Percepção Ambiental dos jovens em relação à Ed. Ambiental

Download Percepção  Ambiental dos jovens em relação à Ed. Ambiental

Post on 26-May-2015

1.352 views

Category:

Education

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Estudo acerca das percepes dos jovens para com a Ed. Ambiental.

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. ANLISE DA PERCEPO AMBIENTAL DE ESTUDANTES DO ENSINO BSICO EM PORTUGALRoosevelt S. Fernandes, M. Sc. (1) Maria da Conceio Monteiro Silva (2) Valdir Jos de Souza, M. Sc. (3)Ana Besteiro (4) Luciano Abelheira (5) Marta Oliveira (6)Olga Madanelo (7)Paula Ribeiro (8) Nuno Lana (9) Snia Fonseca (9) (1) Coordenador do curso de Engenharia de Produo Civil da UNIVIX / Vitria, Esprito Santo, Brasil e coordenador do Ncleo de Estudos em Percepo Ambiental / NEPA (2) Professora Coordenadora de Projectos Internacionais na Escola EB 2,3 de Cacia / AVEIRO (3) Professor responsvel pela disciplina de Probabilidade e Estatstica / UNIVIX e membro do NEPA (4) Professora na Escola Portuguesa de Moambique / MAPUTO (5) Professor do Agrupamento de Escolas de Almancil / LOUL (6) Engenheira do Ambiente (7) Professora na Escola EB 2,3 / S. PEDRO DO SUL (8) Professora na Escola Profissional do Alto Minho Interior / MONO (9) Professores na Escola EB 2,3 Pedro Eanes Lobato Amora / SEIXAL </li></ul><p> 2. ResumoEm Janeiro de 2007 (Lisboa), durante a realizao das XIV Jornadas Pedaggicas da Associao Portuguesa de Educao Ambiental / ASPEA, em um grupo de trabalho coordenado pelo Ncleo de Estudos em Percepo Ambiental / NEPA, da Faculdade Brasileira / UNIVIX, Vitria, Esprito Santo, Brasil, foi apresentada e aprovada uma proposta de pesquisa nos moldes daquela realizada no Brasil para a Coordenao Geral de Educao Ambiental do Ministrio da Educao / MEC (2006). A pesquisa visava analisar a percepo ambiental de alunos do Ensino Bsico, em Portugal. A pesquisa teve como foco aspectos ligados "cidadania ambiental" e "uso racional da gua", envolvendo preferencialmente alunos dos quinto e oitavo anos, uma vez que, entre outros objetivos, pretendia-se avaliar a evoluo do nvel de percepo ambiental entre os alunos dos dois segmentos amostrados. A pesquisa, desenvolvida com a coordenao do NEPA, envolveu 1034 alunos, de 10 escolas, distribudas por 7 concelhos em Portugal e um em Moambique, com a participao direta de 37 professoras(es) que aplicaram diretamente os instrumentos da pesquisa a seus alunos. Para um intervalo de confiana de 95%, os resultados da pesquisa sobre "cidadania ambiental" esto associados a um erro, para mais ou para menos, de 3,05%, enquanto a pesquisa sobre "uso racional da gua" a um erro de 3,55%. Esta pesquisa pode ser considerada como pioneira em Portugal, sendo que seus resultados so de grande importncia para o conhecimento de educadores e gestores pblicos ligados temtica da Educao Ambiental. AbstractIn January 2007 (Lisbon), during the 14th Pedagogic Meeting of the Portuguese Association of Environmental Education / ASPEA, in a workshop coordinated by the Group of Studies in Environmental Perception / NEPA, of the Brazilian University UNIVIX, Vitria, Esprito Santo, Brazil, it was presented and accepted a proposal for a study like the one carried out in Brazil for the General Coordination of Environmental Education of the Ministry of Education MEC (2006). This study intended to analyse the environmental perception of the students of Basic School, in Portugal. This study was focussed on aspects related to environmental citizenship and rational use of water, preferably involving students of the 5th and 8th grades since, amongst other objectives, the intention was to evaluate the evolution of the level of environmental perception between the students of both sampled grades. The study, developed with the coordination of NEPA, comprised 1034 students of 10 Schools from 7 municipalities in Portugal and 1 in Mozambique, with the direct participation of 37 teachers which applied the study tools directly to their students. For a tolerance level of 95%, the results of the study about environmental citizenship are associated to an error of plus or minus 3,05%, while the study about rational use of water to an error of 3,55% . This study can be considered pioneer in Portugal, as its results are very important for informing educators and public managers related to the field of Environmental Education. 