plano de aula (asc1) - 25 e 26... · escola secundária frei heitor pinto covilhã núcleo de...

Download Plano de Aula (ASC1) - 25 e 26... · Escola Secundária Frei Heitor Pinto Covilhã Núcleo de Estágio…

Post on 13-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Escola Secundria Frei Heitor Pinto Covilh

Ncleo de Estgio de Educao Fsica 2009/2010

Plano de Aula (ASC1)

Aula nmero: 25 e 26 Unidade Didctica: Ginstica Perodo: 1 N de alunos: 20

Local: G1- pavilho Frei Heitor Pinto Data: 12/11/2009 Hora: 08h 25min Durao: 90

Objectivos Material

Aprendizagem e consolidao de nvel elementar dos principais elementos de ginstica de solo. Iniciao aos aparelhos trave e paralelas Facultar indicaes sobre as formas de ajuda em cada um dos elementos e promover a inter-ajuda dos alunos. Desenvolver o esprito de iniciativa e de autonomia dos alunos.

15 colches de ginstica 2 reuther + 2 colcho de queda + paralelas simtricas + trave + trave de solo

+ cavalo + 2 bocks

Fase Preparatria

Contedos Exerccios Organizao T.P. T.T.

Apresentao dos contedos Montagem das estaes Aquecimento e mobilizao geral Alongamentos Posies de equilbrio

Explicao do funcionamento da aula Corrida lenta em vrios sentidos e mobilizao articular especfica Alongamento dos principais grupos musculares a solicitar na actividade

Em U Em fila Em U

3 7 4 3 3 20

Escola Secundria Frei Heitor Pinto Covilh

Ncleo de Estgio de Educao Fsica 2009/2010

Fase Principal

Contedos Exerccios Chamadas de ateno Organizao Esquema T.P. T.T.

Apoios Invertidos de braos e de

cabea

1.1.1 Apoio invertido de braos contra o colcho de queda.

Cabea levantada e olhar dirigido para a frente

Membros superiores em extenso completa.

1 PARTE

1 Estao 4 Subestaes

em sistema rotativo

10 30

1.1.2 Apoio invertido de braos sem ajuda ou com ajuda dos colegas. 1.2.1 Apoio invertido de cabea com auxlio do colcho de queda.

Realizar um tringulo

com cabea e braos

Elevar bacia e s depois

as pernas

Colocao do peso

sobre os 3 apoios

1.2.2 Apoio invertido de cabea sem ajuda ou com ajuda dos colegas.

Rolamentos retaguarda

2.1 Rolamento retaguarda engrupado (no plano inclinado ou no plano horizontal).

Mos sobre os ombros ou ao longo do corpo

Encostar queixo ao peito

Arredondamento das costas

Repulso dos membros superiores

2 Estao 6 Subestaes em simultneo com rolamento

frente de pernas

afastadas

2.2 Rolamento retaguarda com MI afastados (no plano inclinado ou no plano horizontal). 2.3 Rolamento retaguarda encarpado (no plano inclinado ou no plano horizontal).

Escola Secundria Frei Heitor Pinto Covilh

Ncleo de Estgio de Educao Fsica 2009/2010

Rolamentos frente

3.1 Rolamento frente com MI afastados (no plano inclinado ou no plano horizontal)

Apoio das mos viradas

para a frente e largura

dos ombros e dedos

bem abertos

Forte impulso dos

membros inferiores

Encostar queixo ao

peito

Membros inferiores

estendidos afastam-se

no final

Colocar as mos entre

as pernas e fazer

repulso com os

membros superiores no

meio das pernas.

2 Subestaes em simultneo

com rolamentos

atrs

10 40

Contedos Exerccios Chamadas de ateno Organizao Esquema T.P. T.T.

Trave

Entrada Deslocamentos

Voltas Saltos

4.1 Diferentes tipos de deslocamento (pontas dos ps; retaguarda; lateral)

Olhar em frente

Atitude corporal

Deslocar-se de uma forma direita e elegante

3 Estao Conjunto de exerccios em sistema de progresso

15 55

4.2 Saltinhos (ps juntos; com troca de ps em progresso)

Escola Secundria Frei Heitor Pinto Covilh

Ncleo de Estgio de Educao Fsica 2009/2010

4.3 Meio-pivot

4.4 Avio

4.5 Sada de salto em extenso com meia pirueta

Escola Secundria Frei Heitor Pinto Covilh

Ncleo de Estgio de Educao Fsica 2009/2010

Contedos Exerccios Chamadas de ateno Organizao Esquema T.P. T.T.

Paralelas

Balanos ngulo Sada

5.1 Subida de Balano frente

Manter o corpo

estendido aquando

da passagem sobre o

banzo

Manter o olhar dirigido para a frente

MS estendidos

Extenso dos MS

Costas direitas

Bloquear cintura nos

balanos

Passagens das mos

no enrolamento

frente

4 Estao Conjunto de

exerccios em sistema de progresso

15 55

5.2 Diferentes deslocamentos (em

suspenso, gatinhar, andar por cima) nas paralelas

5.3 Balano em apoio de mos e apoiar MI sobre os

banzos

5.4 Rolamento frente (com ps apoiados nas

paralelas) para posterior passagem para Pino de

ombros

5.5 Balano em apoio braquial e apoiar MI

sobre os banzos

Escola Secundria Frei Heitor Pinto Covilh

Ncleo de Estgio de Educao Fsica 2009/2010

5.6 Sada frente simples com volta

Contedos Exerccios Chamadas de ateno Organizao Esquema T.P. T.T.

