orcamento publico

Download Orcamento Publico

Post on 02-Aug-2015

69 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

ORAMENTO PBLICO: abordagem tecnopoltica

Prefaciais_corrigido.indd 1

21/7/2011 00:34:23

Universidade Estadual Paulista Vice-Reitor no exerccio da Reitoria Julio Cezar Durigan Pr-Reitora de Graduao Sheila Zambello de Pinho Pr-Reitora de Ps-Graduao Marilza Vieira Cunha Rudge Pr-Reitora de Pesquisa Maria Jos Soares Mendes Giannini Pr-Reitora de Extenso Universitria Maria Amlia Mximo de Arajo Pr-Reitor de Administrao Ricardo Samih Georges Abi Rached Secretria Geral Maria Dalva Silva Pagotto Chefe de Gabinete Carlos Antonio Gamero

Prefaciais_corrigido.indd 2

21/7/2011 00:34:25

Cultura AcadmicaPrefaciais_corrigido.indd 3

Valdemir Pires

ORAMENTO PBLICO: abordagem tecnopoltica

21/7/2011 00:34:25

Pr-Reitoria de Graduao, Universidade Estadual Paulista, 2011.

Ficha catalogrfica elaborada pela Coordenadoria Geral de Bibliotecas da Unesp P667o Pires, Valdemir Aparecido Oramento pblico: abordagem tecnopoltica / Valdemir Pires. So Paulo : Cultura Acadmica: Universidade Estadual Paulista, Pr-Reitoria de Graduao, 2011. 216 p. ISBN 978-85-7983-159-1 1. Oramento pblico. 2. Poltica econmica. 3. Despesa pblica Poltica governamental. I. Ttulo. CDD 336

equipe

Pr-reitora Sheila Zambello de Pinho Secretria Silvia Regina Caro Assessoria Elizabeth Berwerth Stucchi Jos Brs Barreto de Oliveira Klaus Schlnzen Junior (Coordenador Geral NEaD) Maria de Lourdes Spazziani Tcnica Bambina Maria Migliori Camila Gomes da Silva Ceclia Specian Eduardo Luis Campos Lima Flvia Maria Pavan Anderlini Gisleide Alves Anhesim Portes Ivonette de Mattos Jos Welington Gonalves Vieira Maria Emlia Arajo Gonalves Maria Selma Souza Santos Renata Sampaio Alves de Souza Sergio Henrique Carregari Vitor Monteiro dos Santos

Prefaciais_corrigido.indd 4

21/7/2011 00:34:25

PROGRAMA DE APOIO PRODUO DE MATERIAL DIDTICO

Considerando a importncia da produo de material didtico-pedaggico dedicado ao ensino de graduao e de ps-graduao, a Reitoria da UNESP, por meio da Pr-Reitoria de Graduao (PROGRAD) e em parceria com a Fundao Editora UNESP (FEU), mantm o Programa de Apoio Produo de Material Didtico de Docentes da UNESP, que contempla textos de apoio s aulas, material audiovisual, homepages, softwares, material artstico e outras mdias, sob o selo CULTURA ACADMICA da Editora da UNESP, disponibilizando aos alunos material didtico de qualidade com baixo custo e editado sob demanda. Assim, com satisfao que colocamos disposio da comunidade acadmica mais esta obra, Oramento pblico: abordagem tecnopoltica, de autoria do Prof. Dr. Valdemir A. Pires, da Faculdade de Cincias e Letras do Cmpus de Araraquara, esperando que ela traga contribuio no apenas para estudantes da UNESP, mas para todos aqueles interessados no assunto abordado.

Prefaciais_corrigido.indd 5

21/7/2011 00:34:25

Prefaciais_corrigido.indd 6

21/7/2011 00:34:25

PREFCIO

Agradeo o honroso convite do autor para fazer o prefcio deste seu livro e o fao com satisfao e por dever de ofcio, certo de que sua obra concorrer para uma melhor e mais ampla compreenso do oramento pblico e seus efeitos econmicos, sociais e polticos. O oramento pblico tem sido a forma de financiar o poder de governar, emanado das diversas fontes que ao longo do tempo o originaram. Evoluiu em decorrncia dos problemas surgidos da vida em sociedade, que o setor pblico tem que resolver, assegurando a consolidao dos conceitos de cidadania, democracia, nao, pas e ptria pelo confronte civilizado de idias, valores, interesses e a rotatividade no poder, determinada pela maioria, o que incompatvel com a opresso, a discriminao, a injustia, a ausncia de liberdade e democracia. um exerccio dramtico o ter de satisfazer necessidades heterogneas exponencialmente crescentes, com recursos escassos, extrados da sociedade, por vrias razes, com resistncia, com base na potestade do Estado. Equao sem soluo, seguindo critrios econmicos puros de mercado, devido a que a demanda no se pode submeter ao regulador preo, por tratar-se de necessidades, cujo no atendimento razovel, corri o poder, os governos, a cidadania, a democracia, a nao, o pas e a ptria. Deste prembulo deduz-se como difcil direcionar o oramento pblico para os fins de interesse geral, em nosso caso estabelecidos na Constituio Federal, pelos artigos 1, 2, 3 e 4, preocupao demonstrada pelo autor. Sem descuidar os aspectos operacionais e instrumentos do processo oramentrio, indispensveis para sua compreenso e operao formal, o autor enfatiza o objetivo substantivo e o processo decisrio inerente, tipicamente polticos.

