percia contbil judicial - laudo pericial contbil, e ou parecer pericial contbil, em conformidade...

Download PERCIA CONTBIL JUDICIAL -   laudo pericial contbil, e ou parecer pericial contbil, em conformidade com as normas jurdicas e profissionais, e a legislao

Post on 06-Feb-2018

220 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    PERCIA CONTBIL JUDICIAL

    O USO DA CONTABILIDADE NA PERCIA JUDICIAL

  • 2

    PERCIA CONTBIL

    REAS JURDICAS

    CVIL TRABALHISTA

    FALNCIA E CONCORDATA FAMLIA

  • 3

    NA ROMA ANTIGA O TERMOPERITIA

    SIGNIFICAVA:

    CONHECIMENTO, SABER, TALENTO.

  • 4

    CONCEITO

    Percia conhecimento e experincia das coisas. A funo pericial , portanto, aquela

    pela qual uma pessoa conhecedora e experimentada em certas matrias e

    assuntos examina as coisas e os fatos, reportando sua autenticidade e opinando

    sobre as causas, essncia e efeitos da matria examinada.

    Francisco DAuria

  • 5

    CONCEITO

    A percia contbil constitui o conjunto de procedimentos tcnicos e cientficos destinado a

    levar instncia decisria elementos de prova necessrios a subsidiar justa soluo do litgio,

    mediante laudo pericial contbil, e ou parecer pericial contbil, em conformidade com as

    normas jurdicas e profissionais, e a legislao especfica no que for pertinente.

    NBC T 13

  • 6

    UTILIDADE SOCIAL

    SENTENA DEPENDE DE UM TRABALHO PERICIAL.

    PESSOAS DEPENDEM DE UM RESULTADO PERICIAL.

  • 7

    MODALIDADES DA PROVA JUDICIAL

    EXAME

    VISTORIA

    ARBITRAMENTO

    A OPINIO DO PERITO QUE VISA PRODUZIR ORIENTAO OU UMA PROVA PERICIAL

    AVALIAO

  • 8

    A PERCIA UMA TECNOLOGIA CONTBIL

    SOBRE FATOS PATRIMONIAIS E FINANCEIROS

    VISA A OFERECER OPINIO ESPECIALIZADA

    MEDIANTE QUESTO PROPOSTA

    PARA DIRIMIR DVIDAS

    O FIM ESPECFICO DA PERCIA OBTER PROVA QUE SE FUNDAMENTE EM BASES CONSISTENTES E DE

    PLENA MATERIALIDADE

  • 9

    TIPOS DE PERCIAS

    Percia Judicial: Realizada dentro dos procedimentos processuais do Poder

    Judicirio, por determinao, requerimento ou necessidade de seus

    agentes ativos. Tem por escopo trazer a verdade real, demonstrvel

    cientificamente ou tecnicamente, para subsidiar a formao da convico do

    julgador.

  • 10

    TIPOS DE PERCIAS

    Percia Semi-judicial: aquela realizada dentro do aparato institucional do Estado, porm fora do

    Poder Judicirio.

    Normalmente estas percias so realizadas pelas autoridades policiais.

    Podero fazer parte, se necessrio for, de um processo judicial.

  • 11

    TIPOS DE PERCIAS

    Percia Administrativa So percias realizadas no mbito administrativo de

    uma instituio que tem como finalidade apurar algum feito. Estas percias podero

    instruir processos judiciais como peas para fundamentar o que se alega.

  • 12

    TIPOS DE PERCIAS

    Percia Especial So percias necessrias para alterao societria nos casos de

    incorporao, fuso e ciso. Esta percia tem com fundamento resguardar os

    direitos dos scios.

  • 13

    TIPOS DE PERCIAS

    Percia Extrajudicial Quando da necessidade de esclarecimento de assuntos tcnicos, em que estes colidem por desconhecimento da

    matria especfica, a interveno de um profissional expert se faz necessria, no intuito de evitar caractersticas litigiosa que

    venha envolver o poder judicirio..

  • 14

    FINS DE PERCIASFINS DE PERCIAS

    ILUSTRAR ABERTURA DE TRABALHO

    J U DIC IA IS

    R E G IME N T A IS

    DECISES ADMINISTRATIVAS

    DECISES DE MBITO SOCIAL

    F INALIDADE F IS CAL

  • 15

    FINS DE PERCIASFINS DE PERCIAS

    ILUSTRAR ABERTURA DE TRABALHO: So trabalhos periciais que complementam as peas iniciais de aes

    judiciais no intuito de fundamentar o que est se alegando.

