Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável

Download Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável

Post on 12-Mar-2016

214 views

Category:

Documents

2 download

DESCRIPTION

Quando pensamos em desenvolvimento rural geralmente associamos imediatamente a idia de aumento de produo agrcola. Entretanto, o meio rural possui mais elementos do que a produo rural. Aspectos como educao, cultura, lazer, formas de organizao social, entre outros, assumem caractersticas especficas neste meio em comparao com a realidade urbana. De fato, mesmo a questo econmica no est reduzida unicamente produo agrcola atividades como artesanato e o turismo passam a ocupar espaos cada vez mais importantes em diversas comunidades rurais no Brasil.

TRANSCRIPT

<ul><li><p>Plano Territorial de Desenvolvim</p><p>ento Rural Sustentvel Territrio da Cidadania Portal da Am</p><p>aznia | </p><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania </p><p>Portal da Amaznia</p></li><li><p>CEAAFDezembro/2010</p><p>Alta Floresta - MT</p><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania </p><p>Portal da Amaznia</p></li><li><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritorio da Cidadania Portal da AmazniaAlta Floresta, Mato GrossoConselho Executivo de Aes da Agricultura Familiar, 2010.46 p.: 19,2 x30 cm.</p><p>ISBN : 000 0 00000 000 01. desenvolvimento territorial sustentvel 2. agricultura familiar</p><p>Crditos oficiais</p><p>PRESIDENTE DA REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASILLuiz Incio Lula da Silva</p><p>MINISTRO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO AGRRIOGuilherme Cassel</p><p>SECRETRIO DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIALHumberto Oliveira</p><p>DIRETORA GERAL DE AES DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIALFernanda Costa Corezola</p><p>Elaborao</p><p>CEAAF Portal da Amaznia</p><p>RealizaoInstituto Ouro Verde - IOV</p><p>Consultores para qualificao do PTDRSAlexandre de Azevedo OlivalAndrezza Alves Spexoto</p><p>Capa e layoutRicardo Luciano</p><p>ApoioMinistrio do Desenvolvimento AgrrioSecretaria de Desenvolvimento Territorial</p><p>Impresso no Brasil. Nenhuma parte deste livro pode ser reproduzida ou utilizada por qualquer meio sem prvia autorizao por escrito dos autores.</p><p>Todos os direitos reservados. </p></li><li><p>INTRODUO: O QUE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL? </p><p>1. O QUE O PLANO TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTVEL? </p><p>2. ELEMENTOS DE IDENTIDADE DO TERRITRIO PORTAL DA AMAZNIA</p><p>3. O PORTAL DA AMAZNIA QUE QUEREMOS</p><p>4. EIXOS DE AO</p><p>5. PROGRAMAS E PROJETOS PRIORITRIOS</p><p>6. ESTRATGIAS DE GESTO DO PTDRS</p><p>2.1 Aspectos histricos do Portal da Amaznia2.2 A populao no Portal da Amaznia2.3 Servios sociais no Portal da Amaznia 2.3.1 Educao 2.3.2 Sade2.4 Cultura2.5 Aspectos econmicos 2.5.1 Atividades econmicas 2.5.2 Estrutura agrria 2.5.3 Caractersticas da Produo Agropecuria no Portal da Amaznia 2.5.4 Caractersticas da Agricultura Familiar no Portal da Amaxnia2.6 Ambiente Institucional no Portal da Amaznia</p><p>4.1 Aes fundirias4.2 Direitos e desenvolvimento social4.3 Educao e cultura4.4 Infra-estrutura4.5 Organizao sustentvel da produo4.6 Sade, saneamento e acesso a gua4.7 Gesto territorial</p><p>NDICE06</p><p>09</p><p>11</p><p>29</p><p>41</p><p>43</p><p>30</p><p>111214141618192021222426</p><p>30323335373839</p></li><li><p>Quando pensamos em desenvolvimento rural geralmente associamos imediatamente a idia de aumento de produo agrcola. Entretanto, o meio rural possui mais elementos do que a produo rural. Aspectos como educao, cultura, lazer, formas de organizao social, entre outros, assumem caractersticas especficas neste meio em comparao com a realidade urbana. De fato, mesmo a questo econmica no est reduzida unicamente produo agrcola atividades como artesanato e o turismo passam a ocupar espaos cada vez mais importantes em diversas comunidades rurais no Brasil. </p><p> justamente por possuir caractersticas especficas que o meio rural brasileiro, inclusive no Portal da Amaznia (Figura 01), possui demandas particulares. Problemas tradicionais enfrentados pela sociedade brasileira como a educao e a sade assumem uma dimenso muito mais significativa no meio rural. Alm disso, problemas de infra-estrutura, como estradas, luz eltrica e o abastecimento de gua so questes estruturantes limitantes para qualidade de vida no meio rural.