o dialeto - edição janeiro 2013

12
Frase do mês O que empobresse o ser humano, não é a falta de dinheiro, mais sim, a falta de fé,motivação e criatividade. Mande sua frase para [email protected] Quinta-feira 10/01/13 Edição 20 Ano 2 Ana Fraga Um jornal direcionado ao pUblico nordestino da Baixada Santista Anuncie 13. 3385.9777 Monumento em homenagem aos Reis Magos Tradição que ultrapassa gerações Dia de Reis Ele fotografou Lampião Benjamin Abrahão Botto foi um fotógrafo sírio-libanês-brasileiro, responsável pelo registro iconográfico do cangaço e de seu líder, Virgulino Ferreira da Silva – o Lampião. Página 8 PÁGINAS 6 E 7 Estação Verão PRAIA GRANDE VEJA PROGRAMAÇÃO PÁGINA 12 Fotos/Divulgação

Upload: renato-cassio

Post on 11-Mar-2016

244 views

Category:

Documents


19 download

DESCRIPTION

Diagramação e Conteúdo Editorial www.cassiobueno.com.br

TRANSCRIPT

Page 1: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Fras

e do

mês

O que empobresse o ser humano, não é a falta de dinheiro, mais sim, a falta de fé,motivação e criatividade.

Mande sua frase para [email protected]

Quinta-feira10/01/13Edição 20Ano 2

Ana Fraga

Um jornal direcionado ao pUblico nordestino da Baixada Santista

Anuncie 13. 3385.9777

Monumento em homenagem aos Reis Magos

Tradição que ultrapassa geraçõesDia de Reis Ele fotografou LampiãoBenjamin Abrahão Botto foi um fotógrafo sírio-libanês-brasileiro, responsável pelo registro iconográfico do cangaço e de seu líder, Virgulino Ferreira da Silva – o Lampião. Página 8

PáginAs 6 E 7

Estação Verão PRAiAgRAnDE

VEjA PRogRAmAção PáginA 12

Fotos/Divulgação

Page 2: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 • Página 2

Quero propor cinco perguntas que cada um deve fazer a si mesmo nesta época do ano. En-quanto estivermos bus-cando as respostas para essas questões, já estare-mos trabalhando no plane-jamento pessoal de 2013.

A primeira pergunta é: O que devo celebrar de 2012? Faça uma revisão so-bre suas conquistas, vitórias, realizações, experiências ad-quiridas e alvos alcançados. Olhar para trás ajuda a fazer autocrítica, conservar o cora-ção agradecido, reviver bons momentos e renovar as es-peranças.

A segunda pergun-ta é: O que devo esque-cer de 2012? Aprenda com seus erros e seus dramas, mas não fique preso a eles. Aceite que pessoas boas também en-frentam momentos ruins. Não deixe que a dor e as frustrações o impeçam de prosseguir. Os problemas podem deixar cicatrizes, mas não podem lhe impe-dir de avançar.

A terceira pergunta

é: O que devo melhorar em 2013? Quais as áreas da sua vida que precisam ser aprimoradas, que ne-cessitam de mais esforço e dedicação. Sempre há algo a melhorar em nossa vida, seja na área familiar, pessoal, espiritual, profis-

sional ou relacional. Deci-da ser uma pessoa melhor neste novo ano.

A quarta pergunta: O que preciso começar em 2013? A vida é composta de rotinas e novidades. A rotina sempre pode ser melhorada, mas também

necessitamos criar algo novo, começar novos pro-jetos e dar o primeiro pas-so para tornar realidade um sonho. Priorize ações novas, seja empreende-dor, estabeleça novos há-bitos e ações.

A quinta pergunta: O que devo aprender em 2013? Busque conhecimento sobre temas que você não domina. Esteja aberto para fa-zer novos cur-sos, ler bons livros, escutar boas palestras, ouvir bons con-selheiros e pro-curar mentores. Aprender é o caminho para

tornar-se habilitado para novos desafios e chegar a patamares mais elevados.

Pense e reflita sobre essas cinco perguntas. Elas irão ajuda-lo a fazer de 2013 um ano extraordinário, quem sabe em sua vida, o melhor ainda está por vir.

Opiniao~

o Ano Velho e o Ano novo

ODIALETOVocê leitor pode falar mande um e-mail para [email protected]

“Como pode as pessoas serem tão mal edu-cadas. Jogam o lixo na praia como se ali fosse um depósito. Não respeitam os outros. Querem usar a praia, ótimo, mas ser civilizado ão faz mal a ninguém ”.

Cleide Amarantis - Canto do Forte

“Começo de ano em São Vicente é igual a Vale a Pena Ver de Novo. Todo ano chove, alaga tudo, as pessoas perdem seus pertences e os políticos pro-metem e não fazem nada”.

Mauro Aparecido Fonseca - São Vicente

“Quando é que vai acabar a criminalidade em nossa região? Os bandidos estão soltos e nós que precisamos ficar presos em casa. É um absurdo.”Shirley B. Arantes, Vila Mirim, Praia Grande

Artigo

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

Rabisco

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

Dê a letra

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

E x p E d i E n t E • Fone: 13. 3385-9777 e-mail: [email protected] - www.cassiobueno.com.br/odialeto

O Jornal O Dialeto é uma publicação da Cassio & Bueno Editora Ltda - CnpJ: 13. 342.109/0001-59 Avenida Conselheiro Nébias, 707 - sala 01 - CEP: 11.045- 003 - Boqueirão - Santos - SP

Jornalista responsável: mtb: 46737/SP - Projeto Gráfico: Cassio & Bueno Design GráficoCirculação: Cubatão, Praia Grande, São Vicente e Vicente de Carvalho

