os segredos do corpo

Download Os Segredos Do Corpo

Post on 10-Jul-2015

1.905 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Ensino Mdio

142 Ginstica

Educao Fsica

4 OS SEGREDOS DO CORPOn Mauro Jos Guasti1

Freqentemente, pensamos o corpo somente em seu aspecto individualizado, como se a sade fosse algo separado do corpo, no ? Pensar o corpo como instrumento de armao pessoal, que exibido, transformado e consumido e que no tem pudor ou inibio, pode ter impacto na vida individual como na vida social das pessoas? Nesse sentido, nos resta desvelar alguns dos segredos desse corpo, que envolve o sujeito e a sociedade. Voc seria capaz de identicar quais seriam tais segredos? Venha conosco nesta viagem, em que muitas questes sero reveladas, desde aspectos relacionados sade, bem como prticas corporais relacionadas ginstica e expresso corporal.

1

Colgio Estadual Angelo Gusso. Curitiba - Pr Colgio Estadual Santa Cndida. Curitiba - Pr

Os segredos do corpo 143

Ensino MdioAminocidos essenciais so aqueles que o organismo humano no consegue sintetizar. Assim, somente podemos adquir-los pela ingesto de alimentos, vegetais ou animais.

z Analisando o primeiro segredo: a sadeSe voc pensar o corpo de forma individualizada, torna-se necessrio lembrarmos algumas questes relacionadas alimentao, vitais para o funcionamento do nosso organismo. O equilbrio na ingesto de nutrientes garante a sade do nosso corpo. Protenas, hidratos de carbono, lipdios, vitaminas e sais minerais so os nutrientes contidos nos alimentos que consumimos diariamente. As protenas mantm a estrutura e o funcionamento dos organismos vivos, regulam a contrao muscular, a produo de anticorpos, a expanso e a contrao dos vasos sangneos para manter a presso arterial normal. Mas onde elas se originam? Ao ingerirmos alimentos ricos em protenas, estamos fornecendo aminocidos essenciais para o processo de sntese protica. Portanto, o corpo precisa que determinados alimentos sejam ingeridos para que possam ser absorvidos. Mas se ingerimos protena, por que o nosso corpo realiza sntese protica? Se voc estudou a sntese protica, j sabe que isso acontece porque as clulas humanas possuem protenas especcas diferentes daquelas fornecidas pelos seres vivos que so base da nossa alimentao, como exemplo, temos: a carne de frango, de gado, a alface, o milho. Uma vez ingerida, a protena desses seres vivos passa pelo processo de digesto. As macromolculas proticas so transformadas em molculas menores pela ao das enzimas digestivas (proteases). Alm das protenas, outros nutrientes so importantes para a manuteno da nossa sade, por exemplo: os hidratos de carbono e os lipdeos. Os hidratos de carbono, representados pelos acares, tm funo energtica. No sistema nervoso central, formado pelo encfalo e pela medula espinhal, a glicose o principal substrato energtico. A glicose estimulante de neurotransmissores e armazenada nos msculos. No momento em que o corpo precisa realizar determinado movimento, ela transformada em adenosina trifosfato (ATP) num processo conhecido como respirao celular.

As proteases so exemplos de enzimas especcas produzidas por clulas especializadas do sistema digestrio.

Neurotransmissores: participam da transmisso dos impulsos nervosos para os msculos na realizao do movimento. Para ilustrar: Nos exerccios da ginstica artstica, no qual o atleta precisa de uma exploso rpida do movimento, recomendada a ingesto da glicose.

