pegasus e os novos olimpicos

Download Pegasus e os novos olimpicos

If you can't read please download the document

Post on 07-Jul-2015

432 views

Category:

Education

13 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

3 Livro da serie olimpo em guerra

TRANSCRIPT

  • 1. Captulo 1

2. Captulo 1 O rugido da multido era ensurdecedor. Os olmpicos pulavam, torcendo na primeira partida de futebol interolmpica. As Flmulas Solares jogavam contra os Heris de Hrcules, mas essa no era uma partida comum. A cena no campo era to impressionante extraordinria quanto seria de se esperar do Olmpio. Quando Joel props pela primeira vez o evento esportivo, ficou admirado pela quantidade de olmpicos que queriam participar. Agora com um estdio cheio de espectadores torcendo por ele, Joel, capito dos Flmulas Solares, guiou habilmente a bola pelo campo e entre as pernas de um stiro cheio de energia. O meio- bode, meio-menino se virou e disparou atrs dele como se sua vida dependesse disso. Joel rompeu a linha de defesa e passou a bola preto e branca para seu companheiro de time olmpico e amigo, Paelen, que correu adiante pra ficar em posio. O javali alado, Crisaor, encontro se com Joel e afugentou a defesa dos Heris de Hrcules, Mercrio e Minerva, enquanto Pegasus voava pelo campo, sobre uma linha de centauros gigantes, e pedia a Paelen que passasse a bola. Com um chute rpido, a bola estava em posse do garanho alado. Emily estava sentada na lateral do campo, ao lado de Jpiter. Estava maravilhada em ver o quo adepto Pegasus era de um esporte que ele e os outros olmpicos haviam acabado de aprender. Pegasus era capaz de seguir em frente enquanto a bola permanecia em jogo entre suas quatro patas. De repente um stiro passou por baixo de Pegasus e roubou a bola. Movendo-se rapidamente com suas pernas de bode, chutou- a de volta para seus companheiros de equipe. Mas nem bem o time adversrio pegara a bola, uma jovem centauro fmea do time de Joel fez um movimento que fez a multido gritar ainda mais alto. Saltando graciosamente no ar, ela bloqueara um chute alto com seu corpo marrom equino. Assim que a bola tocou o cho, ela a chutou habilmente para Joel. 3. Correndo para a linha do gol, Joel e Paelen mantiveram a bola se movendo entre eles. Finalmente, Joel se colocou em posio para chutar para gol. Vai Joel! Emily gritou de seu assento. Chuta! A goleira do time adversrio era uma viso assustadora. A Esfinge se ergueu em suas ancas de leo, abriu os braos, esticou as asas e se preparou para defender o chute de Joel. Com um drible rpido em um jovem zagueiro Nirad, Joel chutou a bola. Ela voou pelo ar e ento pareceu fazer um arco, como se tivesse vida prpria. Acertou a trave superior do gol e voou para a rede por cima da cabea da Esfinge. Quando a goleira viu a bola entrar no gol, rugiu em fria e saltou para a frente, derrubando Joel no cho. O corao de Emily quase parou. A Esfinge tinha Joel preso com suas grandes patas de leo. Ela jogou a cabea para trs, rugindo uma segunda vez, e ergueu uma temvel pata no ar, pronta para rasg-lo com suas garras afiadas. Jpiter, detenha-a! Emily gritou para o lder do Olimpo parado ao lado dela. A Esfinge vai faz-lo em pedaos! Mas em vez de se mover para deter o ataque, Jpiter gritou, torcendo mais alto, e comeou a aplaudir. Inclinou-se em direo a ela. Minha querida criana, Alexis pode ter o pavio meio curto, mas sabe que isso s um jogo. Joel est perfeitamente seguro... Jpiter fez uma pausa e olhou para todos os homens nas arquibancadas, erguendo as mos e torcendo. Estou certo de que Joel alvo da inveja de muitos olmpicos. No campo de futebol, os jogadores do time de Joel continuavam a comemorar o gol, indiferentes ao ataque da goleira contra seu jogador principal. Finalmente a Esfinge afastou o cabelo dos olhos de Joel, inclinou- se para frente e o beijou longamente nos lbios. Falta! Emily gritou, enquanto corria furiosamente pelo campo. Passando pelos jogadores, empurrou a goleira. Saia de cima dele! 4. Enquanto a Esfinge saia lentamente de cima de Joel, sua cauda de serpente balanava brincalhona no ar. Estreitou os olhos verdes e sorriu maliciosamente para Emily. A Chama do Olimpo est com cimes? A Esfinge podia parecer feroz e perigosa com seu corpo de leo, asas de guia e cauda de serpente, mas tinha a cabea e a parte superior do corpo de uma jovem mulher nua. Na verdade, era uma beleza de tirar o flego. Emily parou e desviou o olhar de Alexis para Joel. Ao v-lo no cho com seu sorriso radiante, seus olhos castanhos clidos e rosto bonito. Emily ficou surpresa em perceber que estava com muito cime. claro que no! replicou. Mas beijar jogadores adversrios no faz parte do jogo. O sorriso no deixou o rosto da Esfinge enquanto ela voltou com agilidade para sua posio diante do gol. Olhou brincalhona por cima do ombro, agitando o longo cabelo negro. uma pena. Devia estar. Paelen se adiantou e, com a ajuda de Emily, colocou o atordoado Joel em p. Enquanto sacudiam poeira de cima dele, Paelen olhou de soslaio para Alexis. Uau! disse em voz baixa. Foi um belo beijo. Voc to sortudo! As bochechas de Joel coraram ainda mais enquanto Alexis disse: Vejo voc mais tarde, Joel. No conte com isso Emily disparou de volta. Ignorou os gracejos da Esfinge e voltou sua ateno para Joel. Durante o tempo no Olimpo, ele ficara mais alto, largo e musculoso por causa de todo o trabalho fsico na oficina de Vulcano. O surto de crescimento de Joel foi causa de muita reclamao de Vulcano, que tinha de aumentar constantemente o brao direito mecnico que substitua aquele que o menino perdera na luta contra as grgonas. Alexis machucou voc? Emily perguntou. Joel olhou para a Esfinge com curiosidade e ento negou com a cabea: Nem um pouco. Paelen deu um sorriso torto e ento apertou os lbios em um beijo exagerado. 