períspirito ni 1 aula11

Download Períspirito ni 1 aula11

Post on 15-Jun-2015

99 views

Category:

Spiritual

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

PERISP´IRITO

TRANSCRIPT

  • 1. PERISPIRITO

2. PERISPIRITO SINONMIA 3. PERISPIRITO Khi ............................... Chineses Linga-sharira .............. Hindus Kaleb ........................... Persas Acasa .......................... Brmanes Ochema ....................... Gregos Enormon ..................... Hipcrates Carro sutil da alma ..... Pitgoras Corpo sutil e etreo..... Aristteles Organismo sutil ........... Leibniz Corpo espiritual ........... Apstolo Paulo 4. PERISPIRITO A aura ...................................De Origenes A psiqu ........................... De Tertuliano O duplo ................................ De Lepage Corpo aroma ....................... De Fourier Aerossoma ......................... Neognscitocos Corpo astral ......................... Dos Teosofistas A idia diretriz ..................... Calude Bernard O corpo sidreo ................... De Paracelso O corpo psiquico .................. De Dupuy O corpo metafsico ............... De Carl Du Prel O corpo bioplasmtico ......... Dos Russos 5. PERISPIRITO DEFINIO: (Aluney Elferr Albuquerque Silva) O perisprito o rgo sensitivo doEsprito, por meio do qual este percebecoisas espirituais que escapam aossentidos corpreos A palavra Peri do Grego, quer dizer aoredor. Simplificadamente, perisprito querdizer Aquilo que envolve o esprito. 6. PERISPIRITO DEFINIO: Kardec define perisprito como umtrao de unio entre a vida corprea e avida espiritual. por seu intermdioque o esprito encarnado se acha emrelao contnua com os desencarnados, em suma, por seu intermdio, que seoperam no homem fenmenos especiais,cuja causa fundamental no se encontrana matria tangvel e que, por essarazo, parecem sobrenaturais paraalguns. 7. PERISPIRITO COMPOSIO: Constitudo de uma substncia que,embora vaporosa, ainda muitogrosseira quando comparada texturado Esprito. Embora invisvel para osencarnados, no estado normal, pode vira ser no s visvel como tangvel, comosucede no fenmeno das aparies 8. PERISPIRITOConstituio do Homem: 1a O corpo ou ser material, anlogo ao dosanimais e animado pelo mesmo princpiovital 2a A alma ou ser imaterial que na verdade o Esprito encarnado no corpo material 3a E algo que prende a alma ao corpo. Estealgo recebe entre muitos outros, o nomede Perisprito. 4a O duplo etrico que une o perspirito aocorpo fsico 9. PERISPIRITO Corpo FsicoO corpo humano umconjunto de clulasaglutinadas ou defluidos terrestres quese renem, sob as leisplanetrias,oferecendo ao Espritoa santa oportunidadede aprender, valorizar,reformar eengrandecer a vida. 10. PERISPIRITO 11. DUPLO ETRICO Como se forma o duplo etrico ? forma-se com a encarnao doEsprito e no possui existnciaprpria como o perisprito 12. Duplo etrico.Como se fosse um filtroque protege absorve efiltra as energias quefluem entre esprito,perispirito e corpofsico. 13. Duplo etrico.Quase material , energiasdensas mas ocultas viso humana. Defende ocorpo das investidas doplano espiritual, bactriase larvas.As energias que entram nocorpo fisico passam peloduplo atravs doschacras. 14. Duplo etrico. a parte do perisprito maisgrosseira e prxima docorpo.Reservatrio de vitalidade,necessrio durante a vidafsica reposio deenergias gastas ouperdidas. 15. Duplo etrico.O Duplo forma-se com aencarnao do Esprito e nopossui existncia prpriacomo o perisprito,desintegrando-se com a mortefsica.O perisprito ao se colar sorganizaes somticas, fazs expensas de zonaenergtica bem definida,chamada Duplo Etrico,cujas efuses, de mistura comaquelas da organizao fsica,determinam o halo energticoem volta do corpo. 16. Duplo Etrico Funes do Duplo Etrico absorver energias vitais doambiente distribuindo-asequitativamente, envolvendorgos e sistemas em eflviosprprios, permitindo, inclusive, odiagnstico precoce de males quefuturamente venham a acometer oindivduo.Com a morte,desintegra-se, podendo ser rpido ou muito lento, dependendo daevoluo espiritual e dos fatos que levaram ao desencarne. Aos videntes,fornece informaes preciosas quanto ao estado de sade fsica e a evoluoespiritual 17. PERISPRITOEnvoltrio semi material do esprito. Lao que une o esprito ao corpo fsico. por ele que um ser abstrato como o esprito, transforma-se num ser concreto(materializado).O perisprito o molde, o esboo, o modelo a partir do qual sedesenvolve o corpo fsico. O perisprito, invlucro fludico permanente, invisvel aosnosso sentidos naturais, que acompanha a alma em sua evoluo infinita, e com elase melhora e purifica; 18. PROPRIEDADES DO PERISPIRITO Plasticidade Densidade Ponderabilidade Luminosidade Penetrabilidade Visibilidade Corporeidade Tangibilidade Sensibilidade Global(independente dos rgos fsicos) Sensibilidade Magntica Expansibilidade Bicorporeidade Unicidade Perenidade Capacidade Refletora Odor Temperatura 19. Sensibilidade Magntica(Ex: passe. O esprito, acumulandoenergia e estimulando a sensibilidadede mdium, une as foras paratransmisso dos recursos de cura) 20. Unicidade No h peripritos iguais assim como no halmas idnticas Obviamente no decorrer do processoevolutivo, diminuem as diferenas e crescea harmonizao entre as almas sementretanto que a individualidade deixe deser preservada. 