pantone 1788c pantone process black pantone 485c julho 2011 julho 2011 julho 2011 julho 2011 julho...

Download PANTONE 1788C PANTONE PROCESS BLACK PANTONE 485C Julho 2011 Julho 2011 Julho 2011 Julho 2011 Julho 2011

Post on 17-Jul-2020

6 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • EDIÇÃO 1 - ANO 1 - SETEMBRO /10 PANTONE 485C

    PANTONE 1788C

    PANTONE PROCESS BLACK

    PANTONE 3005C

    PANTONE 485C

    PANTONE 1788C

    PANTONE PROCESS BLACK

    PANTONE 3005C

    Plano Brasil Maior irá beneficiar setor de TI

    Páginas 4 e 5

    EDIÇÃO 9 – ANO 2 – JULHO/11

    Página 6

    Promoção Show de Sorteios do Sindpd já premiou seis associados

    Página 8

    Trabalhadores reivindicam jornada de 40 horas, fim do Fator Previdenciário, redução de juros, melhores empregos, reforma agrária e regulamentação da terceirização. Sindpd teve presença expressiva

    Desoneração foi uma das reivindicações do presidente Neto ao ex-presidente Lula e a presidenta Dilma durante inauguração da sede da entidade em janeiro do ano passado Página 6

    Página 3

    Neto é reeleito presidente da CGTB durante VI Congresso Nacional

    Manifestação das Centrais reúne 100 mil pessoas em São Paulo

    Batalha na Justiça continua para garantir direitos dos trabalhadores

    www.sindpd.org.br

    Vale Refeição traz benefícios para trabalhador e empresa

    Páginas 3

    Desoneração foi uma das reivindicações do presidente Neto ao ex-presidente Lula e a presidenta Dilma durante inauguração da sede da entidade em janeiro do ano passado

  • Av. Angélica, 35 – Santa Cecília - São Paulo, SP. CEP: 01227-000 | Fone: (11) 3823 5600

    Sindpd: • Diretor-presidente: Antonio Neto – MTb 42.192/SP • Secretário de Comunicação e Imprensa: Paulo Roberto de Oliveira - Sindpd O Jornal: Publicação mensal - Tiragem: 50.000 exemplares • Jornalista Responsável: Alessandro Rodrigues – MTb 37.604/SP • Editores: Allan Costa – MTb 7954/DF e Arthur Quezada • Assessoria de Imprensa: Claudio Ahrens – MTb 59.654/SP – claudio.imprensa@sindpd.org.br • Projeto Gráfico e Diagramação: Michele Bianchi • Revisão: Ana Domingues • Fotos: Michele Mifano Edição e Produção Gráfica: In Time Comunicação – Tel.: (11) 2673-0670 – www.intimecom.com.br

    Endereços: • Araçatuba – Rua Bandeirantes, 875 – Centro – Tel/Fax: (18) 3622-1326 / 3608-2383 • Araraquara – Rua Japão, 289 – Jd. Primavera – Tel/Fax: (16) 3331-1454 • Bauru – Rua Guilherme de Almeida, 2-38 - Vila Universitária - Tel/Fax: (14) 3234-4965 • Campinas – Av. Francisco Glicério, 1717, cj. 71/72 - Centro - Tel: (19) 3237-1030 - Fax (19) 3233-1112 •Jundiaí – Av. Jundiaí, 555 – Anhangabaú – Tel: (11) 4497-0423/ 4497-0815 • Presidente Prudente – Avenida Cel. Marcondes, 871 – sala 112 – Bairro Bosque – Tel: (18) 3908-3555 / 3908-8544 – Fax: (18) 3908-8549 • Ribeirão Preto – Rua Cândido Portinari, 75 – Tel/Fax: (16) 3610-6156 • Santos – Rua Ana Costa, 79 – cj. 82 – Vila Mathias – Tel/Fax: (13) 3235-3707 / 3223-7105 / 3223-7202 • São José dos Campos – Rua Major Vaz, 274 - Vila Adyanna - Tel: (12) 3942-9705 - Fax:(12) 3921-6428 • São José do Rio Preto – Rua Silva Jardim, 2.378 - Boa Vista - Tel: (17) 3234-2597 - Fax: (17) 3222-4515 • Sorocaba – Rua Newton Prado, 200 - Vila Santa Maria - Tel: (15) 3231-4592 - Fax: (15) 3212-4241

    Presidente do Sindpd e da CGTB

    Cartas para a redação: jornalsindpd@sindpd.org.br

    Comentários dos associados

    +

    GREVE O sindicato fez um grande trabalho nesse dis- sídio de 2011, isso é um fato. Porém se agora os patrões querem enrolar no pagamento, não há dúvida, temos que ir à GREVE já! Patrícia Maia , por e-mail

    PEJOTIZAÇÃO Uma outra coisa que tinha que acabar na área de TI é esse esquema de PJ. Enquan- to quem trabalha com PJ’s ganham salá- rios altíssimos os CLT’s ficam no prejuízo. Se o sindicato fazer greve, farei também. Mas todos precisam parar e não meia dú- zia de empresas. Stefani, por e-mail

    INTERCÂMBIO Acho muito legal essa oportunidade que o Sindpd está procurando oferecer para os trabalhadores de TI em fazer intercâmbio no Canadá. Saber que nossos serviços são valorizados em outro país é muito gratifi- cante. Podemos concluir com isso que aqui no Brasil estão ótimos trabalhados de TI. Jorge Santos, por e-mail

