Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

Download Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

Post on 12-Mar-2016

214 views

Category:

Documents

2 download

DESCRIPTION

Quando pensamos em desenvolvimento rural geralmente associamos imediatamente a idia de aumento de produo agrcola. Entretanto, o meio rural possui mais elementos do que a produo rural. Aspectos como educao, cultura, lazer, formas de organizao social, entre outros, assumem caractersticas especficas neste meio em comparao com a realidade urbana. De fato, mesmo a questo econmica no est reduzida unicamente produo agrcola atividades como artesanato e o turismo passam a ocupar espaos cada vez mais importantes em diversas comunidades rurais no Brasil.

TRANSCRIPT

  • Plano Territorial de Desenvolvim

    ento Rural Sustentvel Territrio da Cidadania Portal da Am

    aznia |

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania

    Portal da Amaznia

  • CEAAFDezembro/2010

    Alta Floresta - MT

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania

    Portal da Amaznia

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritorio da Cidadania Portal da AmazniaAlta Floresta, Mato GrossoConselho Executivo de Aes da Agricultura Familiar, 2010.46 p.: 19,2 x30 cm.

    ISBN : 000 0 00000 000 01. desenvolvimento territorial sustentvel 2. agricultura familiar

    Crditos oficiais

    PRESIDENTE DA REPUBLICA FEDERATIVA DO BRASILLuiz Incio Lula da Silva

    MINISTRO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO AGRRIOGuilherme Cassel

    SECRETRIO DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIALHumberto Oliveira

    DIRETORA GERAL DE AES DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIALFernanda Costa Corezola

    Elaborao

    CEAAF Portal da Amaznia

    RealizaoInstituto Ouro Verde - IOV

    Consultores para qualificao do PTDRSAlexandre de Azevedo OlivalAndrezza Alves Spexoto

    Capa e layoutRicardo Luciano

    ApoioMinistrio do Desenvolvimento AgrrioSecretaria de Desenvolvimento Territorial

    Impresso no Brasil. Nenhuma parte deste livro pode ser reproduzida ou utilizada por qualquer meio sem prvia autorizao por escrito dos autores.

    Todos os direitos reservados.

  • INTRODUO: O QUE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL?

    1. O QUE O PLANO TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTVEL?

    2. ELEMENTOS DE IDENTIDADE DO TERRITRIO PORTAL DA AMAZNIA

    3. O PORTAL DA AMAZNIA QUE QUEREMOS

    4. EIXOS DE AO

    5. PROGRAMAS E PROJETOS PRIORITRIOS

    6. ESTRATGIAS DE GESTO DO PTDRS

    2.1 Aspectos histricos do Portal da Amaznia2.2 A populao no Portal da Amaznia2.3 Servios sociais no Portal da Amaznia 2.3.1 Educao 2.3.2 Sade2.4 Cultura2.5 Aspectos econmicos 2.5.1 Atividades econmicas 2.5.2 Estrutura agrria 2.5.3 Caractersticas da Produo Agropecuria no Portal da Amaznia 2.5.4 Caractersticas da Agricultura Familiar no Portal da Amaxnia2.6 Ambiente Institucional no Portal da Amaznia

    4.1 Aes fundirias4.2 Direitos e desenvolvimento social4.3 Educao e cultura4.4 Infra-estrutura4.5 Organizao sustentvel da produo4.6 Sade, saneamento e acesso a gua4.7 Gesto territorial

    NDICE06

    09

    11

    29

    41

    43

    30

    111214141618192021222426

    30323335373839

  • Quando pensamos em desenvolvimento rural geralmente associamos imediatamente a idia de aumento de produo agrcola. Entretanto, o meio rural possui mais elementos do que a produo rural. Aspectos como educao, cultura, lazer, formas de organizao social, entre outros, assumem caractersticas especficas neste meio em comparao com a realidade urbana. De fato, mesmo a questo econmica no est reduzida unicamente produo agrcola atividades como artesanato e o turismo passam a ocupar espaos cada vez mais importantes em diversas comunidades rurais no Brasil.

    justamente por possuir caractersticas especficas que o meio rural brasileiro, inclusive no Portal da Amaznia (Figura 01), possui demandas particulares. Problemas tradicionais enfrentados pela sociedade brasileira como a educao e a sade assumem uma dimenso muito mais significativa no meio rural. Alm disso, problemas de infra-estrutura, como estradas, luz eltrica e o abastecimento de gua so questes estruturantes limitantes para qualidade de vida no meio rural.

    Entretanto, pensar o meio rural de forma isolada ao meio urbano

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia06

    Introduo: O QUE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL?

    tambm tem se mostrado um erro comum. Isto porqu campo e cidade vivem em sintonia, em um processo de inter-relao impossvel de ser quebrado. Nos municpios do Portal da Amaznia, nos quais grande parte da populao est nas reas rurais, esta relao ainda mais forte.

    Estes aspectos mencionados nos remetem a noo no mais de desenvolvimento rural. O desenvolvimento precisa ser compreendido de forma ampla, envolvendo cidade e campo, ao mesmo tempo em que precisa de sensibilidade para tratar as questes especficas de cada realidade. A pergunta que se coloca agora : quem seria o agente indutor deste processo de desenvolvimento?

    O Estado, nos seus diferentes nveis, tem se mostrado incapaz de conduzir sozinho este processo. E no se trata apenas das carncias de meios tcnicos, recursos humanos ou financeiros. De fato, devemos reconhecer que, depois de sculos de regimes autoritrios, nem a sociedade, nem as escalas de governo esto acostumadas prtica da consertao, ou seja, de processos participativos que tenham por objetivo formar consensos condio necessria (mas no suficiente) para que as polticas pblicas sejam bem sucedidas.

  • neste momento que surge a importncia da sociedade civil e suas diferentes formas de organizao ou representao. Somente atravs do envolvimento dos moradores que poderemos construir novas propostas de desenvolvimento, propostas estas que de fato sejam o reflexo das carncias e das potencialidades de cada espao. Alm disso, para que esta construo seja de fato inovadora, necessrio garantir condies de envolvimento dos mais diferentes atores sociais, especialmente dos segmentos majoritrios que quase sempre so excludos deste processo pelas elites locais.

    Podemos ainda associar a idia de desenvolvimento ao conceito de territrio, entendido como um espao no qual as pessoas se identificam, no qual existe elementos que tornam este espao diferente dos demais. O Portal da Amaznia pode ser encarado como um territrio na medida em que nesta regio existe uma identidade em comum. Nos vemos como uma regio especfica, com uma histria, com aspectos ambientais e sociais similares e com limitaes tambm em comum. Desta forma, o territrio, devido justamente a esta proximidade das pessoas, passa a ser um espao mais adequado para pensar o desenvolvimento, por permitir aes inovadoras que apenas os municpios no possuem

    capacidade de operacionalizar e por estar aberto as particularidades de cada regio. A Figura 01 apresenta o mapa do territrio Portal da Amaznia, destacando todos os municpios que o compem.

    Assim, podemos assumir como o nosso conceito de desenvolvimento territorial, o processo de fortalecimento das formas de organizao social, assumindo seu papel na transformao da realidade (SOCIAL); tendo clara noo das fragilidades, das potencialidades e dos efeitos da ao humana sobre o meio ambiente (AMBIENTAL), construindo assim alternativas econmicas condizentes com estes limites e o potencial de crescimento econmico, bem como o impacto na sociedade e no ambiente, reavaliando os nveis de consumo pessoais e da sociedade (ECONMICO), estando estas aes baseadas nos valores e na diversidade existente dentro do territrio (CULTURAL).

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia 07

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia08

    Figura 01. Mapa do Portal

    da Amaznia.

  • prioritrios (QUAIS OS CAMINHOS QUE DEVEMOS PERCORRER?) e o sistema de monitoramento e gesto das aes propostas (COMO SABER SE ESTAMOS NO CAMINHO CERTO?) Figura 01 (prxima pgina).

    Cada parte deste documento foi construda a partir de metodologias especficas, sempre contando com a mxima participao dos moradores do Portal da Amaznia. Para a construo da viso de futuro do territrio e a identificao de eixos e programas foram feitas 16 oficinas municipais e 04 oficinas regionais, envolvendo mais de 1.000 agricultores do territrio. Os dados foram debatidos e o plano concludo em uma grande oficina territorial, envolvendo representantes do poder pblico e da sociedade civil. Esperamos que de fato possamos utilizar este instrumento como um verdadeiro referencial para a construo do nosso processo de desenvolvimento.Boa leitura!

    Conselho Executivo de Aes para a Agricultura FamiliarTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia 09

    Um plano uma forma de registro de uma realidade que sempre est em movimento, de um processo rico e inesgotvel. Ao construirmos um plano, exercitamos nossa capacidade de analisar a realidade, identificar e acompanhar a sua evoluo e encontrar caminhos alternativos para a superao dos problemas. Desta forma, construir um plano nada mais que contar uma histria, partindo da realidade atual e aprofundando nos caminhos para se chegar a um futuro desejado.

    O Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel (PTDRS) Portal da Amaznia representa o resultado de todo o processo de planejamento do desenvolvimento realizado pelos mais diferentes segmentos representativos da agricultura familiar em nossa regio. Neste plano, ns contamos nossa histria, sonhamos com um futuro melhor e apresentamos nossas estratgias para alcanar este futuro. Assim, no se trata somente de um documento escrito. Trata-se de um instrumento de transformao social, que deve ser utilizado tanto pelos rgos do poder pblico quanto pelas organizaes da sociedade civil como referncia para suas aes.

