página 10 unidade de pronto atendimento - jornal .acas página 18 especial escotismo página 21

Download Página 10 Unidade de Pronto Atendimento - Jornal .ACAS Página 18 Especial Escotismo Página 21

Post on 04-Dec-2018

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Sexta-feira, 22 de abril de 2016Ano 41 | Edio 2314 jatualidades@gmail.com

    Sade

    Diabetes

    Pgina 09

    Nesta Edio

    Unidade de Pronto AtendimentoEducao

    Enem 2016

    Pgina 15

    Economia

    IPVA 2016

    Pgina 04

    Geral

    Projeto ACASPgina 18

    Especial

    Escotismo

    Pgina 21

    Esporte

    Taa da Amizade

    Pgina 26

    Revista Atualidades!

    Assinantes que ainda no retiraram

    a sua revista em comemorao aos 40 anos deste semanrio podem vir at a sede

    do Jornal buscar a sua.

    Acesse o nosso portal www.jornalatualidades.net

    Pgina 10

  • JORNAL ATUALIDADESTRS PASSOS Sexta-feira, 22 de abril de 20162

    JORNAL ATUALIDADESTRS PASSOS Sexta-feira, 22 de abril de 20163

    Fique por dentro...Foi notcia na semana que passou

    Sexta-feira (15/04) - Dilma denuncia maior fraude

    jurdica e poltica da histria do pas em vdeo - O Partido

    dos Trabalhadores divulgou o vdeo que a presidncia desistiu de

    transmitir em cadeia nacional de TV, na sexta-feira. No material,

    a presidente Dilma Rousseff faz duro discurso, denunciando a

    maior fraude jurdica e poltica da histria do nosso pas. Ela

    reforou o que acredita ser o carter ilegal do procedimento que

    corre agora no Senado.

    Sbado (16/04) - Trs milhes de crianas esto fora da

    escola, diz MEC - Os dados do Censo Escolar 2015, divulgados

    pelo Ministrio da Educao (MEC), mostram que as matrculas

    diminuram em todas as etapas de Ensino, menos na creche, que

    atende crianas de at trs anos de idade. Os nmeros refletem a

    queda da populao, em geral, reduzida entre crianas e jovens,

    mas tambm revelam desafios para o sistema educacional. So

    trs milhes de crianas e jovens de quatro a 17 anos fora das

    salas de aula, e que, por lei, devero ser includos at este ano.

    Domingo (17/04) - Aps voto, Jean Wyllys cospe em direo

    do deputado Jair Bolsonaro - Aps terminar de anunciar o seu

    voto no plenrio da Cmara dos Deputados, Jean Wyllys (PSol-

    RJ) cuspiu na direo do parlamentar Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

    Por serem do mesmo Estado, os dois votaram no mesmo bloco

    na Cmara dos Deputados sobre o processo de impeachment da

    presidente Dilma Rousseff. Em seu discurso, Bolsonaro enalteceu

    o ex-chefe de um dos rgos de represso da ditadura militar.

    Segunda-feira (18/04) - Marido de deputada que votou

    pelo impeachment preso em operao da PF - O prefeito

    de Montes Claros, Minas Gerais, Ruy Adriano Borges Muniz,

    marido da deputada federal Raquel Muniz, que voto a favor do

    impeachment da Dilma Rousseff, o principal alvo da operao

    Mscara da Sanidade II, deflagrada pela Polcia Federal (PF).

    Segundo informaes da PF, Muniz foi preso na ofensiva que

    investiga irregularidades no sistema de sade da cidade mineira.

    Tera-feira (19/04) - Discurso de Bolsonaro deixa ativistas

    estarrecidos e leva OAB a pedir sua cassao - Estarrecedor.

    Execrvel. Deprimente. Esses foram alguns dos termos usados

    por ativistas de direitos humanos ao comentarem a homenagem

    feita pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ao coronel Brilhante

    Ustra, o primeiro militar reconhecido pela Justia brasileira como

    torturador. A meno foi feita durante a votao no processo de

    impeachment da presidente Dilma Rousseff, ocorrida na noite de

    domingo na Cmara dos Deputados.

    Quarta-feira (20/04) - Desemprego atinge 10,2% no

    trimestre at fevereiro, aponta IBGE - A taxa de desocupao

    no Brasil ficou em 10,2% no trimestre encerrado em fevereiro de

    2016, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de

    Domiclios Contnua (Pnad Contnua) divulgados nesta quarta-

    feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE).

    O resultado ficou dentro das expectativas dos analistas, que

    estimavam uma taxa de desemprego entre 9,70% e 10,53%, com

    mediana de 10,10%.

    www.jornalatualidades.nete-mail: jatualidades@gmail.comRua Getlio Vargas, 995, Sala 26 - Trs PassosFone: (55) 3522 2180

    Fundado em 14 de abril de 1976

    JORNAL ATUALIDADESInscrio no C.G.C.M.F. 22.841.314/0001-50Direo geral: Jader Thadeu BarrowDiretora Adjunta: Carla Aline Sommerfeldt BarrowEditoras: Carina de Oliveira, Mayara Bonn e Tonie Maria Gregory dos SantosDiagramao: Rafael Henrik Preuss

    ASSINATURA:Anual: R$ 165,00Semestral: R$ 90,00Anual correio: R$ 330,00

    Filiado ADJORI/ABRAJORI/UNIJORNRepresentante comercial em Porto Alegre:PROPAL Ltda - Av. Brasil, 227 conj.02 - Porto Alegre

    ATENO: Os artigos e colunas assinados no refletem a opinio do Jornal, sendo de inteira responsabilidade de seus autores. Por razes de clareza ou espao, os releases podero ser publicados resumidamente.

