origem da vida direitos autorais reservados.. teoria da abiogÊnese teoria da geração espontânea...

Download ORIGEM DA VIDA Direitos autorais reservados.. TEORIA DA ABIOGÊNESE Teoria da Geração espontânea  Também denominada Teoria da Geração espontânea. princípio

Post on 21-Apr-2015

107 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • ORIGEM DA VIDA Direitos autorais reservados.
  • Slide 2
  • TEORIA DA ABIOGNESE Teoria da Gerao espontnea Tambm denominada Teoria da Gerao espontnea. princpio ativovital Aristteles (384 a 322 a.C.) acreditava que um princpio ativo ou vital teria a capacidade de transformar a matria bruta em um ser vivo. Todos os seres vivos originam-se espontaneamente da matria bruta. A vida poderia aparecer da matria no viva, desde que a matria bruta entrasse em contato com um princpio ativo: o calor, a umidade e o lodo poderiam constituir-se em elementos fundamentais para a ativao da matria bruta, imprimindo-lhe a dinmica da vida.
  • Slide 3
  • TEORIA DA ABIOGNESE Jan Baptiste van Helmont (1577-1644) receita para produzir seres vivos: misturar uma roupa suada e suja de mulher com germe de trigo em um local protegido e esperar vinte e um dias para se obter ratos. O que se sabe hoje O que se sabe hoje os ratos aparecem por atrao a essa mistura e no a partir dela.
  • Slide 4
  • www.bioloja.com TEORIA DA BIOGNESE Por meio de experimentos, a teoria da abiognese foi contestada por vrios cientistas provaram que: um ser vivo s se origina de outro ser vivo por reproduo TEORIA DA BIOGNESE
  • Slide 5
  • FRENCESCO REDI (1626-1697) Questionou evidncia a favor da abiognese: surgimento espontneo de vermes na carne em decomposio. Hiptese formulada e testada por Redi Hiptese formulada e testada por Redi vermes surgiam de ovos colocados por moscas atradas pela carne podre: vermes seriam larvas que surgem no ciclo de vida das moscas.
  • Slide 6
  • ANTON VAN LEEUWENHOEK (1632-1723) Utilizando microscpios construdos por ele, descreveu, entre 1673 e 1723, organismos que no podem ser vistos a olho nu (microscpicos): adeptos da abiognese ficaram empolgados: achavam que micrbios s poderiam surgir por gerao espontnea. Microscpio de uma s lente
  • Slide 7
  • JOHN TURBERVILLE NEEDHAM (1713-1781) Em 1745 realizou vrios experimentos, submetendo fervura frascos contendo um caldo nutritivo. Aps fervura, fechava os frascos e deixava em repouso por alguns dias. Ao examinar posteriormente o caldo ao microscpio, observava a presena de microorganismos. Concluses: microorganismos surgiam por gerao espontnea; caldo nutritivo continha uma fora vital responsvel pelo surgimento das formas vivas: ao ferver o caldo nutritivo, todas as formas vivas morreram; a manuteno dos frascos fechados impediu a entrada de microorganismos presentes no meio; os microorganismos que surgiram s poderiam ter aparecido por gerao espontnea.
  • Slide 8
  • LAZZARO SPALLANZANI (1729-1799) Em 1770 repetiu os experimentos de Needham, com algumas modificaes e obteve resultados diferentes: colocou substncias nutritivas em um balo hermeticamente fechado e os submeteu a fervura por cerca de uma hora; ao abrir os frascos aps alguns dias e observar o lquido ao microscpio, nenhum organismo estava presente.
  • Slide 9
  • NEEDHAM X SPALLAZANI Spallanzani: explicou que Needham no ferveu a soluo nutritiva por tempo suficientemente longo para matar todos os microorganismos ali presentes. Needham: respondeu que Spallanzani, ao ferver por muito tempo as substncias nutritivas em recipientes fechados, destruiu a fora vital e tornou o ar desfavorvel vida.
  • Slide 10
  • NEEDHAM X SPALLAZANI Spallanzani realizou novos experimentos e mostrou que a vida aparecia quando os recipientes eram abertos e expostos ao ar: fora vital no havia sido destruda. No conseguiu provar que o aquecimento em recipientes fechados no alterava a qualidade do ar. Needham saiu favorecido: reforo para a teoria da gerao espontnea (abiognese).
  • Slide 11
  • LOUIS PASTEUR (1822-1895) Por volta de 1860, conseguiu provar definitivamente que os seres vivos s se originam de outros pr-existentes.
  • Slide 12
  • EXPERIMENTOS DE PASTEUR
  • Slide 13
  • CONCLUSES DE PASTEUR A ausncia de microorganismos nos frascos do tipo pescoo de cisne mantidos intactos mostraram que o ar contm microorganismos e que estes, ao entrarem em contato com o lquido nutritivo, proliferam: no balo intacto, os microorganismos do ar no conseguiram chegar at o lquido nutritivo e estril: microorganismos ficaram retidos pelas gotculas de gua condensada durante o resfriamento funcionou como um filtro; quando o pescoo dos frascos foi quebrado, os micrbios do ar conseguiram penetrar e entraram em contato com o lquido nutritivo proliferao.
  • Slide 14