As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

Pense e reflita sobre essas cinco perguntas. Elas irão

ajuda-lo a fazer de 2013 um ano extraordinário

7 De JAneiRoLer é viajar. Esta frase é bastante conhecida não deixa de ser verdade pois foi (e ainda é) através da leitura que o homem passou a conhecer lugares onde nunca esteve, se remeter ao passado histórico ou criado e até mesmo, projetar o futuro. Mas ler nem sempre é uma tarefa fácil. No Brasil, cerca de 25 milhões de pessoas em idade possível de leitura (acima de 5 anos) ainda são analfabetos. E saber ler significa ler e escrever um

bilhete simples. Aquela pessoa que aprendeu a ler e escrever, mas esqueceu e a que só assinava o próprio nomeMais do que exaltar o reinado de Luiz e a beleza de seu baião, o Dia Nacional do Forró está carregado de significados essenciais para este ritmo tão sujeito a preconceitos e com espaço exíguo na indústria musical mainstream. O 13 de dezembro vem conferir crédito e respeito aos músicos e forrozeiros que, não obstante as intempéries no caminho, carregam com orgulho a bandeira do forró pé-de-serra.

Page 3: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Página 3 • Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 NOSSO CANTOENERGIA MAIS BARATA.

FUTURO MAIS RICO.

O Governo Federal decidiu, venceu obstáculos e pode garantir: a conta de luz dos brasileiros vai baixar.

O Governo cortou impostos, taxas e tomou outras medidas, porque o Brasil não pode continuar tendo uma das

tarifas mais caras do mundo. Essa redução no preço da energia vai trazer mais emprego e mais desenvolvimento.

A maioria dos brasileiros apoia a decisão. O Brasil vai crescer ainda mais rápido. E a gente vai crescer com ele.

Page 4: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 • Página 4

CUCO-CUCOVoCÊ SABiA ?

O local mais longe onde já esteve um “fotógrafo” foi a Lua. Neil Ar-mstrong fez esta imagem de seu companheiro Buzz Aldrin em seu passeio no satélite. Apesar de toda a tecnologia necessária para o envio teve um clique feito por um dedo humano para registrar este

momento único na História. Dia do Fotógrafo – 8 de Janeiro

Com créditoSebastião Salgado é o fotógrafo brasileiro mais conhecido no mun-do. Com sua técnica procura expôr de maneira crua a miséria e a pobreza nas mais diferentes partes do mundo. Um estilo de fotogra-fia muito impactante por retratar a realidade de muitas pessoas que

muitas vezes não preferimos ver.

encenação

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

novo AnilinasLE

MBR

ANÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

Santos

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

NOSSO CANTO

Carlos Casagrande fará martim Afonso em sV

Projeto Conhecer fará atividade nos domingos

Centro de Emprego inicia ano com mais de 1.300 oportunidades

“Fico contente por atuar aqui na região e ver o comprometimento da comunidade participando desse grande espetáculo”, afirma o ator Carlos Casagrande

A chance de começar o ano com uma nova colo-cação no mercado de trabalho pode ser alcançada por 1.317 pessoas. Este é o número de vagas disponíveis no Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda de Santos. O local funciona como um elo entre o trabalha-dor e os empresários.

A proposta do espaço é ser um local de atendimento integral ao trabalhador, onde é possível cadastrar currí-culo, habilitar o seguro desemprego e emitir carteira de trabalho. Ali também é feita pré-seleção por psicólogo da unidade e são oferecidas salas às empresas, além de equipamentos de audiovisual, internet, máquina de xerox e equipe de funcionários para suporte.

São fornecidas, ainda, dicas sobre cursos de quali-ficação, postura em entrevistas de emprego e elabora-ção de currículos. O cadastro deve ser feito na rua João Pessoa, 300, de segunda à sexta, das 8h às 17h, com carteira profissional, RG, CPF e cartão do PIS.

O ator, que confirmou sua parti-cipação também em apresentações em municípios vizinhos, participou no sábado, 5, de seu primeiro ensaio com outros integrantes do espetácu-lo. “Embora eu tenha participado há dez anos como o índio Tupinambá, a expectativa é grande que agora o espetáculo será todo musicado”. En-cenação - A 31ª edição da Encena-ção da Fundação da Vila de São Vi-cente – o maior espetáculo em areia de praia do mundo ao ar livre - vol-ta à sua origem histórica e promete mexer com a emoção do público. “A grande novidade é a valorização da história. Vamos mostrar como viviam os índios, a vinda dos primeiros colonizadores, até a chegada da expedição comandada por Martim Afonso para a instalação da Vila. E tudo isso em forma de um grande musical, com mui-ta dança e alegria”, explica o secretário de Cultura de São Vicente, Amauri Alves, também diretor do espe-táculo - são dele ainda o roteiro, a cenografia e as letras das músicas. O elenco conta com mais de 1000 atores profissionais e amado-res, além de outras 200 pessoas na equipe técnica. Mar-tim Afonso será inter-

pretado pelo ator Carlos Casagrande que interpretou o personagem Juan Guilherme na novela Fina Estampa. Cláudio Fontana será Pêro Lopes, Hélio Cícero – já veterano na Ence-nação – terá participação importante como o marinheiro português que conduz a narrativa. Tudo ao som de cantores de mais três muni-cípios: Santos, Cubatão e Praia Grande. A es-treia está confirma-da para 19 de ja-neiro, à s

20h, na Praça Tom Jobim, junto à Praia do Gonzaguinha. Serão quatro apresentações, de 19 a 22 de janeiro, quando é comemorado o aniversário da Cidade. O musical apresentará te-mas especialmente compostos pelo renomado arranjador Flávio Medei-ros, músico, compositor, membro da Academia GRAMMY nos EUA. Ação

social – Outra novidade da Ence-nação 2013 é o caráter social:

os ingressos para as quatro noites do espetáculo serão trocados por leite integral em pó ou achocolatado em pó (o

equivalente a 800 gramas por ingresso, limitado a quatro con-

vites por pessoa). Todo o ma-terial arrecadado será enca-minhado ao Fundo Social de Solidariedade do Município, que por sua vez, repassará às creches municipais e ou-

tras entidades cadastradas. Os ingressos poderão ser trocados a partir do dia 14, em três postos: na bilhete-ria da Praça Tom Jobim, na loja Vip X da Praça Barão e no Brisamar Shopping. As arquibancadas terão ca-pacidade para acomodar 7 mil pessoas por noite.