    O PTDRS est estruturado em 04 partes fundamentais: a caracterizao do territrio (ONDE ESTAMOS?); como imaginamos nosso futuro (PARA ONDE QUEREMOS IR?); os eixos aglutinadores, programas e projetos

    O QUE O DE DESENVOLVIMENTO RURAL

    PLANO TERRITORIALSUSTENTVEL?

    Planejamento de longo prazo no lidar com decises futuras, mas com o futuro

    de decises presentes.

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia10

    POPULAO DO PORTAL DA AMAZNIA

    PARA ONDE QUEREMOS IR?Viso de futuro do Territrio Portal da Amaznia

    EIXOS AGLUTINADORES

    Situao atualespecfica de

    cada eixo

    Objetivos e Metas

    especficas

    ONDE ESTAMOS?Elementos de identidade do Territrio Portal da Amaznia

    PROGRAMAS E LINHAS DE AO

    PROJETOS

    Figura 02. Esquematizao do Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel (PTDRS)

  • 11Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Neste captulo, apresentamos os elementos que nos tornam particulares, que nos tornam diferentes dos demais territrios do Brasil. Faremos uma discusso sobre a realidade do Portal da Amaznia, de como fomos construindo nossa histria e como acertamos e tambm erramos neste processo.

    2.1 Aspectos histricos do Portal da Amaznia

    O territrio do Portal da Amaznia localiza-se no extremo norte do Estado de Mato Grosso. Trata-se de uma regio localizada em pleno arco do desmatamento da floresta amaznica, na qual os conflitos socioambientais ocasionados pelo avano da fronteira agrcola esto ainda muito presentes.

    Os primeiros moradores da regio so povos indgenas de diferentes etnias, como os apiaks, mandurukus, kayabis, rikbatsa e kreen-aka-ror. Com o chamado processo de colonizao, ocorrido a partir da dcada de 70, os ndios, alguns de forma pacfica outros como resultado de conflitos armados, foram transferidos para reas demarcadas no municpio de Juara e para o Parque Nacional do Xingu, onde tentam ainda hoje reestruturar-se.

    Os municpios do territrio tm sua origem em projetos de colonizao privados ou projetos de assentamentos para a reforma agrria. Esta forma de colonizao foi amplamente estimulada por programas governamentais durante a dcada

    ELEMENTOS DE DO TERRITRIO

    IDENTIDADEPORTAL DA AMAZNIA

    de 70, atravs de emprstimos com juros baixos para as empresas adquirirem os terrenos na regio e reduo dos valores das taxas sobre os seus lucros. Era a chamada poltica de integrar para no entregar. A populao que chegava regio era proveniente tanto de reas de tenso agrria, principalmente do Paran e Rio Grande do Sul, como moradores de reas que foram demarcadas para ndios e regies alagadas por hidroeltricas.

    A imagem vendida tanto pelas empresas colonizadoras quanto pelos projetos de assentamentos era de uma regio extremamente frtil, onde era possvel produzir tudo a um baixo custo. No entanto, a idia deste Eldorado Verde rapidamente se mostrou equivocada em muitas localidades dentro do territrio. Prticas agrcolas no adaptadas ao clima da regio, no qual metade do ano marcada por fortes chuvas, e dificuldades de comercializao da produo fizeram com que muitos projetos, tanto pblicos quanto privados, no tivessem o resultado esperado.

    Talvez o fato mais marcante para a regio tenha sido a entrada do garimpo nos municpios. Com a descoberta do ouro houve intensa migrao de pessoas para o Norte de Mato Grosso. Entretanto, com o fim do garimpo estes novos moradores, em grande parte oriundos do NE, se estabeleceram como agricultores ou como mo de obra barata para as indstrias de madeira em todo o territrio. De fato, a exploso demogrfica vivenciada, acompanhada da violncia, problemas de habitao e sade, interferiu sobremaneira o

  • 300.000250.000200.000150.000100.00050.000

    020001996 2007

    Portal da Amaznia Brasil (x1.000)Mato Grosso (x10)

    Grfico 01.Populao total do Portal da Amaznia,do estado do Mato Grosso e do Brasilnos anos de 1996a 2007. Fonte: IBGE, 2007.

    A reduo no aumento populacional no ocorreu de forma homognea em todo o territrio. De fato, observa-se a diminuio especificamente da populao rural neste perodo uma vez que a populao considerada urbana aumentou, elevando a taxa de urbanizao do territrio de 58% para 62% (de 1997 a 2000). Assim, observa-se a mesma tendncia das demais regies brasileiras, com reduo das populaes que habitam as reas rurais. Destaca-se ainda a diminuio do fluxo migratrio de outras regies do Brasil para os municpios do Portal e a intensificao das migraes dentro do territrio.Apesar da reduo na populao rural, o Portal da Amaznia ainda caracteriza-se pela forte presena desta populao. Considerando o critrio de densidade

    desenvolvimento da regio. Atualmente muitos municpios tentam ainda se reerguer deste perodo.

    Esta grande dificuldade inicial, no entanto, fez nascer um claro sentimento de pertencimento da populao. Atualmente, os moradores, apesar de ainda manter hbitos de sua terra natal, se enxergam como parte de uma mesma regio. O desafio neste momento superar os resqucios deste processo conturbado de desenvolvimento, em especial, conciliar o desenvolvimento com a preservao ou recuperao ambiental tendo em vista o potencial econmico ou o grande passivo que o meio ambiente pode representar. Ao mesmo tempo fundamental assumir a agricultura familiar como um valor social do territrio. O nmero de agricultores familiares no Portal e seu peso econmico so elementos que devem pesar na definio de uma nova proposta de desenvolvimento para todo o territrio.

    2.2 A populao no Portal da Amaznia

    O Portal da Amaznia possui cerca de 260.000 habitantes, de acordo com os dados do IBGE (2007). Entretanto, verificou-se que de 1996 a 2007 o territrio vem apresentando uma queda no seu crescimento populacional, principalmente em relao ao Estado de Mato Grosso. Enquanto em 1996 o Portal representava 10,5% da populao do estado, em 2007 o territrio respondia por 9,2% desta populao.

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia12

  • Grfico 02.Populao rural eurbana do Portal daAmaznia nos anos de 1996 e 2000Fonte: IBGE, 2000.

    100%90%80%70%60%50%40%30%20%10%0%

    1996

    RURAL94.441

    RURAL88.067

    URBANO130.268

    URBANO145.910

    demogrfica este fato fica mais marcante. Em 2007, o territrio possua somente 2,69 habitantes/ Km2, indicador inferior inclusive a mdia do estado de Mato Grosso. A reduo na populao rural observada de 1996 a 2007 no alterou de forma significativa este indicador.

    Com referncia aos principais indicadores de qualidade de vida, observa-se que o ndice de Desenvolvimento Humano do territrio considerado mdio (0,736), sendo que vm apresentando melhorias ao longo dos anos, principalmente no tocante a escolaridade e longevidade. No entanto, o componente IDH Renda continua sendo o que mais influencia negativamente o

    60

    50

    40

    30

    20

    10

    02000

    2,3

    1996 2007

    2,48

    48,11

    2,4 2,77

    52

    2,693,17

    56,35

    Portal da Amaznia,

    Mato Grosso

    Brasil

    Grfico 03.Densidade demogrficano Portal da Amaznia,no estado do Mato Grossoe no Brasil nos anos de1996, 2000, 2007.Fonte: IBGE, 2007

    IDH Mdio. Chama ateno ainda o processo de concentrao de renda vivenciado por grande parte dos municpios do territrio de 1996 a 2000. Destaca-se ainda a diferena existente entre o rendimento mdio domiciliar no meio rural e urbano, revelando a enorme desigualdade existente entre estes espaos.

    ndice de Gini: Srie baseada na Pesquisa Anual por Amostra de Domiclios (PNAD) do IBGE. Mede o grau de desigualdade existente na distribuio dos domiclios segundo a renda domiciliar per capita. Seu valor varia de 0 a 1, assumindo o valor zero quando no h desigualdade (todos os indivduos recebem a mesma renda) e o valor 1 quando h desigualdade (um nico indivduo recebe toda a renda).

    13Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

  • 2.3 Servios sociais no Portal da Amaznia

    A anlise dos servios sociais no Portal ser feita a partir de 02 aspectos especficos: a educao, com destaque para a educao nas reas rurais, e a sade.

    2.3.1 Educao

    A taxa de analfabetismo no Portal da Amaznia vem diminuindo ao longo dos anos. Entretanto, grande parte dos municpios ainda possui indicador superior a mdia estadual e nacional. A elevao da escolarizao da populao reflete diretamente no IDH Educao, sendo um dos

    Descrio Geral da Populao no Portal da Amaznia

    A populao do Portal da Amaznia pode ser considerada como rural. Entretanto, observa-se nos ltimos anos fluxo migratrio das reas rurais para os ncleos urbanos, a diminuio do crescimento populacional do territrio e intensificao das migraes internas. Apesar do avano do IDH nos ltimos anos, a renda continua sendo um dos principais limitantes para as populaes do territrio, em especial as populaes rurais.

    Tabela 02.Indice de Gini nos municpios do Portal daAmaznia e no Brasil nosanos de 1996 e 2000.Fonte: IBGE, 2000.

