origem e formaأ§أ£o dos solos produtos residuais do intemperismo •a aأ§أ£o dos...

Download Origem e Formaأ§أ£o dos Solos Produtos residuais do Intemperismo •A aأ§أ£o dos processos de intemperismo

Post on 03-Nov-2020

2 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Origem e Formação

    dos Solos

    Disciplina: Geotecnia Ambiental

    Professor: Marcel Sena Campos

    E-mail: senagel@gmail.com

    Várzea Grande - MT

  • Ciclo das rochas

    e Origem dos Solos

  • Rochas Ígneas

    • Rochas formadas pela solidificação do magma fundido e expelido do fundo do manto

    terrestre.

    • Tipos:

    • Intrusivos: Granito, Gabro, Diorita, Sienita, Periedotito, etc.

    • Extrusivos: Riolito, Basalto, Andesita, Tranquito, etc.

  • Rochas Sedimentares

    • Rocha resultante da consolidação de fragmentos soltos provenientes de rochas

    previamente existentes e acumuladas em

    camadas. (clástica).

    • Ou uma rocha formada pela precipitação de minerais a partir de solução tanto por

    processos orgânicos como inorgânicos.

  • Rochas metamórficas

    Rochas metamórficas são formadas por

    transformações físicas ou químicas sofridas por

    outras rochas, sem que estas sofram fusão. As rochas

    metamórficas são o produto da transformação de

    qualquer tipo de rocha levada a um ambiente onde

    às condições físicas (pressão, temperatura) são muito

    distintas daquelas onde a rocha se formou

  • Solos - Diferentes Visões

    • Língua portuguesa: Chão ( do latim “solum”);

    • Agricultura: sustentação das raízes;

    • Geologia: sobrejacente a rocha;

    • Engenharia civil: aglomerados usado como

    material na construção civil e como suporte.

  • O que é solo?

    • Material inconsolidado , que recobrem a superfície terrestre emersa, entre a litosfera e a atmosfera

    originados a partir da decomposição das rochas pela

    ação de agentes de intemperismo

    • Os solos são constituídos de três fases : sólida (minerais e matéria orgânica), líquida (solução no

    solo) e gasosa (ar).

  • Engenharia rodoviária

    • Material orgânico ou inorgânico que possa ser escavado com pá, picareta, escavadeiras etc, sem o

    uso de explosivos

  • Intemperismo • É o conjunto de modificações de ordem física

    (desagregação) e química (decomposição) que as

    rochas sofrem ao aflorar na superfície da Terra.

    Os produtos do intemperismo : rocha alterada

    (saprolito) e solo

    • Pedogênese: processo de formação dos solos

    ROCHA----INTEMPERISMO----REGOLITO----SAPROLITO

    BIOTA----MAT. ORGÂNICA----DECOMPOSIÇÃO----HUMUS SOLO

  • Produtos residuais do

    Intemperismo

    • A ação dos processos de intemperismo físico e químico produz alterações de caráter granulométrico (diminuição do tamanho

    das partículas) e de caráter composicional (destruição de

    espécies minerais e aparecimento de outras).

    • Quando a rocha foi totalmente modificada e o produto residual que se observa já pode receber a denominação “solo”.

    • Porém, quando estes produtos residuais do intemperismo permanecem no local onde os processos se deram eles são

    denominados solos , quando os materiais são resíduos e

    transportados para outro local eles são designados sedimentos.

  • Como se originam os

    solos:

    Intemperismo Físico

    e Químico

    Processos

    Pedogenéticos

    Diferenciação

    dos Horizontes+

    Ação Climática e

    Biológica

    Incorporação da matéria

    orgânica; movimentos da

    matéria mineral e

    orgânica

  • Origem do Solo

  • Clima

    • Alteração física e química dos minerais do substrato;

    • Influência indireta pela vegetação;

    • Aumento da velocidade das reações com o aumento da temperatura;

    • Interferência da produção e acumulação de matéria orgânica

    • Importância da água: reação química – transporte de solução no interior do solo – remoção de elementos

    solúveis – acumulação de elementos solúveis.

  • Materiais de origem

    • Rochas ricas em sílica: arenosos;

    • Rochas ricas em ferro-magnesianos e feldspatos: argilosos;

    • Silício e alumínio: formação de argilominerais;

    • Micas potássicas: argilas tipo ilitas;

    • Minerais ricos em cálcio e magnésio: argilas tipo esmectita;

    • Ferro e manganês: processo de oxirredução influenciando na coloração do solo;

    • Rochas pobres em bases: solos com Ph ácido (lateríticos).

