orçamento empresarial: levantamento da produção científica no

Download orçamento empresarial: levantamento da produção científica no

Post on 09-Jan-2017

214 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 56

    R. Cont. Fin. USP So Paulo v. 19 n. 47 p. 56 - 72 maio/agosto 2008

    ORAMENTO EMPRESARIAL: LEVANTAMENTO DA PRODUOCIENTFICA NO PERODO DE 1995 A 2006

    RITA MARA LEITEProfessora Mestre em Contabilidade do Departamento de Contabilidade do

    Setor de Cincias Sociais Aplicadas da Universidade Estadual de Ponta GrossaE-mail: leite.rita@uol.com.br

    ANA PAULA MUSSI SZABO CHEROBIMProfessora Doutora do Departamento de Administrao Geral e Aplicada do

    Setor de Cincias Sociais Aplicadas da Universidade Federal do ParanE-mail: anapaulamussi@ufpr.br

    RESUMO

    Esta pesquisa aborda a produo cientfi ca (teses e dissertaes) na rea de oramento empresarial no perodo de 1995 a 2006. O objetivo resgatar estudos que versam oramento empresarial. As informaes foram coletadas nos programas brasileiros de mestrado e doutorado em cincias contbeis, reconhecidos e recomendados pela Coordenao de Aperfeioamento de Pessoal de Nvel Superior (CAPES). Para o estudo e interpretao dos dados utilizou-se a anlise de contedo fundamentada em Bardin. Foram analisados todos os ttulos das 1257 dissertaes e 112 teses com categorizao a priori nas subreas temticas: oramento pblico, oramento empresarial, oramento operacional, oramento fi nanceiro, considerando-se a presena ou ausncia do termo oramento. Verifi cou-se que, do total de 1257 dissertaes, apenas 27 dissertaes abordam o tema oramento, sendo que 16 enfocam especifi camente o oramento empresarial, representando 1,27% da produo cientfi ca; as outras 11 tratam de oramento pblico. Quanto s teses, das 112 encontradas, apenas 1 aborda o oramento na rea pblica. Os resultados revelam que o tema oramento muito pouco investigado entre a produo cientfi ca mais expressiva em instituies de ensino superior. Infere-se que a baixa produo na rea est relacionada com as difi culdades dos pesquisadores na obteno de dados para o desenvolvimento da pesquisa emprica, pelo fato de as informaes relativas ao processo oramentrio serem estratgicas para as organizaes. A abordagem mais freqente das pesquisas o estudo da aplicao dos oramentos, mais precisamente voltado a casos nicos, o que demonstra a preocupao ou necessidade de as universidades constatarem como as empresas fazem o oramento na prtica. Na rea pblica, as pesquisas abordaram, com mais freqncia, o oramento em rgos da administrao pblica.

    Palavras-chave: Produo cientfi ca. Oramento empresarial.

    ABSTRACT

    This research looks at scientifi c production (theses and dissertations) in the fi eld of business budget from 1995 to 2006. The main purpose is to rescue studies on entrepreneurial budget. The information was collected from Brazilian postgraduate programs, recognized and recommended by the Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel CAPES. In the research and data interpretation, content analysis based on Bardin was used. The titles of the 1257 dissertations and 112 theses were analyzed and categorized a priori in the following thematic sub areas: public budget, business budget, operational budget, fi nancial budget, considering the presence or absence of the word budget. It was verifi ed that, from a total of 1257 dissertations and 112 theses, only 26 dissertations and 1 thesis approach the theme of budget, specifi cally focusing on business budget. Only 16 dissertations focused on the theme, meaning 1.27% of scientifi c production. The results show that the theme budget receives very little attention within the most expressive scientifi c production in college institutions. It is inferred that the low production in the fi eld is related to researchers diffi culties to obtain data to perform the empiric research, since the information related to the budgetary process are a strategic issue for the organizations. The most frequent research approach is budget application, more precisely turned to unique cases, which shows academic concern with verifying how the companies do it in practice. In the public fi eld, researches most frequently focused on public administration organs budgets.

    Keywords: Scientifi c production. Business budget.

    BUSINESS BUDGET: A SURVEY OF SCIENTIFIC PRODUCTIONIN THE PERIOD FROM 1995 TO 2006

    Recebido em 15.04.2007 Aceito em 21.08.2007 2 verso aceita em 01.03.2008

    HELENA DE FTIMA NUNES SILVAProfessor Doutora do Departamento de Cincia e Gesto da Informao do

    Setor de Cincias Sociais Aplicadas da Universidade Federal do ParanE-mail: helenanunes@ufpr.br

    LEILAH SANTIAGO BUFREMProfessora Doutora do Departamento de Cincia e Gesto da Informao do

    Setor de Cincias Sociais Aplicadas da Universidade Federal do ParanE-mail: leilah@ufpr.br

    RCF-47-USP_A5_Oramento.indd 56RCF-47-USP_A5_Oramento.indd 56 31/7/2008 08:59:5631/7/2008 08:59:56

