o correio- ed 876

Download O correio- Ed 876

Post on 05-Mar-2016

223 views

Category:

Documents

7 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um jornal de verdade

TRANSCRIPT

  • LAGUNA/SC - ANO XVIII - EDIO 876 - LAGUNA/SC 01/09/2012 - R$ 2,00 - JORNAL BISSEMANAL O Senhor meu pastor, nada me faltar

    Laguna: 3646-5123 / 9926-6333Brao do Norte: 3658-2446 / 9627-3120

    Fone: 3646-2488Fone: 3646-2488

    Dr. Mauro Srgio Fernandes da Silva CRM 8789 - Pediatra

    Rua. Voluntrio Fermiano. 60 Laguna SC

    A sade de sua criana merece a ateno de um especialistaDiretor Tcnico

    Mauro Srgio Fernandes da Silva CRM 8789 - Pediatra

    RQE 4329

    Agora em novo endereo px. a Colnia de Pescadores Temos sala de Vacinas

    Semana da Ptria inicia neste sbado Ne s t e s b a d o n a C a p i t a n i a d o s Portos de Laguna sero iniciadas as programaes da Semana da Ptria do municpio. s 8h, acontece o hasteamen-to da bandeira e pronunci-amentos das autoridades. As escolas em todo o mu-nicpio iro promover as h o m e n a g e n s a o D i a d a Independncia nas suas comunidades, atravs de solenidades envolvendo alunos, professores e pais. Unidades escolares nos bairros Barreiros, Cam-pos Verdes e Figueira iro realizar seus desfiles nas comunidades.A programao do desfile foi definida pela Secretaria de Educaco e entidades participantes com incio s 9h, antes, s 8h, na praa da Repblica Juliana, acon-tece uma solenidade cvica. (Pgina 05) O aniversrio da herona

    Na Capitania dos Portos de Laguna sero iniciadas as programaes da Semana da Ptria do municpio

  • O CORREIO P. 02

    O PODER DA PALAVRA

    Advocacia & Assessoria

    Dr. Victor Baio PereiraOAB/SC 15.896

    Atanazio Lameira atanaziolameira@brturbo.com.

    EXPEDIENTEFundado em 29.07.1995

    Direo Geral: PAULO SRGIO SILVAJORNAL O CORREIO. LTDA. ME.

    C.G.C. 03.002.178/0001-60 Insc. Mun. 54.0375

    Redao e Administrao:Rua Voluntrio Fermiano, 52 - Centro Fone: (48) 3644-3959 - Laguna/SC

    Nmero Avulso: R$ 2,00 Assinatura Semestral (Bissemanal) R$ 100,00

    Tiragem: 1.000 exemplaresOs artigos assinados so de

    responsabilidade de seus autores. Circulao quartas e aos sbados :

    Laguna, Capivari de Baixo, Tubaro, Garopaba, Imbituba, Paulo Lopes, Imaru e Jaguaruna.

    E-mail: ocorreio@ocorreio.net hp:http://www.ocorreio.net

    Visite o meu: Blog: athanaziolameira.blogspot.com

    Hora do cafezinho

    Paulo Srgio Silva

    Reinventando o Profissionalartigo

    Mello Jr - www.gmtreinamentos.com.br - mello@gmtreinamentos.com.br

    Causas cveis: aes possessrias, indenizatrias e de famlia.

    Rua Raulino Horn - Centro - Fone 3644-6882 LAGUNA/SC

    Meu filho Gabrielganhou um apelido carinhoso de seus ami-guinhos da escola: Gabriel pensa antes, pois quando est jogando futebol ele pensa antes de fazer uma jogada, insistindo com seus amiguinhos que pensando dificil-mente vai errar. bom ver o re-sultado de ensinamentos nossos nas atitudes dos filhos! Sempre ensinei-o a pensar antes de fazer qualquer ao.Passando para as nossas consul-torias e treinamentos, procuro enfatizar aos nossos parceiros que somos treinados para agir e isso na maioria das vezes nos im-pede de pensar. Para exemplificar, ao realizar algumas dinmicas em nossas palestras e treinamentos passo os objetivos e as orien-taes para execuo e ao liberar o grupo para cumprir o desafio eles simplesmente correm fazer o que eu disse e para atingir o