    VALORIZAÇÃO Este é o verdadeiro papel do sindicato, não somente brigar por percentual de au- mento salarial. Vemos hoje na área de tec- nologia uma verdadeira volta ao trabalho escravo onde a exploração e oportunismo fazem os direitos e os salários serem acha- tados. Hoje o profissional qualificado se porventura trabalhar como terceirizado, será refém da loteria da carreira, ou seja, as chances de sucesso são ínfimas... Rodolfo, por e-mail

    MOTIVAÇÃO Acho que devemos “parar” novamente, mas dessa vez com mais força. Em todas as cidades do Estado, não somente na capital e na região metropolitana. O patronal pre- cisa saber que sem nós eles não são nada. Será que eles não sabem que um trabalha- dor feliz rende muito mais do que um tra- balhador estressado com os baixos salários e com essa briga por causa de aumento (que é um direito regularizado por lei)? Carlos Alberto, por e-mail

    PLR Gostei muito da matéria falando sobre as vantagens da PLR. A implantação deste beneficio pode ser vantajosa tanto para os empresários quanto para os trabalhadores. Creio que se todos pensarem assim pode- remos ter grandes empresas interessantes em trabalhar como também trabalhadores dedicados e motivados. Sandra Gusmão, por e-mail

    TERCEIRIZAÇÃO A terceirização deve ser praticada com cau- tela. A demanda pela terceirização de servi- ços de TI está crescendo involuntariamente, a contratação de pessoas inadequadas pode implicar para as empresas um descontrole e desconhecimento de sua mão de obra. Al- gumas empresas podem perder o controle sobre área de TI e a comunicação com uma organização externa pode se tornar difícil. Alguns fornecedores de serviços de TI po- dem simplesmente vender o que está além de suas capacidades. Precisamos criar uma maneira de discutir entre empresários, sin- dicalistas e trabalhadores do setor de Tec- nologia da Informação qual a melhor opção. Carlos Amoroso Bastos, por e-mail

    h

    Julho 2011

    Julho 2011 www.sindpd.org.br

    Mercado

    Benefícios

    Acontece

    Julho 2011

    Especial

    Especial

    EditorialEditorial

    Conquistas

    ConquistasConquistas

    Conquistas

    Julho 2011

    Julho 2011

    Julho 2011

    Julho 2011

    Julho 2011

    Julho 2011

    h

    h

    h

    2

    Seu comentário pode estar aqui. Entre no site do Sindpd, leia as notícias e participe. www. sindpd.org.br

    +

    +

    +

    +

    +

    O governo federal anunciou uma série de medidas para fortalecer e defender a indústria nacional e os setores in- tensivos em mão de obra. Trata-se do aprofundamento das políticas públicas iniciadas no governo Lula, com forte presença do Estado como promotor e indutor do processo de inovação e rees- truturação da cadeia produtiva de diver- sos setores da indústria do país. O programa está fincado em duas bases centrais, a primeira de curto prazo, que busca enfrentar os problemas conjunturais da crise crônica estabelecida nos países centrais e a segunda de médio prazo, que tenta incutir na sociedade brasileira uma nova mentalidade, onde o conhecimento, a inovação tecnológica, a pesquisa, a quali- ficação, a eficácia e agregação de valor nos produtos manufaturados transformam-se na mola mestra de uma economia com grande força nos commodities. E neste contexto o setor de tecnologia da informação foi um dos maiores beneficia- dos, com a redução de 20% sobre a folha de salários, transferindo a tributação (2,5%) para o faturamento, com prioridade nas compras governamentais e contratos de risco para segmentos inovadores em tec- nologia, programas de financiamento para inovação, entre outros. Consideramos estas medidas uma vitória, pois durante muitos anos somamos esfor- ços com o setor empresarial para conquis- tar a desoneração da folha de pagamento a fim de assegurar maior competitividade para nossas empresas e para dar um bas- ta na precarização dos contratos de traba- lho, instrumento utilizado sob a alegação do alto custo de encargos. E o Sindpd teve participação ativa nes- te processo. Como vocês sabem, foi um dos pedidos que fizemos ao ex-presi- dente Lula e à presidenta Dilma Rousseff durante a inauguração da nossa sede, em janeiro do ano passado. Este tema também fez parte da pauta de muitas conversas que tivemos com diversos ministros no decorrer dos últimos anos

    Acabou o álibi. Fim do PJ já! e dos inúmeros seminários que tivemos a oportunidade de participar. Mas e agora? Bem, meus amigos, agora acabou o álibi. A resposta dos empresários, imediatamente, deve ser a formalização dos milhares de trabalhadores que estão jo- gados à margem do mercado de trabalho, submetidos a sistemas obscuros de contra- tação, como são os famosos “PJs”, “flexs”, “sereias” e outras aberrações. A própria Brasscom (associação das maiores empresas de TIC) admite que cerca de 50% dos mais de 1,2 milhão de trabalhadores do setor estão submeti- dos a contratos precários de trabalho. Uma triste realidade que precisamos ba- nir para dar início a um novo padrão nas relações de trabalho, permitindo o cres- cimento e o desenvolvimento do nosso setor, tanto para ajudar o país no pro- cesso de inovação como na produção