Planeamento e Implementacao de SI (CICIE)-CAPA

Download Planeamento e Implementacao de SI (CICIE)-CAPA

Post on 07-Dec-2015

2 views

Category:

Documents

1 download

DESCRIPTION

Planeamento e Implementacao de SI (CICIE)-CAPA Incubadora

TRANSCRIPT

DIVISO DE ECONOMIA E GESTOCurso de Contabilidade e Auditoria 1 AnoCadeira: Sistemas de InformaoProjecto de Planeamento e Implementao de Sistemas de Informao

(Incubadora de Empresas do ISPT)Discentes:Janete MambozaRuquia Adelino

Tania Loureno Bicioso Antnio

Tete, Agosto de 2015

Janete MambozaRuquia Adelino

Tania Loureno Bicioso Antnio

Projecto de Planeamento e Implementao de Sistemas de Informao

(Incubadora de Empresas do ISPT) Projecto elaborado no mbito da cadeira de Sistemas de Informao no curso de Contabilidade

e Auditoria, sob orientao da docente: dr. Jos ChemaneTete, Agosto de 2015ndice31. Introduo

42. Objectivos do Trabalho

42.1. Objectivo Geral

42.2. Objectivos Especficos

53. Descrio da Empresa em Estudo (Incubadora de Empresas do ISPT)

53.1. Natureza da Incubadora de Empresas do ISPT

53.2. Misso

53.3. Viso

53.4. Estrutura

64. Planeamento e Implementao de sistemas de informao

64.1. Planeamento de sistemas de informao

64.1.1. Conceitos

64.1.2. Objectivo Fundamental de Planeamento de SI

64.1.3. Motivaes

84.1.4. Etapas para o Planeamento de Sistemas de Informao da Incubadora de Empresas

84.1.4.1. Primeira Etapa do processo de Planeamento de SI da Incubadora de Empresas

84.1.4.1.1. Primeira fase: Seleccionar os Elementos do projecto

114.1.4.1.2. Segunda fase: Anlise da Situao Actual da Empresa

124.1.4.2. Segunda Etapa do processo de Planeamento de SI da Incubadora de Empresas

124.1.4.2.1. Primeira fase: Hardware e Softwares

144.1.4.2.2. Segunda fase: Fornecedores

154.2. Implementao de sistemas de informao na Incubadora de Empresas

154.2.1. Etapas para a Implementao de Sistemas de Informao da Incubadora de Empresas

164.2.1.1. Aquisio

164.2.1.2. Montagem

164.2.1.3. Testes

174.2.1.4. Formao dos usurios finais

174.2.1.5. Manuteno do SI

184.2.1.6. Avaliao gerencial do SI

184.2.1.7. Auditoria

215.1. Concluso

225.2. Bibliografia

235.3. Glossrio

I. CAPTULO

1. Introduo

Este presente projecto tem como tema Planeamento e Implementao de Sistemas de Informao na Incubadora de Empresas do ISPT,

Este projecto ir descrever as fases desde o planeamento e implementao de Sistema de Informao na Incubadora de Empresas do ISPT no sentido de atender as necessidades das empresas que estaro a benefiar do espao compartilhado para o desenvolvimento das suas empresas.

Este projecto contempla as seguintes partes, nomeadamente: Objectivo Geral, Objectivos Especficos, Descrio da Empresa em Estudo (Incubadora de Empresas do ISPT), Planeamento e Implementao de sistemas de informao, Etapas para o Planeamento de Sistemas de Informao da Incubadora de Empresas, Implementao de sistemas de informao na Incubadora de Empresas, Etapas para a Implementao de Sistemas de Informao da Incubadora de Empresas, Concluso, Bibliografia e Glossrio.

II. CAPTULO

2. Objectivos do Trabalho

2.1. Objectivo Geral

Elaborar um projecto que visa fazer um planeamento e Implementao de um Sistema de Informao duma empresa, escolhida ao critrio do estudante.

