Pesquisa de Intermediários do Ecossistema de Finanças ... ?· Os intermediários se dividem em quatro…

Download Pesquisa de Intermediários do Ecossistema de Finanças ... ?· Os intermediários se dividem em quatro…

Post on 11-Nov-2018

219 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Pesquisa de Intermedirios do Ecossistema de Finanas Sociais e Negcios de ImpactoOutubro de 2015

  • MembrosAndr DegenszajnAntonio Ermrio de Moraes NetoAry Oswaldo Mattos FilhoFbio BarbosaGuilherme Affonso FerreiraLuiz LaraMaria Alice Setubal Pedro ParenteVera Cordeiro

    Diretoria ExecutivaICE Instituto de Cidadania EmpresarialBeto ScretasClia CruzDiogo QuitrioFernanda BombardiMariana GuimaresVivian Rubia

    SITAWI Finanas do BemGustavo PimentelLeonardo LetelierRob Packer

    Parceiros estratgicos Apoio

  • 3

    O campo das Finanas Sociais tem quatro elementos que devem trabalhar de forma alinhada: os Negcios de Impacto que tm a misso de gerar im-pacto socioambiental, com resultado financeiro positivo e sustentvel, as entidades que doam, investem ou emprestam recursos, os mecanismos e instru-mentos financeiros que permitem que os recursos circulem de um lado ao outro e, por fim, as organizaes intermedirias ou facilitadoras.

    A Pesquisa de Intermedirios do Ecossistema de Finanas Sociais e Negcios de Impacto tem como foco as organizaes intermedirias, que funcionam como uma ponte entre a oferta e a demanda de capital. Buscam conectar cada grupo de atores atuando diretamente com os empreendedores sociais ou sistemicamente, promovendo um ambiente mais favorvel para a criao e o fortalecimento de Negcios de Impacto.

    Para desenvolver a pesquisa, a Fora Tarefa de Finana Sociais contou com a equipe da Deloitte, que procurou categorizar as organizaes intermedirias a partir da modalidade de produtos e servios que oferecem, dando clareza ao conceito e revelando a abrangncia de sua atuao. Espera-se, assim, que mais organizaes se mobilizem para trabalhar no campo de Finanas Sociais, dadas a tendncia global de aumento da oferta de capital, a demanda latente por recursos financeiros e a necessidade de impacto e transformaes sociais no Brasil.

    Os intermedirios se dividem em quatro grupos principais, que atuam em: (1) monitoramento, avaliao e certificao, (2) recursos e servios financeiros, (3)conhecimento e informao e (4) gesto e acesso a investidores. Independentemente da categoria em que esto, devem atuar para que modelos de negcio gerem impacto social e desempenho financeiro; contribuam para construir o ecossistema, facilitando a conexo entre a oferta de capital e a demanda; e apresentem capacidade de articular, facilitar e agregar finanas, habilidades, colaborao, tecnologia e network.

    A Fora Tarefa de Finanas Sociais rene representantes de diferentes setores com o propsito de mobilizar atores chaves para a crena de que modelos de negcio podem resolver problemas sociais.

    Este estudo parte de uma srie de pesquisas e estudos produzidas pela Fora Tarefa de Finanas Sociais com o objetivo de identificar as mudanas sistmicas que podem contribuir para aumentar significativamente a oferta de capital pblico e privado disponvel para financiar negcios que geram resultado financeiro positivo e de forma sustentvel. Esse estudo tambm base para a criao das recomendaes para o avano do campo de Finanas Sociais e Negcios de impacto no Brasil.

    A transformao na mentalidade sobre como gerenciar recursos e necessidades da sociedade refletida por um conjunto slido de intermedirios que promovem o campo de Finanas Sociais e Negcios de Impacto o que tem movido a Fora Tarefa de Finanas Sociais.

    Desejamos uma boa leitura e, desde j, convidamos voc a se engajar conosco na construo desse campo!

