Origem Das Armas de Fogo

Download Origem Das Armas de Fogo

Post on 23-Jun-2015

416 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

<p>Qual a origem das armas de fogo? As primeiras delas, ainda improvisadas, provavelmente surgiram na China logo aps a inveno da plvora, no sculo IX. Em tubos de bambu, essa mistura de salitre, enxofre e carvo vegetal que explode em contato com o fogo era usada para atirar pedras. Os rabes aperfeioaram o invento no sculo XIII, quando os canhes passaram a ser feitos de madeira e reforados com cintas de ferro. Mas a contribuio decisiva veio no sculo XIV, quando surgiram os primeiros canhes de bronze, mais seguros. "O canho abre caminho para a evoluo tanto do armamento pesado quanto do individual", diz o historiador Joo Fbio Bertonha, da Universidade Estadual de Maring, Paran. As primeiras armas de fogo portteis aparecem no sculo XV. " uma verdadeira revoluo: os soldados ganham outra importncia e as tticas de guerra mudam completamente", afirma Joo Fbio. A primeira arma individual amplamente usada em batalhas o mosquete, criado no sculo XVI. Mas a inveno lenta e tem pssima pontaria. No sculo seguinte, com o fuzil de pederneira, a pontaria melhora, mas muitos disparos falham e o soldado ainda precisa abastecer manualmente a arma com a plvora e o projtil. No sculo XIX, a criao dos cartuchos e dos mecanismos de carregamento pela culatra tornou as armas mais confiveis e impulsionou de vez a tecnologia blica. O ponto culminante foi a automao, com a inveno da metralhadora em 1884. Para completar, os modelos de submetralhadoras, fuzis de assalto e pistolas automticas do final do sculo XX tornaram infinitamente mais preciso e perigoso o poder de destruio das armas. Bang! Bang! Evoluo dos armamentos comea na Idade Mdia e deslancha na Era Moderna SCULO XIII Os primeiros canhes eram dispositivos rudimentares, feitos de madeira e reforados com cintas de ferro. Um sculo depois, apareceram os modelos de metal fundido, mais seguros, que mudaram a histria das guerras SCULO XVI A primeira arma de fogo porttil, o mosquete, era muito pesada (10 quilos) e difcil de recarregar: o soldado precisava introduzir o pavio e a bala pela boca do cano. Como a operao demorava alguns minutos, depois do primeiro tiro era muito mais fcil usar a espada. Mas a pistola no demorou a ser inventada, a partir de um mosquete reduzido. Ela passou, ento, a ser usada nas guerras, como arma reserva, o ltimo recurso de defesa em situaes de emergncia SCULO XVII O fuzil de pederneira aposentou definitivamente o mosquete, pois tinha alcance muito maior e pontaria bem mais precisa. Com ele, um soldado bem treinado conseguia atirar duas ou trs vezes por minuto mas ainda precisava carregar plvora e balas em um saquinho SCULO XVIII O fuzil de retrocarga tornou o recarregamento muito mais rpido e seguro: pela culatra (a traseira da arma), colocava-se um cartucho que j unia bala e plvora num nico dispositivo. Assim, passou a ser possvel disparar at sete tiros por minuto SCULO XIX O revlver, patenteado em 1835 pelo americano Samuel Colt, introduziu o tambor giratrio, capaz de disparar vrios tiros apenas pressionando o gatilho seguidamente. Os calibres .38 e .45 foram adotados pelos exrcitos no comeo do sculo XX mas, uma dcada depois j eram substitudos pelas pistolas automticas A metralhadora, inventada pelo ingls Hiram Maxim em 1884, trouxe outra grande vantagem: a saraivada rpida e automtica enquanto o gatilho permanecer pressionado. Da Primeira Guerra Mundial em diante foi adotada por todos os exrcitos SCULO XX O fuzil de assalto pode tanto funcionar automaticamente quanto disparar rajadas de trs tiros a cada aperto no gatilho. Hoje, a arma de infantaria mais usada pelos exrcitos. Os mais comuns so o Colt M 16 (americano) e o Kalashnikov AK 47 (russo): h