superficial, profundo e mdio

So termos aplicados as camadas ou estratos do corpo, das paredes das vsceras ocas ou dos vasos, sendo uma camada situada entre uma superficial e outra profunda chamada de mdia (Figura 06).

Figura 06: Corte transversal de uma vasos sanguneos.