A montagem dos módulos e da estrutura de apoio aconte-

ce a partir des-ta semana.

O Projeto Conhecer - Educando Para o Trânsito es-tará fazendo uma atividade com as crianças durante os domingos do mês de janeiro no Novo Anilinas. A recre-ação será realizada com os mini buggys da Companhia Municipal de Trânsito (CMT).

Será montado um circuito na Rua Berlamino do Amaral, próximo às mesas de Ping-pong do Novo Ani-linas, com acesso pelo portão que existe no local. Mo-nitores do Projeto Conhecer levarão as crianças para um passeio com o mini buggy, ensinando como eles de-vem se portar dentro do veículo. "As crianças ganharão conhecimento de como devem se portar no trânsito e a importância do uso do cinto de segurança", explica o superintendente da CMT, Marco Fernando da Cruz. A atividade será realizada em todos os domingos do mês de janeiro, das 13 às 17 horas.

Page 5: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Página 5 • Quinta-feira, 10 de janeiro 2013

Até o Carnaval

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

operação Verão de segurança vai continuar

As musas das escolas de samba de Guarujá podem se inscrever para o concurso Rainha do Carnaval 2013, organizado pela Prefeitura de Guarujá com apoio da Liga das Escolas de Samba de Guarujá (Linesg). As inscrições terminam amanhã, na sede da Secretaria Municipal de Cultura, das 14h30 às 17h30

NOSSO CANTOCUCO-CUCO

História de Belém Sua fundação foi em 12 de janeiro de 1616, pelo então Capitão-Mor Francisco Caldeira Castelo Branco. A princípio a cidade era chamada de Feliz Lusitânia, posteriormente de Maria do Grão Pará bem como de Santa Maria de Belém do Grão Pará, assim até chegar a seu nome atual Belém.

Seu Lunga – o cabra mais bruto do mundo!Uma lenda vida, literalmente. Seu Lunga para os mais desavisa-dos é o cabra mais ignorante do mundo. Alguns até dizem que ele está prestes a entrar na seleta lista do Guiness Book – O famoso livro dos recordes - em função disso. Sua fama vai de Norte a Sul do Nordeste e já está tomando conta do Brasil.

Ainda dá tempo!

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

inscrições para Rainha do Carnavalde guarujá se encerra nesta sexta-feira

Para participar, as candidatas devem enca-minhar as fichas de ins-crição com uma autoriza-ção de sua agremiação, comprovando que estão regularizadas e represen-tam a escola. Além disso, devem ter idade mínima de 18 anos; residir em Guarujá por pelo menos seis meses comprovados; cumprir as tarefas da Cor-te Carnavalesca por um

ano; não ter sido eleita Rainha do Carnaval em anos anteriores; solteira; e comparecer com docu-mentos e fotos 3x4 no lo-cal de inscrição.

As participantes deve-rão mostrar à Comissão Julgadora uma série de requisitos como samba no pé, simpatia, espírito carnavalesco, elegância e desembaraço, tudo isso com traje social completo

e fantasia de escola de samba. O desfile aconte-cerá em 19 de janeiro de 2013, a partir das 21 ho-ras, no Vila Souza Atléti-co Clube (Avenida Arthur Costa Filho, 282 – Cen-tro). O resultado será di-vulgado no mesmo dia da competição, e a vencedo-ra leva para casa o prêmio de R$ 2.500.

Na mesma ocasião, a segunda e terceira colo-

cadas do concurso ficam com o título de Princesas do Carnaval, levando para casa R$1.500 e R$1.000, respectivamente. Tanto a rainha quanto as princesas serão coroadas no mes-mo dia, assumindo todas as tarefas e obrigações do cargo, ou seja, a partir da coroação, elas se compro-metem a participar de todos os eventos relacionados ao Carnaval 2013.

Karen Cristina, rainha do Carnaval 2012

Guarujá conta com 400 poli-ciais militares que foram desig-nados à Cidade pela Secretaria Estadual da Segurança Pública. Os profissionais vêm ao Muni-cípio para reforçar a segurança durante as férias. Os agentes vin-dos para a Operação Verão 2012 /2013 ficarão em Guarujá até o Carnaval.

Criada em 1996, a Operação Verão, segundo o comandante do 21º Batalhão BPMI, major PM Ri-valdo Pereira, é muito positiva e

diminui o número de ocorrências nesta época do ano, quando as ci-dades da Baixada Santista atingem um número de visitantes três vezes maior que o de seus habitantes.

“Um número maior de poli-ciais nas ruas diminui o intervalo do patrulhamento entre uma via-tura e outra, aumentando a pre-sença dos agentes nos diversos bairros e vias da Cidade”, expli-ca. Além dos policiais militares, foram enviados à Cidade agentes da Polícia Civil (dois delegados,

cinco escrivães e quatro investi-gadores), além de destacamen-tos (que vem e voltam no fim do dia para suas sedes) da Polícia Rodoviária, o Canil, Cavalaria, ROTA, ROCAM, Grupamento Aé-reo (Águia) e Resgate Corpo de Bombeiros.

Outro reforço enviado pelo Estado foi o de Guardas Vidas Temporários (GVTs), que estão atuando junto com os Guardas Vidas do Corpo de Bombeiros e dos 50 contratados.

Divulgação

Page 6: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 • Página 6festejo

Existe o costume de desmontar os enfeites de Natal e fazer simpatia no Dia de Reis

Dia de Reis Tradição que ultrapassa gerações

Todo dia 6 de janeiro é comemorado o Dia de Reis. Para mui-tos hoje é o dia de desmontar a árvore de Natal, o presépio e fazer simpatias pedindo proteção e fartura aos Reis Magos. No entanto, para os católicos o dia representa a chegada dos três Reis Magos, seguindo a estrela do Oriente, ao estábulo onde Jesus nasceu.