Cavalo

Salto ao eixo Aparelho na transversal

(masculino e feminina)

Salto entre mos

Aparelho na transversal

(masculino e feminino)

6.1 Salto do bock sem trampolim

No diminuir a velocidade da corrida antes da chegada ao trampolim

No elevao dos MS antes da chamada

Elevar a bacia no 1 voo

Forte impulso dos MS

2 Parte 3 Subestaes

20 75

6.2 Salto do bock com trampolim reuther

6.3 Salto do cavalo com trampolim reuther

Escola Secundria Frei Heitor Pinto Covilh

Ncleo de Estgio de Educao Fsica 2009/2010

Fase Final (Retorna calma)

Contedos Exerccios Organizao T.P. T.T.

Desmontagem das estaes Recuperao activa Balano da actividade Banho

Alongamento dos principais grupos musculares

Em U

5 10 90

Professor responsvel pela leccionao

Andr Silvestre

Professor orientador

Carlos Elavai

Professores assistentes

Marcela Rodrigues

Joo Oliveira

Ncleo de Estgio 2009/2010 Andr Silvestre

Relatrio de Aula

Ano e Turma: ASC1 Perodo: 1 N de alunos: 16 Data: 12/11/2009 Aula n: 25 e 26 Local: G1 Professores: Carlos Elavai; Andr Silvestre; Joo Oliveira; Marcela Rodrigues. Unidade Didctica: Ginstica Incio da aula: 8:25 Fim a aula: 9h55 Material: Colches; Reuther; banco sueco; barra fixa; paralelas assimtricas e simtricas; traves; cavalos e bocks;

No mbito do estgio em Educao Fsica, pertencente ao 2 ano do 2 ciclo do curso

Ensino em Educao Fsica no ensino Bsico e Secundrio, objectivamos a primeira

aula assistida pelo orientador de estgio da Escola Secundria Frei Heitor Pinto,

professor Carlos Elavai, no intuito de avaliar a prtica de leccionao. Assim sendo,

apresentamos em seguida, o relatrio e auto-apreciao crtica da Aula leccionada.

A aula contextualiza-se, na unidade didctica de ginstica artstica de solo e aparelhos,

sendo estas as aulas n 25 e 26 do primeiro perodo do ano lectivo. As aulas de 45

minutos cada decorreram no ginsio 1, iniciando-se as 8hh25 e terminando as 09h55.

Em seguida, apresentamos a anlise crtica e o relato da aula, abordando a sua

estrutura e organizao, os feedbacks utilizados, a qualidade do ensino, eficcia da

aprendizagem e tempo de gesto da aula que se traduzem pelos seguintes pontos

apresentados:

Ncleo de Estgio 2009/2010 Andr Silvestre

Objectivos sumrios:

O objectivo desta aula foi dar continuidade e consolidao de todos os elementos que

faro parte da avaliao sumativa, sendo assim planeada e apresentada como uma

continuao das aulas anteriores.

A aula resume-se assim prtica e continuidade do treino de todos os elementos

gmnicos de solo, nomeadamente, pino de cabea e de braos, rolamentos a frente e

trs engrupado, rolamentos encarpados de pernas afastadas atrs e frente,

rolamento encarpado de pernas estendidas atrs. E tambm dos elementos gmnicos

dos aparelhos, paralelas simtricas no caso dos rapazes e trave no caso das raparigas.

Na segunda parte da aula, os alunos realizaram uma pequena introduo e exercitao

do salto no cavalo.

Processo Pedaggico:

A aula foi planeada para funcionar em estaes num sistema de rotao, do qual havia

estaes apenas para raparigas (trave), estaes apenas para rapazes (paralelas

simtricas) e estaes em que todos eram obrigados a realizar, sendo estas de

elementos de solo. As estaes eram realizadas num sistema de rotao, onde todos

os alunos estariam sempre a trabalhar ao mesmo tempo numa estao e depois

trocavam de estao. Isto , os alunos todos iniciaram a estao de solo, um grupo na

subestao de pinos e outro na subestao de rolamentos. Aps o tempo previsto para

cada estao, os grupos trocaram de subestao. No final de realizarem a estao de

solo, os alunos dividiram-se de novo em dois grupos, agora um grupo de rapazes e um

de raparigas, para irem trabalhar para os aparelhos.

Quando os alunos chegaram ao ginsio, alguns atrasados 20 minutos, foram montar as

estaes de solo.

Aps a montagem das estaes, os alunos iniciaram o aquecimento dinmico e

esttico, que se realizou de forma a criar alguma predisposio dos alunos para o

Ncleo de Estgio 2009/2010 Andr Silvestre

esforo e a p