</p><p>Entretanto, pensar o meio rural de forma isolada ao meio urbano </p><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia06</p><p>Introduo: O QUE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL?</p><p>tambm tem se mostrado um erro comum. Isto porqu campo e cidade vivem em sintonia, em um processo de inter-relao impossvel de ser quebrado. Nos municpios do Portal da Amaznia, nos quais grande parte da populao est nas reas rurais, esta relao ainda mais forte. </p><p>Estes aspectos mencionados nos remetem a noo no mais de desenvolvimento rural. O desenvolvimento precisa ser compreendido de forma ampla, envolvendo cidade e campo, ao mesmo tempo em que precisa de sensibilidade para tratar as questes especficas de cada realidade. A pergunta que se coloca agora : quem seria o agente indutor deste processo de desenvolvimento? </p><p>O Estado, nos seus diferentes nveis, tem se mostrado incapaz de conduzir sozinho este processo. E no se trata apenas das carncias de meios tcnicos, recursos humanos ou financeiros. De fato, devemos reconhecer que, depois de sculos de regimes autoritrios, nem a sociedade, nem as escalas de governo esto acostumadas prtica da consertao, ou seja, de processos participativos que tenham por objetivo formar consensos condio necessria (mas no suficiente) para que as polticas pblicas sejam bem sucedidas.</p></li><li><p> neste momento que surge a importncia da sociedade civil e suas diferentes formas de organizao ou representao. Somente atravs do envolvimento dos moradores que poderemos construir novas propostas de desenvolvimento, propostas estas que de fato sejam o reflexo das carncias e das potencialidades de cada espao. Alm disso, para que esta construo seja de fato inovadora, necessrio garantir condies de envolvimento dos mais diferentes atores sociais, especialmente dos segmentos majoritrios que quase sempre so excludos deste processo pelas elites locais.</p><p>Podemos ainda associar a idia de desenvolvimento ao conceito de territrio, entendido como um espao no qual as pessoas se identificam, no qual existe elementos que tornam este espao diferente dos demais. O Portal da Amaznia pode ser encarado como um territrio na medida em que nesta regio existe uma identidade em comum. Nos vemos como uma regio especfica, com uma histria, com aspectos ambientais e sociais similares e com limitaes tambm em comum. Desta forma, o territrio, devido justamente a esta proximidade das pessoas, passa a ser um espao mais adequado para pensar o desenvolvimento, por permitir aes inovadoras que apenas os municpios no possuem </p><p>capacidade de operacionalizar e por estar aberto as particularidades de cada regio. A Figura 01 apresenta o mapa do territrio Portal da Amaznia, destacando todos os municpios que o compem. </p><p>Assim, podemos assumir como o nosso conceito de desenvolvimento territorial, o processo de fortalecimento das formas de organizao social, assumindo seu papel na transformao da realidade (SOCIAL); tendo clara noo das fragilidades, das potencialidades e dos efeitos da ao humana sobre o meio ambiente (AMBIENTAL), construindo assim alternativas econmicas condizentes com estes limites e o potencial de crescimento econmico, bem como o impacto na sociedade e no ambiente, reavaliando os nveis de consumo pessoais e da sociedade (ECONMICO), estando estas aes baseadas nos valores e na diversidade existente dentro do territrio (CULTURAL).</p><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia 07</p></li><li><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia08</p><p>Figura 01. Mapa do Portal</p><p>da Amaznia. </p></li><li><p>prioritrios (QUAIS OS CAMINHOS QUE DEVEMOS PERCORRER?) e o sistema de monitoramento e gesto das aes propostas (COMO SABER SE ESTAMOS NO CAMINHO CERTO?) Figura 01 (prxima pgina).