plano de atividades e orçamento 2015 - edia.pt _  · pdf file 5 plano de...

Click here to load reader

Post on 02-Feb-2019

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

PLANO DE ATIVIDADES E ORAMENTO 2015

2 PLANO DE ATIVIDADES E ORAMENTO 2015

3 PLANO DE ATIVIDADES E ORAMENTO 2015

NDICE

SNTESE ........................................................................................................................................................................................... 5

1. RESUMO DAS ATIVIDADES EM 2014 .......................................................................................................................... 11

2. PLANO DE ATIVIDADES PARA 2015 .......................................................................................................................... 17

2.1. Infraestruturas em Explorao ...................................................................................................................... 17

2.2. Infraestruturas em Construo ..................................................................................................................... 24

2.3. Projetos em Curso .................................................................................................................................................. 26

2.4. Patrimnio Cultural, Ambiente, Monitorizao Ambiental, Sistemas de Gesto na

rea ambiental e Ordenamento do Territrio ............................................................................................. 30

2.5. Projetos Especiais .................................................................................................................................................. 37

2.6. ESTRUTURA DE SUPORTE ..................................................................................................................................... 46

3. PLANO DE INVESTIMENTOS E ORAMENTOS PARA 2015 ............................................................................ 55

4. ORIENTAES ESTRATGICAS PARA 2015 NO SETOR EMPRESARIAL DO ESTADO

PROGRAMA DE REDUO DE CUSTOS/GASTOS OPERACIONAIS ..................................................................... 63

5. ANEXOS.................................................................................................................................................................................... 75

SIGLAS E ABREVIATURAS ....................................................................................................................................................95

DECLARAO DE APROVAO .......................................................................................................................................... 98

4 PLANO DE ATIVIDADES E ORAMENTO 2015

5 PLANO DE ATIVIDADES E ORAMENTO 2015

SNTESE

O Empreendimento de Fins Mltiplos de Alqueva , sem dvida, o principal projeto estruturante da regio do Alentejo, beneficiando de um conjunto de infraestruturas que potenciam o seu desenvolvimento de forma integrada, sustentada e multidisciplinar.

Perspetivando-se a concluso da sua primeira fase, equivalente a cerca de 120 mil hectares de rea regada, at ao final do ano de 2015, a estratgia definida pretende dar a conhecer o potencial de desenvolvimento da regio, sobretudo nas vertentes agrcola e agroindustrial, tirando partido de uma realizao hidrulica nica em Portugal mas tambm o papel da EDIA enquanto entidade a quem foi consignada a explorao de todo o sistema primrio e secundrio, evidenciando os seus servios, a sua competncia e eficincia, ao mesmo tempo que se integra na sociedade da sua rea de interveno, interagindo com os diversos pblicos mas tambm instituies com quem se relaciona, complementando o seu papel indutor do desenvolvimento assente em estratgias que ultrapassem a vertente agrcola e tirem partido das mais-valias geradas pelo Projeto. Para a prossecuo dos seus objetivos, a EDIA, S.A. conta com o empenho e contributo de 187 colaboradores, distribudos pelas vrias direes e categorias profissionais. A EDIA, como empresa fortemente ligada ao Alentejo, tem nos seus quadros mais de dois teros de efetivos naturais da regio. Assim, a complexidade e funcionalidades de Alqueva aconselham a ter uma viso abrangente da sua Misso e Objetivos, os quais se podem resumir em duas grandes vertentes: Por um lado, permitir mudar o paradigma do Alentejo, transformando-o na principal regio de agricultura de regadio em Portugal e, por outro, desenvolver econmica e socialmente uma regio deprimida do Pas, assente em realidades multissetoriais.

Em tudo isto a EDIA no pode, nem deve, ser um elemento lateral nos processos, antes pelo contrrio, a EDIA deve assumir lugar de destaque e reconhecimento assumindo-se como a principal porta de entrada para a fresh new land (Alqueva uma nova terra de gua).

No decorrer de 2015, a EDIA prev, no essencial, iniciar e finalizar diversas empreitadas e fornecimento de equipamentos das redes primria e secundria, de acordo com o quadro seguinte:

6 PLANO DE ATIVIDADES E ORAMENTO 2015

Ao longo do prximo ano, continuam as seguintes obras:

Rede Primria Incio Concluso

Subsistema Alqueva

Ligao ao Sistema de Aduo a Morgvel 3. Trim/2015 3. Trim/2016

Circuito Hidrulico Roxo-Sado 1. Trim/2015 2. Trim/2016

Reforo do Estao Elevatria dos lamos 3. Trim/2015 2. Trim/2016

4. Troo da Ligao a Vale de Gaio 1. Trim/2015 4. Trim/2015

Tamisador da Barragem do Penedro 2. Trim/2015 4. Trim/2015

Subsistema Ardila

Cicuito Hidrulico de Calios-Machados 1. Trim/2015 1. Trim/2016

Subsistema de Pedrgo

Crcuito Hidrulico de So Pedro-Baleizo 3. Trim/2013 1. Trim/2015

Crcuito Hidrulico de So Matias 1. Trim/2015 1. Trim/2016

Rede Secundria Incio Concluso

Subsistema Alqueva

Bloco de Cinco Reis Trindade 3. Trim/2013 1. Trim/2015

2. Fase da E.E. do Loureiro-Alvito 2. Trim/2015 4. Trim/2015

Blocos de Barras, Torro e Baronia Baixo (Perimetro de Vale de Gaio) 4. Trim/2014 4. Trim/2015