    Diretoria Executiva da Fora Tarefa de Finanas SociaisCelia Cruz Instituto de Cidadania EmpresarialLeonardo Letelier SITAWI Finanas do Bemwww.forcatarefafinancassociais.org.br

    Pesquisa de Intermedirios

  • 4

    NOSSA FORMA DE ATUAR

    Produo de conhecimento

    Monitoramento das recomendaes

    Acompanhamento da agenda global e local

    Influncia de atores estratgicos

    NOSSA CRENA

    Modelos de negcio podem resolver problemas sociais

    NOSSA VISO

    O campo das Finanas Sociais movimentar R$ 50 bilhes ao ano at 2020

    NOSSA MISSO

    Articular nossa rede para atrair investidores, empreendedores, governos e parceiros para que faam acontecer modelos de negcios rentveis que resolvam problemas sociais ou ambientais e, com isso, mudem a mentalidade sobre como gerenciar recursos e necessidades da sociedade

  • 5

    Estudo elaborado pela:

    3

    Introduo

    Monitoramento, avaliao e certificao

    Recursos e servios financeiros

    Conhecimento e informao

    Gesto e acesso a investidores

    Concluso

    ndice

  • 6

    DEMANDA DE CAPITAL

    4

    OFERTA DE CAPITAL

    Governo Organismos nacionais de

    fomento

    Organismos Multilaterais de

    Crdito Pessoas Jurdicas

    Instituies de finanas

    comunitrias

    Fundaes e associaes Pessoas Fsicas

    MECANISMOS (modalidades e fluxos de capital)

    Filantropia

    Emprstimos

    Comercializao de bens e servios

    Investimento com objetivo de retorno financeiro/impacto social (impact

    Investing)

    Mobile giving

    Crowdfunding

    Emprstimos e Fundos Sociais

    Fundos Patrimoniais

    Contrato de Performance (Social Impact Bonds)

    Microcrdito

    Sem fins de lucro Com fins de lucro

    INTERMEDIRIOS

    Monitoramento, avaliao e certificao

    Recursos e servios financeiros

    Gesto e acesso a investidores

    Conhecimento e informao

    Org. da Sociedade Civil (OSC)

    sem gerao de receita

    Organizaes da Sociedade Civil (OSC) com gerao de receita

    Cooperativas

    Negcio com misso socioambiental com

    restrio na distribuio de dividendos

    Empresas puramente comerciais

    Organizaes da Sociedade Civil (OSC)

    com Negcio Social

    Negcio com misso socioambiental sem

    restrio na distribuio de dividendos

    Organizaes/Negcios de impacto

    Alocam recursos por meio de...

    Que so executados por...

    Conectam, facilitam, certificam...

    Conectam, facilitam, certificam...

    8

    Ecossistema de finanas sociais Intermedirios

  • 7

    Introduo

    5

    Intermedirios

    No campo das finanas sociais, h uma definio clara dos atores da oferta de capital (aqueles que doam, investem ou emprestam recursos financeiros) e dos atores da demanda de capital (as organizaes e os Negcios de Impacto que tm a misso de gerar impacto socioambiental, ao mesmo tempo em que geram resultado financeiro positivo e de forma sustentvel). Contudo, para facilitar a circulao desse capital e qualificar a relevncia do impacto e do retorno financeiro, h um conjunto de produtos e servios que precisam ser levados ao campo. As organizaes que atuam com esse escopo so chamadas de Intermedirios. O presente estudo tem o objetivo de categorizar as organizaes intermedirias, a partir da modalidade de produtos e servios que oferecem. Ao dar clareza ao conceito e abrangncia dos Intermedirios, espera-se que mais organizaes se mobilizem para atuar no campo das Finanas Sociais, uma vez que o nmero atual pouco expressivo, se consideradas a tendncia global de oferta, a demanda potencial de capital e a necessidade de amplo impacto social. No contexto das Finanas Sociais, Intermedirios so organizaes especializadas que facilitam, conectam e apoiam a parceria entre oferta (investidores , doadores e gestores que buscam impacto) e demanda de capital (organizaes que geram impacto social); bem como qualificam a construo do ecossistema. So considerados Intermedirios organizaes que combinam trs fatores: Compromisso de atuar para um objetivo e modelo de negcio que gere impacto social e desempenho financeiro Foco em construir o ecossistema, facilitando a conexo entre a oferta de capital e a demanda Ator capaz de articular, facilitar e agregar finanas, habilidades, colaborao, tecnologia e network.

