os desafios da escola pblica paranaense na .pr. foram realizadas oficinas de instrumentos e uma

Download OS DESAFIOS DA ESCOLA PBLICA PARANAENSE NA .PR. Foram realizadas oficinas de instrumentos e uma

Post on 02-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Verso On-line ISBN 978-85-8015-076-6Cadernos PDE

    OS DESAFIOS DA ESCOLA PBLICA PARANAENSENA PERSPECTIVA DO PROFESSOR PDE

    Artigos

  • A ARTE E MANHA DA CAPOEIRA E SUA APLICABILIDADE NO

    CONTEXTO ESCOLAR

    Maria Aparecida Carbonar1 Elizabeth Johansen2

    UEPG

    Resumo. Reconhecer a capoeira como ferramenta pedaggica dentro do contexto escolar e a sua aplicabilidade enquanto Patrimnio Cultural o objetivo desse estudo. Refletindo os Patrimnios Imateriais buscando estruturar narrativas com a (re)construo e manuteno da memria e de relatos orais subsidiada com textos e pesquisas em torno da malcia, da ginga e arte da capoeira, levaremos a histria desse patrimnio cultural ao espao escolar. De marginalizada no perodo imperial e incio do republicano, chega condio de Patrimnio Cultural do Brasil (IPHAN, 2008). Sua aplicabilidade no currculo escolar poder desenvolver a motricidade dos alunos, a concentrao, a autodisciplina, o senso crtico, alm do senso esportivo e intelectual. O referido projeto foi realizado com 25 alunos do 8 ano do Ensino Fundamental do Colgio Estadual Dr. Epaminondas Novaes Ribas, na cidade de Ponta Grossa - PR. Foram realizadas oficinas de instrumentos e uma roda de capoeira com os participantes, alm de uma exposio dos materiais a toda comunidade escolar. Palavras Chaves: Capoeira; Patrimnio Imaterial; Ferramenta Pedaggica.

    INTRODUO

    A capoeira no tem credo, no tem cor, no tem bandeira, ela do povo, vai correr o

    mundo. (Mestre Canjiquinha)

    Seguindo o pensamento de mestre Bimba podemos observar que a

    caminhada percorrida pela capoeira passou pela proibio de sua arte at

    chegar a ser considerada como Patrimnio Imaterial do Brasil. No entanto,

    alm de estudar sua trajetria, o presente estudo faz uma reflexo sobre a arte

    e manha da capoeira e sua aplicabilidade no contexto escolar tomando o

    Patrimnio Imaterial como objeto de estudo.

    Este ensaio faz parte das discusses realizadas para o desenvolvimento

    do projeto de interveno pedaggica e da construo do material didtico

    pedaggico como parte do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE)

    tendo por objetivo principal a aplicao de pesquisas que resultem na busca do

    1 Professora PDE (UEPG), Especialista em Educao Patrimonial (UEPG), em

    Educao em Valores Humanos (FIES) e em Neuropsicopedagogia (Dom Bosco). 2 Professora Assistente do Departamento de Histria da UEPG, Mestre em Histria pela

    UFPR.

  • melhor mtodo que se adque ao processo de ensino aprendizagem para

    refletirmos sobre a Lei 10.639, indagando se a Capoeira enquanto Patrimnio

    Cultural pode ser utilizado como ferramenta pedaggica no processo de ensino

    aprendizagem e como oportunidade para se conhecer e estudar a cultura Afro-

    Brasileira e Africana.

    - Reflexes sobre a Capoeira

    A origem do nome capoeira para alguns etnlogos vem da lngua tupi-

    guarani: caa, que significa mato e puera, o que foi. Segundo alguns

    estudiosos, quando os escravizados fugiam eles iam para o mato, da

    capoeira (SILVA, 2008).

    A capoeira uma atividade fsica bem ajustada nossa cultura. Na sua

    riqueza de movimentos, a coordenao, o equilbrio, a velocidade, a destreza,

    a agilidade, a flexibilidade e a resistncia so postas a toda prova, sendo que

    essas qualidades fsicas so trabalhadas e desenvolvidas em permanente

    movimento (CAMPOS, 1990).

    Segundo Barbosa (2005), mestres e aprendizes cultuam-na como um

    processo libertrio no qual o indivduo aprende a se posicionar no centro de si

    mesmo e a encontrar seu espao de mediao, ou seja, seu ponto de

    referncia na roda do jogo e do mundo

    Partindo dos estilos: Regional, de mestre Bimba3 e Angola, de mestre

    Pastinha4, chega ao estilo Contemporneo, mas sem abandonar o esquema

    montado na dcada de 1930. A capoeira a linguagem da recuperao das

    formulaes de energia. Exemplos de mestres, alm dos j citados,

    destacamos: Canjiquinha (Bahia)5, Sinhozinho, Zico, Serpente, Pop, Sombra,

    Tigre (todos de Santa Catarina), Valdeci, Sergipe, Pop Layne, Kinkas, Z Luiz e

    3 Manoel dos Reis Machado (1900 1974), tambm conhecido como Mestre Bimba foi

    criador da Luta Regional Baiana, mais tarde chamada de capoeira regional. www.capoeiramestrebimba.com.br/mestre_bimba.html Acessado em 30 abr 2013. 4 Vicente Ferreira Pastinha (1889 1981) pregava a tradio, o jogo matreiro, de

    malcia, estilo que passou a ser conhecido como Angola. Disponvel em: www.portalcapoeira.com/Mestres/mestre-pastinha. Acessado em 30 abr. 2013. 5 Washington Bruno da Silva (1925- 1994) foi um visionrio afirmando aos seus alunos

    que a capoeira no tem credo, no tem cor, no tem bandeira, ela do povo, vai correr o mundo. Participou de muitos filmes, entre eles, O Pagador de Promessas e Capites de Areia. Disponvel em: www.sementedojogodeangola.org.br/index.php?title=Mestre;Canjiquinha Acessado em 30 abr. 2013.

