percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e ...ainfo.· o percevejo bronzeado é...

Download Percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e ...ainfo.· O percevejo bronzeado é nativo

If you can't read please download the document

Post on 03-Dec-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • ISSN 1980-3958Outubro, 2012 239

    Percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e direcionamentos para o controle

  • Documentos 239

    Embrapa Florestas

    Colombo, PR

    2012

    ISSN 1980-3958

    Outubro, 2012

    Empresa Brasileira de Pesquisa AgropecuriaEmbrapa FlorestasMinistrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento

    Leonardo Rodrigues BarbosaFranciele SantosBruna Oliveira MachadoCarlos Frederico WilckenEverton Pires SolimanBruno Zach

    Percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e direcionamentos para o controle

  • Embrapa 2012

    Embrapa FlorestasEstrada da Ribeira, Km 111, Guaraituba, 83411-000, Colombo, PR - BrasilCaixa Postal: 319Fone/Fax: (41) 3675-5600www.cnpf.embrapa.brcnpf.sac@embrapa.br

    Comit Local de PublicaesPresidente: Patrcia Pvoa de MattosSecretria-Executiva: Elisabete Marques Oaida Membros: lvaro Figueredo dos Santos, Antonio Aparecido Carpanezzi, Claudia Maria Branco de Freitas Maia, Dalva Luiz de Queiroz, Guilherme Schnell e Schuhli, Lus Cludio Maranho Froufe, Marilice Cordeiro Garrastazu, Srgio Gaiad

    Superviso editorial: Patrcia Pvoa de MattosReviso de texto: Rafaele Crisostomo PereiraNormalizao bibliogrfica: Francisca RascheEditorao eletrnica: Rafaele Crisostomo PereiraFoto da capa: Leonardo Rodrigues Barbosa 1a edioVerso digital (2012)

    Todos os direitos reservadosA reproduo no-autorizada desta publicao, no todo ou em parte, constitui violao dos direitos autorais (Lei no 9.610).

    Dados Internacionais de Catalogao na Publicao (CIP)Embrapa Florestas

    Percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e direcionamentos para o controle [recurso eletrnico] / Leonardo Rodrigues Barbosa... [et al.]. Dados eletrnicos - Colombo : Embrapa Florestas, 2012. (Documentos / Embrapa Florestas, ISSN 1980-3958 ; 239)

    Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader. Modo de acesso: World Wide Web. Ttulo da pgina da web (acesso em 15 out. 2012).

    1. Thaumastocoris peregrinus. 2. Praga de planta. 3. Controle. 4. Eucalipto. 5. Entomologia. I. Barbosa, Leonardo Rodrigues. II. Santos, Franciele. III. Machado, Bruna Oliveira. IV. Wilcken, Carlos Frederico. V. Soliman, Everton Pires. VI. Zach, Bruno. VII. Srie.

    CDD 634.973766 (21. ed.)

  • Autores

    Leonardo Rodrigues BarbosaEngenheiro-agrnomo, DoutorPesquisador da Embrapa Florestas Leonardo@cnpf.embrapa.br

    Franciele SantosBiloga, Mestranda da Escola Superior Luiz de Queiroz, Universidade de So Paulofrancielesantos.bio@hotmail.com

    Bruna Oliveira MachadoBilogabrunafck@gmail.com

    Carlos Frederico WilckenEngenheiro-agrnomo, DoutorProfessor da Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SPcwilcken@fca.unesp.br

    Everton Pires SolimanEngenheiro-agrnomo, Mestre, Doutorando da Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SPsoliman@fca.unesp.br

    Bruno ZachBilogo, Mestre, Doutorando da Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SPbzache@bol.com.br

  • Apresentao

    Os registros de insetos nocivos aos plantios de eucalipto ao redor do mundo so vastos e incluem vrias pragas exticas. No Brasil, os cultivos florestais de eucalipto esto sob ameaa constante do avano e severidade dos insetos-praga j existentes no pas e daqueles que podem ser introduzidos a qualquer momento. Nos ltimos anos, espcies exticas de insetos, em sua maioria de origem australiana, esto se estabelecendo no Brasil e tm contribudo para a reduo da produtividade das florestas de eucalipto. Entre estes, est o percevejo bronzeado, introduzido em 2008. Este inseto tm causado danos expressivos em plantios de eucalipto. A busca por estratgias que possam minimizar os problemas associados a essa praga representa um grande desafio para a entomologia florestal.

    Este documento apresenta informaes bsicas sobre a praga. Poder ser utilizado como material de consulta para identificao do inseto e suas injrias, e informativo para produtores do setor florestal e estudantes da rea de entomologia.

    Washigton L. E. MagalhesChefe de Pesquisa e Desenvolvimento

  • Sumrio

    Introduo ...................................................................9Caractersticas da praga .............................................11Distribuio geogrfica no Brasil ...................................16Injrias e danos ao eucalipto ........................................17Monitoramento da ocorrncia da praga ..........................19Direcionamentos para o controle ..................................20Consideraes finais ...................................................23Referncias ...............................................................23

  • Percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e direcionamentos para o controle

    Leonardo Rodrigues BarbosaFranciele SantosBruna Oliveira MachadoCarlos Frederico WilckenEverton Pires SolimanBruno Zach

    Introduo

    O Brasil possui aproximadamente 6,5 milhes de hectares de florestas plantadas, dos quais cerca de 4,8 milhes so ocupados por espcies de Eucalyptus spp. Estas plantaes de eucalipto so consideradas de alta produtividade, com perspectivas de atingir um incremento mdio anual de 40 m3/ha/ano em 2011 (ANURIO..., 2012). Portanto, qualquer fator que reduza a produtividade causar impacto significativo na economia florestal.

