Os 10 Princípios Básicos da Ergonomia

Download Os 10 Princípios Básicos da Ergonomia

Post on 22-Dec-2014

2.142 views

Category:

Education

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

PRINCPIO 1 Posio Vertical Adequar nvel de bancada Adaptaes PRINCPIO 2 Cadeira de Trabalho Inclinao 100 tronco/coxa Trabalho em p Trabalho sentado Trabalho semi-sentado Banco semi-sentado Atividades que geram vibrao PRINCPIO 3 Diminuio de peso dos objetos Utilizao de meios de transporte auxiliares PRINCPIO 4 Reduzir ou eliminar esforos estticos (esforo dinmico sim, esforo esttico no) Tapete Ergonmico PRINCPIO 5 Melhorar alavanca de movimento (melhoria do projeto das ferramentas manuais) PRINCPIO 6 Manter os objetos dentro da rea de alcance das mos Plano vertical PRINCPIO 7 Evitar torcer e fletir o tronco ao mesmo tempo PRINCPIO 8 Criar facilidades mecnicas no trabalho (menor esforo e menor sobrecarga biomecnica) PRINCPIO 9 Manuseio de Peas PEPLOSP PRINCPIO 10 Fazer anlise (biomecnica) nas tarefas

TRANSCRIPT

<ul><li> 1. Os 10 Princpios Bsicos da Ergonomia </li></ul> <p> 2. Princpio 1 Posio Vertical: O corpo deve trabalhar na vertical; Baixo nvel de tenso nos msculos. Adequar nvel de bancada: Trabalhos pesados: Bancada na altura do pbis; Trabalhos moderados: Bancada na altura do cotovelo; Trabalhos leves: Bancada a 30 cm dos olhos; Trabalhos de escrita: na altura do cotovelo; Atividades muito pesadas Posto um pouco abaixo do pbis. 3. Observao: Trabalho pesado: Visualiza a contrao muscular. H mudana da expresso facial; Trabalho moderado: Visualiza a contrao muscular. No h mudana da expresso facial; Trabalho leve: No visualiza a contrao muscular. No h mudana da expresso facial. Consideraes: Quando o trabalhador envolver mais de uma tarefa a bancada dever ser proporcional a atividade realizada por mais tempo; Dotar o posto de trabalho com regulagem de altura; Na dvida entre instalar um equipamento mais alto ou baixo deve inst-lo mais alto. 4. Adaptaes: Regulagem na bancada; Bancada inclinada anteriormente caixa funda; Bancada giratria; Nveis de piso diferenciados; Mesa pantogrfica / Sistema de molas; Plataforma; Escada; Escorregador; Seleo de bitipo; Remanejamento de funcionrios. 5. Princpio 2 Cadeira de Trabalho: Tronco apoiado, exceto para escrever; Escrita inclinao anterior do assento em 10 ; ngulo tronco-coxa = 100 ; Cadeira giratria evita a rotao de tronco; Assento e encosto acolchoados Diminuir presso sobre tuberosidade isquitica e proporcionar conforto; Assento e encosto anatmicos e com regulagem de altura; Sem costura aparente, com tecido preso vcuo; Revestimento que permita transpirao: Algodo ou Couro; Borda anterior de assento arredondada; 6. Regulagem de largura de assento, recomendados para obesos e pessoas de quadril largo; Encosto lombar e torcico baixo; Encosto com regulagem de inclinao, diminuio de sobrecarga sobre a coluna inclinao posterior de encosto em 10 ou 20 ; Utilizao de apoio de antebrao com regulagem de altura; Apoio de antebrao com comprimento de 1/3 do antebrao, de preferncia acolchoado; Possuir 5 ps; No ter arco inferior evitando assim a hiperflexo de joelhos. Inclinao 100 tronco / coxa: Diminui peso sobre os discos intervertebrais 7. Trabalho em p: Atividade exigir esforo fsico de levantamento e manuseio de cargas mais pesadas que 2 kg; Atividade exigir esforo muscular significativo; Necessrio fazer fora para baixo. Atividade exigir alcanar ou pegar comandos ou peas que estejam a distncia maior que 35 cm; Quando necessrio andar com frequncia; Quando necessrio realizar operaes em locais muitos altos 8. Trabalho sentado Quando a atividade exigir preciso em movimentos; Quando existirem situaes no indicadas para trabalho em p. Trabalho semi sentado Quando o trabalho exige ficar parado, em p, por longo perodo; Em p com a posio parada por alguns perodos. 