  • Relevo

    • RELEVO SUAVE E TERRENO PERMEÁVEL:

    • Predomínio da infiltração em relação ao escoamento

    • Processos intensos de alteração e lixiviação

    • Pequena perda por erosão

    • Solos profundos e lixiviados (latossolos)Ferro e manganês: processo de oxirredução influenciando na coloração do solo;

    • RELEVO SUAVE E TERRENO POUCO PERMEÁVEL

    • Baixa infiltração

    • Saturação do solo no período e chuva

    • Solos hidromórfico ou solos salinos.

  • Relevo

    • RELEVO MUITO MOVIMENTADO COM TOPOGRAFIA DECLIVOSA

    • Baixa infiltração e alto escoamento

    • Intensos processos erosivos

    • Solos pouco profundos (Litólicos);

  • Organismo vivos

    • VEGETAIS DE RAÍZES PROFUNDAS E SERES VIVOS NO INTERIOR DO SOLO:

    • Desenvolvimento da porosidade;

    • Estruturação do solo pela matéria orgânica;

    • Estabilidade do solo;

    • Aumento da permeabilidade

  • Influência do fator tempo

    • Dependência dos demais fatores;

    • Processos de alteração e de lixiviação ocorrem com maior rapidez em rochas permeáveis ricas em

    minerais facilmente intemperizáveis pela Água;

    • Superfície topográficas mais antigas de uma mesma região não apresentam, necessariamente, solos mais

    evoluídos ou mais espessos;

    • Necessário relacionar a idade do solo com a velocidade de Pedogênese.

  • Composição química e mineralógica

    • Solo: Os minerais encontrados nos solos são os mesmos das rochas de origem (minerais primários),

    além de outros que se formam na decomposição

    (minerais secundários).

    • Quanto a composição química dos principais minerais componentes dos solos grossos são eles:

    • Silicatos – feldespato, mica, quartzo, serpentina, clorita, talco;

    • óxidos – hematita, magnetita, limonita;

    • carbonatos – calcita, dolomita;

    • sulfatos – gesso, anidrita.

  • Argilominerais (minerais argílicos)

    • As argilas são constituídas de pequeníssimos minerais cristalinos, chamados minerais argílicos, dentre os

    quais distinguem-se três grupos principais: caolinitas,

    montmotilonitas e ilitas.

    • Caolinita = estável

    • Montmorilonitas = expansíveis

    • Ilitas = pouco expansíveis

  • Reações Químicas

    • DISSOLUÇÃO: solubilização de minerais em contato com a água: Ex: (dissolução da calcita);

    • HIDRÓLISE: moléculas de H2O se dividem em íons de H+ e (OH-), reagindo com minerais fazendo-os

    liberar mais cátions (Ca++, Mg++, K+, Si(OH)2 ...intensificado pelo acido carbônico.

    • OXIDAÇÃO: Reação O2 dissolvido na água. Fe+2

    combina com O e forma o Fe+3.

    • REDUÇÃO: Redução do Fe+3 para Fe+2 dissolvido na água (Mn, etc...)

  • Hidrólise

  • Tipos de Solos

    • RESIDUAIS OU “AUTÓCTONES”:

    • Provenientes da decomposição e degradação de rocha subjacente. Também chamados de “in situ”.

    • TRANSPORTADOS:

    • Formados a partir da erosão, transporte e deposição de solos pré existentes.

  • Solos Residuais

    • São os que permanecem no local da rocha de origem, observando-se uma gradual transição do solo até a

    rocha.

    • Tipos de solos residuais:

    • SOLO ELUVIAL: Ocorre na superfície, apresentando-se macroscopicamente homogêneo. Também chamado de

    solo superficial e solo residual maduro.

    • SOLO DE ALTERAÇÃO: Se apresenta heterogêneo devido à presença das estruturas das rochas originais.

    Também chamado de saprolito ou solo residual jovem .

  • Sucessão de horizontes e/ou camadas diferenciados por características

    morfológicas, físicas, químicas e biológicas.

  • • Dentre os solos residuais merecem destaques os solos lateríticos, os expansivos (como o “massapê” da

    Bahia e o solo da Baixada Cuiabana) e os porosos(ex.:

    solos de Brasília) também conhecidos como “solos

    colapsíveis”.

  • Solos Transportados (alotóctones) • ALUVIÃO: é constituído por material erodido, retrabalhado e

    transportados pelos cursos d' água e depositados nos seus leitos e

    margens, ou ainda em fundos e margens de lagoas e lagos, sempre

    associados à ambientes fluviais.

    • COLUVIÃO: é constituído por depósitos de material solto, encontrados no sopé de encostas e que foram transportados pela ação

    da gr