plano municipal de cultura de porto alegre

Download Plano Municipal de Cultura de Porto Alegre

Post on 29-Jan-2018

13 views

Category:

Government & Nonprofit

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  1. 1. 2 FICHA TCNICA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Prefeito Jos Fortunati Secretrio de Cultura Roque Jacoby GRUPO EXECUTIVO para elaborao do Plano Municipal de Cultura P/CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA Paulo Guimares, Letcia de Cssia e Marly Cuesta P/SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA lvaro Santi (Coordenador), Airton Ricardo Tomazzoni dos Santos, Lcia Maria Goulart Jahn e Jacqueline de Oliveira Mative Equipe de ELABORAO Pesquisa, sistematizao e redao lvaro Santi e Letcia de Cssia Reviso final (para a presente verso) lvaro Santi Sistematizao Paulo Guimares e Lcia Maria Goulart Jahn Pesquisa - Izabel Franco Adaptao do site para consulta pblica - Marcel de Aquino Goulart Colaborao na redao Antnio Hohlfeldt e Marly Cuesta Apoio pesquisa Ismael Oliveira e Camila Justi Coan (Observatrio da Cultura) Validao final Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE PORTO ALEGRE Binio 2011/2013 Titulares da Sociedade Civil: Patrcia Sacchet, Gilberto Wallace Battilana, Vincius Mitto Navarro, Rosane dos Santos Morais, Vctor Mateus Teixeira Neto, Francisco Fogaa Damiani, Cndido Norberto Oliveira Soares, Letcia de Cssia Costa de Oliveira, Paulo Roberto Rossal Guimares, Antnio Incio Matos da Silva, Thyago Cunha, Hans Baumann, Hlio Bueno da Silveira, Reinaldo Luiz dos Santos, Lauro Rossler, Dilmair Monte dos Santos, Erenita Santana Peres, Antnio Maidana Silva, Nair Tirloni, Cassius Fernando Chaves, Jorge Almeida da Silva, Adrian Daro Pajolcheck, Gilberto Machado Almeida, Lisandra Batista Flix, Ilson Renato Gomes Marques, Beatriz Gonalves Pereira, Getlio Gomes Soares, Gilson Petrillo Nunes. Titulares do Poder Pblico: lvaro Santi, Breno Ketzer Saul, Lcia Maria Goulart Jahn e Eliane Petry de Oliveira Suplentes da Sociedade Civil: Fbio Restori, Berenice Sica Lamas, Flvio Antnio Cardoso Gil, Evanir Teresinha Plaszewski, Adair Batista Antunes, Roberto Rebs Abreu, Vctor Hugo Rodrigues Amaro, Luciano da Luz Moucks, Ana Regina Jardim de Abreu, Marly Custa Telles de Conti, Ederson Alberto Teixeira Dornelles, Marli Medeiros, Maria Salete Silva Gonalves, Maria Elaine Rodrigues, Leandro Artur Anton, Milton Borges Bueno, Adriana de Carvalho Justo, Leonites Gheno, Vanete Marchesin, Luis Antnio Martins Pereira, Rosele Henrique Garin, Antnio Daniel Knevitz de Oliveira, Wilson Soares de Oliveira, Vtor Alves Fidell, Maria Izolete da Cunha, Roberta Cristina da Silva, Ricardo Andr Teer e Daniela Carvalal Israel Suplentes do Poder Pblico: Elo Muniz da Silva, Leonardo Maricato de Mello, Arton Tomazzoni dos Santos, Mrcio Lontra Pinheiro e Tnia Regina de Freitas. Mais informaes sobre o CMC POA: http://cmcpoa.blogspot.com.br
  2. 2. 3 A elaborao deste Plano de Cultura teve o apoio do Ministrio da Cultura - Secretaria de Articulao Institucional, atravs do Programa de Fortalecimento Institucional para Implementao de Sistemas de Cultura. Ministrio da Cultura Ministra da Cultura Marta Suplicy Secretaria de Articulao Institucional (SAI) Marcelo Pedroso - Secretrio Bernardo Novais da Mata Machado - Diretor do SNC e Programas Integrados ngela Andrade - Coordenadora Geral de Instrumentos de Gesto do SNC Representao Regional Sul Margarete Moraes Eleonora Kehles Spinato A Universidade Federal da Bahia, atravs da Escola de Administrao, colaborou na elaborao do Plano Municipal de Cultura, mediante Termo de Compromisso e Assistncia Tcnica. Universidade Federal da Bahia Reitora Dora Leal Rosa Diretor da Escola de Administrao Francisco Teixeira Ncleo Central do Projeto: Coordenador Geral - Ernani Coelho, Coordenador Tcnico - Vicente Federico, Consultora Snior - Neuza Britto, Analistas Tcnicos - Ktia Costa, Luana Vilutis e Marcelo Cruvinel, Assistentes Administrativos - Lisandra Alcntara e Anderson Marques. Consultoria tcnica local Consultora-coordenadora (2012) - Laura Lautert Consultora-analista (jan.-jul. 2012) - Izabel Franco Consultora-analista (ago.-dez. 2012) - Dunya Shams
  3. 3. 4 PO R TO AL E G R E , T R AD I O E M PAR T I C I PA O S O C I AL Porto Alegre tem um histrico importante de valorizao da participao popular e, ao mesmo tempo, de inovaes no campo da cultura. Ainda muito antes de ter uma Secretaria especfica, Porto Alegre teve iniciativas de ponta, como a criao dos centros de lazer e de recreao, a tenda Municipal de Cultura e, mais tarde, j com uma pasta especfica voltada para a atividade cultural, passou a desenvolver atividades como o hoje mundialmente conhecido Porto Alegre em Cena. Nossa cidade j realizou oito Conferncias Municipais de Cultura e, portanto, ao elaborar o seu Plano Municipal de Cultura, no poderia deixar de respeitar sua tradio de amplo debate. Construdo a partir das demandas apresentadas nestas conferncias, organizado tematicamente sob sete diferentes eixos temticos, o Plano Municipal2 de Cultura teve extensa discusso no Conselho Municipal de Cultura. Esta primeira etapa ter desdobramentos subsequentes, com uma srie de rodadas para discusses entre toda a populao e, enfim, devidamente referendado, ser integrado ao Plano de Oramento Plurianual do municpio, a ser votado pela Cmara de Vereadores da cidade. este o documento que tenho o prazer e a responsabilidade de apresentar aqui. Com ele, tenho certeza, o municpio de Porto Alegre d um passo a mais na democratizao do acesso cultural em seu territrio. Jos Fortunati Prefeito de Porto Alegre
