o correio ed 960

Download O correio ed 960

Post on 28-Mar-2016

244 views

Category:

Documents

19 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um jornal de verdade

TRANSCRIPT

  • LAGUNA/SC - ANO XVIII - EDIO 960 - LAGUNA/SC 22/06/2013 - R$ 2,00 - JORNAL BISSEMANAL O Senhor meu pastor, nada me faltar

    Laguna: 3646-5123 / 9926-6333Brao do Norte: 3658-2446 / 9627-3120

    Fone: 3646-2488Fone: 3646-2488

    Dr. Mauro Srgio Fernandes da Silva CRM 8789 - Pediatra

    Rua. Voluntrio Fermiano. 60 Laguna SC

    A sade de sua criana merece a ateno de um especialistaDiretor TcnicoMauro Srgio Fernandes da Silva

    CRM 8789 - PediatraRQE 4329

    Prximo a Colnia de Pescadores Temos sala de Vacinas

    Visite o site: http://clinicavidalaguna.wix.com/vidaRecebemos vacina contra a gripe 2013

    EXCURSOSESC PANTANAL/MTDe 08 a 13 de setembro Viva a natureza em toda a sua beleza nesta viagem inesquecvel.Informaes e Reservas: (48) 36440152 ou acesse sesc-sc.com.br

    A voz do povo

    Manifestantes protestam contra aumento no salrio de

    secretrios e adjuntos do municpio(Pgina 04)

    Laguna recebeu a 1 Etapa do Circuito Desportivo Brasileiro

    Feminino Oceano de Bodyboard 2013

    Confer apresenta cronograma de aesA chuva dos ltimos dias, ocasionou uma srie de problemas com a obra de saneamento bsico no municpio. O fato provocou uma reunio emergencial entre o presidente da Casan, Da-lrio Beber, prefeito Everaldo dos Santos.

    (Pgina 09)

  • O CORREIO P. 02NOSSAS UTOPIAS

    Advocacia & Assessoria

    Dr. Victor Baio PereiraOAB/SC 15.896

    Atanazio Lameira lameira00@hotmail.com

    EXPEDIENTEFundado em 29.07.1995

    Direo Geral: PAULO SRGIO SILVAJORNAL O CORREIO. LTDA. ME.

    C.G.C. 03.002.178/0001-60 Insc. Mun. 54.0375

    Redao e Administrao:Rua Voluntrio Fermiano, 52 - Centro Fone: (48) 3644-3959 - Laguna/SC

    Nmero Avulso: R$ 2,00 Assinatura Semestral (Bissemanal) R$ 100,00

    Tiragem: 1.000 exemplaresOs artigos assinados so de

    responsabilidade de seus autores. Circulao quartas-feiras e aos sbados :

    Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubaro, Garopaba, Imbituba, Paulo Lopes, Imaru e Jaguaruna.

    E-mail: ocorreio@ocorreio.net hp:http://www.ocorreio.net

    Este jornal filiado:

    Visite o meu: Blog: athanaziolameira.blogspot.com

    LAGUNA/SC 22/06/2013

    Causas cveis: aes possessrias, indenizatrias e de famlia.

    Rua Raulino Horn - Centro - Fone 3644-6882 LAGUNA/SC

    Reinventando o Profissional

    artigo

    Hora do cafezinho

    Paulo Srgio Silva

    Teimar, sim ou no?Outro dia, presenciei um fato simples, mas no raro, que me levou a fazer algumas reflexes. Acompanhe! A secretria de uma grande empresa teimava com o chefe: Toda vez que resolvemos mudar nossas entregas, houve muitas reclamaes.

    O chefe insistia: O mercado mudou e entregar no dia e na hora combinada no faz diferena, devemos mudar este conceito e entregar no dia e hora com algo mais. Resol-vemos ento criar um canal de comunicao com nossos clientes e, ao contato pr-entrega, descobrir informaes para que tenhamos aes de encantamento. Nossos pro-dutos so direcionados s pessoas fsicas, que decidem a evoluo do mercado.

    A secretria argumentava: Mas, afinal de contas, qual o nosso foco? Oferecer segurana, credibilidade e satisfao dos clientes, no ?. O chefe respondeu: Claro que sim, mesmo assim, acredito que devemos melhorar esta relao. Bem, chefe manda e a empresa criou um telemarketing para interagir com os clientes.

    Enfim, uma inovao! Os resultados no foram os melhores, j que cada cliente, por ser diferente, comeou a exigir aten-dimento personalizado, ou seja, alguns queriam entregas

    antecipadas, outros em horrios noturnos, etc. Virou um caos. Resultado: perderam clientes e abriram espaos para os concorrentes.

    Afinal de contas, a secretria estava com a razo em tei-mar? Porque assim que os empresrios/chefes vem este tipo de comportamento dos seus colaboradores. Criar ou inovar no o mesmo que simplesmente mudar. Esta empresa tentou de tudo e foi um fracasso.

    A secretria poderia at ser uma daquelas que dizem no a tudo, que no gostam de mudanas, reclamam de mais trabalho ou no assumem outras responsabilidades, mas isso no a faz uma zero esquerda. Principalmente por ter um bom conhecimento da empresa e de seus clientes, ela j tinha visto que acontecerem coisas do arco da velha, por isso, resolveu questionar - o que, para o chefe, era teimosia.

    Resolveram recuar, fizeram um novo planejamento e passaram a fazer o simples: a maior segurana que os clientes desta empresa tinham era a pontualidade - dia e hora certa. No adiantava inovar sem manter o foco principal.

