o projeto minc-ufba e a elaboraÇÃo do plano municipal de cultura de ?· municipais de cultura de...

Download O PROJETO MINC-UFBA E A ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE CULTURA DE ?· Municipais de Cultura de Capitais…

Post on 18-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • IV SEMINRIO INTERNACIONAL POLTICAS CULTURAIS 16 a 18 de outubro/2013 Setor de Polticas Culturais Fundao Casa de Rui Barbosa Rio de Janeiro Brasil

    1

    O PROJETO MINC-UFBA E A ELABORAO DO PLANO

    MUNICIPAL DE CULTURA DE SO CAETANO DO SUL/SP:

    PARTICIPAO SOCIAL, ORAMENTO E GESTO CULTURAL

    Srgio de Azevedo1

    RESUMO: O artigo descreve as aes realizadas pelo Projeto de Assistncia Tcnica para

    elaborao de Planos Municipais de Cultura de Capitais e Municpios de Regies

    Metropolitanas, realizado pelo Ministrio da Cultura em parceria com a Universidade Federal

    da Bahia, conhecido como Projeto MINC-UFBA, em So Caetano do Sul, SP, ao longo do

    ano de 2012. Detalha a participao social, a articulao realizada entre Estado e Sociedade

    Civil e a consultoria tcnica realizada pela equipe da UFBA. Descreve as aes,

    procedimentos metodolgicos e o mtodo de trabalho, desde o levantamento da participao

    social anterior, a participao do Conselho Municipal de Poltica Cultural, novos encontros de

    participao colaborativa, elaborao do texto final e da proposta de oramento. Finaliza

    estabelecendo intersees entre a experincia relatada e a ideia de que a Gesto Cultural pode

    cumprir um papel central no desenvolvimento das polticas culturais e da prpria cultura.

    PALAVRAS-CHAVE: Polticas Culturais; Sistema Nacional de Cultura; Sociedade Civil;

    So Caetano do Sul; Plano Municipal de Cultura.

    A sociedade brasileira quer superar o que podemos chamar de ciclo conferencista - o

    qual cumpriu um papel importante no levantamento de demandas - e quer respostas concretas.

    preciso construir caminhos para transformar esse desejo em realidade (informao verbal)

    2. Particularmente, na perspectiva de analista tcnico

    3, considero este o ponto de partida e,

    tambm, a pedra fundamental do Projeto de Assistncia Tcnica para elaborao de Planos

    Municipais de Cultura de Capitais e Municpios de Regies Metropolitanas, realizado pelo

    Ministrio da Cultura (MinC) em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA),

    mais conhecido como Projeto MinC-UFBA ao que compe o Programa de Fortalecimento

    Institucional para Implementao de Sistemas de Cultura. Como resultado dessa ao, o

    municpio de So Caetano do Sul elaborou o Projeto de Lei do Plano Municipal de Cultura:

    um documento de planejamento estratgico para o perodo de 2013 a 2022 com 9 princpios,

    10 diretrizes, 19 estratgias, 08 objetivos gerais, 36 objetivos especficos, 31 metas e 210

    1 Mestre em Artes pela Universidade de So Paulo (USP). Professor de Produo Cultural da Fundao Armando

    lvares Penteado (FAAP) e Professor da Fundao das Artes de So Caetano do Sul (FASCS). E-mail:

    sergiodeazevedo@gmail.com 2 Informao apresentada por Vicente Federico durante a abertura do I Seminrio Planos Municipais de Cultura,

    realizado em Braslia, em maro de 2012. Vicente Federico, professor da Escola de Administrao da

    Universidade Federal da Bahia, foi coordenador do Projeto MinC-UFBA e um dos grandes inspiradores e

    batalhadores pelo desenvolvimento do Sistema Nacional de Cultura. 3 Cada municpio contava com um analista (ou consultor) local, responsvel pela elaborao tcnica do Plano

    Municipal de Cultura.

    mailto:sergiodeazevedo@gmail.com

  • IV SEMINRIO INTERNACIONAL POLTICAS CULTURAIS 16 a 18 de outubro/2013 Setor de Polticas Culturais Fundao Casa de Rui Barbosa Rio de Janeiro Brasil

    2

    aes, alm de indicadores, resultados esperados, impacto desejado, quadro de referncia

    conceitual e plano de gesto 4.

    O Projeto MinC-UFBA surgiu de uma iniciativa do Frum Nacional dos Secretrios e

    Dirigentes de Cultura de Capitais e Cidades de Regies Metropolitanas e foi gestado ao longo

    dos anos de 2010 e 2011. Implantado em 2012, atendeu doze capitais: Aracaju, Belo

    Horizonte, Campo Grande, Florianpolis, Fortaleza, Joo Pessoa, Manaus, Porto Alegre,

    Recife, Rio de Janeiro, So Lus, Vitria e Recife; e oito municpios de regies

    metropolitanas: Betim/MG, Joinville/SC, Laranjeiras/SE, Olinda/PE, Sabar/MG, Santa

    Luzia/MG, So Caetano do Sul/SP e So Leopoldo/RS. O referido projeto se pautou pelas

    seguintes premissas (UFBA, 2012):

    Os Planos Municipais de Cultura capilarizam o Sistema Nacional de Cultura

    (SNC), contribuindo para dinamizar a gesto descentralizada das politicas

    culturais brasileiras, devendo alinhar-se s metas do Plano Nacional de

    Cultura (PNC), institudo pela Lei 12.343, em vigor desde o dia 2 de

    dezembro de 2010. O projeto prev as seguintes atividades: a) Trs

    Seminrios Nacionais de integrao, Alinhamento e Formao Tcnica; b)

    Diagnstico da situao institucional atual da poltica cultural municipal,

    legislao especfica de cultura e construo da viso da cultura em um

    horizonte de 10 anos; c) Visitas de acompanhamentos e assessoramento in

    loco para o desenvolvimento dos Planos de Cultura. O Projeto

    desenvolvido sob a liderana do rgo de gesto cultural do municpio, com

    aporte da consultoria da UFBA, em articulao com o Conselho de Polticas

    Culturais e participao da sociedade civil.

