olha pra mim: encontro de gerações intermediado pela ... de... · olha pra mim: encontro de...

Download OLHA PRA MIM: Encontro de gerações intermediado pela ... de... · OLHA PRA MIM: Encontro de gerações

If you can't read please download the document

Post on 16-Dec-2018

216 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

PONTIFCIA UNIVERSIDADE CATLICA DE SO PAULO

PUC-SP

DIVINA DE FTIMA DOS SANTOS

OLHA PRA MIM:

Encontro de geraes intermediado pela escrita de cartas

DOUTORADO EM PSICOLOGIA CLNICA

SO PAULO

2015

PONTIFCIA UNIVERSIDADE CATLICA DE SO PAULO

PUC-SP

DIVINA DE FTIMA DOS SANTOS

OLHA PRA MIM:

Encontro de geraes intermediado pela escrita de cartas

DOUTORADO EM PSICOLOGIA CLNICA

Tese apresentada Banca Examinadora da

Pontifcia Universidade Catlica de So Paulo,

como exigncia parcial para obteno do ttulo

de Doutor em Psicologia Clnica, sob a

orientao da Profa. Dra. Ceneide Maria de

Oliveira Cerveny

SO PAULO

2015

Ficha catalogrfica

Santos, Divina de Ftima dos,

Olha pra mim: Encontro de geraes intermediado pela escrita de cartas. Divina de Ftima dos Santos So Paulo: 2015. 229 p Orientadora: Ceneide Maria de Oliveira Cerveny Tese (doutorado) Pontifcia Universidade Catlica de So Paulo. 1. Troca de correspondncia. 2. Escrita teraputica. 3. Interao intergeracional.

OLHA PRA MIM:

Encontro de geraes intermediado pela escrita de cartas

Divina de Ftima dos Santos

Banca Examinadora:

___________________________

___________________________

___________________________

___________________________

___________________________

Dedicatria

Dedico este trabalho a todos os idosos e

a todas as crianas que alm de

participarem voluntariamente deste

estudo, permitiram que suas produes

resultassem nesta reflexo que aqui se

encontra.

AGRADECIMENTOS

Deixo aqui meus mais sinceros e profundos agradecimentos s pessoas que direta ou

indiretamente colaboraram comigo durante todo o perodo de realizao desta pesquisa

e na elaborao final da escrita concretizada nesta Tese e, em particular:

Pontifcia Universidade Catlica de So Paulo PUC-SP e, ao Programa de Estudos

Ps-Graduados em Psicologia Clnica, assim como a todo o seu corpo docente, pela

possibilidade de ampliar profundamente meus conhecimentos e colaborar com o meu

amadurecimento intelectual.

Ao apoio financeiro da CAPES pela bolsa de doutorado a mim concedida, sem a qual,

seria impossvel sua realizao.

Profa. Dra. Ceneide Maria de Oliveira Cerveny, minha orientadora, que com muita

sensibilidade e delicadeza, acreditou e me incentivou inclusive nos momentos mais

difceis para que este trabalho pudesse ser concludo.

Aos professores da banca de qualificao, Jos Carlos Ferrigno, Ndia Dumara Ruiz

Silveira, Ruth Gelehrter da Costa Lopes e Adriana Leonidas de Oliveira, por terem

aceito meu convite e por suas grandes contribuies na minha pesquisa, inclusive

ampliando meu olhar frente ao tema aqui apresentado.

A todos os profissionais das escolas municipais de Caraguatatuba que participaram

deste projeto - gestores, coordenadores pedaggicos, monitores e professores que direta

ou indiretamente acreditaram e colaboraram para com sua realizao, e em especial a

Ana Paula Souza, Tatiane Rodrigues, Marcia Ramos, Renata Neves, Silvia Emert,

Cassiana Welster e demais funcionrios.

s professoras que trabalharam diretamente em diferentes momentos com as crianas

Valdirene Rodrigues dos Santos, Tnia Esprito Santo, Katia Aparecida Viana, Ana

Regina de Oliveira e Deise Aparecida Barbosa Montemor Raikov.

professora Eliana Aparecida de Oliveira que com sua sensibilidade acreditou e

participou deste projeto juntamente com seus alunos em todos os anos de sua realizao,

dando contribuies imensurveis para este estudo.

Aos participantes deste estudo aos idosos, s crianas e aos seus pais que me

consentiram o direito e a confiana de utilizar suas produes.

A todos os profissionais, monitores e voluntrios do CREMI que acreditaram e

apoiaram este trabalho auxiliando-me em todas as suas etapas, em especial Sra. Ivy

Malerba.

A toda equipe da Secretaria Municipal de Educao e da Secretaria Municipal dos

Direitos da Pessoa com Deficincia e do Idoso da cidade de Caraguatatuba, pela

confiana e oportunidade nica a mim concedida de poder realizar este estudo.

presidente do Conselho Municipal do Idoso, Sra. Cida Waack, grande estimuladora e

apoiadora do projeto desde sua implantao.

