oab2010.1 direito constitucional - qcon-assets-production ... unb/cespe – oab...

Download OAB2010.1 Direito Constitucional - qcon-assets-production ... UnB/CESPE – OAB Direito Constitucional

Post on 13-Dec-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 1 de 12

DIREITO CONSTITUCIONAL

PEA PROFISSIONAL

O secretrio de administrao do estado-membro Y, com a finalidade de incentivar o aprimoramento

profissional de certa categoria de servidores pblicos, criou, por meio de lei especfica, tabela de referncias salariais

com incremento de 10% entre uma e outra, estando a mudana de referncia baseada em critrios de antiguidade

e merecimento. O pagamento do mencionado percentual seria feito em seis parcelas mensais e sucessivas. Os

servidores que adquiriram todas as condies para o posicionamento na referncia salarial subsequente j haviam

recebido o pagamento de trs parcelas quando sobreveio a edio de medida provisria revogando a sistemtica

estabelecida na lei. Assim, no ms seguinte edio dessa medida, o valor correspondente quarta parcela foi

excludo da folha de pagamento. Em decorrncia dessa excluso, os servidores requereram Secretaria Estadual de

Planejamento e Gesto a respectiva insero na folha de pagamento, sob pena de submeter a questo ao Poder

Judicirio.

Em resposta, o secretrio indeferiu o pedido, fundado nos seguintes argumentos:

a) em razo da revogao da lei, promovida pela medida provisria, os servidores no mais teriam direito ao

recebimento do percentual;

b) seria possvel a alterao do regime remuneratrio, em face da ausncia de direito adquirido a regime jurdico,

conforme j reconhecido pelo Supremo Tribuna Federal;

c) os servidores teriam, na hiptese, mera expectativa de direito, e no, direito adquirido;

d) no cabe ao Poder Judicirio atuar em rea prpria do Poder Executivo e conceder o reajuste pleiteado, sob pena

de ofensa ao princpio constitucional da separao dos poderes.

Em face da situao hipottica apresentada, na qualidade de advogado(a) contratado(a) pelo sindicato dos servidores, redija a medida

judicial cabvel para impugnao do ato da autoridade que determinou a excluso do pagamento dos servidores dos percentuais

previstos em lei, destacando os argumentos necessrios adequada defesa dos interesses de seus clientes.

No

utiliz

e es

te e

spao

em n

enhu

ma h

ipt

ese!

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 2 de 12

TEXTO DEFINITIVO PEA PROFISSIONAL 1/5

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

PARA USO EXCLUSIVO DO CHEFE DE SALA

NO H TEXTO

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 3 de 12

TEXTO DEFINITIVO PEA PROFISSIONAL 2/5

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

PARA USO EXCLUSIVO DO CHEFE DE SALA

NO H TEXTO

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 4 de 12

TEXTO DEFINITIVO PEA PROFISSIONAL 3/5

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

PARA USO EXCLUSIVO DO CHEFE DE SALA

NO H TEXTO

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 5 de 12

TEXTO DEFINITIVO PEA PROFISSIONAL 4/5

91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101

102

103

104

105

106

107

108

109

110

111

112

113

114

115

116

117

118

119

120

PARA USO EXCLUSIVO DO CHEFE DE SALA

NO H TEXTO

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 6 de 12

TEXTO DEFINITIVO PEA PROFISSIONAL 5/5

121

122

123

124

125

126

127

128

129

130

131

132

133

134

135

136

137

138

139

140

141

142

143

144

145

146

147

148

149

150

PARA USO EXCLUSIVO DO CHEFE DE SALA

NO H TEXTO

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 7 de 12

QUESTO 1

Considerando que a assembleia legislativa de um estado da Federao promova emenda ao seuregimento interno na qual se determine que a instalao de comisses parlamentares de inquritoseja aprovada pelo plenrio da Casa, responda, de modo fundamentado, aos seguintesquestionamentos.

< A emenda em questo seria constitucional?< Poderia ser proposta ao direta de inconstitucionalidade contra a nova norma regimental?

TEXTO DEFINITIVO QUESTO 1

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

PARA USO EXCLUSIVO DO CHEFE DE SALA

NO H TEXTO

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 8 de 12

QUESTO 2

O governador de determinado estado props emenda Constituio estadual,no que se refere ao processo legislativo das emendas Constituio, aumentandopara quatro quintos o quorum exigido para aprovao de emendas. A proposta deemenda, aprovada pela Comisso de Constituio e Justia, foi encaminhada paradeliberao; no entanto, um dos deputados estaduais entende que essa proposta nopode tramitar por ser inconstitucional, razo pela qual pretende impugn-lajudicialmente.

Nessa situao hipottica, que medida judicial seria mais adequada ao caso? Fundamente sua resposta, apresentando o argumento demrito a ser utilizado para a defesa da pretenso do deputado.

TEXTO DEFINITIVO QUESTO 2

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

PARA USO EXCLUSIVO DO CHEFE DE SALA

NO H TEXTO

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

www.questoesdeconcursos.com.br

UnB/CESPE OAB Direito Constitucional

Exame de Ordem 2010.1 Prova Prtico-Profissional pgina 9 de 12

QUESTO 3

Uma central de trabalhadores que congrega, em mbito nacional, sindicatos

e federaes de diferentes categorias profissionais, ajuizou ao direta de

inconstitucionalidade, perante o Supremo Tribunal Federal, contra lei editada pelo

estado X, devido imposio de restries comercializao de produtos, as quais

geraram graves reflexos na economia dos estados vizinhos e, por consequncia, na

garantia do emprego de milhares de trabalhadores.

Simultaneamente, determinado prefeito de um municpio do estado X ajuizou

ao direta de inconstitucionalidade, perante o Tribunal de Justia do estado, contra

a mesma lei impugnada pela central de trabalhadores.

Considerando essa situao hipottica, responda, de forma fundamentada, aos seguintes questionamentos.

< O Supremo Tribunal Federal admite que central de trabalhadores de mbito nacional composta de membros de categorias

profissionais ou econmicas heterogneas

View more