quase 50 milhes deles no mundo A submetralhadora, ou metralhadora de mo, se popularizou na Segunda Guerra Mundial, por ser muito mais eficiente para tiros queima-roupa at 150 metros de distncia. As mais modernas, como a famosa Uzi israelense, disparam at 600 tiros por minuto. As primeiras pistolas automticas j haviam surgido no final do sculo XIX, mas s emplacaram em modelos muito mais modernos, como a Beretta M9. Criadas na dcada de 80, essas armas tm capacidade para saraivadas de 15 tiros</p> <p>================================================== ===== Mosquete Arma introduzida mais para o final do sculo XVI, em funo da prtica adotada por alguns cavaleiros, de usar uma armadura reforada, capaz de resistir ao disparo de um arcabuz. Tinha um calibre mais reforado, sendo portanto mais pesada que o arcabuz chegando a pesar 11 kg, com calibre de at 24 mm e um alcance de cerca de 220 metros (apesar de a possibilidade de se acertar um alvo a essa distncia ser muito pequena). Para poder ser disparada, era usada com uma forquilha.</p> <p>Mosqueteiro sendo atacado por cavalaria pesada, sc. XVI. No campo de batalha, a lenta cadncia de fogo da arma fazia com que tal conflito favorecesse a cavalaria.</p> <p>Mosqueteiro. De Gheyn, 1607.</p> <p>Pistola Colt .45 ACPConfiabilidade, resistncia, potncia e a facilidade de desmonte para a sua manuteno, eram as maiores vantagens apresentadas para a preferncia pela Colt .45. Era a pistola oficial das foras armadas dos Estados Unidos. O seu excelente desempenho contribuiu para que fosse utilizada pela maior parte das foras armadas do mundo inteiro.</p> <p>Pistola Colt .45 ACP</p> <p>Pistola Colt .45 ACP desmontada</p> <p>Carregador com a munio</p> <p>FICHA TCNICA Pistola Colt .45 ACP Alcance mximo 1.800 m Alcance til (eficaz) 70 m (mximo: 230 m) Calibre 0,45 pol (11,43 mm) Capacidade de munio 7 + 1 cartuchos Peso (sem carregador e munio) 1.090 g Peso total da pistola municiada 1.308 g</p> <p>Pistola Beretta 9mm (Usada e aprovada por mimcalibre: 9 mm Parabelum Peso c/carregador vazio: 0,950 Kg (aproximadamente) Tipo: de porte</p> <p>)</p> <p>Emprego: Individual Funcionamento: Semi-automtico Capacidade do carregador: 15 tiros</p> <p>Ar-15 e M16 Fonte: http://campobatalha.blogspot.com</p> <p>DESCRIO Poucas armas foram to expostas na mdia com a fora que se viu com o nome AR-15. Muito se fala, sobre esta arma de grosso calibre (A MAIOR ASNEIRA QUE SE FALA), Sobre que ela perfura qualquer blindagem, que ela destri tudo que ela atinge e outras imbecilidades. Na verdade todo esse folclore fruto de uma cultura imposta nesse pas de que um cara armado com um 38 ou uma pistola em calibre 380, considerado uma pessoa bem armada. No mundo, existem pases que so democrticos de verdade e onde o cidado pode comprar o melhor instrumento para se defender e no so impostas limitaes ingnuas e sem sentido, como a que limita os calibres em 38 ou 380. Nos Estados Unidos, por exemplo, o calibre 380, que no Brasil a sensao das lojas de armas, considerado o menor calibre que alguma pessoa pode usar com alguma eficincia, devido ao seu fraqussimo poder deparada. Alguns ainda citam o adjetivo anmico quando se fala nessa munio. Voltando ao assunto desta matria, nosso enfocado, o clssico fuzil AR-15, que uma das armas de fogo mais difundidas na histria, estando em uso em quase todos os pases do ocidente na forma de arma de uso policial, militar ou mesmo, em caas de pequenos animais roedores, ou pragas do campo, tambm conhecido com arma de Varmint, devido ao fato de munio 5,56mm ser um calibre pequeno, porm de altssima potncia, permite poucos danos na frgil estrutura do corpo desses pequenos animais. Havia, tambm, um conceito, de que, no campo de batalha, se vc matasse o soldado inimigo, ele seria deixado para trs. Seria um a menos. Porm, se voc ferisse seu inimigo, voc inutilizava 3 soldados, pois eles teriam que carregar seus feridos, e ainda usar uma infraestrutura para tratar desses feridos, causando um poderoso desgaste moral no inimigo. Encima desse conceito, que se decidiu pela diminuio do calibre para o 5,56 mm. Porm, no pensem que este cartucho no seja letal. Ele com certeza, mas consideravelmente menos potente que o 7,62 mm, usado no M-14 americano e, que ainda usado pelas foras brasileiras na forma do conhecido FAL.