    Reflita: quantas mudanas voc j tentou em sua em-presa; quantas deram certo; quantas foram planejadas;

    Meu barco pirataUm barco no pode ficar muito tempo no cais. Afinal foi construdo para navegar. Conhecer ou-tros portos correr perigo nas ondas e correntes marinhas. Um barco no foi feito para ficar a merc daquele que pensa ser seu dono. Um barco muito mais que uma construo, de madeira, ao e outros materiais. Um barco tem alma e, por isso viaja e nem pensa em criar limo no cais.

    Algumas palavras de confortoNo quero lhe falar coisas ruins, vamos atentar para as coisas boas da vida. Observar o pssaro, a natureza com um todo. Um gesto humano ajudando algum que sofre. Algumas palavras de conforto. Sorrir mais, ao invs de xingar tudo e todos a nossa volta. O bom humor transforma o ambiente resolve problemas com facilidade.

    Nossa vida nosso bem maiorNo se pode trocar o amor por dinheiro. No se pode valorizar mais o carro, a casa, em detrimento do ser humano. Nossos valores precisam se revistos. Nossa vida precisa ser valorizada. Nossa vida nosso bem maior.

    Os homens infelizesH sempre algo no explicado que apesar de no justi-ficar faz com que, alguns homens sejam to calhordas, to canalhas. No vejo motivo para tanta maldade. Talvez na infncia, adolescncia esteja o ponto central para uma anlise, mas que na verdade estes homens, que s vezes nem poderiam ser chamados assim, praticam violncias de toda ordem e, depois saem do local, como se nada tivesse acontecido.

    As manifestaes populares que vm ocorrendo du-rante a semana em diversos pontos do pas podem estar tomando um rumo de confronto, advertiu o deputado Sargento Amauri Soares (PDT) durante a sesso ordinria da manh de quinta-feira (20). As passeatas, que inicialmente estimularam os gestores pblicos a refletirem sobre suas prticas, disse, esto ganhando um vis ideolgico-partidrio, no qual se procura reprimir a participao das organizaes sociais, fato que no ser aceito.De acordo com Amauri Soares, ao contrrio do que est sendo divulgado por alguns veculos de comu-nicao, a recusa dos participantes em empunhar bandeiras e cores partidrias no decorre somente do desejo comum, mas da imposio de algumas lideranas com interesse em obter ganhos polticos. "Acredito que realmente exista esse sentimento na sociedade, mas algumas aes de fora fsica esto sendo tomadas por pessoas que no so isentas de filiao poltica, sendo at mesmo detentores de cargos comissionados".Ele afirmou ainda que as organizaes sociais e movimentos populares no vo seguir tendo o direito manifestao reprimido e um clima de confronto pode ganhar as ruas j nesta quinta, quando esto programados eventos de protesto nas principais capitais brasileiras.

    O deputado estadual Manoel Mota protocolou nesta quinta-feira, 20, na Assembleia Legislativa, Projeto de Lei n 0217.5/2013, que dispe sobre a destinao de verbas da publicidade oficial das campanhas de interesse pblico do Governo do Estado em jornais alternativos, blogs, sites ou portais eletrnicos e TVs comunitrias.O PL prope que seja destinado, no mnimo, 20% do total da verba da divulgao dos atos oficiais para veculos alter-nativos, o que poder dar um formato ainda mais plural a comunicao social. Este projeto de lei visa garantir a mais ampla diversidade e pluralismo na veiculao da publicidade oficial do Estado, uma vez que as informaes/notcias transmitidas esto sempre ligadas a campanhas e/ou informaes de interesse pblico, destaca Mota.Francisco Peixoto do Nascimento apresentou requerimento solicita ao Sr.Joo Rodrigues, Secretrio de Estado da Ag-ricultura e da Pesca, a possibilidade de destinar recursos ou uma draga para que seja feito a dragagem de parte da Lagoa Santo Antonio dos Anjos na localidade da Passagem da Barra.Enquanto isso o vereador Rodrigo Moraes encaminhou solicitao prefeito Everaldo dos Santos que determine URGENTEMENTE a abertura de processo licitatrio para contratao pelo perodo de julho a dezembro de 2013, de caminhes hidrovcuo e hidrojato para limpeza da rede pluvial do bairro Mar Grosso.Por outro lado requeru ao presidente da Cmara Roberto Alves de Vereadores que requisite ao Exmo. Sr. Dr. Rogrio Mariano do Nascimento, Juiz da 2 Vara da Fazenda da Comarca de Cricima a cpia da Petio Inicial da Ao Civil Pblica n 020.13.006862-4, em que figura como R a empresa CONFER Construtora Fernandes Ltda., sob acusao de Dano ao Errio.

  • O CORREIO P. 03

    AUTO POSTO BELA IGUABA

    Avenida Getlio Vargas, 381Magalhes - Laguna / SC

    Atendimento de alta qualidade

    (48) 3644-0381 / 9109-1803 / 105-4040

    LAGUNA/SC 22/06/2013

    wilke@ocorreio.netTHIAGO SANTHIAGO DECLARA:

    DESISTI DE SER MESTRE-SALA!

    Todos se recordam das memorveis e in-esquecveis apresentaes do aplaudido e brilhante mestre-sala THIAGO SAN-THIAGO que, por muitos anos emprestou seus inegveis conhecimentos e sabedoria nesta difcil manifestao sambstica, ou seja, de ser mestre-sala na sua querida e campeonssima E.S. Os Democratas.A verdade, amigo leitor, que esta de-ciso de abandonar definitivamente este destaque de mestre-sala na mencionada Escola, deciso esta dada atravs do ex-carnavalesco THIAGO SANTHIAGO a

    BATISTA CRUZ HOMENAGEOU VIU Q REPRTERO uv i n d o , a i n d a agora, quando do transcurso da min-ha data natalcia, o Programa jornals-t i c o , i r r