    Os registros de insetos nocivos aos plantios de eucalipto ao redor do mundo so vastos e incluem vrias pragas exticas. No Brasil, os cultivos florestais de eucalipto esto sob ameaa constante do avano e severidade dos insetos-praga j existentes no pas e daqueles que podem ser introduzidos a qualquer momento.

    Nos ltimos anos, espcies exticas de insetos, em sua maioria de origem Australiana, esto se estabelecendo no Brasil e tm contribudo para a reduo da produtividade das florestas de eucalipto, como por exemplo, os colepteros dos gneros

  • 10 Percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e direcionamentos para o controle

    Gonipterus e Phoracantha, os psildeos Glycapsis brimblecombei, Ctenarytaina eucalypti, C. spatulata e Blastopsylla ocidentalis.

    No Brasil, o registro de uma nova praga extica ocorreu em 2008 no municpio de So Francisco de Assis, RS. Trata-se de Thaumastocoris peregrinus Carpintero e Dellap, 2006 (Hemiptera: Thaumastocoridae), vulgarmente conhecido como percevejo bronzeado do eucalipto. Este inseto tem causado grande apreenso no setor florestal, pelos danos associados e pela rapidez com que tem se disseminado por vrios estados (WILCKEN et al., 2010).

    O percevejo bronzeado nativo da Austrlia, onde era pouco estudado at 2002, quando se tornou uma praga sria de eucalipto plantado em reas urbanas de Sydney, em especial, das espcies Eucalyptus nicholii e E. scoparia (NOACK; ROSE, 2007). Atualmente, o inseto vem se dispersando rapidamente, e sua introduo j foi registrada em 2003 na frica do Sul, em 2005 na Argentina, 2008 no Uruguai e no Chile em 2009 infestando diferentes espcies e hbridos de Eucalyptus, incluindo E. camaldulensis, E. tereticornis, E. viminalis, E. grandis, E. dunnii, E. saligna, E. grandis x camaldulensis e E. grandis x urophylla, entre outras (JACOBS; NESER, 2005; CARPINTERO; DELLAP, 2006; NOACK; COVIELLA, 2006; BOUVET; VACCARO, 2008; MARTINEZ; BIANCHI, 2010; IDE et al., 2011).

    Quando introduzida em novas reas, uma praga extica encontra baixa resistncia ambiental, gerada principalmente pelo estabelecimento de grandes monocultivos aliado ausncia de inimigos naturais. Nestas condies favorveis verifica-se uma rpida exploso populacional e disperso do organismo invasor. Com o passar do tempo, o prprio ambiente pode desenvolver mecanismos de resistncia que passaro a atuar sobre a praga extica, suprimindo-a. Entretanto, muitas vezes essa reao do

  • 11Percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e direcionamentos para o controle

    ambiente para suprimir o organismo invasor pode ser muito lenta. Requer-se nesse caso, o desenvolvimento de estratgias que visem conter os surtos da praga.

    A presena do percevejo bronzeado no Pas tem mobilizado todo o setor florestal e institutos de pesquisa, que buscam juntos desenvolver alternativas para minimizar os problemas associados essa praga.

    O objetivo deste documento sintetizar informaes bsicas que possibilitem o reconhecimento da praga e de suas injrias, bem como apresentar alguns direcionamentos das pesquisas para seu controle.

    Caractersticas da praga O percevejo bronzeado, T. peregrinus um inseto da ordem Hemiptera, famlia Thaumastocoridae. A espcie foi descrita por Carpintero e Dellap (2006) na Argentina. Este trabalho taxonmico demonstrou que relatos anteriores sobre a ocorrncia de T. australicus em Pretoria, frica do Sul, em 2003 (JACOBS; NESER, 2005) e na cidade de Moreno, Argentina, em 2005 (NOACK; COVIELLA, 2006), tratavam-se na verdade da espcie T. peregrinus. Constataram que so duas espcies morfologicamente prximas, podendo ser distinguidas pela morfologia do pronoto, que em T. peregrinus apresenta um par de tubrculos anterolaterais, ausentes em T. australicus e em qualquer outra espcie conhecida desse gnero (CARPINTERO; DELLAP, 2006). Os caracteres morfolgicos utilizados na descrio de T. peregrinus so questionados por Noack et al. (2011). Estes autores afirmam que os caracteres utilizados para descrio da espcie so inconsistentes pelo fato da descrio ter sido feita na Argentina e no ter considerado as variaes existentes nas populaes nativas da Austrlia.

    A famlia Thaumastocoridae constituda por duas sub-famlias de percevejos fitfagos, Xylastodorinae e Thaumastocorinae.

  • 12 Percevejo bronzeado do eucalipto: reconhecimento, danos e direcionamentos para o controle

    A primeira compreende os gneros: Discocoris,