</p> <p>Acima, o primeiro AR-15, sem nenhuma das melhorias que ocorreram depois das falhas em combate, e abaixo, o modelo M-16 A1, com o boto de fechamento do ferrolho, par ser usado em casos de falhas decorrentes de residuos e sujeiras excessivas.</p> <p>O AR-15 foi idealizado pelo gnio projetista Eugene Stoner que trabalhava para a empresa Armalite, e baseado no , no to conhecido AR-10, tambm, criado por Eugene, mas em calibre 7,62 mm. Em 1957 o exercito dos Estados Unidos encomendaram um novo fuzil que usasse um calibre menor, que o 308 winchester, tambm conhecido por 7,62 mm, e que fosse leve para ser transportado com mais munio pelos soldados. A munio teria que ser algo em calibre 22 e com capacidade de perfurar um capacete de ao padro a 500 metros. Eugene Stoner usou como base seu rifle AR-10 e constru o AR-15, em calibre 223 remington ou 5,56 X 45 mm, que era um calibre derivado do calibre 222 remington, usado para caa de pequenos animais. Em 1958 a Armalite entregou os primeiros fuzis ao exercito para testes de campo, o que acabou mostrando problemas com relao preciso e a confiabilidade da arma. Em 1959, a armalite estava decepcionada com os resultados desfavorveis do AR-15 e vendeu todo o projeto e direitos a companhia Colt , uma muito consagrada fabricante de armas mundial e o senhor Eugene Stoner foi parar dentro da fabrica da Colt. E nesse ano a Colt mostrou O AR-15 para o comandante da fora area americana que comprou, aproximadamente, 8000 fuzis para substituir as antigas carabinas M-1 e M-2. Em 1962 o DARPA (departamento de projetos avanados dos Estados unidos), comprou 1000 AR-15s e os mandou para testes de campo no Vietnam do sul, e esse fato resultou em uma encomenda de 85000 fuzis para o exercito e mais 19000 para a fora area. Porm os resultados em campo, comearam e se mostrar preocupantes pois o AR-15 estava apresentando grandes problemas de funcionamento, que estavam sendo ocasionados pelo tipo de plvora que era usado nos cartuchos. Essa plvora, a IMR tubular da Du Pont era usada em cartuchos 7,62 mm, causava um grande e rpido depsito de carbono nas partes internas da arma, e, depois de quente, esse depsito, esfriava e endurecia fortemente como se fosse uma cola de secagem rpida travando a arma em definitivo. Para evitar esse tipo de ocorrncia seria necessrio que se limpasse a arma a todo o momento, o que no era uma prtica muito difundida no atoleiro que se tornou os campos de batalha vietnamitas. A substituio da plvora usada, somado a mudanas na arma como um novo mecanismo de amortecimento para diminuir a cadncia de tiro, a cromeao da cmara e canos da arma evitaria a oxidao por causa do ambiente mido do sudeste asitico fez surgir o M-16 A1, uma arma que embora fosse confivel, estava com dificuldades de apagar a pssima primeira impresso que havia tido inicialmente.</p> <p>Acima podemos ver um fuzil M-16 A2, que teve a posio de rajadas curtas incorporada na tecla de seleo de tiro, como sua maior evoluo mecanica em relao ao AR-15 original. No fim da dcada de 70, as foras armadas dos EUA e a prpria Colt comearam a estudar melhorias que fossem possveis de se aplicar ao AR-15, e a, nasceu o M-16 A2, uma arma de cano mais pesado e resistente, troca do passo do raiamento do cano de 1:305 para 1:17, tornando mais adequada a o tipo de munio SS109 usada como padro pela OTAN. A troca da telha por uma</p> <p>nova em material sinttico mais resistente e ainda tinha disponvel uma nova posio no seletor de tiro: a de raja curta de 3 tiros.