    Municpios 1996 VariaoAlta FlorestaApiacsCarlindaColderGuarant do NorteMarcelndiaMatupNova BandeirantesNova Cana do NorteNova GuaritaNova Monte VerdeNovo MundoParanataPeixoto de AzevedoTerra Nova do NorteBrasil

    0,550,620,520,580,660,480,630,650,560,550,45

    0,60,650,620,57

    0,637

    7,27-8,061,92

    10,34-3,0320,83

    1,59-3,088,93

    14,5526,67

    5,00-6,153,235,26

    -4,40

    20000,590,570,530,640,640,580,640,630,510,630,570,630,610,64

    0,60,609

    Municpios Urbano RuralAlta FlorestaApiacsCarlindaColderGuarant do NorteMarcelndiaMatupNova BandeirantesNova Cana do NorteNova GuaritaNova Monte VerdeNovo MundoParanataPeixoto de AzevedoTerra Nova do Norte

    1.041,81812,56793,04

    1.105,481.034,341.186,501.066,41

    994,39764,19999,22974,61984,96

    1.169,32787,61840,88

    474,12543,46407,53511,94934,1

    1.318,70391,43335,43711,26450,74515,78370,67519,77279,55420,84

    Tabela 01.Rendimento mdio domiciliar nas reas rurais e urbanas do Portal da Amaznia no ano de 2000. Fonte: IBGE, 2000.

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia14

  • Municpios Taxa de Analfabetismo 2000Alta FlorestaApiacsCarlindaColderGuarant do NorteMarcelndiaMatupNova BnadeirantesNova Cana do NorteNova GuaritaNova Monte VerdeNova Santa HelenaNovo MundoParanataPeixoto de AzevedoTerra Nova do NorteMato GrossoCentro-OesteBrasil

    11.921.419.214.711.3

    1214.215.216.813.115.4

    -12.616.422.413.612.410.813.6

    A diminuio do nmero de escolas com nvel fundamental nas reas rurais, com diminuio em grande parte dos municpios do Portal nas matrculas de nvel fundamental, pode ter impactos em outros indicadores, como por exemplo, na distoro srie-idade. Verifica-se que nas escolas rurais a distoro entre a srie cursada e a idade considerada ideal sempre superior em relao as escolas urbanas. A maior dificuldade de acesso para os moradores das reas rurais (que devem se deslocar para as escolas longe de suas residncias), aliado a um ensino descaracterizado da realidade dos alunos podem contribuir para este quadro.

    Tabela 03.Taxa de analfabetismo em 2000 nos municpios que formam o Portal da Amaznia, mdia do Mato Grosso, da Regio Centro Oeste e do Brasil. Fonte: INEP, 2008.

    15Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    componentes que mais contribuiu para a elevao do IDH Mdio do territrio.

    Ao analisar o nmero de escolas no meio rural e urbano verifica-se a tendncia de reduo no nmero de estabelecimentos de nvel fundamental nas reas rurais, com a permanncia constante do nmero de escolas de nvel mdio. Parece que grande parte dos estabelecimentos de nvel fundamental est sendo deslocada para as reas urbanas dos municpios uma vez que no mesmo perodo observa-se aumento expressivo destes estabelecimentos nestas reas.

    Quando observamos o nmero de matrculas, verificamos, em geral, aumento nos alunos matriculados em todos os nveis de ensino, tanto em escolas rurais quanto urbanas. Entretanto, cabe uma observao importante: o aumento de matrculas nas escolas de nvel fundamental no ocorreu em todos os municpios, mas devido principalmente ao aumento observado em trs: Peixoto de Azevedo, Novo Mundo e Guarant do Norte. De forma geral observou-se uma correlao de 50% entre a reduo das escolas de nvel fundamental no campo e a reduo das matrculas.

  • 2000At a 4 Srie

    RuralUrbano

    70

    60

    50

    40

    30

    20

    10

    0

    20005 a 8 Srie

    33,527,6

    64,755,8

    2006At a 4 Srie

    24,217,3

    20065 a 8 Srie

    39,8 36,5

    Grfico 06.Taxa mdia de distoro idade-srie do nvel fundamental por localizao das escolas no territrio Portal da Amaznia. Fonte: INEP, 2008

    2.3.2 Sade

    Os indicadores de sade de um determinado territrio esto intimamente relacionados s condies econmicas e sociais de sua populao. Neste plano, com a inteno de caracterizar o setor de sade dentro do Portal da Amaznia, discutiremos duas informaes centrais: a mortalidade infantil e o perfil de mortalidade do territrio.

    40

    35

    30

    25

    20

    15

    10

    5

    0

    250

    200

    150

    100

    50

    0

    RuralUrbanoRuralUrbano

    20062000

    12 27 12 35

    107107

    207

    142

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia16

    Grfico 04.Nmero de estabelecimentos de ensino nos municpios do Portal da Amaznia, de acordo com a localizao (colunas para estabelecimentos de nvel mdio e linhas para estabelecimentos de nvel fundamental). Fonte: INEP, 2006.

    20062000

    42.999

    12

    15.479

    142

    RuralUrbanoRuralUrbano

    50.00045.00040.00035.00030.00025.00020.00015.00010.0005.000

    0

    18.000

    16.000

    14.000

    12.000

    10.000

    8.000

    6.000

    4.000

    2.000

    0807 42.033 1.377

    16.152

    12.666

    6.497

    Grfico 05.Matrculas nos estabelecimentos de ensino dos municpios do Portal da Amaznia, de acordo com a localizao (colunas para estabelecimentos de nvel mdio e linhas para estabelecimentos de nvel fundamental). Fonte: INEP, 2006.

  • 17Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Com respeito ao perfil de mortalidade, observa-se no Portal indicadores superiores a mdia nacional para duas causas de mortes: doenas infecciosas/ parasitrias e causas externas. Ambos indicadores esto relacionados tambm ao quadro de pobreza e desigualdade encontrado na regio. Verifica-se assim que, apesar dos avanos conseguidos na rea de sade nos ltimos anos, o que pode ser comprovado pela elevao do IDH Longevidade, o territrio ainda vivencia questes extremamente srias na rea de sade.

    Com respeito a mortalidade infantil, observa-se que grande parte dos municpios apresentam indicadores inferiores mdia nacional, porm superiores a mdia estadual. Destaque negativo deve ser dado a alguns municpios, como Marcelndia, Nova Bandeirantes e Nova Monte Verde, com mais de 40 mortes para cada 1.000 crianas nascidas vivas.

    Municpios Mortalidade infantilAlta FlorestaApiacsCarlindaColderGuarant do NorteMarcelndiaMatupNova BandeirantesNova Cana do NorteNova GuaritaNova Monte VerdeNovo MundoParanataPeixoto de AzevedoTerra Nova do Norte

    1. Nmero de crianas mortas a cada 1.000 crianas nascidas vivas.

    Mato GrossoBrasi

    26,125,525,116,722,644,228,240,016,213,940,812,022,617,6

    7,822,928,3

    Tabela 041Mortalidade infantil no ano

    de 2002 nos municpios do Portal da Amaznia. Fonte: DATA SUS, 2005.

    Doen

    as

    infe

    ccio

    sas

    e pa

    rasi

    tri

    as

    35

    30

    25

    20

    15

    10

    5

    0

    6,9

    6,32

    Tum

    ores

    11,5

    716

    ,31

    27,6

    831

    ,52

    Doen

    as

    do a

    pare

    lho

    circ

    ulat

    rio

    9,59

    11,1

    7

    Doen

    as

    do a

    pare

    lho

    resp

    irat

    rio

    7,18

    3,9

    Afec

    es

    or

    igin

    adas

    do p

    erin

    atal

    19,5

    6Ca

    usas

    ex

    tern

    as

    25,4

    517

    ,87

    Outr

    as

    caus

    asde

    finid

    as

    14,9

    1

    Mdia no Portal da Amaznia Mdia no Brasil

    Grfico 04.Mortalidade em 2002 de acordo com diferentes causas (% de indivduos que morreram de determinada causa/nmero total de mortes) nos municpios do Portal da Amaznia Fonte: Ministrio da Sade (DATASUS), 2005.

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia18

    2.4 Cultura

    A diversidade cultural composta por todas as expresses culturais de um povo, desde as culturas de formao de um pas at as culturas digitais, em todas as suas expresses. J a cidadania cultural pode ser compreendida como o acesso da populao aos bens culturais e as expresses culturais diversificadas. Este pontos so relevantes pois a

    discusso sobre a sustentabilidade passa pelo discusso sobre qual a nossa identidade cultural. Quando no sabemos qual nossa identidade estamos vulnerveis a assumir comportamentos e valores que no so nossos.

    O Portal da Amaznia vm passando por sucessivas decorrentes dos modelos econmicos inicialmente planejados. Esta dinmica tem estimulado a sociedade local a discutir seu processo de desenvolvimento e sua sustentabilidade, porm sem considerar as diferentes dimenses do desenvolvimento.

    O aspecto cultural fica a margem de todo este processo uma vez que as questes econmicas e ambientais esto sendo consideradas os eixos centrais. A regio ainda no possui uma cara cultural bem definida. O que se observa uma pluralidade de culturas que no conversam entre si, mesmo por que no houve tempo necessrio para a amarrao destas diferentes manifestaes.

    Falar em desenvolvimento sustentvel significa discutir o que somos e como olhamos para ns mesmos. Para isso, porm, preciso superar a viso de cultura apenas como entretenimento, assumindo-a como um

    Descrio Geral dos Servios Sociais no Portal da Amaznia

    As desigualdades econmicas e sociais so caractersticas do Portal da Amaznia. Desta forma, os servios sociais no territrio acabam refletindo essa situao. Na educao, verifica-se a clara tendncia de reduo no nmero de escolas no meio rural, em especial no nvel fundamental. Os indicadores de qualidade educacional so piores no campo do que na cidade. Apesar da existncia de exemplos pontuais de iniciativas inovadoras em educao, o Portal ainda carece de uma proposta clara de melhoria do ensino nas reas rurais. Do ponto de vista da sade pblica, observa-se que, apesar da melhoria dos principais indicadores nos ltimos anos, o territrio ainda sofre com problemas como mortalidade por doenas parasitrias e infecciosas e causas externas, principalmente agresses.