Ao apoio e colaborao intelectual de todos os colegas da PUC-SP e, em especial, a

Teresinha Rocha e Sonia Fuentes.

Ao suporte acadmico e s contribuies dadas por Maria Auxiliadora C. Rocha, que

me acolheu nos momentos mais difceis.

especial colaborao de Renata Plaza Teixeira e de Candida Maria Plaza Teixeira.

A todos os meus familiares e amigos, pela compreenso, estmulos, dicas e participao

direta ou indireta em todas as etapas deste trabalho, e principalmente por acreditarem

em seus resultados, em especial a Wilmes Roberto Gonalves Teixeira, a Iuda

Goldman, a Zally Queiroz e a Marta Borges.

s inmeras e preciosas contribuies de meu companheiro Ricardo Roberto Plaza

Teixeira.

Olha pra mim

S

Olha pra mim

V

Vem

Olha pra mim

Sim

S

V que assim

Vem

Deixa eu seguir

Agora, agora, agora, agora

Eu era, eu era, e ia, ia

Agora, agora, agora, agora

Eu era, eu era, e ia, ia e vou

Agora, agora, agora

Eu era, eu era, era, era e sou

Olha pra mim

V

T bem aqui

Sim

V que assim

S

Vem

Deixa eu seguir

Bem

S, olha pra mim

Agora, agora, agora, agora

Eu era, eu era e ia, ia

Agora, agora, agora, agora

Eu era, eu era e ia, ia e vou

Agora, agora, agora

Eu era, eu era, era, era e sou

Arnaldo Antunes

OLHA PRA MIM: Encontro de geraes intermediado pela escrita de cartas.

RESUMO

Esta tese analisou os benefcios da troca de cartas entre geraes muito distintas,

investigando o quanto o ato de escrever sobre acontecimentos da vida cotidiana pode

estar associado a uma melhor autopercepo dos participantes do processo. Procurou-se

compreender o significado de uma troca de correspondncias ocorrida entre crianas e

idosos, residentes na cidade de Caraguatatuba, no litoral norte de So Paulo, e os seus

efeitos sobre suas subjetividades. O trabalho analisou a participao de oito duplas, cada

uma composta por um aluno do 4 ou 5 ano de uma Escola de Ensino Fundamental e

com idade entre 9 e 11 anos, e por um idoso, acima dos 60 anos, de um Centro de

Referncia para Idosos, nos anos de 2011 e 2012. Seus objetivos especficos foram:

identificar se as palavras escritas e trocadas entre crianas e idosos promovem

momentos de gratificao e alegria, bem como oportunidades de se perceberem no

mundo; propiciar e analisar os momentos de interao social existentes entre os

interlocutores, contribuindo assim para a construo de uma memria sobre esta

experincia e fase de suas vidas; promover a oportunidade de inter-relao, propiciando

tanto para a criana quanto para o idoso a sensao de insero social; criar nos

interlocutores alternativas de autoexpresso, validando suas experincias pela partilha

social. Foi feita uma pesquisa qualitativa, com cartas e questionrios utilizados como

instrumentos e considerados sob a perspectiva da anlise de contedo focada em

significados, estratgia esta que foi complementada metodologicamente pela observao

participante. A experincia de troca de cartas produziu efeitos psicolgicos positivos

para seus participantes, tanto imediatos quanto remotos, ao contribuir para a ampliao

da viso acerca do mundo e de si mesmos. Para os idosos, a ampliao da memria de

experincias significativas, associada ao seu registro escrito e possibilidade de recorrer

a ele em momentos de fragilidade, produziu benefcios psicolgicos que foram

observados pela investigao. A experincia de viver emoes positivas trouxe conforto

para o processo de envelhecimento na medida em que atenuou para o idoso a percepo

de excluso social e de solido, ao lhe reavivar a sensao de utilidade e insero social,

ao oferecer uma experincia de vida real e ao atender s necessidades desta fase da vida.

A possibilidade de autoexpresso favoreceu tambm o amadurecimento e o

desenvolvimento psicossocial de crianas, pois a troca de correspondncias produziu

um interlocutor que as ouvisse com ateno e que procurasse compreender as demandas

que so especficas da infncia.

Palavras-chave: Troca de cartas. Escrita teraputica. Interao intergeracional.

LOOK AT ME: Meeting of generations mediated by writing letters.

ABSTRACT

This thesis analyzed the benefits of an exchange of letters between very different

generations, investigating how the act of writing about events of everyday life may be

associated with a better self perception of the participants in the process. We try to

understand the meaning of an exchange of letters occurred between children and elderly

people, in the city of Caraguatatuba, on the northern coast of So Paulo, and its effects

on their subjectivities. The study analyzed