21. Densidade Ele tem densidade que varia no s demundo para mundo como tambm nomesmo mundo . Apesar de sutil, ainda possui certamaterialidade, como tal, apresenta certadensidade, maior ou menor de acordo como grau de evoluo da alma. 22. Expansibilidade Desdobramento1. Consciente2. InconscienteBi-LocaoBicorporiedadeAparecimento do espritodo mdium desdobrado sob forma visvel, attangvel, em lugar diferente ao do corpo. Oesprito traz sempre o envoltrio semi-material.Isolado do corpo o Esprito podemostrar-se com todas as aparncias darealidade.( fenmeno de bicorporiedade).Para ocorrer bicorporiedade, carece que oEsprito se desloque e , onde se manifeste,necessrio produza transformaes em suaconstituio molecular perispiritual; j parabilocao, necessrio que se d apenas aprimeira parte do fenmeno, pois o Espritopode se desprender sem contudo ser vistoou percebido pelos sentidos comuns 23. Expansibilidade Desdobramento1. Consciente2. Inconsciente Incorporao Psicofonia 24. ExpansibilidadeComunicao medinica pela interao fludicaentre perispritosDesenvolvimento da faculdade medinica. As relaes entre mdiuns eEspritos, estabelecem-se por meio dos seus respectivos Perispritos. 25. Penetrabilidade. Matria nenhuma constituiobstculo ao Perisprito. Ele as atravessa todasda mesma forma que a luz atravessa os corpostransparentes e translcidos. Fenmeno da Transfigurao e daInvisibilidade. Ela pode dar-se em condiesdiversas dependendo da elevao do Esprito.Ela pode no passar de uma ligeiramodificao da fisionomia, ou chegar o pontode dar ao Perisprito uma aparncia luminosae encantadora. 26. Plasticidade Facilmente moldado pela vontade do Esprito.Quando livre do corpo, o perisprito presta-se atodas as metamorfoses de acordo com avontade que sobre ele atua. Por efeito destapropriedade, que o Esprito que quer dar-se aconhecer, pode tomar a aparncia exata quetinha quando encarnado, at mesmo com ossinais particulares queapresentava.Propriedade tambm usada pelosEspritos brincalhes e maus para assustar suasvtimas. 27. CorporeidadeQuando desencarnado, operisprito mostra um corpo denatureza quintenssenciada,semi-material, que seuperisprito.Mas pode ele, adensar-seperispiritualmente, atraindoelementos mais materiais,corporificando-se de maneiraeventual e transitria diferentede como acontece nareencarnao. Materializao do Esprito. (assume aparnciamaterial) 28. Funes do Perspirito So marcadas por caractersticas denatureza INSTRUMENTAL = INDIVIDUALIZADORA = ORGANIZADORA = SUSTENTADORA = 29. Funes do Perspirito INSTRUMENTAL =Servir de instrumento alma em suainterao com os mundos espiritual efsicoServe como meio de ligao como o meioque o cerca, agindo, influenciando erecebendo influncia em regime deaproveitamento na caminhada evolutiva 30. Funes do Perspirito INDIVIDUALIZADORA =Serve individualizao eidentificao da alma, guardandosua histria, particularidades ecaractersticas evolutivas 31. Funes do Perspirito ORGANIZADORA =Aparece especialmente notvel noprocesso de reencarnao, obedecendoaos impulsos, levando formao deum corpo rigorosamente de acordocom as caractersticas que marcam ocorpo espiritual, rigorosamente.(MOB) 32. FUNES DO PERSPIRITO Interfere no comportamento hereditrio,modelando a forma de que se revestir oEsprito.( MOB) Sendo o arquivo dasexperincias obtidas em cada reencarnao,impe, na aparelhagem fsica, desde aconcepo, as limitaes, coeres, punies,ou faculta amplitude de recursos fsicos ementais, conforme as aes do estgioanterior, na carne, em que o Esprito seacumpliciou com o erro ou se levantou peladignificao. 33. CARACTERSTICAS do PERSPIRITO Em todo processo teratolgico (anomalias,malformaes congnitas), os fatores causaislhe pertencem. 34. Funes do Perspirito SUSTENTADORA =Impregnando-se de energia vital e transferindo-apaulatinamente, para o veculo fsico, sustenta-o desdea formao at o completo crescimento, conservando-o,depois, na vida adulta, durante o tempo necessrio.A ao sustentadora (conservadora) surge bem patente nodelicado e complexo processo da renovao celular.Todas as clulas fsicas so substitudas a cada ciclo de7 a 8 anos, sem que, entretanto, seja alterado qualquerparte do corpo, conservando a pessoa , ainda, os seustraos fisionmicos 35. Obsesso e Possesso. Pela semelhana dosfluidos perispirituais,o Esprito seidentifica com apessoa a quem querinfluenciar e nosomente transmitir-lhepensamentos.Pode tambm agirfisicamente sobre elafazendo-a fazer istoou aquilo. 36. Caractersticas O corpo fludico materializa-se ou eteriza-seconforme a natureza dos pensamentos e dasaes do Esprito. O perisprito o veculo das nossas emoesque circulam do Esprito para o Perisprito efinalmente para o Corpo e Vice Versa. OEsprito pensa, o Perisprito transmite oimpulso, o corpo fsico executa.