    JUDICIAIS: So percias que tem como finalidade obter prova competente em um

    processo judicial, conforme preceitua o C.P.C., captulo 06, Seo VII.

  • 16

    FINS DE PERCIASFINS DE PERCIAS

    REGIMENTAIS: So aquelas determinadas por grupos de trabalhos criados com a finalidade de obter conceitos de

    atividades de um gestor

    DECISES ADMINISTRATIVAS: So percias necessrias para tomada de

    decises de administradores de diversas naturezas.

  • 17

    FINS DE PERCIASFINS DE PERCIAS

    DECISES DE MBITO SOCIAL : So percias necessrias para o fornecimento de informaes complementares para tomada de decises que venham beneficiar uma

    sociedade.

    FINALIDADE FISCAL : So percias com finalidade de efeito fiscal.

  • 18

    PERCIA E ATIVIDADES SIMILARES

  • 19

    PERCIA E ATIVIDADES SIMILARES

    PERCIA x DEVASSAO grande diferencial est no limite da

    abrangncia do trabalho, tendo a devassa um campo bem mais amplo a ser examinado.

  • 20

    PERCIA E ATIVIDADES SIMILARES

    PERCIA x REVISOA reviso tem a caracterstica apenas como um trabalho de preveno. a

    anlise de um trabalho executado com a finalidade de corrigir eventuais erros.

    O objetivo maior da reviso pe oferecer um maior valor tcnico nos trabalhos

    futuros a serem executados.

  • 21

    DISPOSIES JURDICAS SOBRE A PERCIA

    A PERCIA REQUERIDA DE FORMA JUSTIFICADA AO JUIZ PARA FAZER

    PROVA.

    ARTIGO 145 DO CPC: QUANDO A PROVA DO FATO DEPENDER DE CONHECIMENTO TCNICO OU CIENTFICO, O JUIZ SER ASSISTIDO POR PERITO, SEGUNDO O DISPOSTO NO ARTIGO 421 DO CDIGO PROCESSO CIVIL.

  • 22

    DEFERIMENTO DO PEDIDO DAS PARTES

    ART. 130. CABER AO JUIZ, DE OFCIO OU A REQUERIMENTO DA PARTE, DETERMINAR AS PROVAS NECESSRIAS INSTRUO DO PROCESSO, INDEFERINDO AS DILIGNCIAS INTEIS OU MERAMENTE PROTELATRIAS.

    ART. 420(...) PARGRAFO NICO. O JUIZ INDEFERIR A PERCIA QUANDO: I - A PROVA DO FATO NO DEPENDER DO CONHECIMENTO ESPECIAL DE TCNICO; II - FOR DESNECESSRIA EM VISTA DE OUTRAS PROVAS PRODUZIDAS; III - A VERIFICAO FOR IMPRATICVEL;

  • 23

    O QUE DETERMINA O ARTIGO 421 DO CDIGO PROCESSO CIVIL:

    E INTIMA O PERITO PARA FAZER SUA PROPOSTA APS O PRAZO CONCEDIDO PARA AS PARTES MANIFESTAREM.

    O JUIZ DEFERE A PERCIA,

    NOMEIA O PERITO DO JUZO,

    FIXA O PRAZO PARA ENTREGA DO LAUDO,

    ABRE PRAZO PARA A APRESENTAO DE QUESITOS E INDICAO DE ASSISTENTES

  • 24

    OS QUESITOS DEVEM SEGUIR A UMA ORDENAO LGICA

    O ASSISTENTE DA PARTE DEVE AJUDAR O ADVOGADO NA FORMULAO DOS QUESITOS

  • 25

    OS QUESITOS DEVEM SER MONTADOS COMO PEAS DE QUEBRA CABEAS QUE SE ENCAIXAM AT A CONCLUSO SOBRE O QUE MOTIVA O OBJETO DA PERCIA DA FORMA COMO A PARTE VISUALIZA A SUA VERDADE

  • 26

    ARTIGO 146 DO CDIGO PROCESSO CIVIL:

    UM PERITO PODE RECUSAR SUA INDICAO. NO ENTANTO, DEVER JUSTIFICAR NO PRAZO MXIMO DE CINCO DIAS A PARTIR DE SUA CINCIA

    O PROCEDIMENTO FEITO MEDIANTE MANIFESTAO EM FORMA DE PETIO, DIRIGIDA AO MM. JUIZ.