Sistema Nervoso Central e perifrico

Nervos cranianos

Hemisfrio cerebral cerebelo

Nervos cervicais

Plexo braquial Medula espinhal

Nervos torxicos

Nervos lombares Nervos sacrais Nervo pudendo

144 Ginstica

Educao Fsica Voc poderia pensar: mas respirao no o processo que envolve trocas gasosas? Observe que estamos falando do processo de respirao celular nos msculos que envolvem a combusto da glicose produzindo ATP. Como se trata de combusto, o oxignio inspirado est envolvido. Os lipdios, mais conhecidos como gorduras, so encontrados na maioria dos alimentos. Voc j deve ter ouvido falar que gordura faz mal sade. Mas o excesso ou a falta de qualquer nutriente prejudicial. Os lipdios so to importantes quanto as protenas e os hidratos de carbono, pois eles so constituintes essenciais da membrana celular, esto envolvidos nos processos de produo hormonal, de assimilao de protenas e vitaminas, alm de serem parte do preenchimento estrutural do corpo. As vitaminas, tambm conhecidas como nutrientes reguladores, so substncias qumicas presentes em pequenas quantidades nos alimentos e so indispensveis para o desenvolvimento do nosso corpo, participando do controle metablico da atividade biofsica cotidiana. Assim como as vitaminas, os sais minerais funcionam como co-fatores do metabolismo no organismo, sem eles as reaes metablicas cariam to lentas que no seriam efetivas. Os sais minerais desempenham funes reguladoras vitais em nosso corpo, como: manter o equilbrio de lquidos, controlar as contraes musculares, oxigenar a musculatura e regular o metabolismo energtico. O Sdio (Na+) e o Potssio (K+), por exemplo, tambm participam na conduo de impulso nervoso. Alm de tudo o que j foi citado, no podemos deixar de falar da gua, ela fundamental para o equilbrio do corpo, pois indispensvel ao metabolismo. Suas funes so: transportar as substncias e ser solvente de lquidos orgnicos. A falta de gua no corpo altera o equilbrio hidrossalnico, causando a desidratao. Alm das questes de hbitos alimentares, h ainda outras implicaes relevantes para a promoo da sade, dentre elas: (...) elaborar polticas sociais de sade, (...) comprometer-se com a reduo das desigualdades sociais, fortalecer a participao comunitria e, tambm, oferecer servios sanitrios com uma orientao que supere a Medicina curativa (ASHTON, apud DEVS; VELERT, 2005, p.348). Criar essas polticas depende s da vontade individual? Diante de todas essas questes, temos que reetir: a produo de alimentos suciente para todos? Por que algumas pessoas tm uma boa alimentao e outras tm uma alimentao to precria que causa doenas e at a morte? Alm de todas essas questes, o que voc acha de praticar as atividades na sua aula de Educao Fsica? Vamos experimentar praticar alguns exerccios ginsticos que envolvam exerccios de velocidade, resistncia, fora, equilbrio, exibilidade, agilidade, coordenao e ritmo.

Os segredos do corpo 145

Ensino Mdio Com a prtica de exerccios, voc poder: estimular a produo de alguns aminocidos que melhoram a ao protetora do sistema imunolgico; estimular o desenvolvimento das bras musculares que compem os diversos msculos do corpo; melhorar o condicionamento fsico e a capacidade cardiorespiratria. Mas no se esquea de que o exagero e a sobrecarga na prtica desses exerccios, ao invs de benefcios, poder causar srios problemas nas articulaes, nos tendes e, principalmente, na musculatura.

Msculos Vista frontalFlexor do antebrao

Vista dorsalTemporal Extensor da mo Flexor da mo Trceps Infra espinhal Deltide Bceps Glteo Adutor longo Grande adutor Bceps femoral Semitendinoso Gastrocnmio Sleo Grcil Grande dorsal

Orbicular dos olhos Temporal Trapzio Frontal Esternoclidomastideo Trapzio Peitoral maior Serrtil anterior

Reto do abdome Oblquo externo Tensor da fscia lata

Deltide Bceps

Vasto lateral Vasto medial

Grcil Sartrio Gastrocnmio Tibial anterior

As articulaes, como os joelhos e tornozelos, so as que mais sofrem leses, provocadas por exerccios que as sobrecarregam ou pela falta de preparo dessas articulaes para absorver adequadamente os grandes impactos, tais como os grandes saltos e as mudanas bruscas de direo. Voc j viu ou ouviu reportagens que tratam de atletas de alto rendimento, aqueles prossionais do esporte que sofrem com as conseqncias da intensidade dos treinamentos fsicos? Para responder essa questo, importante realizar a atividade sugerida a seguir.

146 Ginstica

Educao Fsica

PESQUISAFaa uma pesquisa, em jornais, em revistas, na Internet, sobre os atletas da ginstica artstica. Consulte o site http://esportes.terra.com.br/interna. Procure reportagens de atletas da ginstica que necessitaram parar as suas atividades para tratamento fsico e sioterpico. Responda s questes: Quais foram as causas, as leses ocorridas, que levaram esses atletas pararem seus treinamentos? Quantos desses atletas j tiveram leses graves que necessitaram de interveno cirrgica e de um longo perodo para reabilitao? Ser que, na busca para quebrar recordes ou superar limites, esses atletas no esto exagerando nos treinamentos, indo alm do que o corpo pode suportar? Ser que o fato de ser um atleta de alto rendimento signica ter uma boa sade?

z Analisando o segundo segredo: o ser socialO que voc acha de continuarmos nossa busca por compreender os segredos do corpo? At agora voc teve condies de perceber o quanto importante sua alimentao, certo? Mas ser que possvel falar em hbitos alimentares num pas que possui uma quantidade enorme de pessoas com uma alimentao restrita a ponto de passar fome? Importa destacar que o corpo no se restringe a fragmentos, o que signica no entend-lo somente em seus aspectos biolgicos, mas tambm considerando sua relao com o meio social, com as possibilidades de lazer, com a necessidade de trabalhar, enm, com a sociedade na qual vivemos. freqente pensarmos o corpo somente em seu aspecto individualizado, ou seja, em seus aspectos biolgicos, isso resulta no entendimento de que a sade algo intrnseco a esse corpo. Pensar no corpo de forma mais ampla pode ter impacto tanto na vida individual como na vida social das pessoas. Nas ltimas dcadas, mudanas econmicas tm afetado profundamente a compreenso de corpo e diretamente a possibilidade de conscientizao, por parte da populao, do lugar que seus corpos ocupam na sociedade. Descobrir os segredos do corpo perpassa essas questes, e aponta para o entendimento de que ele em si (...) isento de dicotomias, ou seja, ele nico e no menos importa