Palavras que eu não sei

Download Palavras que eu não sei

Post on 01-Jul-2015

693 views

Category:

Documents

35 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>PALAVRAS QUE EU NO SEI.H uma regra de gramtica, no se pode usar "melhor" antes do particpio. Ex. "Melhor preparado" (errado). "Mais bem preparado" (correto). Foi o motivo da gafe de FHC quando criticava o Lula. "Queremos brasileiros melhor educados, e no liderados por gente que despreza a educao, a comear pela prpria", disse o ex-presidente FHC na tlima conveno do PSDB. S que dizer "melhor" educados est errado de acordo com as regras gramaticais da lngua portuguesa. Mais correto seria, por mais estranho que soe, dizer que ele quer brasileiros mais bem educados.Mau e Mal Mais bem (ou melhor) Colocado Em ateno a pedido de Jos dos Santos, A.L.S. e V.Y., de JI-Paran, Braslia e Mogi das Cruzes, respectivamente, vamos ver a diferena entre mau e mal. Mau, o contrrio de bom, adjetivo portanto sempre acompanha um substantivo e tem o feminino m (plural: maus e ms): Fez um mau negcio, num mau momento. Os homens maus e as mulheres ms sempre se do mal. O lobo mau enfrentou um homem bom.</p> <p>Mal tem por antnimo a palavra bem e pode ser (1) advrbio de modo; neste caso fica invarivel e no mais das vezes acompanha um verbo ou um adjetivo: Quando ele se comporta mal, nada vai bem.</p> <p>Isso pegou mal. Ela joga muito mal. Ele mal-humorado. Estamos mal servidos.</p> <p>(2) substantivo: O pequeno mal que o remdio provoca compensado pelo bem que lhe traz. Ele no imagina o mal que fez.</p> <p>(3) conjuno: Mal chegou de viagem, j deseja partir.</p> <p>O comparativo de superioridade de mau e mal pior, o que equivale a mais mal: Ele fez o pior negcio da sua vida. Esse rapaz joga pior do que os demais.</p> <p>O comparativo de superioridade de (mais) bom e (mais) bem melhor: Marg uma atleta melhor do que suas colegas. Os gmeos so os melhores alunos da turma. O brasileiro se saiu melhor do que os americanos. Ela fala ingls melhor do que seus irmos.</p> <p>No entanto, diz a regra que quando vm antes do particpio, os advrbios mal e bem no se contraem com o mais que os procede: mais bem aceito, mais mal ajeitado; o trabalho mais bem feito, as ruas mais bem caladas.</p> <p>Concordncia Verbal: seja ou sejam?A concordncia na frase "Caso a soluo dessas questes no sejam encontradas" est correta?Quando se diz que o verbo concorda com o sujeito, subentende-se que o verbo deve concordar com o ncleo do sujeito. Na frase apresentada, o sujeito a soluo dessas questes, sendo seu ncleo a palavra soluo. Logo a frase correta quanto concordncia deve ser Caso a soluo dessas questes no seja encontrada. Todo sujeito de orao pode ser substitudo por ele(s) ou ela(s), mas a escolha da flexo do pronome determinada pelo ncleo do sujeito. Como em a soluo dessas questes o ncleo soluo, a substituio do sujeito pelo pronome dar Caso ela no seja encontrada. Ela quem? A soluo.</p> <p>Esse tipo de erro ocorre porque a pessoa se deixa influenciar pelo plural que determina o ncleo. Mas deve-se observar que o que no encontrado a soluo, e no essas questes. Portanto, Caso a soluo dessas questes no seja encontrada.</p> <p>Adjetivoa.mi.cs.si.mo 1. muito amigo; amigo extremado; amigussimo</p> <p>no</p> <p>amiqussimo.</p> <p>con.jec.tu.ra feminino (plural: con.jec.tu.ras) 1. 2. 3. 4. 5. parecer formado a partir de aparncias, indcios ou probabilidades; suposio; hiptese; presuno; ( brasileirismo ) conjetura</p> <p>s.f. Opinio fundada em aparncias, em possibilidades; hiptese, presuno, suposio.</p> <p>Deferirv.t. e v.i. Outorgar, conceder. Despachar favoravelmente sobre o que se pede em requerimento. Atender, ceder.</p> <p>Diferirv.t. e Ser Divergir, discordar. v.i. Demorar, diferente; dilatar, adiar. distinguir-se.