  • 19Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Descrio Geral da Cultura no Portal da Amaznia

    O Portal da Amaznia est construindo sua identidade prpria. Apesar das dificuldades vivenciadas, principalmente pela viso fragmentada do processo de desenvolvimento, existe um forte movimento cultural em toda a regio. Grupos de teatro, dana e msica contribuem para questionar os padres atualmente existentes no territrio. Estes grupos esto localizados em todo o territrio, porm com atuao mais forte nas reas urbanas. Pensar a gesto cultural de forma integrada dentro do territrio um dos principais desafios dentro deste eixo.

    2.5 Aspectos econmicos

    Para a caracterizao econmica do Portal da Amaznia sero discutidos 04 pontos centrais: o perfil produtivo do Portal; a sua estrutura agrria, a caracterizao da produo agropecuria e, finalmente, a caracterizao especfica da agricultura familiar dentro do territrio.

    elemento importante para o desenvolvimento da regio.

    Ao mesmo tempo, possvel identificar um movimento cultural na regio. Os municpios esto constantemente produzindo cultura, gerando, inclusive uma economia especfica. Existem grupos de teatro, dana, msica e artesanato em praticamente todos os municpios do Portal. preciso, entretanto, que haja uma preocupao na formao de consumidores de produes culturais, de formao de platias. Estas aes tm um impacto positivo inclusive na economia da nossa regio a cultura pode ser um elemento importante tambm na sustentao econmica da regio Norte de Mato Grosso.

    Neste contexto alguns desafios a serem superados podem ser destacados: relao cultura-educao; a democratizao dos meios de comunicao e a falta de recursos para a produo cultural.

  • Foi encontrada uma leve correlao (R) entre o PIB do setor industrial e o rendimento das populaes rurais (R = 22%) e urbanas (R = 38%). No entanto, as diferenas nos coeficientes de correlao demonstram que naqueles municpios com maior participao do PIB do setor industrial, o rendimento mdio da populao urbana tende a aumentar em uma escala mais significativa. O inverso foi encontrado em relao ao PIB agropecurio, ou seja, na medida em que h aumento da participao deste componente do PIB nos diferentes municpios, h diminuio da renda das populaes urbanas (28%) e rurais (11%). Entretanto deve-se destacar que tambm foi encontrada correlao entre o rendimento mdio e a concentrao de renda, mostrando que justamente nos municpios com maiores rendimentos mdios onde ocorre a maior concentrao de renda. Em sntese, pode-se dizer que os municpios mais industrializados tendem a ter rendimento mdio maior da populao urbana, porm com maior concentrao de renda.

    Estes dados apontam para a necessidade de no se pensar unicamente em industrializar os municpios, mas tambm em como permitir que a maior parte da populao se aproprie dos benefcios deste processo. O beneficiamento da produo em agroindstrias controladas pelos agricultores (cooperativas, por exemplo) e a diversificao da renda do

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia20

    Municpios PIB a preo demercado corrente

    Alta FlorestaApiacsCarlindaColderGuarant do NorteMarcelndiaMatupNova BandeirantesNova Cana do NorteNova GuaritaNova Monte VerdeNova Santa HelenaNovo MundoParanataPeixoto de AzevedoTerra Nova do NortePortal da Amaznia

    450.14367.72377.509292.838207.352138.436210.21478.438117.58136.88374.30931.22562.73988.964161.324103.4042.199.082

    Agropecuria(%)

    18,9143,2942,8913,8518,0338,8730,2337,4035,0846,2543,4550,6853,1138,7027,0234,5128,45

    Indstria(%)

    13,617,807,4321,7613,4913,6025,6111,4622,586,477,426,177,459,679,3011,6614,66

    Servios(%)

    57,5144,0044,6054,6261,0741,4236,6745,6036,7242,5444,1138,5635,2645,4458,2447,9949,56

    Impostos(%)

    9,984,915,089,777,416,117,495,555,624,745,024,594,176,195,445,857,33

    Tabela 05Produto Interno Bruto em 2007 nos municpios do Portal da Amaznia (em Mil Reais). Fonte: IBGE, 2007.

    2.5.1 Atividades econmicas

    No Portal da Amaznia cerca de 50% do Produto Interno Bruto (PIB) proveniente do setor de servios enquanto 28% proveniente do setor agropecurio e somente 14% do setor de indstrias. Entretanto, esta relao se modifica quando retiramos os trs maiores municpios do territrio Alta Floresta, Colder e Guarant do Norte. Estes so os municpios considerados plos, concentrando grande parte das indstrias e dos servios. So tambm os municpios com melhores indicadores de qualidade de vida.

  • Tabela 06Distribuio das terras do territrio Portal da Amaznia (% de propriedades)Fonte: Censo Agropecurio 2007.

    MunicpiosAt 200 hectares (% de

    estabelecimentos)

    Nmero rea13,577,2328,8327,0221,625,1814,9116,1217,0638,659,315,7216,0120,2919,8531,9816,1330,148,75

    84,5971,2292,1689,9883,7473,4090,1688,5084,6189,4484,1179,1784,2984,7395,8587,7786,5096,5078,62

    Alta FlorestaApiacsCarlindaColderGuarant do NorteMarcelndiaMatupNova BandeirantesNova Cana do NorteNova GuaritaNova Monte VerdeNova Santa HelenaNovo MundoParanataPeixoto de AzevedoTerra Nova do NortePortal da AmazniaBrasilMato Grosso

    >200 hectares (% deestabelecimentos)

    Nmero rea86,4392,7771,1772,9878,3894,8285,0983,8882,9461,3590,6994,2883,9979,7180,1568,0283,8769,8691,24

    15,4128,787,8410,0216,2626,609,8411,5015,3910,5615,8920,8315,7115,274,1512,2313,506,5021,37

    Tabela 07ndice de Gini - Terras de alguns territrios e regies Brasileiras.Fonte: Censo Agropecurio 1996.

    Locais0,790,780,800,760,710,64

    Territrio Portal da AmazniaTerritrio Baixada CuiabanaTerritrio do Baixo AraguaiaEstado de Mato GrossoRegio Centro OesteBrasil

    ndice de Gini - Terra

    21Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    municpio so estratgias para a elevao do rendimento mdio dos moradores com distribuio de renda.

    2.5.2 Estrutura Agrria

    Os dados sobre estrutura agrria no Portal da Amaznia demonstram um cenrio de profundo processo de concentrao de terras na regio. Considerando o recorte de 200 hectares, que poderia incluir grande parte dos agricultores familiares do Portal, verifica-se que a maioria dos municpios do territrio possui mais de 80% dos estabelecimentos enquadrados nesta categoria. Entretanto, estas propriedades ocupam menos de 15% da rea do total dos estabelecimentos. De fato, a concentrao de terras na regio, mesmo com todos os projetos de assentamentos implantados, ainda extremamente alta, representando um importante limitante para a distribuio de renda e o desenvolvimento sustentvel.

    Considerando como indicador de concentrao de terras o ndice de Gini Terra, verifica-se que o Portal possui concentrao considerada extremamente alta, superior ao territrio Baixada Cuiabana, a mdia do estado de Mato Grosso, a mdia do Centro Oeste e do Brasil.

  • consolidao da produo de leite como atividade predominante. De 1996 a 2006, houve crescimento de mais de 134% nesta produo dentro do territrio, superando inclusive o aumento mdio da produo de leite ocorrido no pas neste mesmo perodo (cerca de 37%). Cabe destacar, entretanto, que este aumento da produo vem se dando quase que exclusivamente pela aquisio de novos animais e incorporao de novas reas de pastagens, havendo pouca mudana em relao a produtividade (neste perodo a produtividade dos animais cresceu somente 3%).

    Alta F

    lores

    ta

    Apiac

    s

    Cold

    er

    Guara

    nt do

    Nort

    e

    Marce

    lndia

    Matup

    Nova

    Band

    eiran

    tes

    Nova

    Can

    a do

    Nort

    e

    Nova

    Gua

    rita

    Nova

    Mon

    te Ve

    rde

    Paran

    ata

    Peixo

    to de

    Azev

    edo

    Terra

    Nov

    a do N

    orte

    1009080706050403020100

    Lavouras Permanentes Lavouras Temporrias

    Grfico 05.Participao das lavouras temporrias e permanentes no Valor Bruto da Produo nos municpios do Portal da AmazniaFonte: Censo Agropecurio, 2006.

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia22

    2.5.3 Caractersticas da Produo Agropecuria no Portal da Amaznia

    O Portal da Amaznia uma regio marcada pela presena da agropecuria. Esta atividade ocupava, em 1996, cerca de 80% da rea do territrio. A tendncia que nos ltimos 12 anos a pecuria tenha incorporado reas de lavoura e reas de floresta, aumentando sua abrangncia no Portal da Amaznia.

    Dentre as lavouras temporrias mais importantes esto a produo de arroz, mandioca e milho. Enquanto a produo de arroz tem oscilado consideravelmente nos ltimos anos, principalmente em detrimento de redues no preo do produto, a produo de mandioca e milho tem se mantido relativamente constante, com leve aumento nos ltimos anos. Dentre as lavouras permanentes, duas se destacam: o caf, que aps um pico de produo em 2002 vem apresentando queda, e a banana, que vem crescendo nos ltimos anos. Estas lavouras, principalmente o caf, tm destaque nos municpios de Nova Bandeirantes e Nova Monte Verde, apesar da reduo ocorrida nos ltimos anos.