</p><p>Cada parte deste documento foi construda a partir de metodologias especficas, sempre contando com a mxima participao dos moradores do Portal da Amaznia. Para a construo da viso de futuro do territrio e a identificao de eixos e programas foram feitas 16 oficinas municipais e 04 oficinas regionais, envolvendo mais de 1.000 agricultores do territrio. Os dados foram debatidos e o plano concludo em uma grande oficina territorial, envolvendo representantes do poder pblico e da sociedade civil. Esperamos que de fato possamos utilizar este instrumento como um verdadeiro referencial para a construo do nosso processo de desenvolvimento.Boa leitura!</p><p>Conselho Executivo de Aes para a Agricultura FamiliarTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia</p><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia 09</p><p>Um plano uma forma de registro de uma realidade que sempre est em movimento, de um processo rico e inesgotvel. Ao construirmos um plano, exercitamos nossa capacidade de analisar a realidade, identificar e acompanhar a sua evoluo e encontrar caminhos alternativos para a superao dos problemas. Desta forma, construir um plano nada mais que contar uma histria, partindo da realidade atual e aprofundando nos caminhos para se chegar a um futuro desejado.</p><p>O Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel (PTDRS) Portal da Amaznia representa o resultado de todo o processo de planejamento do desenvolvimento realizado pelos mais diferentes segmentos representativos da agricultura familiar em nossa regio. Neste plano, ns contamos nossa histria, sonhamos com um futuro melhor e apresentamos nossas estratgias para alcanar este futuro. Assim, no se trata somente de um documento escrito. Trata-se de um instrumento de transformao social, que deve ser utilizado tanto pelos rgos do poder pblico quanto pelas organizaes da sociedade civil como referncia para suas aes.</p><p>O PTDRS est estruturado em 04 partes fundamentais: a caracterizao do territrio (ONDE ESTAMOS?); como imaginamos nosso futuro (PARA ONDE QUEREMOS IR?); os eixos aglutinadores, programas e projetos </p><p>O QUE O DE DESENVOLVIMENTO RURAL</p><p>PLANO TERRITORIALSUSTENTVEL?</p><p>Planejamento de longo prazo no lidar com decises futuras, mas com o futuro </p><p>de decises presentes. </p></li><li><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia10</p><p>POPULAO DO PORTAL DA AMAZNIA</p><p>PARA ONDE QUEREMOS IR?Viso de futuro do Territrio Portal da Amaznia</p><p>EIXOS AGLUTINADORES</p><p>Situao atualespecfica de </p><p>cada eixo</p><p>Objetivos e Metas</p><p>especficas</p><p>ONDE ESTAMOS?Elementos de identidade do Territrio Portal da Amaznia</p><p>PROGRAMAS E LINHAS DE AO</p><p>PROJETOS</p><p>Figura 02. Esquematizao do Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel (PTDRS)</p></li><li><p>11Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel</p><p>Territrio da Cidadania Portal da Amaznia</p><p>Neste captulo, apresentamos os elementos que nos tornam particulares, que nos tornam diferentes dos demais territrios do Brasil. Faremos uma discusso sobre a realidade do Portal da Amaznia, de como fomos construindo nossa histria e como acertamos e tambm erramos neste processo. </p><p>2.1 Aspectos histricos do Portal da Amaznia</p><p>O territrio do Portal da Amaznia localiza-se no extremo norte do Estado de Mato Grosso. Trata-se de uma regio localizada em pleno arco do desmatamento da floresta amaznica, na qual os conflitos socioambientais ocasionados pelo avano da fronteira agrcola esto ainda muito presentes.</p><p>Os primeiros moradores da regio so povos indgenas de diferentes etnias, como os apiaks, mandurukus, kayabis, rikbatsa e kreen-aka-ror. Com o chamado processo de colonizao, ocorrido a partir da dcada de 70, os ndios, alguns de forma pacfica outros como resultado de conflitos armados, foram transferidos para reas demarcadas no municpio de Juara e para o Parque Nacional do Xingu, onde tentam ainda hoje reestruturar-se.