A tradição mais comum está relacionada às sementes de romã, que se colocados na carteira pode trazer dinheiro e fartura durante o ano todo. A simpatia diz que no Dia de Reis, deve-se pegar uma romã e retirar nove sementes pedindo aos três Reis Magos - Baltasar, Belchior e Gaspar -, que nesse ano que se inicia seja repleto de saúde, amor, paz e dinheiro. Depois pegue três das nove sementes e guarde num saquinho ou papel dentro da carteira. As outras três você engole e as últimas três que so-braram você joga para trás fazendo o pedido que desejar.

“Faço isso todos os anos. Nunca fiquei rica, mas também nunca me faltou dinheiro”, disse a dona de casa Marilda Silva.

Os católicos também acreditam em outra tradição. É na missa de hoje que são bentos gizes, que após a cerimônia são distri-buídos aos fieis. “Com o giz bento, a pessoa escreve as iniciais dos três Reis Magos atrás da porta de entrada da casa, pedindo proteção por mais um ano”, contou Maria Aparecida Colette Fe-drizzi, que há anos realiza a tradição.

PELo mUnDoA festa de Reis é ce-

lebrada com mais soleni-dade que o Natal em mui-tos países da Europa. Na Espanha, por exemplo, é comum a troca de presen-tes na data. Na Itália eles chamam a festa da Befana, que seria uma espécie de bruxinha boa que dá pre-sente para as crianças. A tradição é seguida até hoje na Itália: ninguém recebe presente no dia 25 de de-zembro e, sim, no dia 6 de janeiro. Na Europa inteira é feriado no Dia de Reis.

Três das nova sementes de romã

devem ser guardadas dentro da carteira. É a simpatia para não

faltar dinheiro

Natal - Monumento em homenagem aos Reis Magos

‘nA BoA TERRA’ salvador, terra onde a religiosidade transborda seja atra-

vés do candomblé ou do catolicismo não poderia faltar no calendário a Festa de Reis que acontece no bairro da Lapi-nha. iniciada por um tríduo preparatório, a festa tem o seu ápice no dia 5 de janeiro quando ocorre o desfile dos Ternos de Reis que vêm de diversos locais da cidade. Devidamente armados com fantasias e instrumentos, fazendo represen-tações dos Reis magos e outras personagens através de música, dança e versos, os ternos encantam a população que enche o Largo da Lapinha e seus arredores. Um dos ter-nos mais tradicionais é o Rosa menina que vem do bairro de Pernambués. Fundado em 1945, o terno Rosa menina é hoje o mais antigo da cidade, ten-do a frente seo silvano, um dos seus fundadores. A missa principal, celebra-da em geral pelo Arcebis-po da cidade, acontece na igreja da Lapinha onde é possível admirar um maravilhoso presé-pio em tamanho natural. Com-plementando a festa não po-deriam faltar as barracas de comidas, be-bidas e jogos que dão o tom profano.

Fotos/Divulgação

Page 7: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Página 7 • Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 festejo

CAnçõEsEm algumas regiões as canções de Reis são

por vezes ininteligíveis, dado o caos sonoro produzido. isto ocorre quase sempre porque o ritmo ganhou, ao longo do tempo, contornos de origens africanas com fortes batidas e com um clímax de entonação vocal. Contudo, um com-ponente permanece imutável: a canção de che-gada, onde o líder (ou Capitão) pede permissão ao dono da casa para entrar, e a canção da des-pedida, onde a Folia agradece as doações e a acolhida, e se despede.

no sul de minas um grupo de Folia de Reis é composto da Bandeira ou Estandarte que é de-corado com figuras alusivas ao menino Jesus, ou mesmo com palavras relativas à data. outro componente importante é o Bastião que se ves-te de modo característico, mascarado e sempre porta uma espada, este tem a função de folião propriamente dito, levando alegria por onde a folia passa, e como que abrindo caminho para a passagem da Folia que de certa forma represen-ta os próprios Reis magos. o Bastião tem tam-bém a função de citar textos bíblicos e recitar poesias alusivas. na sequência o grupo de vozes se organiza em mestre, Ajudante, Contrato, Tipe, Retipe, Contratipe, Tala, ou Finório. na verdade esses nomes se referem a uma organização das vozes em tons e contratons, durante a cantoria, o que leva a formação de um coro muito agra-dável aos ouvidos. o mestre, por sua vez, tem papel especial de iniciar o canto, que é feito em versos e de improviso, agradecendo os dona-tivos da casa visitada. os outros componentes então repetem os versos, cada qual em sua voz, na cadência definida pelo Mestre, acompanha-dos pelos instrumentos que tocam.

Page 8: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 • Página 8

PersonagemLE

MBR

ANÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

NOSSA CULTURA

Personagem

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

Illmo Sr. Bejamim Abrahão

SAuDAçõESVenho lhi afirmar que foi a primeira

peçoa que conceguiu filmar eu com todos os meus peçoal cangaceiros,

filmando assim todos us muvimento da noça vida nas catingas dus

sertões nordestinos. Outra peçoa não conciguiu nem conciguirá nem

mesmo eu consintirei mais.

Sem mais do amigoCapm Virgulino Ferreira da Silva

Vulgo Capm Lampião

NOtA: Foi mantida a grafia utilizada,

considerando-se o que Lampião era semi-alfabetizado,

tal como se acha transcrita

Embora publicado em jornais, o pouco que se sabe da vida de Benjamim Abraão vem de fontes mescladas entre a mídia historio-gráfica e os meios de subsistência do ambiente nordestino fatos que não se encaixam com a realida-de profissional de um secretário bem como de expert operador de equipamentos de filmagem, muito avançados para a época.

A fim de fugir à convocação obrigatória pelo Império Otomano de lutar durante a Primeira Guerra Mundial, migrou para o Brasil em 1915.

