o que é interação/interface humano computador

Download O que é Interação/Interface Humano Computador

Post on 01-Feb-2016

221 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Este Artigo faz um resumo do design e avaliação de Interfaces Humana-Computador, dizendo o que é a interação Humano Computador e explorar o poder do computador e entender a tecnologia e a tarefa que o design tem para entender a tecnologia e a capacidade sensível humana.

TRANSCRIPT

  • 1

    O que Interao/Interface Humano Computado

    Jonas Souza

    Joyce Carvalho

    Julio Silva

    Jessika Ruanne

    Brenda Luiza

    Pedro Bruno

    Estcio: Seama

    Rua Jos Tupinamb

    Resumo: Este Artigo faz um resumo do design e avaliao de Interfaces Humana-Computador,

    dizendo o que a interao Humano Computador e explorar o poder do computador e entender

    a tecnologia e a tarefa que o design tem para entender a tecnologia e a capacidade sensvel

    humana.

    Palavra-Chave: IHC Interao Humano Computador

    1. Introduo

    Explorar o poder do computador tarefa

    para designers que entendem da tecnologia

    e so sensveis s capacidades e

    necessidades humanas. A performance

    humana no uso de computadores e de

    sistemas de informao tem sido uma rea

    de pesquisa e desenvolvimento que muito

    expandiu nas ultimas dcadas. Isso tem sido

    usado utilizando de poderosas ferramentas

    computacionais na analise de coleta de

    dados utilizando mtodos da Psicologia

    Educacional, do Design Instrucional e

    Grfico, dos Fatores Humanos ou

    Ergonomia, e bem mais recentemente, da

    Antropologia e da Sociologia.

    Individualmente, interfaces de usurios tem

    mudado a vida de muitas pessoas: mdicos

    esto podendo fazer diagnsticos mais

    precisos; crianas esto expandindo os

    horizontes em ambientes de aprendizagem;

    artistas grficos podem explorar mais

    possibilidades criativas; e pilotos tm mais

    seguranas em seus voos. Entretanto,

    algumas mudanas so perturbadoras e at

    desastrosas; frequentemente usurio tem

    que lidar com frustrao, medo e falha

    quando encontram design excessivamente

    complexo, com terminologia

    incompreensvel e catica.

    Existe um crescente interesse no projeto de

    interfaces do usurio bastante claro nos

    mais variados tipos de sistemas,

    processadores de textos, ferramentas de

    edio, e software de manipulao de

    imagens so amplamente utilizado.

    Ferramentas computacionais especficas e

    ambientes de programao permitem

    construir prottipos rpidos como as

    ferramentas de auxilio de design de

    produtos industriais. Muitos de ns usamos

    vrios produtos eletrnicos, como

    gravadores de vdeos, fornos micro-ondas,

    telefones, etc. Arte, msica, esportes e

    entretenimento so atualmente auxiliadas e

    suportadas por sistemas computacionais.

    Profissionais das mais diferentes reas tm

    contribudo significativamente para todo o

    desenvolvimento, e dentre estes podemos

    destacar:

    Designers de software tm

    explorado maneiras melhores de

    organiza informao graficamente.

  • 2

    Eles tm desenvolvido linguagens

    de consulta e facilidades visuais

    para entrada, busca e sada de

    informao. Tm usado sons

    (msica e voz), representaes

    tridimensionais, animao e vdeo

    para melhorar o contedo e a

    expresso das interfaces. Tcnicas

    como manipulao direta,

    telepresena, e realidade virtual

    mudam a maneira de interagir e de

    pensar sobre computadores.

    Desenvolvedores de hardware

    tm oferecido novos designs de

    teclados e dispositivos de

    apontamento, alm dos displays de

    alta resoluo. Eles tm projetado

    sistemas com resposta rpida para

    complexas manipulaes

    tridimensionais. Tecnologias que

    permitem entrada e sada por voz,

    entrada por gestos, telas de toque,

    em muito tm aumentado a

    facilidade de uso dos

    computadores.

    Desenvolvedores na rea de

    tecnologia educacional esto

    criando tutorais online, e materiais

    de treinamento e explorando novas

    abordagens de discusses em

    grupo, ensino a distncia,

    apresentaes de vdeo etc.

    Designers grficos esto

    fortemente envolvidos com o layout

    visual, seleo de cores e animao.

    Socilogos, antroplogos,

    filsofos, administradores esto

    tratando do impacto organizacional,

    ansiedade computacional,

    treinamento, grupos de trabalho

    distribudos, suporte computacional

    ao trabalho cooperativo, e

    mudanas sociais em geral.

    2. Interface Humano Computador

    Quando surgiu o conceito de interface, ela

    era geralmente entendida com software e

    hardware, com o qual o humano e

    computador podiam se comunicar. A

    evoluo do conceito levou a incluso de

    aspectos cognitivos e emocionais do

    usurio durante a comunicao.