2.2. Objectivos Especficos

Descrever as etapas e as suas fases subsequentes ao planear e implementar um Sistema de Informao;

Fazer um estudo aprofundado sobre o tema do trabalho trazendo a realidade sobre as necessidades que uma certa empresa possui.

III. CAPTULO

3. Descrio da Empresa em Estudo (Incubadora de Empresas do ISPT)

3.1. Natureza da Incubadora de Empresas do ISPT

A Incubadora um ambiente projectado para acolher micro e pequenas empresas, sejam elas novas ou em plena a actividade, que buscam a modernizao de suas actividades, de forma a transformar ideias em produtos, processos e servios que geram rendimentos. Isto , um espao fsico especialmente construdo ou adaptado para alojar temporariamente micro e pequenas empresas que, necessariamente, dispe de uma srie de servios e facilidades nomeadamente: espao fsico individualizado, espao de uso compartilhado, recursos humanos e servios especializados, capacitao e acesso a laboratrios e bibliotecas.

3.2. Misso

missao da Incubadora promover o desenvolvimento econmico local atravs da incubao sistemtica de empresas ambientais e socialmente responsveis que pautem pela inovao e invetigaao.

3.3. Viso

A Incubadora tem como viso estabelecer-se como um centro de excelncia a nvel nacional e regional no estabelecimento de iniciativas empreendedoras voltadas para o desenvolvimento sustentvel local.

3.4. Estrutura

A Incubadora comporta os seguintes Departamento:

Departamento de Desenvolvimento Empresarial

Departamento de Consultoria

IV. CAPTULO

4. Planeamento e Implementao de sistemas de informao

4.1. Planeamento de sistemas de informao

4.1.1. Conceitos

Sistema de Informaes uma srie de elementos ou componentes inter-relacionadas que coletam (entrada), manipulam (processamento) armazenam e disseminam (sada) os dados e informaes local ou remotamente e fornecem um mecanismo de feedback.

O planeamento dos sistemas de informao, segundo Amaral (1995), uma actividade das organizaes que define o futuro desejado para os seus sistemas, o modo como devero ser suportados pelas tecnologias da informao e ainda a forma de concretizar este suporte. uma actividade contingencial, muito complexa, com finalidades mltiplas e de natureza holstica.

4.1.2. Objectivo Fundamental de Planeamento de SI

O nico objectivo doplaneamento estratgicodesistemas de informao de traar um plano de aco claro e resumido para a utilizao dos recursos deinformtica (hardware, software) de acordo com a misso da empresa.

4.1.3. Motivaes

Como motivaes para sua realizao, evidenciam-se:

A busca de maior eficincia interna, criando-se uma base de informaes necessrias para o bom funcionamento operacional e seu gerenciamento;

A administrao das informaes do ambiente externo, como mercado, consumidores, fornecedores, governo, poltica e sociedade;

O planeamento dos recursos de tecnologia da informao necessrios para suportar os sistemas de informao da empresa, envolvendo quantidade e potencialidade de hardware, os softwares necessrios e os recursos de telecomunicaes; e

A utilizao estratgica da informao procurando obter vantagem competitiva diante dos concorrentes.

Um planeamento estratgico de sistemas de informao deve, inicialmente, definir o negcio antes do desenvolvimento e implantao de sistemas, considerando os factores crticos de sucesso do negcio. Simultaneamente, o planeamento cria oportunidades de identificar funes e armazenamentos duplicados, apontar problemas e oportunidades, alm de fornecer uma base para o desenvolvimento de estratgias dehardware,software,recursos humanos e rede decomunicao de dados.

4.1.4. Etapas para o Planeamento de Sistemas de Informao da Incubadora de Empresas

O Planeamento de Sistemas de Informao da incubadora vai entrar como um recurso a ser usado para ajudar o ISPT, na identificao das oportunidades de Sistemas de Informao para apoiar os negcios empresariais, no desenvolvimento de arquitecturas de informao baseadas nas necessidades dos Empresrios, e no desenvolvimento de planos de aco dos Sistemas de Informao a funcionar na Incubadora a um tempo consideravelmente maior.

