oleos essenciais

Download oleos essenciais

If you can't read please download the document

Post on 23-Jun-2015

851 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1. Priscila Raijche de Oliveira

2. Na pecuria antibiticos so costumeiramente usados para prevenir doenas e distrbios metablicos e para melhorar a converso alimentar; Uso de antibiticos tem aumentado devido ao surgimento de bactrias resistentes que podem representar um risco para a sade humana; Busca-se o desenvolvimento de alternativas a antibiticos. Os extratos de plantas oferecem uma oportunidade nica neste sentido; Metabolitos secundrios possuem propriedades antimicrobianas. Estes compostos tm sido estudados para modular a fermentao no rmen e melhorar a utilizao de nutrientes . 3. Contrariamente ao seu nome, leos essenciais no so leos verdadeiros (lpidos) e so comumente derivados dos componentes responsveis pela fragrncia, ou essncia das plantas; So considerados seguros para consumo humano e animal; - No deixam resduos Propriedades antimicrobianas do leos essnciais foram demonstradas contra diversos microorganismos, incluindo bactrias, protozorios, fungos. 4. A reviso discute a evoluo da utilizao de leos essenciais como benefcio na produo de ruminantes: Mecanismos de ao; Efeitos sobre a microbiota ruminal; Fermentao ruminal; Desempenho animal; Controle de patgenos; 5. leos essenciais ocorrem em plantas comestveis, medicinais e em ervas aromticas; Compostos aromticos, em grande parte voltil geralmente extrado por destilao a vapor ou extrao com solvente; Os leos podem ser extrados a partir de muitas partes de uma planta, incluindo as folhas, flores, caules, sementes, razes e cascas; A composio pode variar entre as diferentes partes da mesma planta / Entre plantas de mesma espcie dependendo da idade e local de desenvolvimento. 6. So misturas variveis principalmente de terpenides: monoterpenos e sesquiterpenos, diterpenos e uma variedade de hidrocarbonetos alifticos de baixo peso molecular, cidos, lcoois, aldedos, steres acclicos, lactonas cumarinas e homlogos de fenilpropanides. 7. Exemplos de leos essenciais, localizao e componentes. 8. Metablitos secundrios de plantas tm sido explorados pela sua essncia, sabor, propriedades anti-spticas e conservantes; Uso de extratos de plantas na Mesopotmia aproximadamente 2600 a.C; O aparecimento de bactrias resistentes, e o risco que representa para sade humana, renovou o interesse em extratos vegetais; Actividades antimicrobianas de leos essenciais foram demonstradas contra diversos microorganismos, incluindo bactrias Gram-positivas e Gram-negativas. 9. AO: Atribui-se principalmente ao nmero/ proporo/ interao de compostos terpenides e fenlicos presentes. Elevado nmero de componentes = Elevado nmero de mecanismos de ao = Maior gama de alvos na clula bacteriana (transporte de eltrons, gradientes de ons, translocao de protena, fosforilao, e outras enzimas,etc) 10. Ao avaliar a concentrao mnima inibitria do leo bruto de organo e os seus dois componentes principais (timol e carvacrol) contra Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosa, Lambert et al. (2001) observaram que a combinao de timol e carvacrol apresentaram maior atividade antibacteriana do que qualquer um dos compostos sozinhos e que o efeito inibitrio do leo essencial de organo principalmente devido interao destes dois compostos. 11. leos essenciais: Carter lipoflico Elevada afinidade para lipdeos das membranas celulares bacterianas e suas propriedades antibacterianas so, evidentemente, associado com a seu carter lipoflico Capacidade de passar pela bicamada lipdica! Bactrias Gram-positivas (1 s camada): mais susceptveis s propriedades antibacterianas do que bactrias Gram-negativas; Helander et al. (1998) relataram que o timol e caravacrol (fenlicos) tambm inibiram o crescimento de bactrias Gram-negativas por perturbar a membrana celular exterior. Parece que o pequeno peso molecular do leo lhes permite penetrar na membrana interna de bactrias Gram-negativas. 12. Trombetta et al. (2005) relatou que monoterpenos, mentol e timol foram ativos contra bactrias Gram-positivas Staphylococcus, Staphlococcus e Gram-negativas Escherichia coli, e sugeriu que o efeito antimicrobiano destes monoterpenos devido ruptura da membrana do plasma de bactrias, interferindo assim na permeabilidade da membrana causando vazamento intracelular. 13. Inicialmente, os nutricionistas de ruminantes estavam interessados em EO principalmente por causa do seu papel na reduo da palatabilidade de algumas espcies de plantas. - Defesa Com o tempo, testes foram indicando que determinados tipos de leos essenciais inibiam bactrias ruminais. Atualmente tem-se centrado sobre o seu potencial para melhorar o aproveitamento do nitrognio ruminal e utilizao da energia. 14. Resultados inconsistentes Diversidade de compostos nos leos/ modos de ao; Maioria das pesquisas in vitro; 15. Foram testados: leos puros / Misturas de leos / Compostos isolados; Concentraes diferentes; In vitru, in situ, in vivo (Animais diferentes); Tempos de exposio variados; Acmulo de aminocidos/ Menor concentrao de amnia devido a reduo na desaminao de aminocidos por bactrias ruminais. 