5. Talvez tenha contundindo seus lbios macios? O qu? Joel gritou. Empurrou Paelen e suas bochechas ficaram ainda mais vermelhas. Pare com isso. Estou bem. Podemos, por favor, voltar ao jogo? Enquanto os jogadores retornavam s suas posies, Pegasus acompanhou Emily at seu assento na lateral do campo. O garanho relinchou baixo e Emily viu um brilho extra em seus belos olhos escuro. Pegasus estava rindo. Do que est rindo? Ela desafiou. A professora de Emily, Vesta se aproximou, ouvindo a conversa. Pegasus acha que Esfinge estava certa. Voc est com cimes dela. Cimes de Alexis? Isso loucura Emily argumentou. Primeiro, ela s um gato voador de olhos verdes superdesenvolvido. Segundo, Joel e eu somos amigos. s isso. O sorriso de Vesta cresceu. claro que so querida... Somos amigos Emily insistiu, enquanto voltava para seu assento. s isso. Agora, Pegs, seu time est esperando por voc; melhor voltar pra l. Pegasus soltou um relincho alto, gargalhando antes de trotar de volta para o campo e assumir sua posio no time de Joel. Enquanto o jogo prosseguia, o placar permanecia amarrado. Enquanto a Esfinge era a goleira dos Heris de Hrcules, o time de Joel tinha um imenso Nirad laranja chamado Tirk guardando seu gol. Com seus quatro braos, ele se mostrou um goleiro competente e raramente permitia que a bola passasse. Um belo jogo, esse a. Mas no tenho muita certeza se voar de um lado para o outro no campo est nas regras. Emily pulou ao som da voz de seu pai. Pai! jogou os braos em volta do pescoo dele. Senti sua falta. Ele estivera longe do Olimpo com Diana e Apolo pelo o que pareceram eras. Estavam liderando uma pequena equipe de volta Terra, pra determinar se a proibio de Jpiter a visitas devia ser suspensa. 6. Os olmpicos haviam ouvido sobre os avanos humanos e estavam curiosos para aprender mais. O pai de Emily fora como conselheiro e guia. Quando Emily soltou seu pai, recebeu Diana com um abrao firme. Senti falta de vocs dois. Quando voltaram? No faz muito tempo seu pai disse. Fomos ao palcio primeiro e nos contaram sobre a grande partida. Ele olhou pelo campo e assobiou de espanto. Quando me disse que voc e Joel estavam ensinando alguns olmpicos a jogar futebol, no me dei conta de quem ou o qu estariam jogando. Nunca vi cena mais fantstica. Emily olhou para os stiros, harpias, centauros, gigantes e algumas Musas do campo, jogando ao lado de criaturas aladas nunca mencionadas ou sequer imaginadas nos antigos mitos. Tentamos ensinar Crbero a jogar, mas no deu certo Emily prosseguiu. Suas trs cabeas ficavam brigando pela bola e a fizeram em pedaos. Foi a mesma coisa com o Ciclope. Com um nico olho, ele perdia a bola toda hora e ficou muito frustrado. Chegou a derrubar o gol de raiva. Jpiter, por fim, pediu para ele marcar o placar. Voc pode v-lo ali... ela apontou para o outro lado do campo, onde o gigante Ciclope estava atualizando o placar com cada gol. Mas a maioria dos outros olmpicos parece gostar do jogo. Os olhos deles foram atrados para onde um stiro havia driblado a defesa de um gigante e corria com a bola na direo do gol do time de Joel. Quando ele se aproximou da rede, Paelen apareceu pela esquerda para bloquear o chute. Mas o stiro era mais rpido e se livrou dele. Com um segundo avano rpido, chutou a bola entre os quatro braos do Nirad e acertou a rede. A multido explodiu de animao e continuou a torcer. Emily olhou ao redor e sorriu tristemente para os olmpicos. Depois encarou novamente seu pai. No acho que entendam completamente o conceito de apoiar um lado ou outro. Todo mundo comemora quando gol... No importa o time que tenha feito. 7. Seu pai concordou com a cabea. Talvez eles tenham a atitude correta. Podamos usar mais dessa esportividade em nosso mundo ele se concentrou em Emily novamente. Voc ama futebol. Mesmo com o aparelho em sua perna, pode se mover to bem quanto antes. Por que no est l, jogando? Emily hesitou antes de responder. No estava com vontade de jogar hoje. Queria assistir com Jpiter, para que pudesse explicar as regras pra ele. No que algum as siga, na verdade. Emily observou o rosto de seu pai, aliviada que ele tenha aceitado sua explicao sem questionar. Emily queria muito jogar, mas no podia. No podia porque no podia confiar em si mesma. Desde seu retorno do mundo dos Nirads, onde haviam derrotado as grgonas, Emily havia dominado o poder da Chama que havia dentro dela. Agora podia control-