</p><p>Os municpios do territrio tm sua origem em projetos de colonizao privados ou projetos de assentamentos para a reforma agrria. Esta forma de colonizao foi amplamente estimulada por programas governamentais durante a dcada</p><p>ELEMENTOS DE DO TERRITRIO </p><p>IDENTIDADEPORTAL DA AMAZNIA</p><p>de 70, atravs de emprstimos com juros baixos para as empresas adquirirem os terrenos na regio e reduo dos valores das taxas sobre os seus lucros. Era a chamada poltica de integrar para no entregar. A populao que chegava regio era proveniente tanto de reas de tenso agrria, principalmente do Paran e Rio Grande do Sul, como moradores de reas que foram demarcadas para ndios e regies alagadas por hidroeltricas.</p><p>A imagem vendida tanto pelas empresas colonizadoras quanto pelos projetos de assentamentos era de uma regio extremamente frtil, onde era possvel produzir tudo a um baixo custo. No entanto, a idia deste Eldorado Verde rapidamente se mostrou equivocada em muitas localidades dentro do territrio. Prticas agrcolas no adaptadas ao clima da regio, no qual metade do ano marcada por fortes chuvas, e dificuldades de comercializao da produo fizeram com que muitos projetos, tanto pblicos quanto privados, no tivessem o resultado esperado. </p><p>Talvez o fato mais marcante para a regio tenha sido a entrada do garimpo nos municpios. Com a descoberta do ouro houve intensa migrao de pessoas para o Norte de Mato Grosso. Entretanto, com o fim do garimpo estes novos moradores, em grande parte oriundos do NE, se estabeleceram como agricultores ou como mo de obra barata para as indstrias de madeira em todo o territrio. De fato, a exploso demogrfica vivenciada, acompanhada da violncia, problemas de habitao e sade, interferiu sobremaneira o </p></li><li><p>300.000250.000200.000150.000100.00050.000</p><p>020001996 2007</p><p>Portal da Amaznia Brasil (x1.000)Mato Grosso (x10)</p><p>Grfico 01.Populao total do Portal da Amaznia,do estado do Mato Grosso e do Brasilnos anos de 1996a 2007. Fonte: IBGE, 2007.</p><p>A reduo no aumento populacional no ocorreu de forma homognea em todo o territrio. De fato, observa-se a diminuio especificamente da populao rural neste perodo uma vez que a populao considerada urbana aumentou, elevando a taxa de urbanizao do territrio de 58% para 62% (de 1997 a 2000). Assim, observa-se a mesma tendncia das demais regies brasileiras, com reduo das populaes que habitam as reas rurais. Destaca-se ainda a diminuio do fluxo migratrio de outras regies do Brasil para os municpios do Portal e a intensificao das migraes dentro do territrio.Apesar da reduo na populao rural, o Portal da Amaznia ainda caracteriza-se pela forte presena desta populao. Considerando o critrio de densidade </p><p>desenvolvimento da regio. Atualmente muitos municpios tentam ainda se reerguer deste perodo. </p><p>Esta grande dificuldade inicial, no entanto, fez nascer um claro sentimento de pertencimento da populao. Atualmente, os moradores, apesar de ainda manter hbitos de sua terra natal, se enxergam como parte de uma mesma regio. O desafio neste momento superar os resqucios deste processo conturbado de desenvolvimento, em especial, conciliar o desenvolvimento com a preservao ou recuperao ambiental tendo em vista o potencial econmico ou o grande passivo que o meio ambiente pode representar. Ao mesmo tempo fundamental assumir a agricultura familiar como um valor social do territrio. O nmero de agricultores familiares no Portal e seu peso econmico so elementos que devem pesar na definio de uma nova proposta de desenvolvimento para todo o territrio.</p><p>2.2 A populao no Portal da Amaznia</p><p>O Portal da Amaznia possui cerca de 260.000 habitantes, de acordo com os dados do IBGE (2007). Entretanto, verificou-se que de 1996 a 2007 o territrio vem apresentando uma queda no seu crescimento populacional, principalmente em relao ao Estado de Mato Grosso. Enquanto em 1996 o Portal representava 10,5% da populao do estado, em 2007 o territrio respondia por 9,2% desta populao. </p><p>Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentv...</p></li></ul>

Recommended

View more >