9. Banco semi - sentado: Borda anterior de assento arredondada; Assento com inclinao anterior em 20 ; Regulagem de altura de assento; Assento acolchoado e anatmico; Encosto lombar. 10. Atividades que geram vibrao Cadeira com assento com inclinao posterior entre 5 e 15 , assim promovendo a estabilidade corporal; Assento pneumtico com molas. 11. Diminuio de peso dos objetos: CLT Artigo 198 60Kg; NIOSH 23Kg; Hudson Couto 25Kg; Medida da empresa Proibir entrada de materiais, caixas ou pacotes acima de 25Kg (a serem pegos manualmente); Abaixo de 25Kg a chance de leso pequena; acima de 25Kg a movimentao deve ser feita por equipamento mecnico. Princpio 3 12. Utilizao de meios de transporte auxiliares: Carrinhos; Base horizontal e vertical; Grades laterais mveis ou fixas; Rodzios; Altura e formato da pega; Paleteira Manual / Eltrica; Empilhadeira Frontal / Lateral; Sistema de rolamento Manual / Eltrico; Ventosas; Talhas; Ponte rolante; Suporte com acionamento 13. Reduzir ou eliminar esforos estticos (Esforo dinmico sim, esforo esttico no) Eliminar posturas inadequadas estticas (tronco encurvado) Eliminar sustentao esttica de cargas pesadas; Apertar pedais estando de p mais que trs vezes por minuto colocar o trabalhador sentado ou utilizar botoeiras manuais; Braos acima do nvel dos ombros; Trabalho em p, posio parada Base inferior a bancada para apoio de um dos ps 15 a 20 cm. Princpio 4 14. Tapete Ergonmico Trabalho em p, posio esttica; Melhora circulao sangunea e dores em trabalho em p; Material EVA (No ser muito macio nem muito duro) Posicionamento; Medida; Mudana de layout. 15. Melhorar alavanca de movimento (Melhoria do projeto das ferramentas manuais): Cabos angulares em 20 - punho neutro; Pega cilndrica emborrachada; Dimetro: 20 a 25 mm para mulheres / 25 a 30 mm para homens; Acionamento: Indicador / Polegar/ 4 dedos / automtico. Tamanho do cabo da ferramenta: Aumentar ou reduzir; Verificar preciso e fora necessria em atividade; Substituir o levantar por empurrar - a favor da gravidade; Afiar ferramentas com frequncia; Ferramentas especficas para canhoto ou destro; Ferramentas simtricas. Princpio 5 16. Manter os objetos dentro da rea de alcance das mos Todos os objetos, ferramentas e controles de uso frequente e ocasional devem estar dentro da rea de alcance normal das mos; Princpio 6 17. Plano vertical: Todos os comandos de uso regular devem estar entre o pbis e o ombro. 18. Evitar torcer e fletir o tronco ao mesmo tempo Eliminar obstculos s cargas que tenham que ser manuseadas; Reposicionar locais de armazenamento (prateleiras, almoxarifados, depsitos); Peas pesadas devem ser colocadas em caixas rasas e sobre bancadas ou cavaletes (de preferncia inclinado 25 ). Se as peas a serem pegas tiverem acima de 15 kg e forem transportadas manualmente, as mesmas nunca devero estar abaixo de 75 cm. Princpio 7 19. Criar facilidades mecnicas no trabalho (Menor esforo e menor sobrecarga biomecnica): Sistema de molas; Sistema de polias; Talha. Obs: Cada situao exige uma soluo diferente e uma anlise minuciosa do problema. Princpio 8 20. Manuseio de Peas PEPLOSP P: perto do corpo (evitar obstculos entre trabalhado e carga) E: elevada (75 cm do cho) P: pequena distncia vertical entre origem e destino da carga; L: leves (mximo 25kg); O: ocasionalmente (frequncia de levantamento); S: simetricamente sem rotao tronco; P: pega adequada para as mos Princpio 9 21. Fazer anlise (biomecnica) nas tarefas Pode-se utilizar: Observao; Fotos; Filmagens; Cronmetros; Dinammetros Princpio 10 22. SEMPRE TEM UM CHATO PIORA DA ALTO ESTIMA FOGE DA LABORAL CRITICA A LABORAL TEM MEDO DA LABORAL CRITICA QUEM FAZ LABORAL MAS FELIZ OBESIDADE 23. EVOLUO HUMANA 24. As pessoas costumam dizer que a motivao no dura para sempre. Bem, nem o efeito do banho, por isso recomenda-se diariamente Zig Ziglar </p>