</p> <p>Estncias.f. Lugar, onde se est ou se permanece. Morada. Manso. Recinto. Paragem; estao. Armazm de madeiras ou de materiais de construo. Depsito de carvo, lenha, etc. Potica. Cada uma das divises de uma composio potica, havendo em cada uma igual nmero de versos e a mesma disposio das rimas. O mesmo que estrofe e estana. Bras. Fazenda para criao de gados. Bras. do N. Fazenda para criao de gado. Bras. do N. Barraco, onde vivem promiscuamente numerosas pessas; cortio. (De estar)</p> <p>Instncias.f. Qualidade do que instante. Solicitao urgente: ceder s instncias de algum. Perseverana, eficcia. Repetio de ordens ou recomendaes. Dir. Juzo, jurisdio, foro: primeira instncia, segunda instncia. loc. adv. Em ltima instncia, em ltimo caso, como ltimo recurso. - Desapercebido = Significa desprevenido; desguarnecido; desacautelado. s to desapercebido. No te apercebeste que ela estava a brincar contigo. Despercebido = Significa que no se v, no se ouve, no se nota ou mal se sente. Com um gesto despercebido, ele roubou-lhe a carteira. Com esta palavra tambm se formam as seguintes expresses: - fazer-se despercebido = fingir que no se percebe alguma coisa. - passar despercebido = passar sem ser notado.A forma mais bom pode ser empregada quando se comparam caractersticas de um mesmo ser. As formas corrigidas nas demais alternativas so: a) amicssimo e no amiguissimo b) frissimo ou frigidssimo e no friosssimo c) o melhor e) pssima e no malssimaDiante dos problemas, ansiava por um resultado mais bom que ruim.</p> <p>Cassar tornar nulo, sem efeito autorizao ou direitos politcos. Derivados Cassar Cassao-cassado;</p> <p>Intercesso interferir ou interceder, falar a favor, pedir clemncia; Interceo ou interceco = cruzar-se Fragrante de fragrancia = cheiro; Flagrante de flagrar= presenciar fato; Assaz bastante, suficiente. Um tanto CafuzoCafuzo a designao dada no Brasil aos indivduos resultantes da miscigenao entre ndios e negros africanos ou seus descendentes.[1] Suas caractersticas fsicas so to variadas quanto as de filhos de quaisquer unies inter-raciais. Em muitas regies do Brasil so tambm conhecidos como taioca, cafuu ou cariboca, so muito comuns no Maranho, na Bahia e em algumas regies do Par e do Amap. Oficialmente, os cafuzos representam uma minoria importante nos pases do noroeste da Amrica do Sul e Central, como Colmbia, Venezuela, Guianas, Honduras e Belize.</p> <p>Concertar = harmonizarv.t. Preparar Combinar, Harmonizar. em comum a execuo ajustar, de um plano. pactuar.</p> <p>Consertar = repararv.t. Corrigir falhas ou defeitos; reparar: consertar um vestido, um relgio. (Sin.: remendar, reformar, renovar, retocar, restaurar, reconstituir.) Fam. Acomodar uma situao, um desentendimento.</p> <p>mbolos.m. Dispositivo que desliza num e noutro sentido no interior de um cilindro. O mbolo usado em bombas, compressores e motores. Em motores, preso a uma biela que sai do cilindro e que ligada ao virabrequim. Ao se expandirem, os gases no interior do cilindro foram o mbolo para fora, fazendo girar o virabrequim. Os anis de compresso impedem que os gases escapem do mbolo durante a compresso e arrancadas do motor. O anel de leo remove o excesso de leo que lubrifica as paredes do cilindro. O pino do mbolo prende o mbolo biela fora do cilindro. Medicina Cogulo ou corpo estranho que provoca a embolia.</p> <p>Muxoxos.m. Estalo com a lngua e os lbios, acompanhado eventualmente da interjeio ah, indicando desprezo ou desdm. Bico que se faz com os lbios, afetando descrdito ou indiferena. Botnica. rvore silvestre a que tambm chamam sapato-do-diabo.