  • ORAMENTO EMPRESARIAL: LEVANTAMENTO DA PRODUO CIENTFICA NO PERODO DE 1995 A 2006 57

    R. Cont. Fin. USP So Paulo v. 19 n. 47 p. 56 - 72 maio/agosto 2008

    1 INTRODUO

    O planejamento a chave da gesto empresarial para as pequenas empresas, grandes corporaes, agncias governamentais, organizaes sem fi ns lucrativos ou simplesmente para a vida pessoal dos indivduos. Pode-se afi rmar, portanto, que todos os gestores fazem algum tipo de planejamento, muito embora em algumas vezes, nas pequenas organizaes os planos no sejam formali-zados. Porm, com o crescimento das atividades empresa-riais os planejamentos informais deixam de ser sufi cientes, tornando-se necessrio um planejamento formal, ou seja, preciso planejar as diretrizes, as estratgias, as metas, os objetivos e as aes que garantam a continuidade e o aumento da riqueza das organizaes assim como a maxi-mizao da riqueza dos acionistas ou proprietrios. Nes-se sentido, o oramento empresarial o instrumento que contempla formalmente as metas e objetivos, funcionando como meio para comunicar de onde e para onde a empresa est caminhando.

    O oramento empresarial no deve ser entendido como instrumento limitador e controlador de gastos, mas como forma de focalizar a ateno nas operaes e fi nanas da empresa, antecipando os problemas, sinalizando metas e objetivos que necessitem de cuidado por parte dos gesto-res, contribuindo para a tomada de decises com vistas ao atendimento da misso e do cumprimento das estratgias das empresas.

    Para a questo de pesquisa deste artigo, importam os seguintes pontos:

    1) Atualmente as empresas esto inseridas em am-biente competitivo, haja vista a expanso de novos produtos, por vezes, com melhor qualidade e me-nor preo;

    2) Aumento na internacionalizao das empresas, o que permite ao consumidor ter acesso a produtos fabricados ao redor do mundo, s vezes, a partir de inovaes tecnolgicas, que imprimem alta pro-dutividade, tornando imperativa a elaborao de estratgias, planejamentos e controles que permi-tam incremento de produtividade na fabricao dos produtos locais;

    3) O crescimento da empresa, geralmente, conduz ao distanciamento entre o proprietrio e o patrimnio administrado, requerendo a presena de adminis-tradores contratados, que conduzam os negcios utilizando as melhores prticas administrativas. No que tange aos aspectos fi nanceiros e econmicos, espera-se a elaborao e execuo de oramentos que auxiliem o planejamento empresarial;

    4) A literatura contbil enfatiza que a continuidade e o sucesso das empresas esto estreitamente rela-cionados existncia do planejamento e do contro-le das atividades operacionais, os quais iniciam com a defi nio da misso e das estratgias, posterior-mente formalizados pelo processo oramentrio.

    Outros benefcios podem ser obtidos com a implanta-o do oramento, por exemplo, rigor no controle do fl u-xo de caixa. Ao destacarem a importncia do oramento, autores relatam exemplos de empresas cujo patrimnio foi modifi cado em funo da adoo de oramentos.

    Diante dessas consideraes, surgem preocupaes quanto ao encaminhamento cientfi co dado ao oramento empresarial, ou seja, quais so as principais abordagens ou nfases ou problemticas que esto sendo estudadas ou evidenciadas nas teses e dissertaes na ltima dcada?

    Para auxiliar na busca da resposta a essa questo prin-cipal, formulam-se as seguintes questes de pesquisa:

    1) Qual a participao do tema Oramento, em sen-tido amplo, no total de teses e dissertaes produ-zidas no perodo de 1995 a 2006, no Brasil?

    2) O tema oramento, nas teses e dissertaes, vem sendo investigado prioritariamente na rea da Administrao Pblica ou da Administrao Empresarial?

    Ao tratar do tema oramento, a literatura cont-bil, atravs de autores estrangeiros como Welsch (1978 e 1983), Atkinson et al. (2000), Maher (2001), Jiambal-vo (2002), Hansen e Mowen (2003), Horngren Sundem e Stratton (2004), entre outros, apresenta, como exemplos, situaes evidenciadas em estudos e pesquisas realizadas nas empresas estabelecidas em seus pases, com amplo destaque para casos de empresas norte-americanas e eu-ropias. Por outro lado, segundo os autores Walter (1980), Tung (1983), Schubert (1985), Moreira (1989), Sobanski (1994), Lunkes (2003), Fernandes (2005), S e Moraes, (2005) e Frezatti (2006), escassa a literatura brasileira sobre o oramento empresarial, em funo de que os livros utilizados nas universidades para o ensino do processo or-amentrio, desde o incio da dcada de 1960 e ainda hoje, em sua maioria so textos estrangeiros. Os casos apresen-tados para ilustrar a forma de elaborao dos componentes oramentrios se distanciam muito da realidade brasileira, por serem as condies socioeconmicas do Brasil, diferen-tes da economia dos pases norte-americanos e europeus. Como exemplo, as elevadas taxas de infl ao predominan-tes at o ano de 1994, o que, de certa forma, inibiu os investimentos no pas e sempre difi cultou a elaborao de oramentos confi veis. Outra caracterstica que diferencia os oramentos elaborados no Brasil daqueles elaborados no resto do mundo o fato de no haver tradio de