1 IntroduoEm Janeiro de 2007, durante a realizao das XIV Jornadas Pedaggicas da ASPEA (Lisboa), a convite da Associao Portuguesa de Educao Ambiental, o Ncleo de Estudos em Percepo Ambiental / NEPA UNIVIX, atravs de seu coordenador, Professor Roosevelt S. Fernandes, esteve presente ao evento, quando teve a oportunidade de coordenar um grupo de trabalho voltado apresentao da metodologia desenvolvida pelo ncleo a participantes interessados, presentes ao evento da ASPEAFizeram parte do grupo de trabalho 18 participantes das XIV Jornadas da ASPEA, que puderam debater com o NEPA as formas de avaliao da percepo ambiental de estudantes, bem como a importncia do uso do instrumento na qualidade de agente de gesto ambiental, eficaz e de baixo custo, voltado ao processo de avaliao do nvel de percepo dos estudantes, permitindo sustentar a proposio de aes, preventivas e corretivas, decorrentes da anlise dos resultados da pesquisa. 3. Durante o desenvolvimento do GT foi apresentado ao grupo algumas das pesquisas realizadas pelo NEPA no Brasil, envolvendo estudantes e professores do ensino fundamental, mdio, mdio-tcnico e superior, dando-se destaque aos resultados da pesquisa realizada para o Ministrio da Educao (MEC), que avaliou a percepo ambiental de estudantes do ensino fundamental (quinta a oitava sries), presentes II Conferncia Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente / II CNIJMA (realizada em Braslia, em 2006), presentes ao evento atravs de delegaes eleitas, representativas de escolas pblicas e particulares de todos os estados brasileiros.No grupo de trabalho, por consenso entre os presentes, foi aceita a proposta do NEPA de realizar, em Portugal, atravs da ao dos participantes do grupo, atividade coordenada localmente pela Professora Maria da Conceio Monteiro Silva, com o apoio do NEPA, uma pesquisa envolvendo estudantes de diferentes concelhos (redao do portugus de Portugal), voltada avaliao da percepo de estudantes do Ensino Bsico. Posteriormente, na plenria de encerramento das Jornadas, a proposta foi referendada.Aps as XIV Jornadas da ASPEA, nos meses seguintes, atravs de um trabalho em rede, a proposta do NEPA foi discutida e adequada realidade de Portugal, sendo definidos dois questionrios, um voltado avaliao da percepo ambiental (perfil bsico de cidadania ambiental) e outro a percepo em relao aos aspectos ligados ao uso racional da gua, instrumentos que, em seguida, foram aplicados, pelos autores, a estudantes de nove escolas em Portugal, bem como na escola Portuguesa de Moambique, Maputo (frica), neste caso sob coordenao local da Professora Ana Besteiro.Os dados da pesquisa em Portugal, bem como os gerados em Maputo, em termos das pesquisas de percepo ambiental e uso racional da gua, foram tabulados pelo NEPA, no Brasil, sendo disponibilizado aos autores para anlise, comentrios e consenso.Em 2008, Janeiro, tambm a convite da ASPEA, durante a realizao das XV Jornadas Pedaggicas da Associao Portuguesa de Educao Ambiental, evento realizado em Santarm, parte do grupo voltou a se reunir de modo a definir as posies que so apresentadas no presente trabalho.Todo este processo foi possvel atravs do pleno apoio da direo da ASPEA, assegurado por sua presidente, Professora Ftima Matos Almeida, bem como