    Especificamente no caso da pecuria, verifica-se no Portal a

  • 1996

    35000030000025000020000015000010000050000

    0

    1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008

    Arroz (em casca) Mandioca Milho (em gro)

    1996

    25.000

    20.000

    15.000

    10.000

    5.000

    0

    1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008

    Banana Caf (beneficiado)

    Grfico 06. Quantidade produzida das principais lavouras temporrias do Portal da Amaznia. Fonte: IBGE, 2008.

    Grfico 07.Quantidade produzida das principais lavouras permanentes do Portal da Amaznia. Fonte: IBGE, 2008.

    1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006

    1300120011001000900800700600500400300200100

    0

    140.000

    120.000

    100.000

    80.000

    60.000

    40.000

    20.000

    0

    Produtividade (produo/vaca em lactao) Produo de leite/ano

    Grfico 08. Quantidade produzida de leite e produtividade dos animais no Portal da Amaznia. Fonte: IBGE, 2008.

    Cabe destacar que este avano da pecuria e mesmo de reas de lavouras tem causado expressivos impactos ambientais em todo o territrio. A degradao de nascentes e crregos uma realidade em praticamente todos os municpios do Portal. Cabe destacar a profunda relao existente entre desmatamento, pobreza e concentrao de terras e renda. Os dados apresentados permitem, no mnimo, questionar o atual modelo de expanso da produo agropecuria no Portal da Amaznia (Figura 02).

    23Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia24

    2.5.4 da Agricultura Familiar no Portal da Amaznia

    Caractersticas

    Os dados da Tabela 07 demonstram a importncia da agricultura familiar importncia da agricultura familiar para o Portal da Amaznia. So praticamente 16.000 agricultores familiares e 17.000 famliasassentadas em 85 projetos de assentamentos. Destaca-se ainda a existncia de terras indgenas, principalmente na rea do Parque do Xingu e no municpio de Apiacs.

    Figura 02.Desmatamento no Portal da Amaznia. Fonte: ICV, 2008.

  • Itens15.96716.980

    14085

    15.01876

    1.962906

    NmerosAgricultores FamiliaresFamlias AssentadasPescadoresProjetos de AssentamentoFamlias Assentadas INCRAProjetos de Assentamento INCRAFamlias Assentadas Gov. EstadualProjetos de Assentamento Gov. EstadualComunidades QuilombolasTerras Indgenas

    Tabela 08.Informaes sobre

    a agricultura familiar no Portal da Amaznia.

    Fonte: Sistema de Informaes

    Territoriais, 2008.

    A agricultura familiar responde por mais de 84% dos estabelecimentos rurais do Portal da Amaznia. Respondem tambm por mais de 70% dos trabalhadores ocupados no campo. Pode-se dizer, inclusive, que a agricultura familiar a grande atividade geradora de empregos no territrio, sendo que para cada 11 habitantes do territrio, existe cercade 03 trabalhadores rurais e apenas 01 trabalhador com carteira assinada nas cidades.

    Dentre os principais problemas vivenciados pelos agricultores familiares destaca-se o endividamento e a dificuldade em acessar crdito devido a financiamentos contrados em pocas passadas, principalmente para financiamento de caf ou outras lavouras.

    25Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Municpios Grandes animais

    Alta Floresta

    Apiacs

    Carlinda

    Colder

    Guarant do Norte

    Marcelndia

    Matup

    Nova Bandeirantes

    Nova Cana do Norte

    Nova Guarita

    Nova Monte Verde

    Nova Santa Helena

    Novo Mundo

    Paranata

    Peixoto de Azevedo

    Terra Nova do Norte

    Pecuria de leite

    Pecuria de leite

    Pecuria de leitePecuria de corte

    Pecuria de leitePecuria de corte

    Pecuria de leite

    Pecuria de leitePecuria de corte

    Pecuria de leitePecuria de corte

    Pecuria de leitePecuria de corte

    Pecuria de leite

    Pecuria de leitePecuria de corte

    Pecuria de leite

    Pecuria de leitePecuria de corte

    Pecuria de leite

    Pecuria de leite

    Pecuria de leitePecuria de corte

    Pecuria de leite

    Pequenosanimais

    Sunos

    Sunos, Peixes

    Sunos, Ovinos,Aves, Peixes

    Sunos, Aves

    Sunos, Peixes

    Sunos, Ovinos,Aves, Peixes

    Sunos, Aves, Peixes

    Sunos, Aves,

    Lavouras

    Cana, Pupunha, Cupua, Guaran, Mandioca, Milho, Hortalias

    Arroz, Milho, Mandioca, Cana (rapadura), Caf, Pupunha

    Horticultura

    Arroz, Milho, Mandioca, Cana, Acar, Hortalias

    Banana

    Soja, Milho, Arroz, Cana, Girassol, Caf, Mandioca,Melancia, Abacaxi, Maracuj, Caju, Banana, Hortalias

    Caf, Cupuau, Pupunha, Milho, Arroz, Mandioca

    Banana, Hortalias

    Arroz, Milho, Feijo, Mandioca, Banana, Melancia, Hortalias

    Mamo, Banana, Mandioca, Mamona, Colorau, AbacaxiMelancia, Citrus, Coco, Feijo, Arroz, Girassol, Amendoim

    Caf, Pupunha

    Milho, Feijo, Cana, Caf, Guaran, Pimenta do reino, CitrusAbacaxi, Melancia, Banana, Coco

    Banana

    Banana, Milho, Arroz

    Maracuj, Caju

    Outros Produtos

    Plantas Medicinais,Apicultura

    Apicultura

    Madeira

    Apicultura

    Tabela 08.Principais potencialidades produtivas da

    agricultura familiar nos municpios do Portal da Amaznia de acordo com os agricultores familiares

    participantes das oficinas de diagnstico participativo.

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia26

    2.6 Ambiente Institucional no Portal da Amaznia

    Durante o processo de formao dos municpios, foi estimulada a criao associaes em praticamente todos os municpios do territrio. No entanto, aps a crise da lavoura vivenciada, muitas associaes pararam de ter aes efetivas. Este suposto fracasso das instituies de organizao e planejamento da produo, levou a populao a ter certo descrdito em formas de trabalho coletivo.

    Atualmente se fortalece no territrio a discusso em torno do Cooperativismo. A existncia de duas cooperativas importantes, a Cooperativa de Terra Nova do Norte (COOPERNOVA) e a Cooperativa dosProdutores Agroecolgicos do Portal da Amaznia (COOPERAGREPA) serve como referncia para o Portal da Amaznia, estimulando, inclusive ao surgimento de novas cooperativas.

    de

    Descrio Geral da Economia no Portal da Amaznia

    O Portal da Amaznia um territrio no qual as atividades agrcolas desempenham papel econmico relevante, em especial a pecuria de leite e a produo de lavouras temporrias. A agricultura familiar ocupa neste cenrio um espao importante: representa grande parte dos estabelecimentos e a grande atividade empregadora da regio. Entretanto, alguns importantes limitantes ainda precisam ser superados: a concentrao de terras, a baixa renda do agricultor familiar devido principalmente pelos produtos de baixo valor agregado e os graves impactos ambientais ocasionados pelo avano da fronteira agrcola so alguns exemplos que devem ser considerados.

    A COOPERAGREPA uma cooperativa recente e que faz parte do programa Vida Rural Sustentvel, coordenado pelo SEBRAE. Atua na rea de produo orgnica e envolve atualmente cerca de 300 famlias em 10 municpios do Portal da Amaznia, atuando na rea de caf, acar mascavo, rapadura, leite, mel entre outras atividades.

  • Outro ponto interessante e que caracteriza a regio do Portal da Amaznia o grande nmero de organizaes da sociedade civil, principalmente no municpio de Alta Floresta. Estas organizaes atuam principalmente na rea ambiental desenvolvendo trabalhos de proteo, educao e formao de polticas pblicas nas reas de meio ambiente e desenvolvimento sustentvel. Apesar dos conflitos existentes, estas organizaes possuem um corpo tcnico qualificado, contando com informaes e acesso a recursos nacionais e internacionais importantes para o desenvolvimento da regio.

    A COOPERNOVA possui uma histria de sucesso na regio e se tornou referncia na rea de organizao para todos os municpios do territrio. Possui atualmente mais de 1.800 cooperados. Atualmente a COOPERNOVA est auxiliando na estruturao de outras cooperativas no territrio, como em Paranata e em Nova Bandeirantes. Atividades de capacitao so importantes para fortalecer esta iniciativa.

    27Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia28

    Descrio Geral da Economia no Portal da Amaznia

    O Portal da Amaznia um territrio no qual as atividades agrcolas desempenham papel econmico relevante, em especial a pecuria de leite e a produo de lavouras temporrias. A agricultura familiar ocupa neste cenrio um espao importante: representa grande parte dos estabelecimentos e a grande atividade empregadora da regio. Entretanto, alguns importantes limitantes ainda precisam ser superados: a concentrao de terras, a baixa renda do agricultor familiar devido principalmente pelos produtos de baixo valor agregado e os graves impactos ambientais ocasionados pelo avano da fronteira agrcola so alguns exemplos que devem ser considerados.

    Descrio Geral da Cultura no Portal da Amaznia

    O Portal da Amaznia est construindo sua identidade prpria. Apesar das dificuldades vivenciadas, principalmente pela viso fragmentada do processo de desenvolvimento, existe um forte movimento cultural em toda a regio. Grupos de teatro, dana e msica contribuem para questionar os padres atualmente existentes no territrio. Estes grupos esto localizados em todo o territrio, porm com atuao mais forte nas reas urbanas. Pensar a gesto cultural de forma integrada dentro do territrio um dos principais desafios dentro deste eixo.