2 Fase Estao de Filtragem dos Blocos de Cinco Reis Trindade 2. Trim/2015 3. Trim/2015

2 Fase EE do Penedro 4. Trim/2015 2. Trim/2016

Rede Viria do Bloco Cinco Reis - Trindade 3. Trim/2015 4. Trim/2015

Subsistema Ardila

Blocos de Moura Gravtico 4. Trim/2014 4. Trim/2015

2. Fase da E.E. da Laje 2. Trim/2015 4. Trim/2015

Subsistema de Pedrgo

Bloco de So Pedro-Baleizo 3. Trim/2013 1. Trim/2015

Bloco 4 e 5 Baleizo-Quintos 3. Trim/2013 1. Trim/2015

Blocos 3 e 4 de So Matias 3. Trim/2014 4. Trim/2015

Rede Viria do Bloco So Pedro - Baleizo-Quintos 3. Trim/2015 4. Trim/2015

2 Fase EE do Pedrgo 1 4. Trim/2015 1. Trim/2016

2 Fase EE do Pedrgo 3 4. Trim/2015 1. Trim/2016

2 Fase EE do Estcio 2. Trim/2015 4. Trim/2015

Rede Secundria Incio Concluso

Subsistema Alqueva

Bloco de Beringel-lamo (Permetro de Beringel - Beja) 3. Trim/2014 1. Trim/2016

Bloco de Beja (Permetro de Beringel - Beja) 3. Trim/2014 1. Trim/2016

Blocos do Roxo-Sado 4. Trim/2014 1. Trim/2016

Blocos da Baronia Alto, Alvito Baixo e Alvito Alto (Permetro de Vale de Gaio) 3. Trim/2014 1. Trim/2016

Subsistema Ardila

Blocos de Calios-Machados 3. Trim/2014 1. Trim/2016

Blocos de Pias 3. Trim/2014 1. Trim/2016

Subsistema de Pedrgo

Blocos 1 e 2 de So Matias 3. Trim/2014 1. Trim/2016

7 PLANO DE ATIVIDADES E ORAMENTO 2015

Prev-se em 2015 o acompanhamento dos estudos a desenvolver no mbito dos projetos de execuo de vrias reas limtrofes, bem como a contratao de estudos relativos a outras reas. No decorrer do ano ter seguimento a manuteno e explorao das redes primria e secundria de rega do EFMA, garantindo o melhor servio aos nossos clientes, com particular destaque para os agricultores. Em 2015 ir entrar em explorao os permetros de Cinco Reis Trindade, So Pedro Baleizo e Baleizo Quintos. A promoo do regadio na zona de influncia de Alqueva, assume-se como uma das principais funes da EDIA pelo que todas as aes desenvolvidas visam direta ou indiretamente o incremento das reas regadas nos permetros em explorao. Em 2015, continuar a ser assegurado o trabalho de suporte captao e fixao de investimento agrcola e agroindustrial na regio, assim como identificao de terrenos e equipamentos pblicos e privados existentes na zona de influncia de Alqueva, com potencial de instalao de negcios decorrentes do Projeto. Neste mbito, preveem-se aes, como a criao de um Ecossistema Empreendedor Alqueva, em articulao com a ATLA e demais entidades parceiras.

Esta prevista igualmente, no prximo ano, a continuao dos estudos tendentes atualizao do custo de gua para rega, com a consolidao da implementao do regadio, bem como da sua tarificao e o seu impacte na rentabilidade das culturas. Prev-se a realizao de um evento com um congresso associado, onde sero apresentados os resultados de um estudo que identifique e quantifique os diferentes impactos do desenvolvimento da componente agrcola de Alqueva na economia regional e nacional. Com a criao do Portal do Regante, ser possvel ao regante, aceder a informao atravs de uma plataforma Web. No prximo ano ser realizada a Operacionalizao do Modelo tcnico-econmico para a monitorizao e gesto da componente hidroagrcola de Alqueva, atravs da sua utilizao na anlise da campanha de rega, para os blocos que j se encontrem em funcionamento A caracterizao dos vrios permetros em explorao, ser feita com base nos inquritos realizados. Proceder-se- atualizao dos inquritos e s reas regadas nos permetros de rega em explorao em 2015. Atendendo a que vo entrar em explorao mais cerca de 20 000 ha (Cinco Reis-Trindade, So Pedro - Baleizo e Baleizo-Quintos). Dinamizar o regadio de pequena propriedade tem sido outra das prioridades da E

View more