o mundo em transformacao

Download O Mundo Em Transformacao

Post on 05-Apr-2018

218 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 7/31/2019 O Mundo Em Transformacao

    1/29

  • 7/31/2019 O Mundo Em Transformacao

    2/29

    foram adquirindo aes de empresas congneres na Argentina, 36% daQuilmes; 80% da Cervejaria do Sul no Equador; mais recentemente,levantaram a possibilidade de transferncia de parte de sua produo parapases vizinhos do Brasil, desde que seja mais vantajoso quanto aos custos.

    A ltima da Ambev foi o anncio em maro de 2004 da venda de 57% de

    suas aes para uma empresa transnacional com origem na Blgica,transformando-se esta nova fuso na maior empresa mundial na produo decervejas com possibilidades de dominar toda a Amrica, Europa e partesignificativa do mercado consumidor da sia, ao mesmo tempo em que ficadifcil outra empresa transnacional conquistar alguma fatia do mercadoconsumidor brasileiro.

    3. Globalizao fenmeno que engloba tanto a internacionalizao comoa multinacionalizao e, agora, a transnacionalizao, mas que avana,atingindo outros valores numa sociedade; por exemplo, a uniformizaocomportamental provocada pela massificao dos sistemas de comunicao.

    Uma sociedade se globaliza na proporo direta de sua capacidade deconsumo, principalmente por meio de imagens e informaes transmitidaspelos meios de comunicao, como a televiso, o que a globalizao apresentapara uma sociedade no so somente produtos, mas, sim, idias quanto aomercado, democracia, educao, famlia, sexualidade, ao trabalho,lazer etc.

    Um fator importante, responsvel pelos avanos da globalizao foi oesgotamento da fase ps-Segunda Guerra, denominada de guerra fria oucorrida armamentista bipolar, que permitiu a recuperao econmica e ocrescimento dos pases que atualmente formam os blocos econmicossupranacionais, como o NAFTA, UNIO EUROPIA, MERCOSUL, etc.

    Mudanas na base do sistema produtivo, em que a produo em escala oufordista inflexvel e estanque cede espao para uma forma de produo maisflexvel ou toyotista, e os novos instrumentos como a informtica, a robtica e aautomao, resultantes dos avanos cientficos na rea das cinciasestratgicas, o crescimento da nanotecnologia e a biotecnologia, acabamprovocando transformaes na estrutura de funcionamento, substituindo otrabalho humano. Os resultados da nova tecnologia provocam aumento naproduo, produtividade, diversidade e queda no custo final dos produtosfabricados. Ao mesmo tempo em que a maior eficincia tecnolgica fora umprocesso de reciclagem da mo-de-obra, provoca instabilidade poltica e social,

    como o desemprego estrutural e o retorno do comportamento xenofobista.Toda essa situao acaba gerando crise de modernidade, em que associedades mais avanadas atingem a fase ps-urbano/industrial, isto ,concentrando sob o seu comando, o que significa poder, como a tecnologia deponta e o sistema financeiro internacional, ao mesmo tempo em que foramuma desconcentrao das atividades que perdem valor estratgico,transferindo estas atividades para os pases perifricos.

    Por ser um processo mais complexo, seus resultados so mais complexosainda, provocando e at forando, de acordo com a convenincia dos pasescentrais, mudanas na forma de funcionamento das sociedades, como:

    Formao dos megablocos ou blocos supranacionais.

    Retorno do pensamento liberal (neoliberalismo), sob nova roupagem, namanuteno do comando mundial.

  • 7/31/2019 O Mundo Em Transformacao

    3/29

    NEOLIBERALISMO

    A teoria do estado mnimo, defendida pelo pensamento neoliberalcorresponde defesa dos pases ricos que, por meio de suas principais

    representaes internacionais, como o FMI, o BIRD, suas empresastransnacionais, capital e o controle que possuem sobre o conhecimentocientfico, foram os pases pobres a reduzir o poder de seus Estados comoagente econmico, obrigando-os a implantar reformas estruturais, comoprivatizar as estatais e os setores estratgicos, ao mesmo tempo em quemudam a poltica monetria e cambial, facilitando a entrada das empresas e docapital estrangeiro, forando os pases perifricos a reduzirem as barreirasprotecionistas.

    Os representantes dos pases centrais defendem a idia de que osgovernos dos pases pobres devem ter sob sua responsabilidade diretasomente a rea da educao, de preferncia que o Estado cuide somente do

    ensino fundamental, o restante deve ser privatizado. Esta situao foi bemexposta no 31 Frum Econmico Mundial, em Davos, em janeiro de 2001, naSua, para o qual os EUA no enviaram representantes oficiais, demonstrandoa nova poltica externa, do governo republicano do Presidente George W.Bush, da superpotncia nas relaes internacionais, ao mesmo tempo em queocorria o histrico primeiro Frum Social Mundial, em Porto Alegre, no Brasil,no qual grupos organizados que participavam do frum depredaram umalanchonete, bem como invadiram uma fazenda no Paran que estavaplantando transgnicos (OGM).

    importante lembrar que a partir do 11/09/01, os EUA so forados amudarem sua poltica externa, um bom exemplo foi o 32 Frum EconmicoMundial em 2002, nico frum econmico que no ocorreu em Davos, naSua, pois foi transferido para N.York, em solidariedade aos EUA. importante lembrar que a partir desse ltimo frum econmico houve umabrandamento no comportamento dos pases desenvolvidos, basta lembrar quea partir desse frum, ongs, associaes e pessoas importantes que lutam nadefesa de questes sociais e ambientais passam a ser ouvidos nos frunseconmicos.