Foi comerciante (mascate) de tecidos e miudezas, além de pro-dutos típicos nordestinos, primeiro em Recife, depois para Juazeiro do Norte, com dois burros (Assa-nhado e Buril) e um cavalo (de nome Sultão), atraído pela grande frequência de romeiros.

Abrahão foi secretário do Padre Cícero, e conheceu o cangaceiro Lampião em 1926, quando este foi até Juazeiro do Norte a fim de re-ceber a bênção do célebre vigário e a patente de capitão, para auxiliar na perseguição da Coluna Prestes,

uma vez que não se encontrou com Lampião em 1924, quando de outra de sua visita à cidade, apesar de lá se encontrar.

A nomeação fora feita, a mando do padre, pelo funcionário federal Pedro de Albuquerque Uchoa, se-gundo uma autorização dada ao deputado Floro Bartolomeu pelo próprio presidente Artur Bernardes - ordem que em nada adiantou, pois não foi respeitada nos demais esta-dos, resultando que Lampião e seu bando jamais efetuaram persegui-ção a Prestes. Em 1929 Abrahão fo-tografou o líder cangaceiro ao lado do padre.

Após a morte de Padre Cícero, Abrahão solicitou e obteve do "Rei do Cangaço" a permissão para acompanhar o bando na caatinga e realizar as imagens que o imor-talizaram.

Para tanto teve a parceria do cearense Ademar Bezerra de Al-buquerque, dono da ABAFILM que, além de emprestar os equi-pamentos, ensinou o fotógrafo seu uso. Por ao menos duas ocasiões esteve junto ao bando de Lampião, realizando seu mister.

Ele fotografou LampiãoBenjamin Abrahão Botto foi um fotógrafo sírio-libanês-brasileiro, responsável pelo registro iconográfico do cangaço e de seu líder, Virgulino Ferreira da Silva – o Lampião. Abrahão morreu assassinado durante o Estado Novo

SErra taLhada, ondE morrEu aBrahão.Abrahão teve seus trabalhos apreen-

didos pela ditadura de Getúlio Vargas, que nele viu um antagonista do regime. Guar-dada pela família de libaneses Elihimas, em Pernambuco, a película foi analisada pelo Departamento de Imprensa e Propa-ganda (DIP), um órgão de censura.

Morreu esfaqueado (quarenta e duas facadas), sem que o crime jamais viesse a ser esclarecido, tanto na autoria como na motivação, donde se especula ter sido mais uma das mortes arquitetadas pelo sistema, como outras ocorridas em situ-ação análoga, a exemplo de Horácio de Matos (embora exista a versão de que o fotógrafo sírio-libanês teria sido alvo de roubo, por algum ladrão, apesar de com este nada de valor haver.

ExCLuSividadEO próprio Lampião assegurou o tes-

temunho, em um bilhete, de que todas as suas imagens eram produto do trabalho de Abrahão.

Nota: foi mantida a grafia utilizada, considerando-se o que Lampião era semi-alfabetizado, tal como se acha transcrita.

Acima: Abrahão, em foto batida pelo cangaceiro Juriti, aparece cumprimentando Lampião. Ao lado: Retratos do cangaço, Virgulino Ferreira da Silva - Lampião

O próprio Lampião assegurou o testemunho, em um bilhete, de que todas as suas imagens eram produto do trabalho de Abrahão.

Fotos/Divulgação

Page 9: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Página 9 • Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 SE LIGA

Xô, dengue!

Ao ser observado o primeiro sintoma da Dengue, deve-se buscar orientação médica no posto de saúde mais próximo. Só depois de consultar um médico, alguns cuidados devem ser tomados, como:

Manter-se em repouso;Beber muito líquido (inclusive soro caseiro);E só usar medicamentos prescritos pelo médico, para aliviar as dores e a febre.A reidratação oral é uma medida importante e deve ser realizada durante

todo o período de duração da doença e, principalmente, da febre. O tratamento da Dengue é de suporte, ou seja, alívio dos sintomas, reposição de líquidos perdidos e manutenção da atividade sangüínea.

Depois da picada do mosquito, os sintomas se manifestam entre três e quinze dias, mas em média de cinco a seis dias. Só depois desse período que os seguintes sintomas aparecem:

dEnGuE CLÁSSiCaFebre alta com início súbito;Forte dor de cabeça;Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos;Perda do paladar e apetite;Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores;Náuseas e vômitos;Tonturas;Extremo cansaço;Moleza e dor no corpo;Muitas dores nos ossos e articulações.

dEnGuE hEmorrÁGiCaOs sintomas da Dengue hemorrágica são os mesmos da Dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta:

Dores abdominais fortes e contínuas;Vômitos persistentes;Pele pálida, fria e úmida;Sangramento pelo nariz, boca e gengivas;Manchas vermelhas na pele;Sonolência, agitação e confusão mental;Sede excessiva e boca seca;Pulso rápido e fraco;Dificuldade respiratória;Perda de consciência.

Na Dengue hemorrágica, o quadro clínico se agrava rapidamente, apresentando sinais de insuficiência circulatória e choque, podendo levar a pessoa à morte em até 24 horas.

Sintomas

Tratamento

Tome os cuidados abaixo e, juntos, vamos combater a doença

Page 10: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 • Página 10RANGO

Arroz na Pressão com Carne-seca

ingREDiEnTEs. 500 g de camarão seco. 500 g de camarão fresco descas-cado. 1 kg de quiabo cortado em rodelas. 1 1/2 litro de água. 1/2 xícara de farinha de mandioca. 1 cebola grande picada. 4 dentes de alho amassados. 4 colheres (de sopa) de azeite ou óleo. Sal a gosto

moDo DE PREPARoDescasque o camarão seco e passe pelo liqüidificador a metade. Reser-ve. Cozinhe os quiabos em água fer-vente. Escorra numa panela e reser-ve. Coloque a água do cozimento do quiabo numa panela e junte a fari-nha de mandioca mexendo sempre.