</p> <p>Acima e Abaixo temos o atual modelo de M-16, na verso A-4. Esta arma sese tornou muito eficaz com a adoo dos divresos trilhos espalhados pela parte de cima e pela telha, permitindo a montagem rpida de acessrios. Qualidade, normalmente, encontrada em armas de projeto mais recentes.</p> <p>Atualmente, esta arma fabricada por muitas empresas que adquiriram o direito de produo e que atravs de novas melhorias, teve novas verses, como o M-16 A3 que trabalha totalmente em automtico ou em semi auto, usando das mesmas qualidades e resistncia da verso A2 e ainda tinha a ala de transporte substituida por uma removivel; a nova verso M-16 A4, que voltou a ter a disponibilidade da posio de rajadas curtas de 3 tiros, e ainda teve montado um trilho tipo picatinny, que permite o uso de miras pticas, que podem ser instaladas sem necessidade de um armeiro. Esses trilhos picatinny, esto presentes na telha tambm para permitir o acoplamento de lanternas, miras laser, cmeras e lana granada.</p> <p>Acima: Aqui temos um exemplar do fuzil M-16 A1 com lana granadas M203. Este modelo foi o que se tornou padro para o M-16 com esse acessrio.</p> <p>Acima, podemos ver um M-16 A4 com o lana granadas M203. Notem a mudana no desenho da telha, para permitir a montagem de acessrios, alm do lana granadas. Falando em lana granada, interessante notar que o modelo M-16 A1, equipado com um lanador de granada M-203 e 40 mm se tornou muito popular depois da apresentao do filme PREDADOR, Onde o ator Arnold Schwarzenegger, usa uma dessas armas. O lana granada M-203, permite uma</p> <p>grande melhoria no potencial de letalidade do infante com um dispositivo mais leve que um lana rojo, ou bazooca como prefere alguns, integrado sua arma principal, flexibilizando o seu uso. Muitos exrcitos atuais, acabaram por adotar de lana granada os seus fuzis, depois que essa modificao foi demonstrada como eficaz pelo uso pioneiro no exrcito dos Estados Unidos.</p> <p>Acima, o fuzil Colt Commando, que foi o primeiro modelo de AR-15 curto e entrar em servio. Observem o grande quebra chamas na ponta do cano. Posteriormente ao incio operacional do M-16, o exrcito dos Estados Unidos, requisitou que fosse desenvolvida uma verso menor do M-16, para o uso nas suas foras de operaes especiais , como os Boinas Verdes, e essa verso curta foi chamada de XM-177, e designada no US ARMY como CAR-15 ou Commando. Essa verso possua um cano de 10 polegadas e um grande quebra chamas na ponta pois essa arma apresentava enormes labaredas quando atirava. O Colt Commando foi muito popular por causa de sua levesa e facilidade de transporte. Era uma arma usada por operadores de rdio que necessitavam de um rifle mais leve, e por oficiais.</p> <p>Acima: O modelo inicial da carabina M-4, era diferente que o usado nos dias de hoje tendo sua ala de transporte fixa, sendo que os exemplares de hoje apresentam uma ala removivel.. Abaixo os 2 exemplares do modelo M-4 A3 SOPMOD, atualmete em uso pelas foras especiais dos estados Unidos. A carabina de baixo, tem um sistema de miras laser e uma microcamera instalada na pequena armao lateral na telha, que serve para o soldado praticar o que chamamos de tiro indireto, onde o soldado se esconde em algum obstaculo como uma quina de um prdio, por exemplo, e expe apenas a arma, que com a camera montada, permite ao soldado visualisar, mirar e atirar certeiramente, se expor mais que sua prpria mo.</p> <p>Abaixo, uma carabina M-4 A3 com seu lana granadas M203. Tambm muito comum o uso deste modelo pelas tropas em ao em combates urbanos no Iraque e afeganisto.</p> <p>Em 1985 o US Marine Corp ou corpo...</p>