o correio - ed 945

Download O Correio - ed 945

Post on 07-Mar-2016

220 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um jornal de verdade

TRANSCRIPT

  • LAGUNA/SC - ANO XVIII - EDIO 945 - LAGUNA/SC 01/05/2013 - R$ 2,00 - JORNAL BISSEMANAL O Senhor meu pastor, nada me faltar

    Laguna: 3646-5123 / 9926-6333Brao do Norte: 3658-2446 / 9627-3120

    Fone: 3646-2488Fone: 3646-2488

    Dr. Mauro Srgio Fernandes da Silva CRM 8789 - Pediatra

    Rua. Voluntrio Fermiano. 60 Laguna SC

    A sade de sua criana merece a ateno de um especialistaDiretor TcnicoMauro Srgio Fernandes da Silva

    CRM 8789 - PediatraRQE 4329

    Prximo a Colnia de Pescadores Temos sala de Vacinas

    Visite o site: http://clinicavidalaguna.wix.com/vidaRecebemos vacina contra a gripe 2013

    1 DE MAIODIA DO TRABALHO

    Rally Serramar Santa Catarina A emoo comea em Laguna

    A largada ser em Laguna e a chegada em Garopaba, com passagem por 15 municpios. Nas cidades de pernoite (Laguna,Urussanga, Gravatal e Garopaba) esto previstas intensa programao cultural. (Pgina 12)

    O Governo Municipal ir passar R$ 60

    mil por ms ao hospital.(Pgina 04)

  • O CORREIO P. 02

    NOSSAS UTOPIAS

    Advocacia & Assessoria

    Dr. Victor Baio PereiraOAB/SC 15.896

    Atanazio Lameira lameira00@hotmail.com

    EXPEDIENTEFundado em 29.07.1995

    Direo Geral: PAULO SRGIO SILVAJORNAL O CORREIO. LTDA. ME.

    C.G.C. 03.002.178/0001-60 Insc. Mun. 54.0375

    Redao e Administrao:Rua Voluntrio Fermiano, 52 - Centro Fone: (48) 3644-3959 - Laguna/SC

    Nmero Avulso: R$ 2,00 Assinatura Semestral (Bissemanal) R$ 100,00

    Tiragem: 1.000 exemplaresOs artigos assinados so de

    responsabilidade de seus autores. Circulao quartas-feiras e aos sbados :

    Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubaro, Garopaba, Imbituba, Paulo Lopes, Imaru e Jaguaruna.

    E-mail: ocorreio@ocorreio.net hp:http://www.ocorreio.net

    Este jornal filiado:

    Visite o meu: Blog: athanaziolameira.blogspot.com

    LAGUNA/SC 01/05/2013

    Causas cveis: aes possessrias, indenizatrias e de famlia.

    Rua Raulino Horn - Centro - Fone 3644-6882 LAGUNA/SC

    Reinventando o Profissional

    artigo

    Mello Jr - www.gmtreinamentos.com.br - mello@gmtreinamentos.com.br

    Hora do cafezinho

    Paulo Srgio Silva

    Juventude a srie

    A juventude procura o que proibido, assim testa seus limites quer conhecer o corpo e, suas reaes e por fim fazer parte ou ser aceita em um grupo social.

    O dilogo

    A construo do dilogo em casa fundamen-tal. Se houver uma relao afetiva com o jovem qualquer assunto e, tambm sobre drogas surgiro naturalmente.

    A verdade

    verdade que cada tipo de droga tem um efeito diferente de acordo com o organismo, no entanto dois sinais importantes - que os pais devem ficar atentos so a mudana de comportamento e, o desinteresse pela escola.

    O incentivo

    Incentivar a vida saudvel, os cuidados com o corpo, a boa alimentao desde cedo - contribuem para que a criana se torne um adolescente com conscincia corporal e, assim valorizando o ambiente escolar e, o meio social que est se criando.

    A eficcia

    Um dos mtodos mais eficientes para a preven-o das drogas conscientizar os estudantes sem necessariamente falar diretamente sobre drogas.

    A armadilha

    A armadilha da droga que d uma sensao de felicidade no primeiro momento e, depois isto vai diminuindo e o uso da droga vai au-

    O poder que fascina. Afinal de con-tas o que uma pessoa poderosa?

    No tenho a mnima inteno de discutir conceitos sobre o assunto, mas avaliar como dizemos que as pessoas so poderosas e ter uma idia de poder. Costumo dizer que nem sempre o verdadeiro lder da empresa o dono - o dono o dono, ou seja, na maioria das empresas, a pessoa mais influente e respeitada no seu proprietrio, mas sim um de seus lderes, gerentes ou executivos. Pode-rosa aquela que exerce poder sobre as outras, que respeitada em suas colocaes, que tem credibilidade e justa em seus critrios e em suas decises e que tem o grupo na mo.

    Ento, quem o poderoso? Os lderes existem justamente para que exeram o poder sobre o grupo, para atender e buscar os resultados esperados pelos proprietrios. No uma provocao, uma constatao. Veja na sua empresa: quem detm o poder o dono, o chefe ou o lder?

    O poder fascina! Nem sempre utilizado para o bem (lderes positivos e negativos) e nem sempre poder tem a ver com dinheiro. Conheo muita gente boa que abre mo de salrios mais altos s para manter o cargo de poder

    que exerce. Quem detm o poder no time de futebol do bairro, da igreja, do grupo de jovens.

    Lembre-se, nem sempre o lder nomeado de um grupo o lder que o grupo deseja, pois existem nomes que che-gam ao poder por falta de interesse de outras lideranas para assumirem o barco e, nesse vazio, aquele que v no cargo uma forma de poder e prestgio assume o leme. uma questo intrigante e, ao mesmo tempo, desafiadora.

