percursos de formaÇÃo de estudantes de ?· cdd 22 ed. 378.04 júlia da silva ... ao meu...

Download PERCURSOS DE FORMAÇÃO DE ESTUDANTES DE ?· CDD 22 ed. 378.04 Júlia da Silva ... Ao meu coorientador,…

Post on 03-Dec-2018

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Jlia da Silva Rigo

    PERCURSOS DE FORMAO DE ESTUDANTES DE LICENCIATURA

    NOTURNA NA UFV: ENEM, SISU E EVASO

    Dissertao apresentada Universidade Federal de Viosa, como parte das exigncias do Programa de Ps-Graduao em Educao, para obteno do ttulo de Magister Scientiae.

    VIOSA 2016

  • Ficha catalogrfica preparada pela Biblioteca Central da UniversidadeFederal de Viosa - Cmpus Viosa

    T Rigo, Jlia da Silva, 1991-R571p2016

    Percursos de formao de estudantes de licenciatura noturnana UFV : ENEM, SISU e evaso / Jlia da Silva Rigo. Viosa,MG, 2016.

    xiv, 119f. : il. (algumas color.) ; 29 cm. Inclui apndices. Orientador: Helosa Raimunda Herneck. Dissertao (mestrado) - Universidade Federal de Viosa. Inclui bibliografia. 1. Estudantes universitrios - Formao profissional.

    2. Ensino superior. 3. Universidade Federal de Viosa - Ingresso.4. Exame Nacional do Ensino Mdio. I. Universidade Federal deViosa. Departamento de Educao. Programa de Ps-graduaoem Educao. II. Ttulo.

    CDD 22 ed. 378.04

  • Jlia da Silva Rigo

    PERCURSOS DE FORMAO DE ESTUDANTES DE LICENCIATURA

    NOTURNA NA UFV: ENEM, SISU E EVASO

    Dissertao apresentada Universidade Federal de Viosa, como parte das exigncias do Programa de Ps-Graduao em Educao para obteno do ttulo do ttulo de Magister Scientiae.

    APROVADA: 04 de julho de 2016.

    ________________________________

    Marina Alves Amorim

    ___________________________________________ Wnia Maria Guimares Lacerda

    ________________________________ Frederico Assis Cardoso

    (Coorientador)

    ______________________________________ Heloisa Raimunda Herneck

    (Orientadora)

  • ii

    queles que so minha fonte de inspirao: meu pai, com o seu corao mais grandioso desse mundo

    minha me, com sua fora para as batalhas dirias. Minha singela homenagem aqueles que no medem esforos

    para verem a minha felicidade.

  • iii

    AGRADECIMENTOS

    A minha trajetria como estudante na Universidade federal de Viosa (UFV), me

    proporcionou encontros que foram essenciais para a concluso de mais essa etapa de minha

    vida. Cada pessoa que cruzou esse meu caminho contribuiu de alguma forma para essa

    conquista. Dessa forma, sou imensamente grata a todos!

    Ao meu querido pai, meu grande incentivador nos estudos, com seu jeito simples e

    amoroso sempre soube o que era melhor para mim. minha me, com seu jeito firme, me

    ensinou a ser forte e nunca desistir dos meus objetivos. minha irm, pessoa que mais me

    apoiou antes mesmo do meu ingresso na UFV como estudante de graduao, minha

    conselheira e melhor amiga. Amo muito vocs!

    minha eterna orientadora, Heloisa. Professora que esteve presente desde incio da

    minha graduao e sempre me incentivou e acreditou no meu trabalho. So mais de cinco

    anos juntas! Muito trabalho que fez nascer uma grande amizade. Heloisa minha me em

    Viosa/MG. Ao meu coorientador, Fred, que foi meu grande professor nessa caminhada do

    mestrado. Agradeo pelo compromisso, dedicao e responsabilidade sempre presentes em

    todas as orientaes.

    Aos amigos que cruzaram meu caminho e aqueles que ainda permanecem ao meu

    lado. Deixo aqui meu agradecimento especial s minhas amigas: Bia, Lorena e Mariana, pelas

    muitas risadas, abraos e carinhos. s minhas amigas, companheiras desde a poca de

    graduao (foi muita luta!), Rita e Thainara. s amigas de repblica, Ana e Letcia, pela boa

    convivncia durante esses anos. minha amiga Jssica, que mesmo com a distncia sempre

    se fez to presente em minha vida. minha amiga de longa data Raisa Maria, exemplo de

    profissional que eu quero seguir. E s amigas do mestrado, Cris, Ana Elisa e Milene, pelas

    alegrias e pelos bons momentos de parceria e de cumplicidade.