  4. 4. 5 TE M O S U M PL AN O O Plano Municipal de Cultura sintoniza Porto Alegre com as orientaes do Plano Nacional de Cultura do Ministrio da Cultura. O nosso plano da cultura representa um avano fundamental na participao democrtica e no processo de elaborao e implementao de polticas pblicas para a cidade. O que em outros tempos seria uma fico sobre democracia hoje realidade em nossa cidade. O processo decisrio que constitui polticas pblicas para a cultura cada vez mais permeado pela participao dos cidados de Porto Alegre, pelas entidades representativas dos artistas, pelos ativistas culturais, pelas pessoas que vivem e gostam das atividades culturais de Porto Alegre, que com sua qualidade e pujana fazem desta municipalidade uma referncia cultural para o pas. Este plano foi o resultado de aguerridos debates que ocuparam nove conferncias da cultura, ou melhor, dez anos de dedicao para produzir orientaes para as aes da Secretaria da Cultura para os prximos dez anos. O mais importante deste trabalho ver que nele est contemplada a pluralidade de pontos de vista e de necessidades, de que em um esforo criativo coletivo produziu-se um documento que representa de forma democrtica os anseios da comunidade em relao s polticas pblicas para a nossa Cultura. Parabns ao Conselho Municipal de Cultura e a todos que participaram deste processo, de forma voluntria e no remunerada, imbudos do esprito cvico de interesse pblico que devemos a todo momento cultivar e aplaudir. Fao votos que este Plano, que agora temos, sirva de modelo e de alavanca para o desenvolvimento da nossa querida Porto Alegre e promova o constante avano na qualidade de vida de seus cidados. Temos um plano e muito trabalho para a prxima dcada. Roque Jacoby Secretrio Municipal de Cultura
  5. 5. 6 O PL AN O . A V O Z D A C U LT U R A D E PO R T O AL E G R E O Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre uma entidade civil organizada, fundado juntamente com o Sistema Municipal de Cultura da cidade pela Lei Complementar n 399, de 14 de janeiro de 1997. Sua composio de 85% da sociedade civil representantes de toda a cidade, compreendendo todos os segmentos culturais que a constituem. Tem como funes propor, deliberar e fiscalizar as matrias de polticas pblicas culturais do municpio. Sua atuao funcional lado a lado com a atuao da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre. Na construo do Plano Municipal de Cultura de Porto Alegre, o CMC POA participou como protagonista trabalhando ativamente na sua elaborao desde maio de 2012 at o seu final. O texto final do plano foi validado no conselho momento de grande orgulho para ns, conselheiros de cultura de Porto Alegre. Nosso trabalho foi desempenhado com a viso do importante papel de controle social para que o plano terminasse no menor prazo possvel e pudesse garantir e abarcar toda a participao social na cultura de Porto Alegre, desde a primeira conferncia de cultura em 1995 quando se iniciou definitivamente sua construo. Foram mais de mil resolues analisadas e sistematizadas, oriundas das nove conferncias municipais de cultura, que serviram de espinha dorsal para a constituio de tal documento referencial da cultura de Porto Alegre. O resultado de todo esse trabalho no deveria deixar de ser grandioso, principalmente pela maneira participativa e democrtica com que foi constitudo, resultando num plano dos mais consistentes em contedo e participao popular do pas. So 24 diretrizes, sete grandes eixos estratgicos, 49 prioridades e 361 aes. A gesto do CMC 2011/2013 se sente privilegiadamente honrosa por poder participar deste processo que vai intensificar a diversidade cultural da cidade. Com certeza foi o coroamento desta gesto que iniciou seus trabalhos no ano de 2009, aps a reativao do conselho, ficando agora para as prximas gestes a importante tarefa de fazer valer a vontade da sociedade manifestada nesse plano. O Plano esta ferramenta para o planejamento das polticas pblicas de cultura da cidade e assim sendo a "leal e valorosa cidade de Porto Alegre" poder sempre contar com a participao ativa dos seus cidados. Viva a nossa cultura! CMC POA: Vivendo a cultura, transformando a cidade! Paulo Guimares Presidente do Conselho Municipal de Cultura de Porto Alegre
  6. 6. INTRODUO
  7. 7. 8 APRESENTA O Somente na ltima dcada do sculo passado que o termo poltica cultural comea a se tornar corrente no Brasil, no campo da gesto pblica. Por isso, ao tratar-se do assunto convm iniciar com alguma definio definies. Para Teixeira Coelho (2004), as polticas culturais definem-se como programas de intervenes realiz