</p> <p>Granjearv.t. Cultivar, amanhar, arrotear: granjear a terra. Obter com trabalho ou esforo; conseguir, adquirir: granjear riqueza. Atrair, conquistar: granjear simpatias. conquistar "H ainda empresas em busca de meios de produzir na Austrlia, o caminho mais curto para granjear clientes no Japo e Coria." cultivar terras obter com trabalho Comer o po que granjeou</p> <p>EpitetoEpteto (em grego antigo , transl. eptheton trad. "acrescido, posto ao lado") um substantivo, adjetivo ou expresso que se associa a um nome para qualific-lo. Pode ser aplicado a pessoas, divindades, objetos ou, na taxonomia dos seres vivos, para designar a espcie de um vegetal ou animal.</p> <p>Na pica, os eptetos homricos podem substituir o nome de um personagem, por antonomsia. Na Ilada, por exemplo, Aquiles muitas vezes referido apenas pelos seus eptetos (o filho de Ttis, o de ps ligeiros, o melhor dos aqueus, etc.). O mesmo recurso usado nas canes de gesta: no Cantar de Mo Cid , o personagem Rodrigo Daz de Vivar (El Cid) "o que em boa hora cingiu a espada". Ainda na literatura, D. Quixote o "cavaleiro de triste figura". Tambm personagens histricos podem ser referidos por seus eptetos: </p> <p>Aristteles o estagirita; Jesus o Cristo; Santo Agostinho "o santo de Hipona"; tila "o flagelo de Deus"; Simon Bolvar "o libertador"; Hegel "o filsofo de Stuttgart"; Kant "o filsofo de Knigsberg; Karl Marx o "filsofo de Trier"; Chacrinha o Velho guerreiro; Machado de Assis "o Bruxo do Cosme Velho".</p> <p>Alguns eptetos so normalmente usados para distinguir personagens que tenham o mesmo nome, como o caso de reis e rainhas: Pedro, o Grande; Pepino, o breve; Ricardo Corao de Leo; D. Manuel, o venturoso. Todavia, nem sempre os eptetos so agradveis e lisonjeiros. Alguns so verdadeiros estigmas, nem sempre justos, para seus infelizes portadores: D. Maria, a Louca; Henrique, o Impotente; Nicolau, o Sanguinrio. Na taxonomia botnica, o epteto parte essencial da denominao de um indivduo, pois define a sua espcie ou sub-espcie; deve portanto seguir o nome do gnero. Exemplos: Arisaema candidissimum (candidissimum o epteto); Passiflora edulis var. flavicarpa (edulis e flavicarpa so eptetos). Em zoologia ambos os termos da nomenclatura binomial so chamados eptetos: o primeiro, relativo ao gnero, o epteto genrico; o segundo, referente espcie, o epteto especfico.</p> <p>Consecuoconsecuo (con.se.cu.o) feminino 1. Ato ou efeito de conseguir, de obter, de atingir, de alcanar; o a consecuo de um objetivo</p> <p>2. acompanhamento o projeto em consecuo 3. encadeamento o consecuo de tempos 4. (Astronomia) revoluo o ms de consecuo</p> <p>Subsistenteadj. Que subsiste; que continua a existir; vigente.</p> <p>Paroxismos.m. Extrema intensidade de uma doena, de uma paixo, de um sentimento. (Sin.: auge, apogeu, culminncia.) a exaltao extrema dos afetos e paixes. "Mais profunda e realmente mortal foi a desordem da nos espritos implantada pelas religies seculares da modernidade, que atingiu seu paroxismo no sculo XX." AZ, H.C. Experincia mistica e filosfica.</p> <p>Vexatrioadj. Que vexa, que causa vexame.Inarredvel</p> <p>Consonncias.f. Msica Relao de sons agradveis ao ouvido e que do impresso de repouso. (Esta noo est em constante evoluo.) Uniformidade de som na terminao de palavras ou frases. Sucesso, conjunto de sons. Rima, harmonia. Fig. Acordo, concordncia.Tcita</p> <p>Tacita (f)copinho, copo pequeno, xcara pequena { small cup }</p> <p>Tcitosilencioso, calado { mum } quieto; tranquilo; calmo; sereno;... { quiet } tcito, subentendido, sem palavras,... { tacit }</p> <p>TcitaPara os antigos romanos Tcita era a deusa do silncio e da virtude.</p> <p>Tacitaresubornar { buy off } subornar, peitar { bribe }</p> <p>Pusilnime Fraco, temeroso, sem coragem. Origem etimolgica: "pusilis" - fraco; "anima" - alma, esprito. Pncio Pilatos foi um juiz pusilnime ao lavar as mos diante das acusaes infundadas contra Jesus Cristo, possibilitando assim o exerccio da arbitrariedade que culminou com sua crucificao.Talante s.m. Desejo, vontade: abusar do tempo a seu talante. Arbtrio. Estultcia Qualidade do que estulto; estupidez, tolice, parvoce. O mesmo que estultice. O homem com toda a sua estulticia rejeita a Deus. Quando todos se acham muito sbios ai que comeam a cair em suas estulticias... Assonncia uma figura de linguagem que consiste em repetir sons de vogais em um verso ou em uma frase, especialmente as slabas tnicas. A assonncia largamente utilizada em poesias, mas tambm pode ser empregada em prosas, especialmente em frases curtas.