“o meu primeiro guia de aves” - .³o meu primeiro guia de aves, assim se identificou,...

Download “O MEU PRIMEIRO GUIA DE AVES” - .³O meu primeiro Guia de Aves, assim se identificou, elaborou-se

If you can't read please download the document

Post on 18-Oct-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE DE LISBOA

    FACULDADE DE BELAS-ARTES

    O MEU PRIMEIRO GUIA DE AVES

    O desenho como forma de conhecer

    Maria Alice Fava de Jesus Cravina Galego

    Dissertao

    Mestrado em Desenho

    2014

  • 2

  • 3

    UNIVERSIDADE DE LISBOA

    FACULDADE DE BELAS-ARTES

    O MEU PRIMEIRO GUIA DE AVES

    O desenho como forma de conhecer

    Maria Alice Fava de Jesus Cravina Galego

    Dissertao orientada pela Professora Doutora Margarida Calado

    Mestrado em Desenho

    2014

  • 4

  • 5

    RESUMO

    O incio do voo do presente trabalho foi a descoberta pessoal, ao longo das aulas de

    Desenho Cientfico, transformada num enorme prazer de observar e desenhar aves. A

    construo de um Guia de Aves para a infncia surgiu da constatao da sua ausncia nas

    prateleiras de livrarias e bibliotecas da regio de Lisboa. Acreditando que quando se conhece

    se protege, foi desde comeo nossa inteno construir esse guia de aves para a infncia

    atravs do desenho cientfico de identificao, procurando criar um objeto visual que

    futuramente facilite o conhecimento e identificao de um pequeno grupo de passeriformes,

    pequenas aves que diria e livremente partilham os seus movimentos e cantos com cada um

    de ns.

    A curiosidade e o prazer de conhecer e procurar saber a relao do Homem com as aves,

    guiou a fundamentao terica pela sua representao visual desde as pedras da pr-histria

    aos atuais desenhos a lpis e aguarela sobre papel, os Guias de Aves, e a nossa atitude de

    iniciante a observador e desenhador de aves.

    Lembrando Almada Negreiros que um dia pediu a uma criana para desenhar uma flor pediu-

    se a crianas com idades compreendidas entre os dois e os nove anos que desenhassem

    uma ave, procurando entender que perceo existe da forma da ave ao longo da infncia,

    para de certo modo aproximar os nossos desenhos a essa perceo.

    O meu primeiro Guia de Aves, assim se identificou, elaborou-se com a convico de que

    importante o conhecimento e o envolvimento da criana nas diferentes formas da Natureza

    pelo que a observao e conhecimento de aves coloca-a em contacto direto com o meio

    ambiente e com uma forma de vida organizada, a das aves, para que no dia-a-dia assuma

    atitudes de proteo, pois quando se conhece e compreende, protege-se, tanto no presente

    como no futuro.

    Palavras-Chave: desenho cientfico, aves, passeriforme, infncia, guia

  • 6

  • 7

    ABSTRACT

    The starting of the flight of the present work was the personal discovery, during the classes

    of Scientific Drawing, unveiled into the enormous pleasure of observing and drawing birds. The

    designing of a Bird Guide for children came from the realization of its absence in the shelves

    of bookstores and libraries in the area of Lisbon. Believing that you protect what you know,

    from the beginning it was our intent to build this guide for children identifying through scientific

    drawing, trying to create a visual object which in the future would facilitate the knowledge and

    identification of a small group of passerines, small birds which daily and freely share their

    movements and chants with each one of us.

    Curiosity and the pleasure of knowing and researching the relationship between Man and

    birds, guided the theoretical framework by its visual representation, since the pre-historical

    stones till the recent pencil drawings and watercolours on paper, the Bird Guides, and our

    attitude from beginners to observers and drawers of birds.

    Reminding Almada Negreiros who one day asked a child to draw a flower, several children,

    aged 2 year to 9 year olds, were asked to draw a bird, trying to understand the perception of

    a bird that exists during childhood, so as to bring our drawings closer to that perception.

    My first Bird Guide, so was it called, was built under the assumption that the childs knowledge

    and involvement in the different forms of Nature is important, so the observation and

    knowledge about birds places the child in direct contact with the environment and with an

    organized life form. With the contact with birds, day by day the child adopts attitudes of

    protection, because when you know and understand, you protect, in the present as well as in

    the future.

    Key Words: scientific drawing, birds, passerines, childhood, guide

  • 8

  • 9

    Para a Joana,

    que fez os seus primeiros desenhos

    num pequeno Guia de Aves

  • 10

  • 11

    Os pardais piavam no beirado xarriu! xarriu! Xarriu! A casa inteira dormia, e ns vogvamos

    na onda que deve ter embalado o nascer do mundo.

    Aquilino Ribeiro

    E, pensou Alice, para que serve um livro sem imagens, ?

    Lewis Carrol

    O impulso de desenhar to natural como o impulso de falar.

