o escudeiro 136

Download O Escudeiro 136

Post on 22-Feb-2016

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Notícias sobre Iguaba e Região dos Lagos

TRANSCRIPT

  • A imprensa deve informar opinar e criticarBRASLIA. A imprensa tem o direito no apenas de informar a sociedade, mas tambm de apresentar crticas ainda quecontundentes e sarcsticas e especialmente quando dirigidas a figuras pblicas, com alto grau de responsabilidade na conduodos negcios do Estado, ESte o teor de uma senteas do Ministro Celso Mello do STF, em deciso que poder servir de nojulgamento de aoes semelhantes contra jornalistas. Fonte jornal O Giobo 10 de Agosto de 2005________________Pgina 09

    Guerra dos farrapos1835 - 1845

    Guerra dos Farrapos ou Revoluo Farroupilha soos nomes pelos quais ficou conhecida a revoluo ouguerra regional, de carter republicano, contra o governoimperial do Brasil[1][2], na ento provncia de So Pedrodo Rio Grande do Sul[3], e que resultou na declarao deindependncia da provncia como estado republicano,dando origem Repblica Rio-Grandense[4]. Estendeu-se de 20 de setembro de 1835 a 1 de maro de 1845

    Srgio Cabral prometeu ajudar Iguabase Huguinho ganhar em 07 de outubro

    _____________________________________________________________________-Pgina 03

  • O Escudeiro1Quin.Set. de 20122

    Tem sido observada aquantidade exagerada deacusaes entre os grupospolticos iguabenses quetentam se apoderar do poder denossa cidade. Para tanto nomedem esforos paraconseguir os tais votinhos deseus pretensos correligionriosque em sua maioria se trocam,ou se vendem pelas ninhariasofertadas pelos seus grandeslderes (???), que os esquecemto logo assumirem o poder.Poder este que s serve parasatisfazer as suas msintenes, pois os outrosderrotados tratam logo aps opleito, apesar de derrotados,correrem s portas da antigapousada (Prefeitura) queningum sabe quem vem a sero verdadeiro proprietrio.Pssimo exemplo aconteceuno governo que acabou em2008, quando da compra de umprdio, antigo salo de bailes,por uma exorbitante cifra,envolta em dvidas e suspeitas,hoje um imvel totalmenteabandonado as margens danossa bela lagoa, e ningum duma satisfao qualquer aoverdadeiro dono de tudo.

    Todavia, de todas as provveisfalcatruas acontecidas emdezessete anos dos governosempossados em Iguaba Grande,a Princesinha da Costa do Sol amaior culpada de tudo semprea imprensa por fazer o dever decasa ao publicar as verdadessobre as mentiras dos desonestosque a governaram, salva-guardando um ou outro, queteimam em blasfemar em praapblica que parte dela comprada. Ainda mais quandointerfere nos interesses escusos

    Provando do prprio venenode um ou outro. Acontece queao provarem do mesmo venenoe serve como exemplo algumaspublicaes pagas em jornal defora do mbito municipal, deampla divulgao estadual, ondeforam veiculadas matriasofensivas de parte de duasfaces rivais comprovando queo mesmo veneno serviu parainfectar o prprio acusador quese sentiu ofendido por ter suasmentiras e desvios publicados enovamente se viu que a verdadedi e machuca. Ficando claropara mostrar que a falta de umaboa ASCOM pode derrubarideias ainda ratificando grandeincompetncia. Incompetnciano para qualquer um!

    Aqui de nossa parte semprefizemos questo de divulgar averdade dos fatos apesar demuitos dos pretensos ementirosos polticos que poraqui perambulam na busca doque existe no interior doscofres municipais parasatisfazer suas ms intenesna primeira chance procuramdenegrir as publicaes eesquecem que eles mesmos namaioria das vezes se utilizaramdas nossas pginas paradestilar seu veneno fingindocontrariedade ou oposio aosoutros grupos. Esquecemtambm como dito acima queaps o pleito apesar defingirem-se de oponentes(Inimigos) logo apsempossados correm as portasdo executivo de planto parabarganharem os empregos paraseus eternos apaniguados.

    Aqui em Iguaba Grandeainda no aconteceu umareeleio, e, virtude dosgovernos que por aqui

    passaram no satisfez avontade, e os interesses docidado e foram amplamentejulgados derrotados nas urnas.Isto comprova que jamaisqualquer um deles cuidouverdadeiramente do interessepblico.

    Ento cabe a ns eleitoreseternamente enganadossabermos escolher aquele querealmente ser melhor para onosso futuro, porque at omomento no apresentaramum modelo de plataformagovernamental. A no serintrigas pessoais que noservem para convencer o quepoderia ser utilizado paratalvez resultar em uma futurarazovel administrao. Aindamais que at a presente data oslegisladores no serve comobom exemplo pela totalimprodutividade, e est maisdo que na hora de seremtrocados, para que possamosde cabea erguida bradar quetivemos o direito de errar comas prprias mos.

    Em relao ao que surgepublicado em nossa imprensalembramos que a nossaverdade jamais ser aceita porquem se apropriou de formainadequada do errio pblico.Exemplo:

    Se voc puder relembre oIGUAVERO 2006 sobre acontratao superfaturada deGrupos Musicais em conluiocom a firma PAGONALVES. Este apenas um dos casos! Deveser amargo provar do mesmoveneno. Quem fala o quequer ouve o que no quer.Recordar viver. Leia e vejamais nas prximas edies.