  • FIM DA TEORIA DA ABIOGNESE Esses experimentos de Pasteur mostraram que: fora vital um lquido, ao ser fervido, no perde a fora vital, como defendiam os adeptos da abiognese; o lquido fervido no leva formao de um ar viciado e nem imprprio para a vida: o lquido fervido continuou em contato com o ar atmosfrico atravs do pescoo do balo: as gotculas de gua condensadas funcionaram como um filtro, retendo os micrbios do ar.
  • Slide 15
  • TEORIA DO BIG-BANG Teoria mais aceita atualmente para a origem do universo: tambm chamada Teoria da Grande Exploso. Foi proposta pelo astrnomo Georges Lemaitre (1894-1966) e pelo fsico George Gamow (1904-1968) e baseou-se em: Albert Einstein (1879-1955) Teoria da Relatividade: previu que universo est em expanso. Vesto Melvin Slipher (1875-1969) e Edwin Powell Hubble (1889-1953): observaram que as galxias esto se afastando umas das outras reforo da idia do universo em expanso. Lemaitre e Einstein GamowSlipherHubble
  • Slide 16
  • TEORIA DO BIG-BANG Postulado: Toda a matria que compe o Universo atual esteve comprimida em uma esfera pequena que h cerca de 10 a 20 bilhes de anos atrs teria explodido, expandido e formado de uma vez todo o Universo.
  • Slide 17
  • TERRA PRIMITIVA Surgiu h aproximadamente 4,5 bilhes de anos atrs. Superfcie era provavelmente composta por material fluido e quente: rochas s comearam a se formar h cerca de 3,9 bilhes de anos. Registros mais antigos de vida encontrados em rochas formadas h 3,5 bilhes de anos: formas semelhantes s atuais bactrias.
  • Slide 18
  • TERRA PRIMITIVA A Terra passava por mudanas intensas e profundas: formao de rochas por resfriamento origem da crosta terrestre; erupes vulcnicas muito freqentes liberao de gases e partculas na atmosfera: retidos por ao da fora da gravidade; passaram a compor a atmosfera primitiva.
  • Slide 19
  • ORIGEM DA VIDA NA TERRA Origem por criao divina: criacionismo. Origem extraterrestre: teoria cosmozica ou panspermia. Origem por evoluo qumica ou molecular: Hiptese de Oparin e Haldane. Experimento de Miller e Urey. Experimento de Fox. Os primeiros seres vivos: clulas procariticas. Evoluo do metabolismo: hiptese heterotrfica; hiptese autotrfica; replicador primordial; Surgimento das clulas eucariticas. Surgimentos dos seres pluricelulares.
  • Slide 20
  • Criacionismo a hiptese mais antiga de todas e tem forte cunho religioso: at hoje aceita e defendida por fiis de vrias religies. A Terra surgiu h apenas alguns poucos milhares de anos e todos os seres vivos foram criados ao mesmo tempo por uma divindade, mantendo sua forma original at hoje. fixismo Segundo esta hiptese, os seres vivos no mudam ao longo do tempo imutabilidade das espcies ou fixismo. Pontos contra: os dados cientficos sugerem que a Terra se formou h muito mais tempo cerca de 4,5 bilhes de anos atrs; registros cientficos (ex.: fsseis, embriologia e anatomia comparadas) indicam que os seres vivos mudam ao longo do tempo evoluem.
  • Slide 21
  • Teoria Cosmozica ou Panspermia Segundo esta hiptese, os seres vivos no se originaram na Terra, mas em outros planetas: foram trazidos para c por meio de esporos ou outras formas de resistncia aderidas a meteoritos que caram no planeta (e ainda continuam caindo). Argumento a favor: nos meteoritos que caem atualmente na superfcie terrestre tm sido encontradas algumas molculas orgnicas: mais comum do que se imaginava; indcio de vida em outros planetas. Argumentos contra: nenhum organismo pode viver no espao, sujeito a baixssimas temperaturas, aos raios csmicos e s radiaes ultravioleta; meteoritos tornam-se incandescentes devido ao atrito com o ar e pulverizam-se.
  • Slide 22
  • Origem por Evoluo Qumica Segundo essa hiptese, a vida deve ter surgido da matria inanimada, a partir de associaes entre molculas, formando substncias cada vez mais complexas, que acabaram se organizando de tal modo que formaram os primeiros seres vivos.
  • Slide 23
  • Origem por Evoluo Qumica Formulada de forma independente na dcada de 1920 pelo bioqumico Aleksander Ivanovich Oparin (1894-1980) e pelo bilogo John Burdon Sanderson Haldane (1892-1964). Aleksander OparinJohn Burdon Haldane
  • Slide 24
  • Hiptese de Oparin e Haldane Atmosfera primitiva: no-oxidante ausncia de oxignio (O 2 ). Oparin Oparin props inicialmente que seria formada por: vapor dgua (H 2 O), gs hidrognio (H 2 ), gs amnio (NH 3 ), metano (CH 4 ); Haldane Haldane props que os componentes seriam: vapor dgua, gs amnio, gs carbnico (CO 2 ). Sugestes mais recentes atmosfera primitiva seria constituda principalmente por: vapor dgua (H 2 O), gs carbnico (CO 2 ), gs hidrognio (H 2 ), gs nitrognio (N 2 ). Amnia e metano no teriam condies de permanecer na atmosfera primitiva seriam logo quebrados pela ao dos raios ultra-violeta do sol.
  • Slide 25

Recommended

View more >