    Os Fruns Econmicos e Sociais acontecem sempre na ltima semana doms de janeiro. Os ltimos aconteceram em janeiro de 2007 e o assunto empauta mais discutido foram as questes sobre maio ambiente, principalmente o

    aquecimento global e as mudanas climticas, devido ao PainelIntergovernamental Sobre Mudanas Climticas (IPCC), que ocorreu aposteriori) em Paris.

    As mudanas nas relaes de interdependncia entre as naes passarama serem discutidas a partir do ano de 1971, pois a Guerra do Vietn e suasconseqncias para o mundo capitalista ocidenta, principalmente para os EUA,resultaram nesse ano no 1 Frum Econmico, na 1 Reunio do Grupo dosSete (G.7), e os EUA, na poltica Nixon, muda seu cmbio de fixo dlar/ouro,para cmbio flutuante, desregulamentando o comrcio mundial. Alem deexpulsar Taiwan da ONU e incluir a Repblica Popular da China, com cadeirapermanente e direito de veto no Conselho de Segurana da ONU.

    O NOVO PAPEL DAS ORGANIZAES INTERNACIONAIS

  • 7/31/2019 O Mundo Em Transformacao

    4/29

    Banco Internacional de Reconstruo e Desenvolvimento (Bird)

    1980 O Plano de Reformas Estruturais.Para facilitar a liberao de recursos para os pases do sul, basta que os

    pases tomem as seguintes medidas: Avancem nas reformas previdenciria, tributria, fiscal, oramentria,poltico-partidria, judiciria, trabalhista-sindical etc.

    Avancem no processo de privatizaes das estatais.* criao das agncias reguladoras e fiscalizadoras.

    1983 O Plano de Reformas Setoriais ou Estratgicas. Liberalizao da agricultura, como a forma de cultivo da soja no Centro-

    Oeste do Brasil. Privatizar ou terceirizar os servios como tratamento de gua, esgoto,

    coleta e tratamento de lixo etc.

    Privatizar setores estratgicos, como o setor energtico, bancrio, detransportes, sistema virio, de comunicaes etc.

    O Fundo Monetrio Internacional (FMI) assume a responsabilidade deacompanhar, fiscalizar e exigir o cumprimento das medidas impostas pelo Bird.Para isso, elabora o plano econmico neoliberal, que, respeitando a situaopoltica, econmica, cultural e social de cada pas, mantm seu objetivoprincipal, que obrigar os pases perifricos a abrir ou internacionalizar suaeconomia, como o Plano Real no Brasil e o Plano Cavallo na Argentina.

    1989 assinado nos EUA o Manifesto ou Consenso de Washington numatentativa de legitimao do processo de implantao das reformas neoliberaisna Amrica Latina

    Anlise geopoltica

    Como os pases perifricos eram na maioria governados de formaautoritria sob controle da elite militar, era conveniente redemocratizar essespases, pois os militares foram teis enquanto a prioridade maior dos pasescentrais capitalistas era conter os avanos dos movimentos populares detendncia socialista, mas, como, agora, o interesse comercial e econmico, amanuteno dos militares no poder poderia prejudicar a implantao dosblocos econmicos. Que, necessariamente, defende o fim do comportamento

    nacionalista.A nanobiotecnologia resulta numa transferncia de atividades produtivaspara os pases do Sul, alterando o papel de cada pas no comrciointernacional, a Diviso Internacional do Trabalho (DIT), isto , o papelrepresentado por cada pas no processo de reordenamento mundial.

    A tecnologia de ponta resulta em novas mquinas e nova forma deproduo, tendo como conseqncia o desemprego estrutural, fortalecendo,como reao ao processo de globalizao, o retorno de movimentos tnicosseparatistas e o nacionalismo exacerbado.

    cada vez mais difcil analisar de forma sedimentada a realidadeeconmica mundial, mas fcil perceber como as situaes poltica e sociais

    so resultados diretos da realidade econmica e do poder de manipulao docapital financeiro internacional.

  • 7/31/2019 O Mundo Em Transformacao

    5/29

    possvel distinguir como a implantao das idias neoliberais altera aforma de funcionamento das sociedades, principalmente na eliminao dosvalores coletivos e avanos do individualismo. Em contrapartida, o mundo sesurpreende cada vez mais com os discursos de cunho social das autoridadesnacionais e internacionais, quanto necessidade de investir na soluo das

    questes que afetam as populaes do Terceiro Mundo, como a fome, atuberculose, a AIDS, o ebola, o analfabetismo, o excedente populacional, asguerras tribais, de interesse econmico para as empresas multinacionais, comoas guerras de diamantes na frica, pois o processo de excluso tambm estatingindo parcela significativa das populaes dos pases ricos, tanto naEuropa como na Amrica do Norte.

    O