    Muito embora algumas pessoas entendam

    que interface como tela e o que nela

    mostrado. O nome interface tomado como

    algo discreto e tangvel, uma coisa que se

    pode desenhar, mapear, projetar e

    implementar, encaixando-a

    posteriormente a um conjunto j definido de

    funcionalidades.

    3. Uma Primeira Definio de

    Interfaces

    Primariamente, como j dissemos se

    visualiza uma interface como um lugar

    onde o contato entre duas entidades ocorre

    (por exemplo, a tela de um computador). O

    mundo est repleto de exemplos de

    interfaces: a maaneta de uma porta, uma

    torneira, a direo de um carro, etc.

    A forma das interfaces reflete as qualidades

    fsicas das partes de interao. A maaneta

    de uma porta projetada para se adequar a

    natureza da mo que ir us-la, o mesmo

    acontece com o cambio de um carro

    (observe a localizao do cmbio dentro

    dos carros sugere o uso por uma pessoa

    destra). Existem tesouras de dois tipos uma

    para pessoas destras e outra para pessoas

    canhotas.

    Portanto podemos ter por definio de base,

    que uma interface uma superfcie de

    contato que reflete as propriedades fsicas

    das partes que interagem as funes a serem

    executadas e o balano entre poder e

    controle. (Laurel, 1993)

    4. Evoluo das Interfaces e sua

    Conceituao

    Interface tornou-se uma tendncia,

    certamente quando se pensa hoje em dia em

  • 3

    Interfaces Humano-Computador (IHC)

    imediatamente se visualiza cones, menus,

    barras de rolagem ou talvez, linhas de

    comandos e cursores piscando. Mas

    certamente interface no s isso.

    Podemos fazer um histrico analisando a

    gerao de interfaces da mesma forma com

    que analisamos geraes de computadores,

    ou seja, fazendo um forte paralelo com os

    componentes de hardware que as suportam.

    De modo Walkers (1990) faz uma analise

    histrica da evoluo das interfaces sob o

    aspecto de tipo de interao entre o usurio

    e o computador e leva a concluso que no

    inicio havia um relacionamento um a um

    entre pessoa e computador atravs de

    chaves e mostradores como nas maquinas

    ENIAC. O advento dos cartes perfurados e

    do processamento em batch substituiu essa

    interao direta entre o homem e o

    computador por uma transao mediada

    pelo operador. Time sharing e o uso dos

    teletipos trouxeram novamente o contato

    direto e conduziram o desenvolvimento das

    interfaces de linhas de comandos e

    orientadas e menu. O estilo de dialogo

    bastante simples, onde uma pessoa faz

    alguma coisa e o computador responde.

    Essa noo simplista de uma conversao

    levou ao desenvolvimento de um modelo de

    interao que trata humano e o computador

    com duas entidades diferentes que

    conversem intermediadas por telas.

    As atuais interfaces grficas representam o

    que vem a ser o meio de significados

    comum, pela aparncia e comportamento

    dos objetos na tela. Este conceito d suporte

    para a ideia de que uma interface um

    contexto compartilhado de ao no qual

    tanto o computador como humano so

    agentes (Laureal, 1993). Enganos,

    resultados inesperados e mensagens de erro

    so evidencias tpicas de uma quebra de

    conversao.

    A noo de metforas de interfaces foi

    introduzida para prover as pessoas um

    equema de funcionamento da interface que

    prevenisse tais desentendimentos, ou seja,

    facilitassem a criao desse contexto

    compartilhado.

    5. Metforas de Interfaces

    Metforas so parte integrante de nosso

    pensamento e linguagem. Elas aparecem

    no somente na poesia ou literatura, mas em

    nossa linguagem cotidiana. E geralmente as

    pessoas no se do conta de que esto

    usando metforas, elas so invisveis.

    Alguns exemplos bastante comuns: gastar

    dinheiro, atacar, defender e destruir um

    argumento; tratar superficialmente um

    assunto; trnsito engarrafado; etc. As

    metforas funcionam como modelos

    naturais, nos permitindo usar conhecimento

    familiar de objetos concretos e experincias

    para dar estrutura a conceitos mais

    abstratos. As caractersticas de metforas

    em nossa linguagem so as mesmas que

    governam o funcionamento de metforas de

    interfaces. O seu uso crescente,

    especialmente em interfaces grficas,

    favoreceu (ou forou) a expanso do

    domnio da rea de design de interfaces,

    com contribuies mais que relevantes de

    outras especialidades como design grfico e

    industrial, lingustica, Psicologia e

    Educao dentre outras. Portanto, uma

    importante contribuio da abordagem

    metafrica foi ter tornado o design e estudo

    de interfaces uma preocupao inter (multi)

    (trans) disciplinar.

    Concluindo, o que vimos nessas primeiras

    sees que no se con