    Kimon Nicolades,

    A vista chega antes das palavras. A criana olha e v antes de falar

    John Berger

  • 12

    Aquilino Ribeiro, A Via Sinuosa, 275

    Lewis Carrol, Alice au Pays des Mervceilles, 11

    Kimon Nicolades, The Natural Way to Draw, 13

    John Berger, 11

  • 13

    Agradecimentos

    A concretizao dO Meu Primeiro Guia de Aves, o Desenho Como Forma de Conhecer foi

    possvel graas participao de vrias pessoas a quem neste momento dirijo um enorme

    obrigada, sentindo no comeo destas linhas uma forte angstia pelo esquecimento de algum

    que inconscientemente possa cometer.

    Agradeo o acolhimento por parte da Faculdade, nomeadamente do Corpo Docente do

    Mestrado de Desenho, que contribuiu com os seus conhecimentos para a formao terico-

    prtica que possibilitou a concretizao do presente trabalho. A todos agradeo, em particular

    ao Professor Henrique Costa, pela descoberta do Desenho Digital, e ao Professor Doutor

    Pedro Saraiva, pela oportunidade de construir um pequeno livro, nas suas aulas de Ilustrao

    de Desenho Editorial.

    Um grande agradecimento Professora Doutora Margarida Calado pela disponibilidade que

    sempre encontrou como Orientadora de Mestrado, oferecendo simptica e generosamente o

    seu conhecimento e saber e motivando-me a cada passo para a sua procura e

    desenvolvimento. De igual modo agradeo Professora Diana Marques, cujas aulas

    despertaram o gosto pelo Desenho Cientifico e o prazer viciante de observar e desenhar aves,

    e como Coorientadora pela disponibilidade para tambm, simptica e generosamente partilhar

    os seus conhecimentos e experincias num desenho para mim to novo.

    Quero tambm expressar aqui o meu agradecimento a todos os colegas que, durante o

    primeiro ano do Mestrado, possibilitaram momentos de convvio e partilha de conhecimentos,

    em especial Sandra, com quem partilhei ideias, dvidas e horas de estudo e pesquisa.

    Um agradecimento tambm a duas amigas e colegas de profisso que com os seus

    conhecimentos e entusiasmo foram um forte contributo para momentos especficos do

    presente trabalho: a Professora Ana Rosa Gonalves com a sua preciosa ajuda quando o

    nosso ingls se tornou insuficiente e Professora Ana Malato cujos vastos conhecimentos

    sobre avifauna, observao e identificao de aves no seu habitat revelaram-se essenciais

    para a correta identificao e concretizao em desenho de algumas espcies.

    Um agradecimento muito carinhoso a todos os pequenos desenhadores e respetivas

    Professoras e Educadoras que generosamente responderam ao nosso pedido de Desenha

    uma ave.

  • 14

    Agradeo ao meu marido, companheiro sempre presente e atento, que assumiu este voo

    um pouco como seu, pelo que depois das suas caminhadas de fim-de-semana chegava a

    casa com fotografias de aves que ia encontrando pelo caminho. E, porque desde o incio

    esteve sempre presente, nos momentos de dvidas, angstias, alegria e paixo; pelo

    incentivo, pelo seu tempo e dedicao, pelo salvamento em pedidos de socorro quando

    no entendamos a linguagem informtica, pelo gosto e prazer de desenhar e tocar livros com

    desenhos e sobretudo pelo carinho e afeto, um obrigada minha filha.

    No posso terminar a j longa lista sem um agradecimento a todas as mos annimas e s

    identificadas que ao longo da caminhada da Humanidade deixaram, como referiu Panofsky

    (1979, 23) registros atrs de si, sem eles e sem todas as aves que diariamente me

    acompanharam deixando-se observar, fotografar, desenhar e ouvir, provavelmente estas

    folhas continuariam em branco.

    Obrigada.

  • 15

    ndice geral

    Agradecimentos ...13

    Introduo...21

    I O porqu e o como.......21

    II O objeto e o seu objectivo..21

    III A pesquisa22

    IV O limite geogrfico e o limite de espcies a observar..23

    V Guia de escrita do trabalho23

    Primeira Parte.23

    Segunda Parte24

    Terceira Parte.24

    Primeira Parte.25

    Capitulo 1: Vidas Paralelas O Homem e o Desenho de Aves...25

    1.1. O desenho de aves na Pr-Histria..26

    1.2. As aves na Cermica do Perodo Halaf (c. 6500-5000 a.C.)30

    1.3. As aves nas paredes dos tmulos e palcios do Egipto31

    1.4. As aves nas paredes de Thera...35

    1.5. As aves na Cermica da Grcia e de Chipre...36

    1.6. As aves nas paredes dos Tmulos Etruscos.....38

    1.7. As aves nos Jardins das Villas de Roma e Pompeia40

    1.8. As aves nas paredes do Cristianismo..42

    1.9. As aves nos Livros da Idade Mdia..