4.1.4.1. Primeira Etapa do processo de Planeamento de SI da Incubadora de Empresas

4.1.4.1.1. Primeira fase: Seleccionar os Elementos do projecto

Consonte a estrutura organizacional do ISPT, viu-se a necessidade de seleccionar ou constituir uma equipe de profissionais que ser encarregue a organizar e a fazer o levantamento dos requisitos necessrios para a implementao do Sistema de Informao da Incubadora de Empresa.

E um caso a considerar ser o de enquadrar um elemento externo que vai exercer a funo de consultor.

Dentre esta equipe foram seleccionados membros de diferentes reas chaves do ISPT, nomedamente:

Elementos Internos

Um (1) membro da rea de Recursos Humanos;

Este membro ser a pessoa responsvel a aconselhar os decisores dentro da Instituio sobre as necessidades e procedimentos de contratao e enquadramento do pessoal na Incubadora de Empresas e Tratar de antecipar qual ser a fora de trabalho e talentos humanos necessrios para a realizao a aco organizacional futura. Um (1) membro da rea do Patrimnio;

Este membro ir desempenhar um papel muito importante no seio da equipe escolhida no sentido de coordenar, orientar e fiscalizar o cadastro dos bens patrimoniais, avaliar a necessidade de novos equipamentos, evitando a compra dos que so desnecessrios ou pouco adequados produo, planear a distribuio dos equipamentos dentro da empresa e tambm vai se encarregar a supervisionar e controlar a manuteno e o conserto dos bens.

Um (1) membro do Centro de Recursos Tcnicos e Tecnlogicos;

Como se sabe este centro composto por uma equipe de profissionais ligados a rea de informtica, ento fazendo parte um dos membros do centro, este ir desempenhar um papel muito preponderante na listagem das necessidades de Hardware, Software e o Networking dentro da Incubadora.

Um (1) membro da rea de administrao de finanas;

A rea de Administrao e finanas tem sido o centro de ateno duma empresa porque est directamente ligada com a contabilidade de custos e a contabilidade financeira, com os pagamentos de impostos e com os sistemas de informao gerencial e tambm responsabiliza-se pela gesto do caixa e da rea de crdito da empresa, por seu planeamento financeiro, e pelos gastos de investimento, portanto para anlise oramental do investimento que vai ser gasto na implantao do sistema na Incubadora, um membro desta rea fazendo parte da equipe ir influenciar os directores do ISPT a materializar a implementao do sistema na Incubadora. Trs membros do Centro de Incubao de Empresas;

Pela estrutura organizacional do Centro de Incubao de Empresa, os trs membros iro contribuir bastante na organizao e distribuio dos elementos do sistema da Incubadora na qual um membro ser o Chefe do Departamento de Desenvolvimento Empresarial, Chefe do Departamento de Consultoria e o Director do Centro.

Estes membros so as personagens que esto directamente ligadas a gesto executiva do Centro de Incubao de Empresa e conhecem as dificuldades que o mesmo passa para o desenvolvimento do Centro.

Trs (3) Investigadores do ISPT;

Recentemente o ISPT criou um grupo de Investigadores em diferentes reas de actuao entre docentes e os membros do Conselho Tcnico Administrativo (CTA), estes podem fazer estudos de mercado sobre as necessidades actuais de empreendedores, e os sistemas que as empresas sofiscadas usam para aumentar o rendimento dentro da mesma.

Elemento Externo

Um (1) Consultor

Consultoria um servio de aconselhamento contratado por organizaes junto a pessoas qualificadas e especialmente treinadas para lhes dar, de uma forma objectiva e independente, a possibilidade de identificar problemas gerenciais, analisar esses problemas, encontrar a seguir solues recomendadas pela consultoria e, por fim, eventualmente, conseguir ajuda para implementao dessas solues, (QUINTELA, 1994).