da firme participao dos autores, que asseguraram a aplicao dos questionrios, diretamente ou atravs de outros professores (relacionados nominalmente neste trabalho), consolidando o escopo da pesquisa aqui apresentada.Idntica pesquisa foi realizada no Brasil, simultaneamente com aquela realizada em Portugal, usando os mesmos instrumentos, coordenada localmente pelo Professor Roosevelt S. Fernandes, que gerou resultados que , durante a realizao de uma prxima Jornadas Pedaggicas da ASPEA , permitiro a apresentao de um novo trabalho onde os resultados observados para estudantes brasileiros e portugueses, sero comparados.2 Metodologia adotada na pesquisaForam aplicados dois questionrios (Anexos 1 e 2) aos estudantes componentes da amostra, um com foco especfico na avaliao da percepo ambiental (contendo 55 questionamentos, sendo 15 deles abertos de modo a permitir o fornecimento de informaes complementares) e outro voltado a aspectos ligados ao uso racional da gua (contendo 30 questionamentos, sendo 4 com possibilidade de informaes complementares).3 Bases da amostra definida para a pesquisa3.1 - Professores e escolas envolvidas na pesquisa 4. Escola Bsica 2,3 Dr. Antnio de Sousa Agostinho / AlmancilCludia Cristina Miguel SousaDelfina Magalhes Escola Bsica 2,3 de Cacia / AveiroAnabela CunhaAna Maria GraveAntnio Armando TeixeiraAssuno MouraCeclia DominguesHelena PereiraJoo HenriquesLa Salete FradocaManuel Alexandre MarquesMiguel LopesOlga PinhoPalmira Reis Escola Bsica 2,3 Dr. Joaquim Magalhes / FaroMaria Filomena SilvaMaria Jos Leal Escola Bsica 2,3 do Sabugal / GuardaElisabete Martins Escola Bsica 2,3 Eng. Duarte Pacheco / LoulAdelino FreitasAntnio Rocha Almeida 5. Escola Portuguesa de Moambique / MaputoLucia ThomazManuel SenoTeresa Murta Escola Profissional do Alto Minho Interior / Delegao de MonoTurma de Serralharia Mecnica Escola Bsica 2,3 Pedro Eanes Lobato Amora / SeixalClia RosadoFernanda OliveiraFrederico TorresJoana CostaJlia RibeiroMaria Antnia PiresMaria Jos MarquesRosa Bento Colgio Internacional de Vilamoura / VilamouraJoo Espada Escola Bsica 2,3 de S. Pedro do Sul / ViseuAlzira LimaCludio SilvaJos Correia PombalLusa MendonaManuela PereirinhaMaria do Rosrio Costa 6. 3.2 Seleo dos estudantes componentes da amostraCada um dos professores envolvidos na pesquisa aplicou os questionrios aos alunos da escola onde atua.Os alunos envolvidos na pesquisa foram, preferencialmente, do quinto e oitavo anos, respectivamente do segundo e terceiro ciclos do Ensino Bsico.3.3 Critrio adotado para seleo dos perodos dos estudantes envolvidos na pesquisaTendo como base a proposta do NEPA de criao do ENADE Ambiental (Anexo 3), privilegiaram-se as turmas de quinto e oitavo anos, por ser o ano ingressante e ano concluinte do Ensino Fundamental no Brasil, o que permitiu, alm de analisar os resultados globais (total de alunos), ter-se, tambm, uma base de comparao do nvel de percepo ambiental entre os dois grupos (quinto e oitavo anos), do Ensino Bsico em Portugal.3.4 Estimativa de erro associado aos resultados da pesquisaSegundo Triola (1), o tamanho da amostra para estimar a proporo populacional dado por: 2 z / 2 n= .P.(1 p )EOnde:n = tamanho da amostra;P = estimativa mxima, em percentual, para a verdadeira proporo populacional;z = intervalo de confiana; e 2E = erro mximo em estimar a verdadeira proporo populacional (em percentual).Nota-se que o tamanho da amostra , tambm, em funo da proporo populacional, que desconhecida. Para resolver esse problema utiliza-se o valor de P que torna a funo f ( P ) = P. (1 P ) mxima, que P = 0,5 . Para a pesquisa Cidadania Ambiental, considerou-se um nvel de confiana de 95% e uma margem de erro de 3,05% para mais ou para menos, fornecendo assim, um tamanho de amostra de 1034 alunos.21,96 n= .0,5.