Reserve.Numa panela refogue a cebola e o alho no azeite por uns 3 minutos. Junte a metade do camarão seco inteiro e os camarões frescos. Refo-gue por 4 minutos mexendo sempre. Apague o fogo.Leve ao fogo a panela com a farinha de mandioca e cozinhe mexendo até formar um creme e sentir que a farinha está cozida. Acrescente os camarões refogados, os moídos e os quiabos e misture bem. Tempere com sal a gosto e misture. Retire do fogo e sirva.

DiCA: pode-se cozinhar os quiabos inteiros e, depois de escorridos, cor-tá-los em rodelas. Isso evita criar a baba.

ta

cho

Ras

pa d

oR

aspa

do

Essa é pra você recortar e guardar, faça seu livro de receitas típica brasileiras

Faça suas anotações:

CARURU mARAnhEnsE

CUCO-CUCO

ingREDiEnTEs. 2 xícaras (chá) de arroz. 2 colheres (sopa) de óleo. 1 cebola picada. 250g de carne seca dessalgada e desfiada. 1 pimentão pequeno vermelho pequeno cortado em cubos. 1 pimentão verde pequeno cortado em cubos. 1 cenoura cortada em cubos. 4 xícara (chá) de caldo de legumes. Sal e pimenta a gosto. Salsa picada a gosto

moDo DE PREPARoNa panela de pressão, aqueça o óleo, refogue a cebola, a carne, os pimentões, a cenoura e o arroz.. Junte o caldo de legumes, o sal e a pimenta. Tampe panela, deixe cozinhar durante 4 minutos depois do início da pressão. Desligue o fogo, retire a pressão e abra a panela. Coloque em uma travessa e sirva em seguida.

DiCA: para retirar a pressão da panela, coloque-a sob a torneira de água fria.

Camarote Recife 2013, no Galo, vai ter até sushiUlysses Pernambucano, Riva Campina, Iranzinho Peixoto e Daniel Asfora se juntaram em prol do desfile do Galo da Madrugada e prepararam o Camarote Recife 2013, que tem como finalidade principal oferecer luxo a quem passar por lá. Buffet completo com café da manhã, massas, salgados, doces e – pasmem! –até sushi serão servidos no espaço, que faz parte do Galo Premium; além de open bar de cerveja, whisky e vodka importada, refrigerantes e água.

Page 11: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Página 11 • Quinta-feira, 10 de janeiro 2013

ÁRieSO período indica que a sorte vai te favorecer,

mas afaste-se de pessoas pessimistas. Assuma a responsabilidade sobre os seus sucessos e fracas-sos e evite esta tendência de culpar os outros. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

TouRoO período favorece a meditação. Valorize a sua

intuição e não queira resultados da noite para o dia. Lembre-se de que os conflitos fazem parte da vida de todo mundo. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

GÊmeoSO período é excelente para renovar o guarda-

roupa e o visual. Cuide da saúde e da beleza. Seja mais tolerante com as pessoas de um modo geral, e principalmente com a pessoa amada.• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

CânCeRMudanças importantes poderão ocorrer. Tenha

calma e conte com sua capacidade de trabalho para resolver assuntos relativos a dinheiro e dívidas. Lembre-se de que nada acontece por acaso. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

LeãoO momento é de paz e recolhimento. Aproveite

para reforçar os laços familiares. O período indica que deve ser evitado qualquer especulação no trabalho e nos assuntos financeiros. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

ViRGemLembre-se de que tudo o que fizer hoje refletirá

no amanhã. Por isso, controle a sua impulsividade e meça as suas palavras. Tenha paciência com a pessoa amada.• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

LiBRANão tape o sol com a peneira e enfrente seus

problemas de frente. Enganar-se a si mesmo não é solução para os seus conflitos. Tenha cautela nos assuntos financeiros.• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

eSCoRPiãoO período não favorece o trato de assuntos

sentimentais. Meça suas palavras no trato com a pessoa amada. No entanto, os assuntos de trabalho e financeiros estão em alta. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

SAGiTÁRioTenha cautela no trato com todos. Procure

liberar a sua criatividade, mas respeite a opinião alheia. Procure não especular quando o assunto for dinheiro ou trabalho. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

CAPRiCóRnioNão fique esperando que as coisas caiam do céu

ou que outras pessoas façam o que tem que ser feito por você. Canalize a suas energias na solução dos seus problemas e não deixe o mau-humor te dominar. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

AquÁRioVocê precisa ser mais atuante se quiser alcançar

seus objetivos. No entanto, aja com prudência e inteligência. Não queira resultados imediatos. Os seus objetivos poderão ser colocados em prática. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

PeixeSNão se preocupe demais com os outros, princi-

palmente com a opinião alheia. Siga a sua intuição e persiga seus objetivos. Bom para tratar de assuntos de trabalho. 2013 será um bom ano para você.• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Signos

não se pode viver só por sonhar

RESENHA

Passe o tempoCordel

CUCO-CUCOPovoado de Anajatuba festeja São Benedito há 119 anos Seis quilômetros de caminhada e milhares de fieis em louvor a São Benedito, no bairro Rosarinho, povoado São Benedito, município de Anajatuba. O festejo, que iniciou dia 1º deste mês, é inspirado nas novenas religiosas e nas procissões da matriz africana com batuques de tambores de crioula. A expectativa é que cerca de 20 mil pessoas participem nos dias de evento, número que se multiplica a cada ano, segundo organiza-

ção. O diferencial, aponta os organizadores, é que, todo ano, um devoto assume o festejo e se responsabiliza pela sua preparação. A incumbência se dá com a finalidade de pagar as promessas feitas. Esta é a 119ª edição do festejo no município.