    Curta nossa pgina no Facebook: Jornal Atualidades

    Curtas Por: Selito Schmit selito@jornalatualidades.netNo tem o que reparar, o impeachment foi

    aprovado por esmagadora maioria e certamente teremos o restante do governo sob o comando do vice Michel Temer. Dilma no teve habilidade para conservar a maioria necessria para governar. No soube pedalar e caiu da bike. Agora a matria est no Senado. Difcil um prognstico. No vou arriscar palpite, tudo depender das articulaes.

    Algumas preciosidades na sesso da Cmara Federal davam a impresso de que estvamos no Domingo do Fausto. Muitos deputados se preocuparam mais em mandar abraos, cumprimentar me, sogra, tia, filhos, avs e at a bab que cuidou o nobre quando criana. Deprimente. Aquilo parecia um programa de auditrio, s faltou a buzina do Chacrinha.

    Uma das excelncias, bem depois de ter votado, voltou ao microfone, de forma totalmente fora dos padres, para dizer que havia esquecido de citar um dos filhos nas saudaes. Outro, mais babaca ainda, levou o prprio filho para votar em seu lugar, tendo sido, obviamente, impedido de faz-lo pelo presidente da mesa. Felizmente os gachos se comportaram razoavelmente bem.

    Mais emblemtica foi a deputada esposa de prefeito. Elogiou o marido pela gesto que faz em Montes Claros-MG na rea da sade, mostrando que o Brasil tem jeito. Aos gritinhos e pulinhos votou pelo sim. No dia seguinte seu elogiado marido/prefeito era preso por improbidade administrativa, eis que desviava recursos do SUS para hospital da famlia.

    At achei que melhor seria se cada deputado permanecesse em seu lugar e de seu microfone votasse. Mas pensando melhor, sabe que da forma que foi feito melhor. S assim temos oportunidade de conhecer um pouco mais nossos nobres representantes. O mundo inteiro fica sabendo que o Brasil, de fato, no um pas srio. Deputados, na maioria, no tm sobriedade e prudncia diante de um microfone.

    PENSAMENTO: A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas. (Francis Bacon).

    CENA ABERTA

    Gutti Graffittigutiguti@gmail.com

    Gran Circo BrasliaT tr t t! O Gran Circo Braslia

    ofereceu um espetculo no ltimo domingo. A qualidade, bem duvidosa, no tinha animais, nem trapzio, nem globo da morte. S palhaos! 513 palhaos dos mais variados tipos de todo o Brasil. No que faltasse dinheiro para outras atraes, pois que cada palhao, recebe por ms cerca de 130 mil reais entre salrio e a manuteno do seu status de palhao. S os palhaos mesmo comandaram o espetculo.

    Tratava-se da votao do acolhimento, pela Cmara Federal, do processo de impedimento da presidente. Bastava dar um voto sim ou no. Era permitido 10 segundos para falar ou justificar o voto, coisa normal em uma democracia. E, numa justificativa, o votante pode e deve dizer abertamente o porqu de seu voto, atentando simplesmente a matria que est sendo apreciada. S isso! Nada mais tranquilo e favorvel, numa democracia.

    A palhaada, digo a votao, que palhao s faz palhaada e deputado s vota, comeo logo cedo da tarde e se adentrou pela noite calorenta. Todo mundo na frente da TV, sem uma pipoquinha, algodo doce ou ma do amor, para acompanhar um desfile dos tipos mais escabrosos, coronis, gente sem noo de que se tem notcia e que fazem parte deste Congresso, digo circo que a est neste Brasil de meu deus.

    Deus, alis, foi o mais lembrado. A famlia tambm. Os palhaos, infelizmente para gaudio do conservadorismo, continuam acreditando em TFP e, pior, brigam e batem boca quando os raros palhaos sem mscaras lembravam dos negros, ndios, trabalhadores ou mulheres na hora de creditar seus votos. Junto disso tudo, o machismo, bem presente e cristalino, esteve manifesto em placas dizendo tchau querida e no coro de linda, linda por ocasio do voto de uma mulher.

    Palhao s faz palhaada, j disse isso. Se engana quem pensa que os palhaos somos ns. Ns, eleitores, somos heris por ter que votar e aguentar tanta bobagem de tanto ladro sem serventia como estes deputados federais que deram seu voto em apreciao ao impedimento da presidente em 17 de abril de 2016. Cada tipo estranho que eu quis no acreditar que estavam ali graas aos milhares de votos recebidos. Gente feia, gente ruim. Cruzes!

    Mas, o pior de tudo foi verificar que os palhaos se reproduzem enormemente, pois vi filhos, netos, esposas de palhaos, tambm palhaos. Nem em 30 anos nos livraremos do pior que tem num circo poltico que justamente o palhao, pavo e corrupto.

    Falando do palhao, o nico palhao de profisso, Tiririca, foi comedido e simples no seu voto. Ironias parte, o circo ainda no pegou fogo.

    CRNICAS DAS PESSOAS DA CIDADE

    Roberto Bordinibordiniadv@terra.com.br

    * Certa feita, comecei uma croniqueta assim: Vinha pela calada a galeguinha toda contente, toda cheia desses mistrios de que se constitui o doce caminhar da juventude pelas artrias solares da cidade, sorvendo seu sorvete, quando, de repente... Notou o dileto leitor e a cultssima leitora? A frase comea descrevend