(1 0,5) 1034 0,0305 Para a pesquisa Uso Racional da gua, considerou-se um nvel de confiana de 95% e uma margem de erro de 3,55% para mais ou para menos, fornecendo assim, um tamanho de amostra de 762 alunos.21,96 n= .0,5.(1 0,5) 762 0,0355 4 Resultados da pesquisa4.1 Resultados da pesquisa sobre percepo ambiental 7. 4.1.1 Perfil da amostraA amostra total foi composta de 1034 questionrios (quinto ao oitavo anos), sendo que 51,2% foram de alunos do quinto e 46,9% do oitavo, com leve predominncia do sexo masculino 51,0% e com idades entre 9 e 18 anos.A distribuio dos alunos, por concelhos, apresentada a seguir:Perg. 4 - Em que concelho resides?Valid FrequencyPercent Percent No respondeu 5,5,5 Mono 12 1,2 1,2 Valena 1,1,1 Sabugal20 1,9 1,9 Almeida 1,1,1 Moreira Mono2,2,2 Aveiro101 9,8 9,8 So Pedro do Sul22521,8 21,8 Azeito 24924,1 24,1 Setubal95 9,2 9,2 Loul70 6,8 6,8 Albufeira65 6,3 6,3 Faro6,6,6 Olho60 5,8 5,8 Maputo12211,8 11,8 Total1034 100,0 100,0 Apesar de a pesquisa estar envolvendo 9 escolas (distribudas por 7 concelhos), alm da Escola Portuguesa de Moambique (Maputo), observa-se nesta resposta a ocorrncia da citao de 13 concelhos, alm da escola de Maputo. Isso se justifica, pois dado a pergunta estar relacionada especificamente ao concelho onde o estudante reside, os mesmos se mostram distribudos pelos 13 concelhos explicitados, correspondendo na realidade a 11 concelhos). Perg. 3 - Ano de Escolaridade:Valid Frequency PercentPercent No respondeu 4 ,4,4 5 ano - 2 Ciclo do 529 51,251,2 Ensino Mdio 8 ano - 3 Ciclo do 485 46,946,9 Ensino Bsico Total 1034100,0100,0 Em relao aos alunos do quinto e do oitavo anos que participaram da pesquisa, observa-se um leve predomnio do segmento do quinto ano (51,2%) em relao ao oitavo. 8. Perg. 5 -Costumas ajudar os teus familiares na sua actividade profissional ou costumas ter algum empregodurante as frias? Valid FrequencyPercentPercentNo respondeu 11 1,11,1No69266,966,9Sim33132,032,0Total 1034 100,0100,0 Quando perguntados se depois das aulas desenvolviam algum trabalho (apoio s atividades de casa ou atividades fora de casa), 32% disseram que sim, com predomnio para o grupo do oitavo ano (51,8%).4.1.2 Anlise dos resultadosApresentamos, a seguir, tendo como base a redao original do questionrio usado em Portugal, os resultados mais representativos da pesquisa sobre avaliao da percepo ambiental dos alunos amostrados. Meio Ambiente em sala de aula Perg. 6 - Na tua avaliao pessoal, em sala de aula, com que frequncia so tratados os assuntos ligados ao Ambiente? ValidFrequency PercentPercentNo respondeu 4,4,4Frequentemente586 56,7 56,7Raramemente 269 26,0 26,0Nunca121,21,2No sei informar163 15,8 15,8Total1034100,0100,0 A avaliao foi bastante favorvel, observando-se 56,7% para a opo freqentemente.Merece destaque os 15,8% que no souberam informar.Recortes:Em relao opo frequentemente, observa-se uma predominncia das respostas do quinto ano (53,1%) em relao s do oitavo.Do grupo que optou pela opo no sei informar, 69,3% eram do quinto ano.No que concerne a influncia do gnero, em relao opo freqentemente, a avaliao do segmento feminino foi maior (54,6%) do que o masculino. 9. Eventos, atividades ou programas realizados envolvendo assuntos ligados temticaambientalPerg. 7 - Nos ltimos dois anos participaste em algum eventoou programa que fossem dirigidos especificamente a questes ligadas ao Ambiente?ValidFrequency Percent Percent No respondeu 131,3 1,3 No709 68,6 68,6 Sim312 30,2 30,2 Total 1034100,0 100,0 Predomnio da opo no, com 68,6%.Recortes:Dos que optaram pela opo sim, 67,3% eram do quinto ano.Quanto ao gnero, frente opo no, observou-se a predominncia (54,2%) do segmento masculino. Meio ambiente e formao profissional Perg. 8 - No que se refere tua formao profissional (actual oufutura), consideras que:ValidFrequency Percent Percent No respondeu4 ,4 ,4 Informaes sobre Ambiente...</p>