O mastro é “batizado” com bebidas alcoólicas, que servem também como estimulantes do esforço físico

O Mal anda a galope absolutoNo corcel da Arrogância à rédea solta,A Injustiça caminha desenvoltaE o combate à Violência dissoluto.Sonho que haja um choque resolutoPara o Crime poder retroceder,Sonho a Paz nessa terra florescerE a Justiça, justiça proclamar.Não se pode viver só por sonhar,Mas sem sonho não dá pra se viver!

Todo dia sofremos grande baqueAo ouvir as notícias da nação,São escândalos demais: corrupção,Marginais investindo ousado ataque,Homicídios, sequestros, bullying, crack,E a família não sabe o que fazer,Contudo, eu prefiro ainda crerQue o sol da decência irá raiar.Não se pode viver só por sonhar,Mas sem sonho não dá pra se viver!

Dá vergonha e nos enche de tristezaVer políticos sem ética e elegânciaAtolados na lama da ganância,Sectários do luxo e da riqueza,Leiloando o país, a natureza,Mas, já vejo este quadro esmaecer.Sonho um dia no topo do poderTer quem saiba amor disseminar.Não se pode viver só por sonhar,Mas sem sonho não dá pra se viver!

Não mergulho no mar da utopiaNem caminho no bosque das injúrias,Não me sento na sala das lamúrias,Do malogro não quero companhia.Com meus versos, florais de poesia,Vou compondo canções de bendizer,As mazelas eu tento dissolverNa esperança do amor ressuscitar.Não se pode viver só por sonhar,Mas sem sonho não dá pra se viver!

Sonho ver nossa Pátria humanizadaCom políticos gentis e desvelados,Os direitos humanos preservados,E a Justiça sem nódoa e respeitada.A família em Deus sintonizada,O alinho marcando o proceder,Em tapetes de sonho adormecerE com gorjeios suaves despertar.Não se pode viver só por sonhar,Mas sem sonho não dá pra se viver!

Sou poeta, romântico e sonhador,Sonho a vida bordada de cultura,Adornada com enfeites de ternura,Adoçada com mel de puro de amor,Perfumada com pétalas de flor,Recheada de graça e de prazer,Temperada de afeto e bem quererE a bandeira da paz a flamejar.Não se pode viver só por sonhar,Mas sem sonho não dá pra se viver!

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Solução

www.coquetel.com.br © Revistas COQUETEL 2013

A voltado diabinhomais encapetado

de todosos tempos!

pegando fogonas bancas!

© 2

013

Cla

ssic

Med

ia, L

LC.

BANCO 124

MBCUNGUENTO

MADREPEROLAANRRUN

ANGELBANANAAÇORESEL

ASAUTIFCULINARIA

ALIALLAMBAMIZADEAE

ATOUNOT

VIGORTUPICAMAROTESATLASMSAGITARIO

Pasta comproprie-

dades te-rapêuticas

Patente deNapoleãoBonaparte

(Hist.)Substâciaorgânicautilizadaem joias

Zuzu (?), es-tilista que confrontoua Ditadura

GeorgeOrwell,escritor

de "1984"

(?) Mans,cidade

francesaCorrer,

em inglês

(?) split, sobreme-sa comsorvete

A RomaBrasileira,em SãoPaulo

Expressãotípica

mineira(bras.)

Sufixo de"nitrila"

O som do"ph" empalavrasinglesas

Efeito de filmadoras

digitaisCordeiro,em inglês

Fora, eminglês

(?) colori-da: rela-

cionamen-to informal

Animalcomo a

Hello Kitty

Aranha amazônicaque não

tece

(?) Vegas,cidade dajogatina(EUA)

LínguaindígenaRato, em

inglês

Sol, eminglês

Habilidosa(a artista)

Signo as-trológico

com a figu-ra de umcentauro

Energia;potênciaMelhoresassentosem umacasa deshows

Peça que controla ofluxo de água da bica

Teriam causas natu-rais e não humanas, segundo os céticos doaquecimento global

Liga

Milha marítimainternacional

(símbolo)Monograma de "Rita"

Arquipélagoautônomoportuguês A brasileiraé famosapela suafeijoada

Sustenta ocorpo dos vertebradosProblema educacio-nal inexis-tente em

Cuba

Cerveja, em inglês

SingularCorridaradical

(autom.) U N O

3/ami — itu — out — rat — run — sun. 4/beer — lamb — zoom. 5/angel. 6/açores. 11/madrepérola.

Page 12: O Dialeto - Edição Janeiro 2013

Quinta-feira, 10 de janeiro 2013 • Página 12

BoqueiRãoQuintas-feiras

Sextas-feirasDas 9 às 10 horas - Ginástica LivreDas 10 às 11 horas - Vôlei de PraiaDas 11 às 12 horas - Futebol para CriançaDas 11 às 13 horas - GravuraDas 13 às 15 horas - Futebol para CriançaDas 15 às 17 horas - PipaDas 16 às 17 horas - Ginástica Livre

SábadosDas 9 às 10 horas - Ginástica LivreDas 10 às 13 horas - Escultura em AreiaDas 10 às 11 horas - Futebol para CriançaDas 14 às 15 horas - Vôlei de PraiaDas 14 às 16 horas - GravuraDas 15 às 16 horas - Ginástica LivreDas 16 às 17 horas - Dança de Salão

DomingosDas 9 às 10 horas - Ginástica LivreDas 10 às 11 horas - Futebol para CriançaDas 11 às 12 horas - Arte e CriaçãoDas 11 às 12 horas - Vôlei de PraiaDas 14 às 16 horas - Origami/ PipaDas 15 às 16 horas - Futebol para CriançaDas 16 às 17 horas - Ginástica Livre

AViAÇãoQuintas-feirasDas 9 às 10 horas - Ginástica LivreDas 10 às 13 horas - Escultura em AreiaDas 11 às 12 horas - Vôlei de PraiaDas 14 às 15 horas - OrigamiDas 15 às 16 horas - Ginástica LivreDas 16 às 17 horas - Dança de Salão