    http://www.capoeiramestrebimba.com.br/mestre_bimba.htmlhttp://www.portalcapoeira.com/Mestres/mestre-pastinhahttp://www.sementedojogodeangola.org.br/index.php?title=Mestre;Canjiquinha

  • Crispim (do Paran) alm de muitos outros que propagam a sua arte e manha,

    reunindo crianas, jovens e adultos, homens e mulheres a um mesmo ideal.

    Sem contar com o mestre Canjiquinha e Z Luiz (in memorian), os

    demais mestres citados acima so de meu convvio, j acompanhei inmeras

    rodas e batizados que eles realizam anualmente com seus grupos.

    A capoeira comandada pelo berimbau, um legtimo representante da

    cultura musical africana bantu, um arco musical que na frica tem nomes como

    urucungo, mulumbumbo e outros termos onomatopeicos que descrevem seu

    som caracterstico. Ele acompanhado pelos demais instrumentos, que variam

    conforme a modalidade da capoeira capoeira angola ou capoeira regional -,

    mas podem incluir mais berimbaus, o pandeiro, o atabaque, o reco-reco e o

    agog (LUHNING, 2008).

    Relacionando a capoeira com educao, Brando (2010) destaca que:

    Uma prtica como a capoeira, por exemplo, no deve ser encarada como um simples acessrio da educao (...) a atividade envolve entre outras habilidades, coordenao motora, tomada de deciso, sensibilidade ao ritmo, disciplina e concentrao. A capoeira estimula a formao de redes neurais que contribuem para o desenvolvimento do pensamento espacial. (BRANDO, 2010, p. 146).

    Alm desse aspecto, as Diretrizes Curriculares da Educao Bsica do

    Estado do Paran destacam o cumprimento da Lei Federal n 10.639/03, que

    inclui no currculo oficial a obrigatoriedade da Histria e Cultura Afro-Brasileira,

    seguida das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educao das relaes

    tnico-raciais e para o ensino de Histria e Cultura Afro-Brasileira e Africana. A

    lei dispe que o contedo programtico incluir o estudo da Histria da frica e

    dos Africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro

    na formao da sociedade nacional, resgatando a contribuio do povo negro

    nas reas social, econmica e poltica pertinentes Histria do Brasil.

    Refletindo sobre a Lei acima, indagamos se a Capoeira enquanto

    Patrimnio Cultural pode ser utilizada como ferramenta pedaggica no

    processo de ensino aprendizagem e como oportunidade para se conhecer e

    estudar a cultura Afro-Brasileira e Africana?

    Uller e Carbonar (2001) ressaltam que:

    A questo patrimonial tem vrios aspectos epistemolgicos em sua aplicabilidade na educao. Ela tem um carter transdisciplinar

  • enquanto formao de cidadania (do sujeito) que perpassa todas as reas do conhecimento; interdisciplinar pelo fato de que nenhuma rea capaz de dar conta desse objetivo sozinha; e multidisciplinar ou pluridisciplinar por gerar atividades que podem ser efetivadas em cada uma das reas do conhecimento que agindo em redes ou teias atingem o conhecimento globalizante do sujeito, refletindo em ao na realidade. (ULLER e CARBONAR, 2001, p. 42).

    Refletindo sobre os Patrimnios Imateriais buscando estruturar

    narrativas com a (re)construo e manuteno da memria e de relatos orais

    subsidiada com textos e pesquisas em torno da malcia, da ginga e arte da

    Capoeira, levamos a histria desse patrimnio cultural ao espao escolar.

    De marginalizada no perodo imperial e incio do republicano, passa, na

    dcada de 1930 a ser vista como manifestao folclrica deixando as ruas para

    ser praticada nas academias, tendo com Mestre Bimba6 o seu

    defensor/propagador com a bandeira da luta regional baiana. Na dcada de

    1970, passou a ser considerada como desporto pelo ministro Marcos Maciel e,

    em 2008, foi tombada como Patrimnio Cultural Brasileiro. A roda foi

    registrada como Bem Cultural de Natureza Imaterial no Livro das Formas e

    Saberes o canto, o toque dos instrumentos, a dana, os golpes, o jogo, a

    brincadeira, os smbolos e rituais de herana africana recriada no Brasil. J o

    ofcio dos Mestres de Capoeira foi registrado como Bem Cultural de Natureza

    Imaterial no Livro dos Saberes.7

    A capoeira, nesse contexto, pode ser entendida como atividade fsica e

    ferramenta para o desenvolvimento pessoal e social, alm de um recurso

    cultural pedaggico para nossas crianas e jovens.

    A escola, alm de priorizar os contedos formais, deve inserir atividades

    ou projetos que estreitem os laos de cumplicidade ao construir conhecimento.

    Nesse sentido, encontramos no estudo sobre patrimnios tan