    Sntese dos Elementos de Identidade do Portal da AmazniaDescrio Geral da Populao no Portal da Amaznia

    A populao do Portal da Amaznia pode ser considerada como rural. Entretanto, observa-se nos ltimos anos fluxo migratrio das reas rurais para os ncleos urbanos, a diminuio do crescimento populacional do territrio e intensificao das migraes internas. Apesar do avano do IDH nos ltimos anos, a renda continua sendo um dos principais limitantes para as populaes do territrio, em especial as populaes rurais.

    Descrio Geral dos Servios Sociais no Portal da Amaznia

    As desigualdades econmicas e sociais so caractersticas do Portal da Amaznia. Desta forma, os servios sociais no territrio acabam refletindo essa situao. Na educao, verifica-se a clara tendncia de reduo no nmero de escolas no meio rural, em especial no nvel fundamental. Os indicadores de qualidade educacional so piores no campo do que na cidade. Apesar da existncia de exemplos pontuais de iniciativas inovadoras em educao, o Portal ainda carece de uma proposta clara de melhoria do ensino nas reas rurais. Do ponto de vista da sade pblica, observa-se que, apesar da melhoria dos principais indicadores nos ltimos anos, o territrio ainda sofre com problemas como mortalidade por doenas parasitrias e infecciosas e causas externas, principalmente agresses.

  • aes educativas em escolas e junto a populao rural e urbana para, alm de coibir estas prticas, CONSTRUIR ALTERNATIVAS QUE CONCILIEM A GERAO DE RENDA E A PRESERVAO AMBIENTAL.

    Especificamente em relao a gerao de renda, no Portal da Amaznia que queremos, o COOPERATIVISMO ser o eixo central de atuao. Existiro AGROINDSTRIAS e entrepostos de preparao de produtos espalhados pelas comunidades e municpios do territrio. A COMERCIALIZAO dos produtos ser feita de forma articulada, facilitando assim o escoamento de toda a produo tanto para os mercados internos quanto externos ao territrio. Cadeias de produo no agrcolas, como o agro e ecoturismo, bem como o artesanato, sero estimulados como estratgias de diversificao de renda.

    A qualidade de vida dos moradores ser garantida ainda por um eficiente sistema de SADE PREVENTIVA E CURATIVA. Sero fortalecidos os movimentos de medicina popular, as aes de promoo a sade e a atuao dos agentes de sade. Haver hospitais equipados e mdicos capacitados a atender os problemas especficos da populao rural.

    29Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Para definir nossa estratgia de desenvolvimento, convidamos a populao do Portal da Amaznia a pensar no territrio que queremos, ou seja, no futuro que desejamos para nossa regio. Assim, esta viso, apesar de fortemente baseada em nossa situao hoje, pretende olhar para o futuro, indicando os possveis caminhos para alcanarmos nosso sonhado desenvolvimento sustentvel.

    No Portal da Amaznia que queremos, as populaes rurais tero a sua disposio um SISTEMA DE EDUCAO VOLTADO PARA A REALIDADE DO CAMPO, que valoriza e reconhece as especificidades deste local. Neste sistema, os alunos tero a sua disposio, nas prprias reas rurais, estabelecimentos de ensino fundamental e mdio alm da opo de escolas tcnicas voltadas para a agroecologia.

    No Portal da Amaznia que queremos as populaes rurais podero transitar e escoar sua produo em qualquer poca do ano, SEM HAVER PROBLEMAS NAS ESTRADAS uma vez que a manuteno das mesmas ser constante. No haver localidades sem energia eltrica.

    Com respeito ao meio ambiente, no Portal da Amaznia que queremos, haver rgido controle de desmatamentos e queimadas ilegais. Sero desenvolvidas

    OQUE QUEREMOS

    PORTAL DA AMAZNIA

    No decorrer de nossas vidas, enquanto trocamos cenrio em cenrio, encontramos novidades e novos desafios, pequenos e grandes. Se estivermos prontos para eles, viver e aprender se tornam inseparveis. Pensar o futuro desejado colocar em prtica estes

    aprendizados e vivncias.

    de

  • Figura 03.Eixos de ao para o PTDRS do Portal da Amaznia.

    ELEMENTOS DE IDENTIDADE DO PORTAL DA AMAZNIA

    A

    ES F

    UNDI

    RIA

    S

    DIRE

    ITO

    S E

    DESE

    NVO

    LVIM

    ENTO

    SO

    CIAL

    EDUC

    AO

    E C

    ULTU

    RA

    ORG

    ANIZ

    AO

    SUS

    TENT

    VEL

    DA

    PRO

    DU

    O

    SAD

    E, S

    ANEA

    MEN

    TO E

    ACES

    SO A

    GU

    A

    APO

    IO

    GES

    TO

    TER

    RITO

    RIAL

    INFR

    A-ES

    TRUT

    URA

    VISO DE FUTURO DO PORTAL DA AMAZNIA

    Os eixos de atuao do PTDRS representam a organizao das prioridades do Portal da Amaznia, sempre tendo como base a realidade atual e o futuro desejado para o territrio. Conforme pode ser observado no item Portal da Amaznia que Queremos, alguns pontos aparecem com destaque, como: o sistema de educao voltado para a realidade do campo, estradas, a construo de alternativas que conciliem a gerao de renda e a preservao ambiental, o cooperativismo, a existncia de agroindstrias, a comercializao em rede e a sade curativa e preventivaA seguir, sero detalhados cada eixo de forma especfica.

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia30

    EIXOS DE AO

  • 31Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Como est no Portal da Amaznia hoje?

    A concentrao de terras, infelizmente, marcante no Portal da Amaznia. A existncia de assentamentos que no contam com a estrutura mnima para a sua viabilizao, incluindo a falta de regularizao e licenciamento ambiental, contribuem ainda mais para este quadro, uma vez que no permitem o acesso ao crdito do Pronafe outros financiamentos, gerando baixa dinamizao econmica nos municpios, falta de alternativas de agregao de renda e pobreza no meio rural.

    Como queremos no futuro?

    O Territrio Portal da Amaznia quer que haja de fato uma reforma agrria e regularizao fundiria, sendo a mesma associada a uma estratgia participativa de desenvolvimento solidrio e sustentvel populao rural e as leis ambientais. Para isto devem ser utilizadas as terras que no cumpram com seu papel social e ambiental e terras que foram utilizadas para o trabalho escravo e degradante.

    Para que haja desenvolvimento sustentvel se faz necessrio no apenas

    4.1 Aes fundirias

    O que ?

    As aes fundirias esto relacionadas basicamente a regularizao de terras e a reforma agrria. Estas aes so consideradas essenciais na busca de um novo modelo de desenvolvimento no campo, tornando-o um espao de paz, produo e justia social.

    a distribuio e regularizao de terras, mas que, junto a essas aes seja disponibilizado polticas pblicas, de infra-estrutura e produo, especialmente capazes de orientar os (as) assentados (as) da reforma agrria. Alm disso, deve-se criar mecanismos participativos e deliberativos de zoneamento e ordenamento territorial, garantindo a condio soberana do territrio, em definir os rumos e prioridades de ocupao de seu solo.

  • Estruturao de um sistema de acompanhamento do mercado de terras, do uso da terra, das reservas ambientais e da situao dos trabalhadores rurais.

    Que seja considerado o desmate de 50% das propriedades hoje ocupadas (possibilidade de utilizao de 50% da rea).

    4.2 Direitos e Desenvolvimento Social

    O que ?Este eixo aborda as aes complementares que auxiliam no alcance da autonomia das populaes mais pobres. Aes que complementem a renda familiar em momentos difceis, que assessorem os idosos e deficientes fsicos constantemente alijados da sociedade, que propiciem o acesso a escola e ao ensino de qualidade por crianas, jovens e adultos, que permitam a aposentadoria dos trabalhadores e trabalhadoras dentre outras aes.

    Como est no Portal da Amaznia hoje?Devido a diversas crises econmicas vivenciadas pela regio, alguns problemas sociais e econmicos foram gerados, como o aumento da

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia32

    Aes prioritrias:

    Diagnstico completo dos assentamentos do Portal da Amaznia, identificando sua atual condio em relao a regularizao, infra-estrutura, reserva ambiental e produo rural.

    Mapeamento dos agricultores sem terra e de possveis reas para assentamento.

    Atualizao e recadastramento de terras.

    Regularizao fundiria e licenciamento ambiental dos assentamentos.

    prostituio infantil, aumento no nmero de jovens em risco social, problemas de relacionamento de crianas e jovens nas escolas pblicas, desemprego crescente, famlias desestruturadas, violncia domstica etc. Alm disto, observa-se no Portal muitas famlias vivendo em condies de risco alimentar, sem acesso aos espaos pblicos e a direitos fundamentais de cidado por no possurem uma srie de documentos pessoais e da propriedade rural.

  • Entretanto, talvez um dos mais graves problemas seja a existncia de trabalho degradante e escravo no territrio Portal da Amaznia. O estado de Mato Grosso ocupa a 2 posio no ranking nacional de estados com mais trabalhadores libertados nos ltimos 12 anos, demonstrando a problemtica do trabalho escravo na regio.

    Como queremos no futuro?Que a populao mais pobre do territrio Portal da Amaznia possa ter acesso a aes complementares que auxiliem em sua autonomia e soberania alimentar, de sade, educao, econmica e social. Que o trabalho escravo, em qualquer de suas formas, seja rechaado pela sociedade local e abolido do territrio.

    33Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Aes prioritrias:

    Aumento das aes do Programa Bolsa Famlia em todos os municpios do Portal da Amaznia.