Prefaciais_corrigido.indd 7

21/7/2011 00:34:25

De forma lgica e pedaggica aborda, no captulo 1, o significado da expresso oramento pblico dando sustentao ao desenvolvimento do tema com objetividade relativa aos fins, meios, legalidade, legitimidade, responsabilidade e requisitos. No captulo 2, aborda a proposta oramentria, enumerando uma longa lista de princpios, teoricamente justificveis, mas que como afirma, muitas vezes no so respeitados, ainda que amparados por normas, algumas constitucionais. Apresenta as classificaes oramentrias, objeto da ateno e preocupao dos que operam o oramento pblico, nos seus aspectos formais, mas pouco exploradas no seu significado analtico e substantivo das propostas e resultados das polticas pblicas. No captulo 4, concebe o oramento pblico como parte do sistema de planejamento governamental, com orientaes para o longo, mdio, curto e curtssimo prazo, reforando sua natureza poltica, ao permitir relacionar e avaliar as propostas dos candidatos, os compromissos dos governantes e os resultados dos executores das polticas pblicas, possibilitando sociedade votar objetivamente e cobrar resultados de seus representantes no uso do poder de governar que lhe delega. No captulo 5, descreve e analisa as atribuies dos principais atores intervenientes, Executivo e Legislativo, reforando mais uma vez o aspecto poltico do oramento. No captulo 6, aborda a anlise e avaliao do oramento e da execuo oramentria, destacando sua importncia, complexidade, resistncia e requisitos tcnicos e polticos para sua real efetivao. Refere-se Lei de Responsabilidade Fiscal e a seu vis financeiro de controle dos meios sem ter em conta os fins substantivos da poltica oramentria determinantes da verdadeira responsabilidade. Reconhece que a mesma reprimiu abusos e irresponsabilidade de certos agentes e atores pblicos, mas foi impotente para prevenir, combater e corrigir comportamentos de atores pblicos, que nos ltimos anos abalaram a credibilidade da funo poltica.

Prefaciais_corrigido.indd 8

21/7/2011 00:34:25

O captulo 7 aborda o relacionamento do oramento com a poltica fiscal, o desenvolvimento econmico e institucional, estabelecendo o diferencial da concepo tradicional do oramento, como instrumento de controle, com a moderna de instrumento ativo da promoo do desenvolvimento numa percepo ampla, no restrita ao econmico. No captulo 8, apresenta um conjunto de desafios tcnicos do oramento-programa referidos a instrumentos que podem enriquec-lo, mas que no devem confundir-se com novas tcnicas oramentrias, como est acontecendo, gerando confuso na administrao pblica. No captulo 9, aborda o tema O desafio poltico do oramento: democracia representativa X democracia participativa, surgido com bastante nfase quando se iniciaram no pas algumas experincias do Oramento Participativo, objeto de monografia do autor, merecedora do prmio da Asociacin Internacional de Presupuesto Pblico ASIP. vlida a abordagem feita neste seu livro, enriquecida pelos resultados observados, os problemas encontrados e as possveis solues. Pessoalmente acho que no se trata de alternativas excludentes, e as duas so vlidas e necessrias para a melhoria efetiva do sistema e processo oramentrio. O captulo 10 aborda o tema Desafio Institucional do Oramento: Entidades Pblicas no-Governamentais e quase-mercados identificando problemas e potencialidades decorrentes. um tema que merece ser aprofundado, principalmente na identificao dos objetivos e as causas que deram origem a esta tendncia e as conseqncias, algumas identificadas pelo autor. No captulo 11, com o ttulo: Gesto Oramentria no Brasil: Histria Recente e Perspectivas, o autor menciona e examina fatos importantes determinantes do estgio atual do oramento no pas, apresentando a Constituio Federal de 1988 como divisor de dois perodos marcantes. Comenta os eventos mais representativos de cada um, dando uma idia da evoluo at o presente.

Prefaciais_corrigido.indd 9

21/7/2011 00:34:25

Apresenta um conjunto amplo de desafios para a gesto oramentria, de real importncia, oportunidade e necessidade de serem enfrentados. Finalmente no captulo 12, Oramento pblico: uma abordagem operacional, o autor apresenta uma viso panormica do processo e instrumentos relativos ao oramento pblico e proporciona fontes bibliogrficas para aprofundar o conhecimento dos vrios aspectos. Embora se trate de um texto reduzido, e por isso suscetvel de ser lido, o autor, num esforo de sntese e objetividade, foi capaz de proporcionar um panorama de tema to amplo e complexo, como o oramento pblico em geral e o do pas em particular, dada sua formao econmica, social, poltica, sua extenso e diferenas regionais. Felicitamos o professor pela percepo terica, conceitual e prtica do campo oramentrio e de seu relacionamento com os fatos econmicos, sociais e polticos que configuram nossa realidade e seus problemas; pela clareza e objetividade das medidas propostas como desafios para melhorar o campo das polticas pblicas e seu instrumento principal, o oramento, e assim aumentar a eficincia e eficcia da funo pblica, ampliar o interesse e conhecimento no campo docente e discente das universidades e assim fortalecer a cidadania, a democracia, o governo democrtico, o poder pblico voltado para o b