    Para este estudo, os intermedirios foram divididos em quatro grupos com subgrupos. Para deixar mais claro, foram apresentados apenas alguns exemplos de organizaes fornecedoras dos produtos e servios listados. O importante destacar que uma organizao pode exercer atividades relativas a mais de um grupo, como, por exemplo, uma aceleradora, que alm de qualificar empreendedores e seus profissionais, contribui para o modelo de negcio e facilita o acesso a investidores. Para efeito didtico, privilegiou-se o servio ou produto principal de cada organizao durante os agrupamentos.

  • 8

    Categorizao

    6

    Intermedirios

    Monitoramento, avaliao e certificao

    Sub grupos:

    Padronizao e mtricas para avaliao

    Medio e monitoramento de impacto

    Certificadoras de negcios e

    organizaes de impacto

    INTERMEDIRIOS

    Recursos e servios financeiros

    Conhecimento e informao Gesto e acesso a investidores

    Estes intermedirios apoiam os Negcios de Impacto na construo, mensurao e validao da sua teoria de mudana (impacto pretendido na melhoria de vida da populao).

    Sub grupos: Fundos de investimento Fundos sociais Fundaes Instituies financeiras e

    correspondentes bancrios Gestores de TIS (Ttulo de Impacto

    Social ou Social Impact Bonds)

    Estes intermedirios qualificam a circulao dos recursos financeiros dos atores da oferta de capital para os Negcios de Impacto ou para outros intermedirios, gerenciando os riscos e reduzindo os custos da transao.

    Sub grupos:

    Produo de conhecimento

    Formao de profissionais

    Fomento e divulgao de informaes

    Assessoria jurdica

    Estes intermedirios constroem o referencial conceitual do campo das Finanas Sociais, atuando na sistematizao de prticas, produo de conhecimento, sua adequada divulgao, regulao e sua aplicao na formao de profissionais para o campo.

    Sub grupos:

    Aceleradoras/incubadoras

    Consultores de investimento

    Consultores filantrpicos

    Plataformas de acesso a clientes

    Prontido para o Investimento (Investor readiness)

    Marketing e vendas

    Estes intermedirios fortalecem o desempenho do campo, tanto em relao tomada de deciso do investidor, quanto na construo e implementao do modelo de negcio dos empreendimentos de impacto.

  • 9

    7

    Introduo

    Monitoramento, avaliao e certificao

    Recursos e servios financeiros

    Conhecimento e informao

    Gesto e acesso a investidores

    Concluso

    ndice

  • 10

    Principais papis desempenhados Metodologias Conforme o mercado de negcios de impacto evolui, o maior desafio de diversas instituies e indstrias estabelecer mtricas padronizadas para mensurar o impacto. Uma caracterstica muito comum de diversas metodologias de mensurao que tendem a medir os investimentos de uma forma mais qualitativa e depois seguem para outros componentes como produto, desempenho financeiro e operaes. As mais usuais classificaes e mtricas de performance social e ambiental usadas so provenientes de instituies estrangeiras como IRIS, GIIRS, CARS, Microrate e Planet Rating1. Algumas instituies tm se esforado para desenvolver um modelo capaz de captar valores intangveis e quantificar o retorno. O maior desafio criar um processo replicvel, que se use de forma complementar aos mtodos tradicionais e conhecidos de finanas. Alm disso, importante que estes sejam tambm usados pelas instituies investidoras. A ideia ampliar a capacidade de fiscalizar simultaneamente o desempenho financeiro e o impacto social ou ambiental.