</p> <p>Exemplos Anule aliteraes aliteralmente abusivas manual de redao humorstico (assonncia em A) Formas alvas, brancas, Formas claras Cruz e Sousa (assonncia em A) Joo foi pra os Estados Unidos, Teresa para o convento Carlos Drummond de Andrade (assonncia em O) A mgica presena das estrelas! Mario Quintana (assonncia em A)</p> <p>Aliterao Repetio de fonemas no incio, meio de palavras prximas, ou em frases ou versos em sequncia. Quem com ferro fere, com ferro ser ferido. Consentneo adj. Adequado, apropriado, conveniente modo consentneo. locupletar A jovem senhora comportou-se de</p> <p>Significado de Locupletarv.t. Tornar rico, enriquecer. V.pr. Enriquecer-se. Fartar-se</p> <p>Hipernimo Palavra que apresenta um significado mais abrangente do que o do seu hipnimo (vocabulrio de sentido mais especfico). o que acontece com as palavras doena e gripe doena hipernimo de gripe porque em seu significado contm o significado de gripe e o significado de mais uma srie de palavras como dengue, malria, cncer. Ento se conclui que gripe hipnimo de doena. A relao existente entre hipernimo e hipnimo fundamental para a coeso textual.</p> <p>Ex: Grupos de refugiados chegam diariamente do serto castigado pela seca. So pessoas famintas, maltrapilhas, destrudas. Note que a palavra pessoas um hipernimo da palavra refugiados, uma vez que pessoas apresenta um significado mais abrangente que seu hipnimo refugiados. Catfora Origem: Wikipdia, a enciclopdia livre. Ir para: navegao, pesquisa Do grego katafora (kata-ferw: baixar, levar para baixo, fazer cair), o termo utilizado, em lingustica, por alguns autores, para designar uma unidade verbal que remete antecipadamente para outra que aparece posteriormente no mesmo texto. Logo, no enunciado "O passro seguia-o pelo caminho, reparou o moo", o pronome o de seguia-o , por alguns autores, considerado uma unidade verbal catafrica, uma vez que se refere a o moo, que aparece posteriormente no enunciado. A me chamou este garoto por mais de 10 minutos. Mas Jair s respondeu muito mais tarde. No caso "este" refere-se a Jair. Anfora (lingustica) Origem: Wikipdia, a enciclopdia livre. Ir para: navegao, pesquisa Em lingstica, anfora uma expresso que se refere a uma outra que ocorre na mesma frase ou texto. Em algumas teorias, a definio estrita de anfora inclui somente referncias a expresses anteriores. Nestas teorias, chama-se catfora s referncias a expresses</p> <p>ExemplosAnfora:</p> <p>Chomsky um linguista norte-americano. Ele conhecido por ter criado a gramtica gerativa. "Ele" refere-se a "Chomsky" Chegaram ento estao. L, puderam finalmente comprar os to esperados bilhetes. "L" refere-se a "estao".</p> <p>Catfora:</p> <p>"Blimunda procurou-o nove anos. Mas Baltasar no aparecia." O pronome pessoal "o" refere-se a Baltasar que est colocado posteriormente. "Este o meu carro." O determinante demonstrativo "Este" referese ao nome "carro".</p> <p>Opsculos.m. Pequena Folheto. obra de cincia ou literatura, arte etc.</p> <p>Direito potestativo um direito sem contestao. PotestativoDiz-se que um ato potestativo quando seu cumprimento depende da vontade exclusiva de uma das partes contratuais sendo, portanto, uma condio do contrato. Por seu turno, direito potestativo o direito sobre o qual no reca qualquer discusso, ou seja, ele incontroverso, cabendo a outra parte apenas aceit-lo, sujeitando-se ao seu exerccio. D...</p>