    Ao Francisco Neto, meu Chico, por todo carinho, ateno e ajuda. Sobretudo, pela

    pacincia e pela compreenso da minha ausncia em vrios momentos. Pessoa que chegou de

    repente em minha vida e tornou-se meu grande companheiro. E hoje, meu bem maior, me

    enche de amor e me sufoca de saudades.

    A todos os professores e funcionrios do Departamento de Educao/UFV, em

    especial a Professora Wnia, pelos ensinamentos e pelas importantes reflexes durante a

    escrita deste trabalho.

  • iv

    Marina, pelas valiosas contribuies e por aceitar o convite para participar da banca

    de defesa.

    CAPES, aos funcionrios do Registro Escolar/UFV, e aos alunos das licenciaturas

    noturnas de Cincias Biolgicas, Fsica, Matemtica e Qumica, por tornarem possvel a

    realizao deste estudo.

    UFV e Viosa/MG, foram mais de sete anos e com certeza foram os melhores!

    Esses so os meus sinceros agradecimentos a todos vocs!

    MUITO OBRIGADA!

  • v

    SUMRIO

    RESUMO..................................................................................................................................vii

    ABSTRACT............................................................................................................................viii

    LISTA DE ILUSTRAES......................................................................................................ix

    LISTA DE TABELAS...............................................................................................................xi

    LISTA DE ABREVIATURAS, DE SIGLAS E DE SMBOLOS............................................xii

    APRESENTAO.....................................................................................................................1

    1. INTRODUO......................................................................................................................3

    1.1 Aspectos metodolgicos: os caminhos percorridos..................................................7

    2. AS TRAJETRIAS ESCOLARES: UM OLHAR SOCIOLGICO...................................12

    2.1 Os estudos sobre trajetrias escolares ....................................................................12

    2.2 O percorrer dos estudos sobre as trajetrias escolares na sociologia......................14

    2.3 O estudo das trajetrias escolares e o ensino superior............................................17

    3. ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: ALGUNS APONTAMENTOS SOBRE AS POLTICAS PBLICAS DESENVOLVIDAS NOS LTIMOS 10 ANOS...........................20

    3.1 As polticas pblicas e o processo de ingresso no ensino superior.........................20

    3.2 A expanso do ensino superior na UFV..................................................................28

    3.3 Formas de acesso ao ensino superior na UFV.........................................................32

    4. FORMAO INICIAL DE PROFESSORES: A EVASO NAS LICENCIATURAS NOTURNAS........................................................................................................................34

    4.1 A formao inicial de professores no Brasil...........................................................34

    4.2 As licenciaturas noturnas........................................................................................37

    4.3 A evaso nas licenciaturas.......................................................................................39

    5. AS LICENCIATURAS NOTURNAS NA UFV: O MAPEAMENTO DOS ESTUDANTES DAS TURMAS DE 2012...................................................................................................43

    5.1 Descrio da forma de ingresso dos estudantes das licenciaturas noturnas............43

    5.2 O perfil social e escolar dos estudantes das licenciaturas noturnas ingressos em 2012...............................................................................................................................48

    5.3 A situao dos estudantes das licenciaturas noturnas ingressantes em 2012 at o perodo de 2015/1..........................................................................................................54

    6. LICENCIATURA NOTURNA EM QUMICA DA UFV: CARACTERIZAO DOS ESTUDANTES....................................................................................................................62

  • vi

    6.1 O Curso de Licenciatura em Qumica da UFV.......................................................62

    6.2 A turma de 2012......................................................................................................66

    6.3. Ao encontro dos sujeitos para a entrevista.............................................................69

    6.3.1 Os sujeitos da pesquisa.............................................................................70

    7. AS TRAJETRIAS ACADMICAS: ESTRATGIAS DOS ALUNOS DA QUMICA..76

    7.1 A escolha do curso..................................................................................................76

    7.2 A vida acadmica na UFV......................................................................................81

    7.3 A evaso do curso e/ou as estratgias de sobrevivncia no ensino superior..........................................................................................................................92

    7.4 Eu sa da licenciatura, mas a licenciatura no saiu de mim: ser professor em segundo plano................................................................................................................96

    CONSIDERAES FINAIS..................................................................................................100

    REFERNCIAS.....................................................................................................