os desafios da escola pblica paranaense na .dpoc (doen§a pulmonar obstrutiva cr´nica). a...

Download OS DESAFIOS DA ESCOLA PBLICA PARANAENSE NA .DPOC (Doen§a Pulmonar Obstrutiva Cr´nica). A contamina§£o

Post on 30-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Verso On-line ISBN 978-85-8015-076-6Cadernos PDE

    OS DESAFIOS DA ESCOLA PBLICA PARANAENSENA PERSPECTIVA DO PROFESSOR PDE

    Artigos

  • ARTIGO FINAL

    SANDRA IRES TROVO DO AMARAL1 DR. EM EDUCAO CARLOS EDUARDO FORTES GONZALEZ2

    TTULO: AGROQUMICOS: UMA ABORDAGEM DIDTICA

    RESUMO

    Este artigo parte final desse projeto do Plano de Ao do Programa de

    Desenvolvimento Educacional PDE 2014. Com o apoio dos cursos promovidos pela SEED, da IES e do professor orientador, foi possvel organizar um vasto material bibliogrfico para promover a pesquisa, assim como se inteirar das normas vigentes para a elaborao do projeto e posteriormente traar um plano de ao procurando adaptar as estratgias para o desenvolvimento do projeto com os alunos da 6 ano do Ensino Fundamental. Nele objetivou-se trabalhar a temtica dos agroqumicos atravs de uma pesquisa de interveno pedaggica envolvendo alunos na disciplina de Qumica, alm de procurar interagir com outras disciplinas da matriz curricular. Foram realizadas atividades didticas com metodologias diferenciadas procurando oportunizar aos educandos uma viso crtica do uso desenfreado de agroqumicos, normas de segurana no manuseio, implicaes para a sade e ao meio ambiente. As atividades desenvolvidas possibilitaram a sensibilizao dos alunos em busca de uma postura mais crtica e ativa em relao aos problemas ambientais, principalmente, agrotxicos. Assim, faz-se necessrio realizar mais trabalhos na rea de Educao Ambiental, com o objetivo de despertar e sensibilizar os alunos a respeito dos problemas ambientais que os cercam. Conclui-se a partir dos resultados que os alunos passaram a avaliar criticamente o uso de agroqumicos e, do ponto de vista pedaggico, foi possvel interagir os contedos conceituais, procedimentais e atitudinais. Palavras-chave: Agroqumicos; Interveno pedaggica; Interdisciplinaridade.

    1 Aluna do Programa de Desenvolvimento Educacional PDE

    2 Professor orientador. Estudos Ambientais. UTFPR Universidade Tecnolgica Federal do PR, Curitiba.

  • INTRODUO

    A presente Unidade Didtica intitulada Agroqumicos: uma alternativa

    sustentvel para o ensino de Cincias um componente do Programa de

    Desenvolvimento Educacional (PDE), ofertado pela Secretaria de Estado da

    Educao do Governo do Estado do Paran, com o objetivo principal de

    desenvolver subsdios terico-prticos norteadores para o trabalho com os

    agroqumicos como alternativa sustentvel para o ensino de Cincias.

    Os defensivos agrcolas so tambm conhecidos como agrotxicos,

    causadores de grandes polmicas constituindo-se em uma grande preocupao

    ambiental e sanitria do Brasil e do mundo. Diversos fatores tm contribudo

    para uma crescente tomada de conscincia a respeito dos problemas criados

    pelo uso excessivo e indiscriminado destes produtos.

    Muito se tem falado sobre agrotxicos e suas implicaes no meio

    ambiente nos ltimos anos, mas as repercusses nas comunidades do interior

    do municpio de Fazenda Rio Grande-PR ainda no so suficientes. Ao invs de

    esperar que os alunos e seus pais agricultores aprendam o que eles precisam

    saber, pode-se ensinar a refletir sobre as informaes que j receberam,

    orientando-os para manej-las e tomar decises seguras para suas vidas

    considerando que j aconteceram danos, como mortes infantis por ingesto de

    agrotxicos, entre outros problemas socioambientais.

    A sociedade deveria ter uma maior conscientizao sobre os malefcios

    dos agrotxicos, visando um modelo de produo agrcola mais consciente e

    menos agressivo sade. Para o autor, o uso exacerbado de agrotxicos pelos

  • produtores rurais, tende a ser um grande problema de sade pblica e

    ambiental, alm de configurar-se em prticas criminosas, uma vez que a

    intoxicao ocorre em cadeia, desde o produtor ao consumidor final.

    Tendemos a supor que todas as coisas produzidas na natureza surgiram

    para serem exploradas e tornar a vida urbana mais fcil. Dessa forma, cabe ao

    professor a funo de transmitir valores sobre o uso adequado da natureza,

    despertando o interesse dos alunos acerca do uso de produtos naturais, sua

    formao, utilizao e significados como alternativa sustentvel no ensino de

    Cincias, dentro de um mundo escasso de informaes alternativas a respeito

    das solues qumicas e biolgicas na produo de alimentos.

    Atravs de diferentes disciplinas pode-se trabalhar o meio ambiente em

    suas mltiplas dimenses.