    Realizar caravanas de documentao, principalmente nos assentamentos do territrio.

    Combate ao trabalho escravo atravs de campanhas educativas, fiscalizao e maior organizao dos trabalhadores rurais.

    4.3 Educao e Cultura

    O que ?A educao tem papel fundamental na transformao social. O eixo educao tem como foco a reflexo sobre qual educao queremos, buscando sempre a incluso, o acesso ao ensino de qualidade, a existncia de infra-estruturas adequadas e a estruturao do processo ensino-aprendizagem com base na realidade das populaes.

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Em relao a cultura, destaca-se a busca pela identidade cultural e promoo da cultura mato-grossense como um todo. Alguns grupos formados pelos gestores de cultura do Portal da Amaznia e o grupo de Teatro Experimental de Alta Floresta vm promovendo debates e realizando aes com estes enfoques. Mas ainda existe um longo caminho a se percorrer, haja vista que a compreenso de cultura no Portal da Amaznia ainda fica extremamente restrita a atividades de lazer e entretenimento.

    Como queremos no futuro?

    O direito a uma educao emancipatria, de qualidade, de forma que a mesma seja essencial e transformadora para a vida da populao do Portal da Amaznia. Que o processo de ensino-aprendizado esteja vinculado a identidade cultural de nossa populao, permitindo a reflexo sobre nossa condio de vida, dentro da realidade amaznica.

    34

    Aes prioritrias:

    Programa de educao do campo, contendo:

    A cultura de uma populao revela as formas de viver e de lidar com diversas situaes do dia a dia. Qualquer processo de desenvolvimento est baseado no estudo e na valorizao da identidade de um povo. O eixo Cultura objetiva conhecer os costumes, as relaes com o meio ambiente, com as localidades, enfim, objetiva compreender os homens e mulheres que habitam o Portal da Amaznia.

    Como est no Portal da Amaznia hoje?

    Observa-se no Portal a diminuio no nmero de escolas rurais, dificuldades no transporte escolar e a necessidade de melhor qualificao dos professores, principalmente nas reas rurais. Existe uma distncia grande entre ensino e realidade vivida na zona rural do territrio e este distanciamento prejudicial ao aprendizado, afetando diretamente a qualidade do ensino. Cabe destacar ainda a precariedade de infra-estrutura nas escolas rurais, principalmente em relao a incluso digital. Existem, entretanto, no Territrio Portal da Amaznia experincias inovadoras que utilizam como princpio a pedagogia da alternncia e a construo da proposta pedaggica a partir da realidade onde esto inseridos os alunos.

  • 35Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    artesanato e educao.

    Criao/ fortalecimento dos conselhos e sistemas municipais de educaoMaior articulao entre os gestores e os conselhos municipais de cultura, caminhando para uma maior articulao entre os conselhos. Incentivar a formao de conselhos de cultura nos municpios que no possuem.

    Definir estratgias para que a populao como um todo, incluindo as populaes rurais e urbanas, tenha acesso aos bens culturais em suas diferentes formas de expresso.

    Engajamento dos movimentos culturais para a construo de uma cultura prpria de nossa regio, considerando a agricultura familiar, a cooperao e a solidariedade como formas de resistncia aos valores atualmente impostos.

    Democratizao verdadeira dos meios de comunicao.

    Desenvolvimento de aes nos municpios no sentido de fortalecer politicamente o setor cultural. Que os conselhos articulem as leis de incentivo e apoio cultura.

    a)Formao inicial e continuada dos professores que atuam no ensino do campo, tendo como foco a educao do campo.

    b)Construo de currculos adaptados a realidade do homem do campo, resgatando o sentimento de dignidade de viver no campo. Adaptao do calendrio escolar.

    c)Utilizao da pedagogia da alternncia e socioeconomia solidria como base para uma efetiva educao do campo.

    d)Criao de Escolas Agrcolas Federais no Portal da Amaznia, dando nfase nos plos de Alta Floresta e Matup.

    e)Melhoria da infra-estrutura das escolas, com foco no transporte e incluso digital.

    Mapear, revelar e resgatar as manifestaes culturais do territrio, incluindo a cultura indgena.

    Intercmbio dentro do territrio, envolvendo experincias em

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia36

    nibus escolares prejudicam ainda mais a qualidade de vida da populao do territrio. Destaca-se, entretanto, a falta de infra-estrutura de comunicao na zona rural, dificultando a mobilizao e organizao dos moradores.

    Como queremos no futuro?

    Que a populao possa trafegar durante todo o ano pelas estradas da regio. Que os postos de sade e as escolas tenham condies satisfatrias de atendimento populao. Que existam meios de comunicao nas reas rurais, como telefones, internet e rdios comunitrias. Que os assentamentos tenham amplo acesso gua e que este recurso seja adequadamente utilizado. Que no haja mais domiclios sem energia eltrica.

    Implantar mais estradas rurais e realizar a manuteno freqente de todas as estradas do Portal da Amaznia, de forma que a populao nunca deixe de trafegar.

    Aes prioritrias:

    Programa de democratizao dos meios de comunicao, envolvendo telefones fixos e telefonia mvel, alm de rdios comunitrias em toda zona rural do Portal da Amaznia.

    4.4 Infra-estrutura

    O que ?

    Este eixo envolve as estruturas/equipamentos essenciais para a dinamizao de todos os outros eixos do desenvolvimento sustentvel. Diz respeito ao acesso a estradas trafegveis, a existncia de infra-estrutura de comunicao, o acesso a gua de qualidade, o saneamento bsico, infra-estruturas de sade e educao, dentre outras.

    Como est no Portal da Amaznia hoje?

    Ainda existem locais com infra-estrutura extremamente precria no Portal da Amaznia. A existncia de estradas intransitveis no perodo da chuva traz prejuzos sociais e econmicos significativos. O estado precrio de postos de sade e escolas, bem como de ambulncias e

  • 37Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    4.5 Organizao sustentvel da produo

    O que ?

    Neste eixo constam todas as estratgias para apoio a produo sustentvel, com estmulo a mudana na matriz produtiva do Portal da Amaznia. Desta forma, inclui aes de formao, de financiamento, de apoio tcnico, de organizao, de transformao e de comercializao dos produtos.

    Como est no Portal da Amaznia hoje?

    O Portal da Amaznia ainda no possui um programa de comercializao. O que existe so iniciativas pontuais das mais diferentes instituies. De fato, a comercializao vem sendo apontada sistematicamente como um dos principais limitantes para o desenvolvimento sustentvel do territrio. A anlise mais profunda desta questo demonstra que existem outros problemas associados e que devem ser trabalhados de forma concomitante, como: a falta de organizao e planejamento da produo, a descontinuidade na oferta de produtos, o descompasso entre oferta e demanda de produtos para o mercado local. Do ponto de vista produtivo, tem-se o predomnio das monoculturas, em especial o leite. A dificuldade no acesso ao crdito, a falta de documentao e licenciamento ambiental so pontos que dificultam sobremaneira a superao deste quadro.

    Diagnstico da situao das escolas e postos de sade, com identificao das melhorias necessrias para o atendimento s famlias com qualidade e dignidade.

    Estruturao de novos projetos de assentamento com melhor planejamento das infra-estruturas, em especial definir materiais e projetos alternativos de habitao, de educao, de sade e de comunicao.

    Melhoria das condies de habitao de toda a populao.

    Infra-estruturas de lazer nas reas rurais e urbanas, de acordo com interesse dos moradores.

    Implantao de Pontos de Cultura e programas de acessibilidade a internet

  • Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia38

    Aes de capacitao de agricultores familiares em tcnicas agroecolgicas.

    Realizao de estudos de mercado, seguindo a prioridade de cada

    municpio e do territrio como um todo.Apoio a organizao e a gerao de renda de grupos como mulheres e jovens.

    Discusso sobre cooperativismo de crdito no Portal da Amaznia, com enfoque na agricultura familiar e economia solidria.

    Estruturao de um amplo programa de comercializao em rede, envolvendo todos os municpios do Portal, seja atravs de produtos similares ou complementares.

    Apoio para a adequao dos sistemas de produo, focando na regularizao ambiental e na otimizao das reas de lavoura e pastagem.

    4.6 Sade, saneamento e aceso a gua

    O que ?

    Este eixo diz respeito ao acesso de bens fundamentais para a vida: sade, saneamento e acesso a gua.

    Aes prioritrias:

    Programa de fortalecimento do cooperativismo, envolvendo: capacitaes e apoio para estruturao de cooperativas.

    Como queremos no futuro?

    Que haja uma estratgia coletiva de comercializao no Portal da Amaznia, focando principalmente o abastecimento do mercado local e, posteriormente, regional, nacional e internacional. Que os produtos do Portal da Amaznia sejam reconhecidos pela sua qualidade e particularidade. Que a produo orgnica seja fortalecida em todo o territrio e que haja diversificao da produo. Que existam mecanismos permanentes de apoio a produo e que estes mecanismos, como crdito e assistncia tcnica, estejam sob o controle direto e acompanhamento dos agricultores familiares do territrio.

  • 39Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    preveno e promoo da sade. No h reconhecimento das formas populares de medicina como o uso de plantas fitoterpicas e bioenergtica.

    Em relao ao acesso a gua e o saneamento, alguns municpios ainda no possuem sistemas de acesso a gua tratada e o saneamento fica por conta de fossas existentes em cada casa ou propriedade. Existem ainda assentamentos com srios problemas de abastecimento de gua devido a sua equivocada estruturao.

    Como queremos no futuro?

    O acesso a sade pblica gratuita de boa qualidade. Priorizao da promoo da sade e reconhecimento dos saberes locais que vm ajudando a muitos anos nos problemas de sade das populaes, em especial, nas reas rurais.