Ento ISPT ao contratar o servio de consultoria externa realizou uma cuidadosa seleo dentre as alternativas do mercado, considerando no mnimo os seguintes aspectos:

1. Qual a especialidade que necessita para seu problema?

2. Ser vai contratar consultores local, da regio, ou de outras regies?

3. Contratar um consultor pessoa fsica, ou uma empresa estabelecida?

4. Contratar um especialista no assunto, ou um generalista?

Sendo a Incubadora uma rea nova e profissionais da mesma quase no existir, atendendo a qualidade que pretende com sistema, foi escolhido um consultor Sul Africano para elaborar um plano de negcio e que a periodicidade do trabalho est pautado em seis (6) meses, sendo duas semanas passadas em Moambique para acolher os requisitos necessrios para a materializao do plano de negcios. E troca de documentos tem sido por meio de correio electrnico.

4.1.4.1.2. Segunda fase: Anlise da Situao Actual da Empresa

O Centro de Incubao de Empresa vem exercendo as suas actividades desde 2007, sem antes uma estrutura fsica que pudesse acolher empreendores iniciantes. Em 2008 consegue um espao num dos anexos da Direco da Indstria e Comcio. Apartir deste ano toda legislao foi concebida para a materializao do Sonho da Incubadora. A incubao sendo uma rea nova, os tcnicos confiados para trabalhar no projecto ainda no tinham um conhecimento sobre as actividades a realizar e todavia foram submetidos diversas capacitaes em matrias de gesto de Incubadoras, Plano de negcios, Gesto de Empresas dentro e fora do Pas no sentido a dar face ao processo de Incubao de Empresas.

Terminado o contrato com a Direco da Indstria e Comrcio numa fase em que as Instalaes oficiais do ISPT acabavam de serem construidas, a Equipe do centro de Incubao de Empresas vai se estalar em trs gabinetes do ISPT e usando um anexo que futuramente ir funcionar o posto mdico do ISPT, no dia 04 de Novembro de 2011, consegue admitir duas (2) empresas incubadas e comea a primeira experincia de incubao.

A procura de empresas iniciantes aumentou em Tete, ento o Centro de Incubao de Empresas viu-se a necessidade de ter instalaes prprias para a incubadora e elaborou um projecto de construo da mesma, sendo aprovada pela direco e inicia a sua construo.

Estas instalaes numa primeira fase tero a capacidade de acomodar at 24 incubados residentes numa rea total de 216 m2. Para o cumprimento dos objectivos a mdio e longo prazo h necessidade de se providenciar os gabinetes para incubados e Direco por forma a dar lugar as actividades da Incubadora.

Como foi descrito antes, pode-se ver que a capacidade de alocao de recursos materiais, tanto pessoal ser maior para o desenvolvimento desta rea.

Deste modo sero necessrios recursos que respondam a actual demanda da Incubadora e ser feito um investimento de avultadas somas em Materiais Informticos, Softwares, meios de comunicao, Contratao de Recursos Humanos, Formao de Recursos Humanos e Contratao de Consultores e outros.

4.1.4.2. Segunda Etapa do processo de Planeamento de SI da Incubadora de Empresas

4.1.4.2.1. Primeira fase: Hardware e SoftwaresAs constantes mudanas nas relaes econmicas afectam substancialmente a administrao das organizaes, que so obrigadas a buscar meios para garantir sua sobrevivncia, melhorarem o desempenho empresarial e, com isso, promover seu crescimento em mercados cada vez mais competitivos.

Nesse contexto, a Tecnologia da Informao (TI), definido como o complexo tecnolgico que envolve computadores, software, redes de comunicao eletrnica pblica e privada, rede digital de servios de telecomunicaes, protocolos de transmisso de dados e outros servios.

P...