    Dessa forma, a questo ambiental vem sendo considerada cada vez mais

    urgente e importante para a sociedade, pois o futuro da humanidade depende da

    relao estabelecida entre a natureza e o uso pelo homem dos recursos naturais

    disponveis (preservao da gua em questo). Conforme os PCN, (1997, p.

    19):

    [...] medida que a humanidade aumenta a capacidade de intervir na natureza para satisfao de necessidade e desejos crescentes, surgem tenses e conflitos quanto ao uso do espao e dos recursos em funo da tecnologia disponvel Por estas razes percebe-se em criar uma forma de interveno, atravs da qual a temtica ambiental se faz presente em todas as disciplinas.

    Assim sendo, o estudo aborda aspectos relevantes do ensino de Cincias

    como um todo, com nfase na Qumica, visando maior compreenso e

    integrao dessa rea do conhecimento com a realidade vivencial do aluno,

    tendo como objeto de estudo os defensivos agrcolas, seus interesses e

    necessidades, propondo resgatar e rever a funo primordial do educador-

    educando no processo de ensino e aprendizagem.

    O objetivo despertar a percepo dos alunos quanto aos males

    produzidos por herbicidas e agrotxicos, propondo nesse processo uma

    alternativa com o uso de inseticidas naturais manipulados por meio de aulas

    laboratrio. Desta forma, esperamos contribuir para a construo de novos

  • conhecimentos sobre os processos que envolvem a Qumica de produtos

    naturais junto aos alunos do 6 Ano do Ensino Fundamental.

    1. FUNDAMENTAO TERICA

    1.1. AGROTXICOS

    Os agrotxicos ou defensivos agrcolas podem causar danos sade

    pela exposio prolongada ou pelo uso mal orientado. Os pases em

    desenvolvimento tm sido obrigados a adequar os produtos comercializados

    com essa finalidade aos padres internacionais, graas presso de

    organizaes no governamentais e aos prprios rgos oficiais de proteo ao

    meio ambiente. Hoje, os fabricantes e comerciantes devem levar em conta

    questes ambientais, proteo ao consumidor e ao trabalhador rural e padres

    de qualidade do produto.

    Os agrotxicos podem provocar intoxicaes agudas ou crnicas. No

    primeiro caso, os sintomas se manifestam mais rapidamente no organismo, em

    forma de dores de cabea, dores de estmago, sonolncia, tonturas, fraqueza,

    perturbao da viso, saliva e suor excessivos, dificuldade respiratria e

    diarreia. Na forma crnica, os efeitos da intoxicao podem surgir meses ou at

    anos depois da exposio ao produto. Este tipo de manifestao pode levar ao

    desenvolvimento de certos tipos de paralisias e de doenas como o cncer e

    DPOC (Doena Pulmonar Obstrutiva Crnica). A contaminao acontece por via

    area (respirao), digestiva (ingesto), ou pela pele (contato direto).

    A utilizao de insumos qumicos, particularmente de agrotxicos,

    constitui uma das caractersticas fundamentais do padro tecnolgico

    introduzido na agricultura brasileira a partir dos anos sessenta. Esta

    Modernizao provocou significativas perdas ambientais e a destruio de

    recursos naturais produtivos.

  • Conforme Aveline:

    A contaminao do meio ambiente ao nosso redor se desenvolve paralelamente contaminao dos nossos prprios organismos, que so ecossistemas em miniatura. Exprimidos entre a contaminao e a fome, a opo dos consumidores passar a produzir o seu prprio alimento por mtodos naturais. Para que isto esteja ao alcance de todos, ser preciso uma transformao social como a humanidade nunca viu (AVELINE, 1985, p. 80).

    No que se referem questo ambiental, as limitaes tecnolgicas da

    agricultura moderna resultam do uso intensivo dos solos, da utilizao de

    insumos qumicos altamente poluentes em larga escala e da multiplicao de

    pragas. Cabe mencionar, ainda, a contaminao dos alimentos e as intoxicaes

    de agricultores por agrotxicos. Quanto aos problemas sociais, deve-se registrar

    que, no obstante o uso de tcnicas modernas, a disponibilidade de alimentos

    por habitante sofreu reduo nos ltimos anos. Paralelamente, cumpre destacar

    o crescimento dos contingentes de assalariados rurais, temporrios e

    permanentes. Este fato pode ser tomado como indicador da acentuao da

    desigualdade social no campo pela razo bsica de que tais trabalhadores

    provm das pequenas unidades de produo familiar e percebem baixssima

    remunerao.

    Segundo Regg et al (1991, p. 12) ... as intoxicaes agudas dos

    aplicadores de pesticidas foram intensificadas. Estes trabalhadores no recebem

    a mnima instruo para a aplicao correta dos agrotxicos que,

    frequentemente, apresentam graves riscos para o homem.

    Os agrotxicos so substancias qumicas destinadas ao controle de

    pragas, doenas e ervas daninhas. Estes produtos, quando aliados aos mtodos

    alternativos, garantem aos produtores que seus investimentos e seu lucro sejam

    preservados do ataque de agentes nocivos s culturas. Como um remdio, se

    forem mal administrados, podem trazer efeitos colaterais e fazer mais mal do

    que bem. Os agrotxicos s podem ser usado

Recommended

View more >