    Mariquinha: Que saudade minha querida. Muita mesmo!Maricota: Vai entrando que vou acender o fogo pra fazer um chazinho.Aguenta ai um pouquinho s que j volto.Mariquinha: Vou junto l pra cozinha porque em volto do fogo acoisa fica mais quente ainda. Com carinho fica melhor ainda.Maricota: Sem safadeza! Como tu tens visto a situao doscandidatos? D o bule pra mim.Mariquinha: Toma! Acho que tem muita gente sem competncia pramuito dinheiro. Olha a gua pra no ferver o ch.Maricota: Tava com muita saudade de ti. Me d o ch. Que sabor vaiser?Mariquinha: Sendo quente qualquer um serve. De ma cai bem.Maricota: A gua t no ponto. Vai ficar saboroso.Mariquinha: Falando em saudade eu tambm senti tua falta. Me dum pouco de ch.Maricota: Ouviste a entrevista do tal ex que no quer gerao deemprego. Ch quentssimo.Mariquinha: Mas gostosos como sempre. Ele gosta de viver deesmola ao invs dar conforto pro povo. Vai acabar perdendo outravez se for eleito. Como sempre! Ch muito quente.Maricota: Toma, toma na tarraqueta e no aprende. Eta chazinho.Mariquinha: Bom demais. Depois que entra ele se acomoda e osprimos e amiguinhos tomam conta de tudo. J aconteceu duas vezes.Olha a lngua sua futriqueira.Maricota: Ch quentssimo. Mas ele falou que agora tudo vai serdiferente, Daqui pra frente... Ooooolha o ch.Mariquinha: No o Roberto Carlos que canta essa msica?Promessas so vs promessas. O resto fica pra depois. Esse t forte.S tu mesmo. Por que te amo.Maricota: Eu tambm a ti. Ah, e tem o papo que o tal deputado quebanca o vice vai dar 40 KM de asfalto T forte mesmo esse chazinho.Mariquinha: Muito gostoso. Ele pretende pedir mais 60 paracompletar 100 KM ao governador. Mas esse governador j no tinhadado 16 Km em 2009? Chazinho timo.Maricota: Ch quentssimo.Mariquinha: Ah, deixa isso pra l que eles no sabem quanto custa.O dinheiro do povo mesmo. Ento no esquenta no. O ch t bom?Maricota: T bom e forte. E o ex-vice ainda quer ser prefeito denovo? Ser? Olha o ch ai sua fofoqueira.Mariquinha: T timo e saboroso. Ainda est aguardando aimpugnao do ex para tentar vencer. Aguardemos ns. RsrsrsrsrsrsMaricota: Ch quentssimo agora: A genra deu uma entrevista praaquela jornalista e tambm estava mal assessorada. Ela teima em dizerque fazia parte do antigo governo. No bom pra Lea. Tu no achas?Olha o chMariquinha: Mas ela est tendo boa aceitao junto ao eleitorado. o que dizem nas bocas malditas. O ch amornou.Maricota: Mas quem diz isso so os radicais do ex-prefeito. Quenada t forte e quente.Mariquinha: Esse tipo de gente atrapalha os candidatos com certeza.Maricota: Ch quentssimo. Tudo por um empreguinho depois davitria. Trabalho que bom...Mariquinha: Guriiiiia...O rapaz do Rio andou toda a cidade paratentar convencer o povo. Ser que conseguiu algo de proveitoso?Maricota: mesmo! Vou esquentar: T sabendo dos remdios indoembora pr So Pedro? T sabendo? Ferveu tudo de vez.Mariquinha: No acredito que de novo puseram o ladro pra cuidardo roubo. O passado negro. Fica duro de limpar. Esquentou de vez.Maricota: Ch quentssimo. Ferveu demais.Mariquinha: Ls na outra cidade o nosso deputado t dando um banhono candidato do deputado daqui. T sabendo?Maricota: T forte mesmo. 42%. Belo trabalho da sua equipe. Ele bom de discurso e educado. No ofende ningum, mas o outro noperde tempo e atira pra tudo que lado. Chazinho bom esse. S nsduas mesmo.Mariquinha: Acho que vai ter uma grande mudana na rea. O vicedele tambm timo. Olha o ch futriqueira,Maricota: Ch quentssimo. Vamos torcer pra tudo dar certo, inclusivepra gente, pois merecemos ser felizes.Mariquinha: Concordo contigo minha querida. Um beijo pra ti. Teadoro demais. Apesar da lngua felina.Maricota: Eu tambm te quero muito bem. S ns duas mesmo.Mariquinha: Conosco ningum podosco. Com ch quente ento...

  • O Escudeiro1Quin.Set. de 2012 3

    Bloquetes so viveis simEconomicidade ao invs de lucratividade

    Muito chato ter ouvido daboca do ex-prefeito,ontem no 11, hoje no 15,na entrevista dada na rdiolocal, em 18 de setembro,e afirmar a inviabilidadede termos uma fabriquetaque seja de bloquetes,manilhas e outrasmateriais que poderiamgerar emprego na cidadeque ele tanto adora, ondej foi derrotado por duasoportunidades pelos seusprprios erros. Parece queo amigo Huguinho temmedo de governar com osmeios locais. Se no nosfalha a memria dias atrsramos inimigos do taldeputado que afirma que

    nos presentear com 40Km de asfalto. Tomaraseja verdade! Se o futuroministro, hoje governador,nos presentear com mais60 Km estamos feitos.Tomara! Temos o srioproblema da eternadificuldade daconcessionria em nocumprir a parte dosaneamento bsico. Serque estaremos prontospara receber as enchentes?Mas, meu caro Huguinho,que bloquetes so viveissim. Daqui como sempretoro por todos os quatro.T na hora de acordar egovernar com o que temosaqui dentro de casa ao

    Srgio Cabral prestigiou Hugo Canellas

    invs de esmolar comosempre. Veja o beloexemplo de So Jos dosCampos - SP com aproduo dehortifrutigran