    Todo poder pressupe responsabilidade e, para o lder exerc-lo com dignidade, respeito e valorizao das pessoas, algumas atitudes e habilidades sero facilmente identificadas em sua conduta e personalidade.

    So elas: tica, transparncia, senso de justia, disciplina, senso de trabalho em equipe, ambio, planejamento, equilbrio emocional, motivao, foco em resultados, procura resposta e decide pelo que melhor para a minha empresa, administrao do tempo, bom tcnico e gosta de pessoas.No uma relao definitiva, mas ajudar voc a identi-

    A Confederao Nacional do Transporte (CNT) uma das entidades que compe o Grupo de Trabalho criado para discutir e propor solu-es aos problemas de infraestrutura porturia enfrentados no Brasil. A iniciativa do Ministrio da Agricultura e da Secretaria Especial de Portos (SEP). A medida foi oficializada nesta quinta-feira (25) com a publicao de uma portaria interministerial no Dirio Oficial da Unio.De acordo com a portaria, o Grupo de Trabalho deve elaborar propos-tas de curto, mdio e longo prazo para mitigar o congestionamento de veculos de cargas nos acessos porturios e nos terminais de trans-bordo e armazenagem de cargas. Outra responsabilidade identificar melhores prticas para escoar a safra brasileira, com planejamento de obras e servios necessrios. Se a coisa sria, Laguna no pode ficar de fora, pois possuidora de dois grandes gargalos: O Centro Histrico e a estrada do Ir.

    Secretrio de Estado da Segurana Pblica, Csar Augusto Grubba, o Comandante-Geral da Polcia Militar, Coronel Nazareno Marcineiro, e o Comandante da Guarnio Especial PM de Laguna, Tenente Coronel Flvio Knabben, convidando para a Solenidade Alusiva ao 178 anos da Polcia Militar de Santa Catarina.O ato ser no dia 03 de maio (sexta-feira) s 16:00h na Sede do 5 Batalho de Polcia Militar (Tubaro)

    A Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas no Congresso Nacional recebeu, na quin-ta-feira (25), uma carta assinada por vrias entidades representativas do setor cobrando medidas contra a substituio tributria do ICMS imposta pelos governos dos estados. Segundo o documento, a prtica de cobrana do imposto antes de o produ-to ou servio entrar em circulao vem causando muitos prejuzos para o setor.A carta foi entregue durante o seminrio organizado pela Frente para discutir o problema. Os empre-srios expuseram a insatisfao da categoria e a necessidade de uma reforma na lei para garantir os benefcios do Super Simples, que oferece tratamen-to diferenciado para os pequenos. A substituio tributria, no entanto, vem resultando no aumento do ICMS dos optantes pelo Simples Nacional.

    O campus da Universidade Estadual de Santa Catari-na Udesc, em Laguna, est com inscries abertas para aulas de desenho de observao e aquarela e aulas de instrumento de sopro, promovidas pela instituio atravs do projeto de extenso em Artes.As inscries para aulas de desenho, destinadas s crianas de 08 a 10 anos, esto abertas at o dia 03 de maio. O incio das aulas est previsto para o dia 06 de maio, com turmas nos horrios de 08h s 12h e das 13h:30 s 17h.Para as aulas de instrumento de sopro como sax, trompete e trombone as inscries tambm aconte-cem at o dia 03, porm as aulas sero para crianas e adolescentes entre 10 e 16 anos.

    Os gastos dos brasileiros com a sade aumentaram 54% na ltima dcada, aponta nova pesquisa divul-gada pela consultoria Data Popular. As despesas com planos de sade e medicamentos subiram de R$ 110 bilhes para R$ 169 bilhes. Somente os gastos com remdios representam 52% desse valor. Em 2002, o peso dos medicamentos era de 45%. O preo alto dos remdios acaba comprometendo o tratamento de muitos doentes, que no tm con-dies de segui-lo por falta de recurso.

  • O CORREIO P. 03

    AUTO POSTO BELA IGUABA

    Avenida Getlio Vargas, 381Magalhes - Laguna / SC

    Atendimento de alta qualidade

    (48) 3644-0381 / 9109-1803 / 105-4040

    LAGUNA/SC 01/05/2013

    wilke@ocorreio.netEU DISSE: A REPBLICA EM LAGUNA DEVERIA

    SER REVIVIDA DE 2 EM 2 ANOS.Apesar da luta afanosa com quem de direito, na continuao do mega evento cultural A REPBLICA EM LAGUNA, possuindo aquela mesma atmosfera de angstia, ou seja, vai haver o mencionado evento este ano em Laguna?! Onde, se as regras a respeito deste mega evento variam, a aposta a respeito da sua realizao continua a mesma -, o que deveras lamentvel!Mas, sem querer bancar o esprito de porco, ratifico o que eu havia escrito algum tempo atrs, ou seja, vejam amveis leitores. Conforme eu havia dito naquela ocasio, mes-mo aguardado com imensa ansie-dade, o mega espetculo cultural A REPBLICA EM LAGUNA, dizia eu de que, nada tenho contra a realizao desse evento. Porm, repeti-lo anu-

    DESATENOOutro dia, ouvindo, determinado radialista, no deixei de dar gos-tosa gargalhada, seno vejamos, o dito cujo quando da identificao no seu programa, onde o mesmo abordava assuntos referentes a carros (automveis) e animais (cachorros), vale ressaltar, o que no novidade pra ningum, de

    DR. MANOEL CONTEMPLOU A