16. Foi testada tambm a ao inibitria dos leos essenciais em protozorios ciliados do rmen: diversidade de resultados 17. Estudos variados; A suplementao com leos essenciais ou seus compostos aumentou a concentrao total de AGV ruminal = Digesto de alimentos melhorada, em um nmero limitado de estudos; Doses elevadas de leos essenciais/ compostos = Ao antimicrobiana elevada = Reduo na produo de AGV. 18. Estudos mostram que certos leos essencias e seus componentes tem ao de uma maneira semelhante de monensina: Diminuio de acetato e aumentou propores de propionato (McGuffey et al, 2001) Estudos mostraram a reduo de propionato / no alterao 19. possvel que efeitos da mistura de leos essenciais sobre a concentrao total de AGV possa depender da composio da dieta: Benchaar et al. (2007) relataram que MEO (750 mg / dia) tendeu a aumentar a concentrao total de AGV no rmen de vacas em lactao quando a dieta continha silagem de alfafa, mas tendiam para diminuir a concentrao total de AGV quando a dieta continha silagem de milho. 20. Desafio: Identificar as doses de leos essenciais/ componentes que podem alterar favoravelmente aspectos do metabolismo do rmen, sem reduzir as concentraes totais de AGV. Entretanto.. Estudos mostram que as populaes microbianas so capazes de se adaptar aos leos essenciais ao longo do tempo, apresentando um desafio para a aplicao comercial deste aditivo. 21. Inibir a metanognese no rmen: Identificar os leos essenciais, que reduzem a produo de metano, sem uma reduo concomitante na digesto de alimentos. Interesse mundial: Reduo do metano na pecuria (Efeito estufa: aquecimento global) 22. Busquet et al. Observaram que o leo de alho e dialil dissulfureto (300 mg/ L de fludo ruminal) reduziram a produo de metano em 74 e 69%, respectivamente, sem alterar a digestibilidade. Monensina no reduziu a produo de metano para a mesma extenso; Inibio da produo de metano por estes compostos deveu-se inibio direta da rmen arqueas metanognicas. Faltam estudos in vivo para concretizar resultados! 23. Estudos in vitru outros tipos de leos/ compostos tambm demonstraram reduo na produo de metano; No existem estudos que avaliaram efeitos a longo prazo dos leos essenciais e seus componentes sobre a produo de metano. H potencial para selecionar compostos de leos essenciais que reduzem o metano, quando utilizados em nveis que no reduzam a digestibilidade - Novas pesquisas so necessrias para avaliar estes compostos in vivo. 24. Poucos estudos Vacas leiteras / bovinos de corte; Maioria dos estudos citados = No houve mudana; 25. Benchaar et al. (2007) relataram que no houve mudana no perfil de cidos graxos do leite quando as vacas foram suplementadas diariamente com 750 mg de Mistura de leos essenciais. No entanto, completando a mesma mistura em uma concentrao mais elevada (2 g / dia) aumentou a concentrao de cido linoleico conjugado (CLA) = Promoo da sade de cidos graxos, na gordura do leite. 26. Benchaar et al. Avaliaram a performance de crescimento de bovinos de corte alimentados com silagem suplementada com 2 ou 4 g/ dia de uma mistura comercial de compostos de leos essenciais; Os resultados mostraram que o consumo de MS e o ganho mdio dirio no foram afetados; Alm desta mistura compostos leos essenciais. No entanto, a converso dessa MS melhorou 4x com a dose de 2 g/ dia de alimentao = Melhoria na eficincia alimentar. 27. Estudos comprovam a eficcia de leos essenciais no combate de Escherichia. coli, Staphylococcus aureus, Listeria monocytogenes e Salmonella; possvel que leos essenciais/ componentes tambm tm atividade contra outros parasitas que residem no intestino tal como Cryptosporidium, coccdios e nematdeos; leo essencial a partir de hortel-pimenta inibiu a atividade da Giardia (Vidal et al., 2007) um protozorio parasita altamente prevalente em bovinos. 28. Efeitos dos leos essenciais sobre parasitas no trato digestivo inferior dependente da capacidade dos componentes antimicrobianos de permanecerem ativos aps a passagem atravs no rmen. A extenso em que leos essencias passam pelo rmen e seu fluxo para a parte inferior trato digestivo no foi examinado. 29. leos essenciais derivados de plantas podem ser teis na melhoria da eficiencia alimentar de ruminantes, alm de reduzir o impacto ambiental de sua produo; Apesar da maioria dos estudos serem in vitro e com pouco tempo de exposio indicaram que os leos essenciais e seus componentes podem ter ao favorvel na fermentao ruminanal, inibindo a desaminao de aminocidos e reduzindo a produo de metano Estudos in vitro e in vivo com maior tempo de exposio demonstraram que espcies de microrganismos podem se adaptar a ao de leos essenciais; 30. Diferentes variedades, composies, atividades dos leos essenciais dificultam a obteno de resultados consistentes da sua ao sobre a produo de ruminantes.