Sextas-feirasDas 9 às 10 horas - Ginástica LivreDas 10 às 12 horas - TeatroDas 10 às 11 horas - Vôlei de PraiaDas 11 às 13 horas - GravuraDas 14 às 16 horas - Arte e CriaçãoDas 15 às 16 horas - Vôlei de PraiaDas 16 às 17 horas - Ginástica Livre

SábadosDas 9 às 10 horas - Ginástica LivreDas 10 às 11 horas - Futebol para CriançaDas 11 às 12 horas - Vôlei de PraiaDas 11 às 12 horas - ParangoléDas 14 às 16 horas - GravuraDas 15 às 16 horas - Futebol para CriançaDas 16 às 17 horas - Ginástica Livre

DomingosDas 9 às 10 horas - Ginástica LivreDas 10 às 11 horas - Futebol para CriançaDas 11 às 12 horas - Vôlei de PraiaDas 12 às 13 horas - Arte e Criação /PipaDas 14 às 16 horas - OrigamiDas 15 às 16 horas - Futebol para CriançaDas 16 às 17 horas - Ginástica Livre

TuPiQuintas-feiras09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para criança11 - 12h Volei de Praia11 - 12h Parangolé14 - 16h Gravura15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Sextas-feiras09 - 10h Ginástica Livre10 - 13h Escultura em Areia11 - 12h Arte e Criação11 - 12h Volei de Praia13 - 15h Gravura14 - 15h Futebol para Criança15 - 16h Ginástica Livre16 - 17h Dança de Salão

Sábados09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para Criança11 - 12h Volei de Praia11 - 12 h Arte e Criação14 - 16h Origami15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Domingos09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para Criança11 - 12h Volei de Praia10 - 11h Pipa11 - 12h Parangolé14 - 16h Gravura15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

oCiAnQuintas-feiras09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para criança11 - 12h Volei de Praia12 - 13h Arte e Criação14 - 16h Gravura15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Sextas-feiras09 - 10h Ginástica Livre11 - 13h Pipa11 - 12h Volei de Praia14 - 15h Parangolé15 - 16h Futebol para Criança15 - 16h Origami16 - 17h Ginástica Livre

Sábados09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para Criança11 - 12h Arte e Criação13 - 14h Volei de Praia14 - 16 h Gravura15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Domingos09 - 10h Ginástica Livre10 - 13h Escultura em Areia10 - 11h Vôlei de Praia11 - 12h Parangolé14 - 16h Origami15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Dança de Salão

CAiÇARAQuintas-feiras09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para criança11 - 12h Volei de Praia12 - 13h Gravura15 - 16h Futebol para Criança15 - 16h Parangolé16 - 17h Ginástica Livre

Sextas-feiras09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para criança11 - 12h Volei de Praia11 - 13h Origami14 - 16h Arte e Criação15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Sábados09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para Criança11 - 12h Volei de Praia11 - 13 h Parangolé14 - 16h Gravura15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Domingos09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para Criança11- 12h Vôlei de Praia11 - 12h Arte e Criação15 - 16h Futebol para Criança15 - 16h Origami16 - 17h Ginástica Livre

ReALQuintas-feiras09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para criança11 - 12h Vôlei de Praia11 - 13h Parangolé14 - 16h Gravura15 - 16h Futebol para criança16 - 17h Ginástica Livre

Sextas-feiras09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para criança11 - 12h Vôlei de Praia11 - 13h Arte e Criação14 - 16h Origami15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Sábados09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para Criança11 - 12h Vôlei de Praia11 - 12 h Parangolé14 - 16h Gravura15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Domingos09 - 10h Ginástica Livre10 - 11h Futebol para Criança11- 12h Vôlei de Praia11 - 13h Arte e Criação14 - 16h Origami15 - 16h Futebol para Criança16 - 17h Ginástica Livre

Estação Verão tem extensa programação musical em Pg

FESTANCAuHuuuu

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

A

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BRAN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA

LEM

BR

AN

ÇA LE

MB

RA

ALE

MB

RA

A

LEM

BR

AN

ÇA

tendas oferecem atraçõs culturais e esportivasPara quem gosta de música de quali-

dade, o projeto Estação Verão, em Praia Grande, é uma boa opção. Até o domingo, 13, as seis tendas espalhadas na orla dis-ponibilizam gratuitamente bailes dançan-tes e apresentações no estilo happy hour para público de todas as idades. A pro-gramação completa do projeto, que inclui oficinas culturais e atividades esportivas, segue até o dia 12 de fevereiro. As tendas estão instaladas nos Bairros Boqueirão, Aviação, Tupi, Ocian, Caiçara e Real.

As apresentações com happy hour da semana acontece sempre das 19 às 22 horas. Os shows dançantes da semana, que acontecem das 20 à meia noite, co-meçam hoje com Simone Alfaro (Bairro Boqueirão); Johnny Brasilian Band (Bair-ro Aviação); Oliver Band/AlexOliver (Bair-ro Tupi); Adriano Neves & Banda (Bairro

Ocian); Musical Multson (Bairro Caiçara) e Banda Musikroma (Bairro Real).

Amanhã, se apresentam Jonny Brazi-lian Band (Bairro Boqueirão); Pacific Show Band (Bairro Aviação); Roberto & Ariel (Bairro Tupi); Musical Requinte (Bairro Ocian); Banda Imagem & Cia (Bairro Cai-çara) e Giovanni Music Band (Bairro Real). Sábado, 12, as apresentações começam com Luiz Romano & Cia (Bairro Boquei-rão); Zago Art Show (Bairro Aviação); Lo-bão Quartet (Bairro Tupi); Simone Alfaro & Banda (Bairro Ocian); Musical Cabaret (Bairro Caiçara) e Nayat Jordan & Com-pany (Bairro Real).

Esporte e oficinas artísticas – Sempre de terça-feira a domingo, das 9 às 17 ho-ras, as seis tendas oferecem atividades esportivas como ginástica e aulas de vôlei e atrações culturais.

Jairo-Marques/PMP