o nome já diz tudo: foto-grafia. foto quer dizer luz, e grafia é a escrita da luz. fotografar é...

Download O nome já diz tudo: foto-grafia. Foto quer dizer luz, e grafia é a escrita da luz. Fotografar é escrever com luz! Sem luz não é possível fazer fotos

Post on 07-Apr-2016

215 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • O nome j diztudo:foto-grafia.Foto quer dizer luz, e grafia a escrita da luz.Fotografar escrever com luz!Sem luz no possvel fazer fotos.

  • Podemos dividir entre luzes naturais,que existem na natureza,e artificiais, criadas pela tecnologia.Luzes naturais:- Luz do Sol e das estrelas;- Lua -que reflete a luz do sol para ns a noite;- Fogo;E muitas outras, como raio do trovo

    Luzes artificiais:- Luzes fluorescentes e incandescentes (lmpadas usadasdentro de casa);- Luz de flash (luz gerada pela prpria cmera);- E muitas outras como luz de lanterna, de led, de fogos de artifcio, etc.

  • A fotografia no a obra final de um nico criador.Ao longo dahistria, diversas pessoas foram agregando conceitos e processos que deram origem fotografia como a conhecemos. O mais antigo destes conceitos foi o daCMERA ESCURA.

  • O Filme fotogrfico constitudo por uma base plstica sobre a qual depositada uma emulso fotogrfica. Esta formada por uma fina camada de gelatina que contm cristais de sais depratasensveis luz que chega a ela atravs da lente dacmera.

    Os sais de prata podem ser mais ou menos sensveis luz. Ento, h filmes que exigem maior quantidade de luz para registrar as imagens. Outros permitem o captao com menos luz. A essa propriedade d-se o nome de sensibilidade.

  • Para que essa luz fique registrada, precisamos dos sensores digitais para armazen-las.So peas eletrnicas sensveis a luz que guardam a imagem fotografada, convertendo a luz em sinais eletrnicos que por sua vez so convertidos em imagens.

  • Masnem sempre registramos a fonte de luz, e sim o reflexo dela sobre as coisasque queremos fotografar.

  • Cada fotografia nica, tem identidade prpria, e carrega com ela uma srie de significaes, narrativas e sentidos, determinados no apenas pelo tema fotografado, mas tambm pela forma como foi fotografado, eo dos elementos que compes esta imagem.Assim como em um quadro o pintor utiliza de determinada tcnica, tinta, pincelada etc, tambm a foto podeser destrinchada em itens, para iniciarmos uma leitura de imagem. Ao se analisar ou produzir uma imagem podemos identificar uma srie de variveis que do sentido a ela, o que chamamos de elementos de linguagem.

  • Quanto ao distanciamento da cmara em relao ao objeto fotografado,levando-se em conta a organizao dos elementos internos do enquadramento, verifica- se que a distino entre os planos no somente uma diferena formal, cada um possui uma capacidade narrativa.

  • GRANDE PLANO GERAL: Mostra uma paisagem ou um cenrio completo. O sujeito um elemento dominado pela situao geogrfica.

  • PLANO GERAL: Neste enquadramento, o ambiente ocupa uma menor parte do quadro; divide, assim, o espao com o sujeito. Existe aqui uma integrao entre eles.

  • PLANO MDIO:Mostra um trecho de um ambiente, em geral com pelo menos um personagem em quadro.

  • PLANO AMERICANO:Mostra um nico personagem enquadrado no de corpo inteiro (da cabea at a cintura, ou at o joelho).

  • PRIMEIRO PLANO:Mostra um nico personagem em enquadramento mais fechado que o plano americano (em muitas situaes, o primeiro plano considerado sinnimo declose-up).

  • PLANO DETALHE:Mostra uma parte do corpo de um personagem ou apenas um objeto.

  • William Eugene Smith(1918 1978)

  • Por: Romain Laurent

  • Por: Erwin Olaf

  • Por: Erwin Olaf

  • Por: Clare Richardson

  • Por: Matthieu Palley

  • Por: Sandra Marroig

  • Por: Francesco Carrozzini

  • Por: Martin Parr

  • Por: Patrick Zachmann

  • All by Carli Davidson

  • Por: Paolo Remedy

  • Por: Liu Bolin

  • Por: Julian Wolkenstein

  • Por: Nachoban

  • Por: Chad Choombs

  • Por: Torkil Gudnason

  • Por: Dina Goldstein

  • Por: Dina Goldstein

  • Por: Annie Leibovitz

  • Por: Annie Leibovitz

  • Por: Roeland Verhallen

  • Por: Roeland Verhallen

  • Por: Susan Bein

  • Por: Philippe Hausman

  • Por: Allan Jenkins

  • Por: Bernd Kleinheisterkamp

  • Por: Cindy Sherman

  • Por: David Prifti

  • Por: Deborah Paauwe

  • Por: Dawin Meckel

  • Por: Manjari Sharma

  • Por: Sarah Rose Smiley

  • Por: Iwase Yoshiyuki

  • Por: Iwase Yoshiyuki

  • Por: Toshio Enomoto

  • Por: Toshio Enomoto

  • Por: Filipa Magalhes

  • Por: Filipa Magalhes

  • Por: Filipa Magalhes

  • Por: Jack Delano

  • Por: Gregor Collienne

  • Por: Nicolas Fontas

  • Por: Nicolas Fontas

  • Por: Graham Miller

  • Por: Ari Gabel

  • Por: Richard Nagler

  • Por: Mika Ninagawa

  • Por: Greg Lotus

  • Por: Edith Maybin

  • Por: Lillian Bassman

  • Por: Lynn Geesaman

  • Por: Lynn Geesaman

  • Por: Robert and Shana Parkeharrison