    Os itens componentes do Projeto do Plano e as etapas de trabalho podem ser melhor

    descritas na figura (UFBA, 2012):

    Figura 1 Diagrama do Plano de Trabalho para elaborao do Plano Municipal de Cultura de acordo com o Projeto MinC-UFBA.

    4 O Plano Municipal de Cultura de So Caetano do Sul, ainda no aprovado pela Cmara Municipal, encontra-se

    disponvel no blog do Conselho Municipal de Poltica Cultural, no endereo http://concultscsul.wordpress.com/

    http://concultscsul.wordpress.com/

  • IV SEMINRIO INTERNACIONAL POLTICAS CULTURAIS 16 a 18 de outubro/2013 Setor de Polticas Culturais Fundao Casa de Rui Barbosa Rio de Janeiro Brasil

    3

    A partir do diagrama apresentado anteriormente e do Guia de Orientao para a

    Construo de Planos Municipais de Cultura (UFBA, 2012), vale descrever cada um dos itens

    que compe o Projeto do Plano, de forma a tornar claro cada etapa do trabalho e a relao

    entre cada um. Aps cada explicao, sero apresentados exemplos do Projeto do Plano de

    So Caetano do Sul.

    Caracterizao: Informaes sobre a contextualizao do municpio

    (aspectos histricos, fsicos e geogrficos, demogrficos, econmicos e

    sociais). rea do Municpio: 15 Km2; PIB per capita: R$58.649,50 (mdia

    nacional: R$ 19.016,00);

    Diagnstico: So as explicaes da realidade na qual se quer atuar e mudar.

    Exemplos: Percentual do Oramento Municipal destinado Cultura: 1,39%

    (2012); Nmero de equipamentos culturais: 10; Atendimentos artstico-

    culturais: 442.707 (2011);

    Desafios e oportunidades: a percepo do que precisa ser superado e

    alavancado em conjunto com o que o municpio pode aproveitar a partir do

    dinamismo dos fatos e eventos possveis de ocorrncia no percurso do Plano.

    Exemplos: Oportunidade: Tornar o Municpio de So Caetano do Sul um

    centro de referncia em educao e formao cultural; Desafio: Fomentar a

    criao/produo artstica local;

    Princpios: Proposies elementares e fundamentais que servem de base para

    todo o Plano. Exemplo: O Plano Municipal de Cultura considerar a cultura

    e a arte como esferas e instrumentos indispensveis vida humana e

    cidadania;

    Diretrizes: So linhas de orientao que servem como elementos balizadores

    para o alcance de objetivos, metas e execuo de aes. As diretrizes do

    rumo e direo ao Plano. Exemplos: Promover a cultura nas dimenses

    simblica, cidad e econmica; Desenvolver as reas da Cultura em toda sua

    cadeia produtiva: Educao e Formao Cultural, Criao/Produo,

    Distribuio/Circulao, Difuso, Gesto e Pesquisa.

    Objetivos: Objetivos so situaes ou resultados pretendidos para alcanar

    no futuro desejado. So gerais quando formulados numa ampla perspectiva

    de propsitos e se desdobram em especficos quando so focados em alvos

    mais minuciosos. Exemplos: Objetivo geral: Promover a Educao e

    Formao Cultural no Municpio. Objetivos especficos: Implementar e

    manter aes de acesso fsico, simblico e econmico Cultura; Promover a

    iniciao, a formao livre, tcnica e acadmica para as diversas linguagens

    artsticas e reas da Cultura.

    Metas: Representam o resultado quantitativo a ser atingido no futuro, no

    desempenho de cada objetivo especfico. Exemplos: 8 000 atendimentos por

    ano, at 2014 e por toda a vigncia do Plano, em aes de iniciao e

    formao livre; Sistema Municipal de Fomento e Financiamento

    institucionalizado e implantado at 2014.

    Aes: So os projetos e/ou atividades para o alcance das metas

    estabelecidas. Exemplos: Criar e oferecer ao de musicalizao (iniciao

    em msica) por meio de Corais Comunitrios sediados em bairros da cidade.

  • IV SEMINRIO INTERNACIONAL POLTICAS CULTURAIS 16 a 18 de outubro/2013 Setor de Polticas Culturais Fundao Casa de Rui Barbosa Rio de Janeiro Brasil

    4

    Estratgias: So posicionamentos polticos e/ou tcnicos, convergentes e

    articulados, de carter genrico, para otimizar os recursos existentes,

    viabilizar objetivos e metas, potencializar oportunidades e tornar o Plano

    factvel na perspectiva da viso de futuro projetada para a cultura. Exemplo:

    Articular, por meio de parcerias intersetoriais, a realizao de aes que

    agreguem diferentes organismos pblicos, culturais e de out

Recommended

View more >