    Garantir o acesso gua tratada, bem pblico da humanidade, de forma respeitosa e sustentvel ao meio ambiente.Garantir o acesso ao saneamento bsico, medida essencial a promoo da sade, para as populaes rurais e urbanas.

    Aes prioritrias:

    No foram definidas aes prioritrias para este item.

    Como est no Portal da Amaznia hoje?

    Atualmente as deficincias no sistema de sade um dos problemas mais levantados pela populao do Portal da Amaznia. So citadas debilidades no atendimento mdico e na sade como um todo, como a falta de mdicos (em nmero e especialidades), agentes de sade e medicamentos, principalmente nas reas rurais. Alm disto, alguns municpios no possuem hospital municipal e o atendimento nos postos do PSF precrio. O atendimento odontolgico muito escasso, assim como a infra-estrutura fsica e de equipamentos nos hospitais e postos como um todo.

    Destaca-se ainda a viso do prprio processo de sade-doena na regio, dando nfase ao processo curativo, no trabalhando com aspectos de

  • Conselho Executivo de Aes da Agricultura Familiar, com a participao de 85 instituies pblicas e privadas. Estas instituies dividem-se em representantes da agricultura familiar, conselhos municipais de desenvolvimento rural e instituies de apoio a agricultura familiar. O CEAAF possui um Ncleo Dirigente, formado somente por instituies da

    agricultura familiar e um Ncleo Tcnico, responsvel pela elaborao de projetos.

    Como queremos no futuro?

    Que o Portal da Amaznia reconhea a agricultura familiar como um valor social. Que haja amplo acesso a informao para todas as instituies representativas da agricultura familiar e para a populao em geral. Que a agricultura familiar seja reconhecida por parte dos demais segmentos como sujeito importante para o processo de desenvolvimento sustentvel da regio, com bases na agroecologia, organizao social e socioeconomia solidria. Que as instituies representativas da agricultura familiar se fortaleam cada vez mais, aumentando sua fora poltica e poder de deciso.

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia40

    Aes prioritrias: No foram definidas aes prioritrias para este item.

    4.7 Gesto territorial

    O que ?

    Entende-se por gesto social do desenvolvimento o processo de gerir os assuntos pblicos, ou seja, aquilo que de interesse amplo, como de uma comunidade ou de um grupo social especfico. A idia de gesto refere-se aos processos de planejamento, organizao, direo, implementao, monitoramento e avaliao de aes. Desta forma, este eixo aborda as aes que iro garantir a participao dos agricultores familiares e suas instituies de representao na definio das estratgias de desenvolvimento sustentvel.

    Como est no Portal da Amaznia hoje?

    O Portal da Amaznia possui um colegiado territorial chamado CEAAF

  • 41Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    Educao do Campo

    Neste programa foram agrupadas as aes para tornar a educao do campo uma diretriz de trabalho para todas as escolas rurais do Portal da Amaznia.

    Programa Descrio Geral

    Projetos Relacionados

    a) Formao inicial e continuada dos professores que atuam no ensino do campo, tendo como foco a educao do campo.

    b) Apoio para a estruturao de propostas inovadoras em escolas do campo.

    c) Criao de Escolas Agrcolas Federais no Portal da Amaznia, dando nfase nos plos de Alta Floresta e Matup.

    d) Mapear, revelar e resgatar as manifestaes culturais do territrio, incluindo a cultura indgena.

    Regularizao Fundiria e Apoio a Reforma Agrria

    Neste programa foram agrupados todos os projetos e aes com o objetivo de fortalecer os assentamentos j existentes e estruturar novos assentamentos.

    Programa Descrio Geral

    Projetos Relacionados

    a) Diagnstico completo dos assentamentos do Portal da Amaznia.

    b) Mapeamento dos agricultores sem terra e de possveis reas para assentamento.

    c) Regularizao fundiria e licenciamento ambiental dos assentamentos.

    d) Combate ao trabalho escravo atravs de campanhas educativas, fiscalizao e maior organizao dos trabalhadores rurais.

    PROGRAMAS E PROJETOS PRIORITRIOS

    A partir das aes descritas no item anterior, foram definidos 04 grandes programas para o Portal da

    Amaznia. Estes programas envolvem aes prioritrias dentro de cada eixo e indicam as aes consideradas

    fundamentais para os moradores do Portal da Amaznia.

  • Cidadania

    Neste programa foram includas as aes fundamentais para garantir o acesso aos bens e servios de qualidade, garantindo assim as condies fundamentais para o exerccio da cidadania.

    Programa Descrio Geral

    Projetos Relacionados

    a) Caravanas de documentao nos projetos de assentamento

    b) Programa de democratizao dos meios de comunicao, envolvendo telefones fixos e telefonia mvel, alm de rdios comunitrias e internet em toda zona rural do Portal da Amaznia.

    c) Diagnstico da situao das escolas e postos de sade, com identificao das melhorias necessrias para melhoria do atendimento s famlias.

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia42

    Gerao de renda

    Neste programa foram includas todas as aes de dinamizao econmica e mudana da matriz produtiva do Portal da Amaznia.

    Programa Descrio Geral

    Projetos Relacionados

    a) Programa de fortalecimento do cooperativismo, envolvendo: capacitaes e apoio para estruturao de cooperativas.

    b) Aes de capacitao de agricultores familiares em tcnicas agroecolgicas.

    c) Estruturao de um amplo programa de comercializao em rede, envolvendo todos os municpios do Portal, seja atravs de produtos similares ou complementares.

    d) Apoio tcnico e financeiro para a adequao dos sistemas de produo, focando na regularizao ambiental e na otimizao das reas de lavoura e pastagem.

    e) Formao de uma cooperativa de tcnicos no territrio.

    f) Apoio a cadeias prioritrias, a saber: FLVs - Frutas, Legumes e Verduras; Agrosilvipastoril; Psicultura e Agroecoturismo.

  • 43Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentvel

    Territrio da Cidadania Portal da Amaznia

    As aes previstas no PTDRS sero articuladas atravs de Grupos de Trabalho especficos, que atuaro como Cmaras Temticas. Esto definidos quatro grupos, seguindo a proposta de organizao dos programas apresentados:

    A)Regularizao Fundiria e Apoio a Reforma Agrria

    Objetivo do Grupo: apoiar o processo de reforma agrria e regularizao fundiria no Portal da Amaznia. Grupo formado por instituies ligadas historicamente a estas discusses, procurando construir uma rede de apoio que atue ao mesmo tempo na formao, articulao e mobilizao de atores sociais envolvidos com o tema. Este grupo ter um papel fundamental, pois se reconhece que a falta de regularizao fundiria e ambiental tornou-se um dos principais limitantes para o acesso a polticas pblicas em todo o territrio.

    Componentes:Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais

    ESTRATGIA DE DO

    GESTOPTDRS

    Comisso Pastoral da TerraSecretaria de Agricultura de Terra Nova do NorteSecretaria de Meio Ambiente de ColderCooperativas

    B)Gerao de Renda

    Objetivo do Grupo: as aes de gerao de renda correspondem ao conjunto de aes envolvidas tanto com a dinamizao econmica do territrio quanto com a discusso sobre a sua matriz produtiva. O grupo de trabalho da gerao de renda ter como funo, portanto, apoiar estes processos em todos os municpios do Portal da Amaznia.

    Componentes:Instituto Ouro Verde (Base de Servios de apoio a Comercializao)CoopernovaCooperagrepa (Base de Servios de Comercializao)Comisso Pastoral da TerraSindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras RuraisSecretaria de Agricultura de Peixoto de AzevedoSecretaria de Agricultura de Itaba

  • C)Educao do Campo

    Objetivo do Grupo: grupo que procurar consolidar a educao do campo como estratgia fundamental de ensino aprendizagem no Portal da Amaznia.

    Componentes: o grupo ser formado atravs de encontros/ atividades promovidas com conselhos de educao e demais parceiros em todo o territrio.

    2 - Avaliou-se que a atual composio do colegiado territorial no contribui para o avano nestas questes tendo em vista que grande parte das instituies com assento no colegiado no atuam diretamente na rea de educao do campo. Desta forma, faz-se necessrio sensibilizar e articular novos atores sociais.

    Plano Territorial de Desenvolvimento Rural SustentvelTerritrio da Cidadania Portal da Amaznia44

    D)Cidadania

    Objetivo do Grupo: grupo responsvel por discutir e articular aes que visem o acesso a servios pblicos de qualidade, incluindo sade e assistncia social.

    Componentes: o grupo ser formado atravs de encontros/ atividades promovidas com conselhos municipais de diversas reas por todo o territrio Portal da Amaznia.

  • ANOTAES

  • Realizao:Elaborao: Apoio:

    Ministrio do Desenvolvimento AgrrioSecretaria de Desenvolvimento Territorial

    O CEAAF Conselho Executivo de Aes da Agricultura Familiar

    um colegiado de instituies relacionadas direta ou indiretamente com a agricultura familiar no territrio da cidadania Portal da Amaznia/MT. O CEAAF foi formado no ano de 2004 e atualmente conta com mais de 80 instituies, dentre elas movimentos sociais, STRs, ONGs, rgos de ATER,

    Cooperativas, CMDRS e rgos pblicos, distribudos em todos os 16 municpios do territrio.

    O CEAAF tem como finalidade a discusso e construo de uma diferente forma de

    desenvolvimento para a agricultura familiar, baseada na participao, descentralizao do poder, realidade local e viso multidimensional, o que ira contribuir para as aes

    no governamentais e governamentais (polticas pblicas).

Recommended

View more >