    Definio Monitoramento, avaliao e certificao

    8

    Muitos so os empreendimentos voltados para negcios de impacto social, cada um com seu objetivo de tentar solucionar problemas sociais reais enfrentados pela sociedade. Porm parte destes empreendimentos no conseguem mensurar os retornos sociais que foram traados inicialmente. Isto acontece principalmente pela falta de mtricas ou padres comuns para fazer estes acompanhamentos e verificaes. Este justamente o papel dos intermedirios de Monitoramento, avaliao e certificao: tornar mais fcil o reconhecimento do impacto atingido pelos Negcios Sociais. O grande objetivo destes intermedirios, principalmente daqueles responsveis pela avaliao dos empreendimentos, a criao de uma metodologia que seja capaz de medir e comparar os impactos em diferentes setores. Porm este objetivo pode acontecer apenas no longo prazo, pois existe a necessidade de uma linguagem padro e aplicvel para todos. Enquanto os intermedirios no conseguirem chegar a esta padronizao, existe a possibilidade de serem aplicados padres diferentes por setor. As organizaes podem exercer diversos papeis como intermedirios. Por isso, especialistas em Finanas Sociais recomendam que, ao prestar servios de Monitoramento, avaliao e certificao, a organizao no assuma outra responsabilidade como intermedirio no mesmo cliente. Isto porqu a instituio pode acabar perdendo a imparcialidade no momento de monitorar ou avaliar o Negcio de Impacto em questo.

    Fonte: 1 CARS, GIIRS, Microrate e Planet Rating foram nomes citados pelos respondentes do relatrio de J.P Morgan com GIIN

    Padronizao e mtricas para avaliao

    Medio e monitoramento de impacto

    Certificadoras de organizaes e de Negcios de Impacto

  • 11

    Possveis intermedirios Monitoramento, avaliao e certificao

    9

    Padronizao e mtricas para avaliao Medio e monitoramento de impacto Certificadoras de empresas de impacto

    Estas consultor ias oferecem desde treinamento, guidelines e procedimentos para calcular e demonstrar os impactos sociais e ambientais das organizaes. Es tes i n te rmed i r i os tambm so r e s p o n s v e i s p e l a a v a l i a o e monitoramento dos empreendimentos de negcio social, normalmente por meio de auditorias. Esta instituio precisa agir com imparcialidade, no devendo participar de outras etapas como intermedirio para o mesmo cliente.

    Estes intermedirios certificam instituies a partir do desempenho de seus negcios em termos de crescimento e impacto social. Exemplo: The Social Enterprise Mark CIC (Reino Unido) certifica que uma organizao ou negcio aloca seu lucro para gerar benefcio social ou ambiental. Possuem um selo de The Social Enterprise Gold Mark.

    Pap

    is

    dese

    mpe

    nhad

    os

    Exe

    mpl

    os d

    e in

    stitu

    ie

    s

    presena no Brasil

    Estes intermedirios oferecem padres para medir o impacto: mtricas desenhadas para diversos tipos de monitoramento ou avaliao, desde financeiras at sociais ou ambientais. O I R I S (Impact Report and Investment Standards) um catlogo extenso de indicadores e mtricas de desempenho, que busca oferecer uma linguagem comum ao setor de investimentos de impacto, para medir resultados sociais, ambientais e financeiros.

  • 12

    Exemplos Monitoramento, avaliao e certificao

    10

    Padronizao e mtricas para avaliao

    GIIRS (Global Impact Investing Rating System uma das ferramentas oferecidas pelo GIIN Global Impact Investing Network)

    Plataforma para avaliao Objetivo: ser uma plataforma de avaliao de impacto social e ambiental para empresas e fundos, possibilitando uma abordagem analtica e comparativa de seus resultados. O GIIRS foi desenvolvido pelo B-Lab, em parceria com a Fundao Rockefeller, a USAID, a Prudential e a Delloitte. Pode ser comparado Morningstar investment rankings ou S&P credit risk ratings, mas no deve ser levado em considerao para o desempenho financeiro.

    PULSE Gesto dos dados para avaliao Objetivo: ser a ferramenta para empresas ou fundos fazerem gesto, anlise, benchmark e disseminao dos dados de impacto financeiro, operacional, social e ambiental em um portfolio de investimento. Pulse usa o Sistema da Salesforce e pode conversar com diversos CRM para contribuir na anlise de pipelines de negcios de impacto e fech...