  • 27

    ARTIGO 424 DO CDIGO PROCESSO CIVIL:

    NO CASO DE OMISSO OU MESMO SE DEIXAR DE CUMPRIR O ENCARGO NO PRAZO DETERMINADO O PERITO PODE SER MULTADO PELO MM. JUIZ EM VALOR PROPORCIONAL A CAUSA, ALM DE SER COMUNICADO CORPORAO PROFISSIONAL RESPECTIVA

  • 28

    ARTIGO 134 DO CDIGO PROCESSO CIVIL

    MOTIVOS DE IMPEDIMENTO

    DO PERITO

    SE FOR PARTE.

    SE INTERVEIO COMO MANDATRIO DA PARTE, FUNCIONOU COMO RGO DO MINISTRIO PBLICO, OU PRESTOU DEPOIMENTO COMO TESTEMUNHA.

  • 29

    SE NELE ESTIVER POSTULANDO, COMO ADVOGADO DA PARTE, O SEU CNJUGE OU QUALQUER PARENTE SEU, CONSANGUNEO OU AFIM, EM LINHA RETA; OU NA LINHA COLATERAL, AT O SEGUNDO GRAU.

    SE CNJUGE, PARENTE, CONSANGUNEO OU AFIM, DE ALGUMA DAS PARTES, EM LINHA RETA OU, NA COLATERAL, AT O TERCEIRO GRAU.

    MOTIVOS DE IMPEDIMENTO

    DO PERITO

  • 30

    ARTIGO 135 DO CDIGO PROCESSO CIVIL

    AMIGO NTIMO OU INIMIGO CAPITAL DE QUALQUER DAS PARTES.

    MOTIVOS DE SUSPEIO DE PARCIALIDADE DO PERITO

    INTERESSADO NO JULGAMENTO DA CAUSA EM FAVOR DE UMA DAS PARTES.

  • 31

    ALGUMA DAS PARTES FOR CREDORA OU DEVEDORA DO PERITO, DE SEU CNJUGE OU DE PARENTES DESTES, EM LINHA RETA OU NA COLATERAL AT TERCEIRO GRAU.

    HERDEIRO PRESUNTIVO, DONATRIO OU EMPREGADOR DE ALGUMA DAS PARTES.

    MOTIVOS DE SUSPEIO DE PARCIALIDADE DO PERITO

    O PRPRIO PERITO PODE DECLARAR-SE SUSPEITO POR MOTIVO NTIMO.

  • 32

    RECEBER DDIVAS ANTES OU DEPOIS DE INICIADO O PROCESSO; ACONSELHAR ALGUMA DAS PARTES ACERCA DO OBJETO DA CAUSA, OU SUBMINISTRAR MEIOS PARA ATENDER S DESPESAS DO LITGIO.

    MOTIVOS DE SUSPEIO DE PARCIALIDADE DO PERITO

    A SUBSTITUIO PODE OCORRER MEDIANTE MANIFESTAO DO PRPRIO PERITO OU MEDIANTE AO DE ARGIO DE SUSPEIO.

  • 33

    HONORARIOS SO PROPOSTOS EM PETIO JUNTADA AOS AUTOS DE

    ACORDO COM O TEMPO A SER APLICADO NA TAREFA

    O VALOR DO TEMPO DEPENDE DA

    QUALIDADE DO TRABALHO

    O HONORRIO PERICIAL FAZ PARTE DAS CUSTAS DE UM PROCESSO E DEVE

    SER DEPOSITADO PREVIAMENTE

  • 34

    PELO AUTOR OU O RU, CASO TENHA SIDO ELE O REQUERENTE DA PERCIA.

    AQUELE QUE GANHA A CAUSA REEMBOLSADO.

  • 35

    A PROPOSTA DE HONORRIOS DEVE SER ACOMPANHADA DE UMA PLANILHA DE CUSTOS

    DOS MESMOS

    PETIO

  • 36

    O LEVANTAMENTO DOS HONORRIOS DEPOSITADOS REQUERERIDO AO JUIZ APS A ENTREGA DO

    TRABALHO.

    PODE O JUIZ DEFERIR A LIBERAO DE PARTE DOS HONORRIOS ANTECIPADAMENTE .

  • 37

    REMUNERAO COMOPERITO CONTBIL ASSISTENTE

    OJJ

    REMU

    NERA

    O

  • 38

    REMUNERAO EM OUTRAS ESPCIES DE PERCIA

    INQURITO POLICIAL

    COMISSES PARLAMENTARES DE INQURITO - CPI

    JUZO ARBITRAL

  • 39

    NO CURSO DO TRABALHO, MEDIANTE

    PESQUISA NOS DOCUMENTOS

    APRESENTADOS SE ELABORA O LAUDO

    PERICIAL

    Etapas que acontecem no procedimento judicial

Recommended

View more >