    objetivo sem importarem-se com planejamento, organizao, con-firmao se todos entenderam as orientaes, diviso de tarefas etc. Na hora de processar a atuao, mostrar resultados normalmente gera frustrao que mexe muito com os envolvidos. Mostro o que aconteceu e pergunto por que no pensaram antes de agir? E as prin-cipais respostas so:Presso do tempo;Era to fcil e bvio;No havia liderana;Comunicao falha.Se verdade que devemos planejar e organizar nossas aes, claro que antes de agir devemos pensar e alguns at admitem que pensaram rapidamente, mas no conseguiram colocar em prtica sua estratgia. Imaginem essa situao quando tratamos de ao em grupo, onde vrias pessoas agem sem pensar, outras pensando rpido demais

    e outras literalmente ficam sem ao. Precisamos reservar tempo para pensar, alguns acham que se perde tempo e se colocar veloci-dade na ao haver tempo para correes. Acredito que pensando podemos diminuir erros e mel-horar resultados, ou seja, se tenho vinte minutos para atingir um objetivo reservo 20% deste tempo para pensar - tempo este usado, na maioria das vezes para conversas paralelas ou folga. Em caso de ao grupal o tempo sobe para 30% usados para colher informaes, organiz-las e decidir a ao.Nossa cultura (latinos) nos educa com este temperamento, porm devemos muda-lopois no mercado profissional importante aliar es-tratgias com aes mais velozes e eficazes. Podem ter certeza que a ordem exatamente esta. Tudo comea pelo PENSAR!!!Vamos refletir. E agir!!!

    Pensar antesFecham-se ciclos

    No existe fim apenas fecham-se ciclos. Se entendermos isto jamais desistiremos da vida.

    A ferramenta do amorOamor a maior ferramenta de comunicao, o mais exuberante homem do mundo usou e aca-bou sendo conhecido e reconhecido no mundo inteiro e, jamais restou esquecido.A brisa e o navioSeno meu caminho tiveram espinhos. Se a vida assim, no h como mudar o destino. Se a brisa do mar soprar o desatino. Se meu navio zarpar na ingenuidade de um menino. Se eu estiver sozinho?

    Pedaos do coraoAspartidas dodas da vida tiraram-me pedaos do corao. s vezes me deixaram esquecido jogado no cho. Noutras vezes me transporta-ram num reino encantando da iluso.Mudar a qualquer tempoNotenha medo da vida. Em qualquer circun-stncia voc pode recorrer o colo domestre Jesus. No h tempo perdido - voc pode se recuperar de qualquer coisa.Basta dizer: eu quero mudar.

    Caminho docorao Pura cano clara como neve. Pura cano amiga companheira de todas as horas. Pura cano ouvida no caminho que leva ao corao.

    Caminho desertoAquela criana s. Sem ningum para desaba-far. Aquela criana sem carinho sem ateno apenas com o corao abafado de tanta dor. Aquela criana no tinha ningum por perto seu caminho era deserto havia pedra e incom-preenso. Tanta emoo que aquele menino virou poeta escritor cantador vendedor de sonhos e de amor.

    Instrumento perigosoO poder para quem no sabe usar pensa logo em difamar. O poder nas mos de quem ignora o bem comum. O poder pode ser um instrumento muito perigoso.

    Laguna ser palco do evento que vai parar o Sul Catarin-ense. O Rosa Folia promete marcar o calendrio de festas da regio e trazer gente de diversos estados, para curtir a micareta. Em sua primeira edio, a festa, que programa muita msica e energia positiva, deve sacudir o Samb-dromo da Cidade Juliana, neste dia 1 de setembro.O evento j demonstra que vai movimentar o turismo e a economia de Laguna. 50% do pblico confirmado na festa so turistas de todos os municpios do Sul do Pas. A rede hoteleira da cidade est comemorando. O Rosa Folia vem para somar aos maiores eventos da regio, garantindo destaque com a qualidade do Bloko Rosa. A equipe de profissionais, que cuidar da estrutura, mon-tagem e organizao, ultrapassam 500 pessoas.

    Durante solenidade de assinatura de termo aditivo ao contrato de concesso de trecho da BR-101 em Santa Catarina, que possibilita concessionria Autopista Lito-ral Sul a mudana do local da praa de pedgio de Palhoa, a ministra-chefe da Secretaria de Relaes Institucionais, Ideli Salvatti, destacou a importncia da transferncia para o limite com o municpio de Paulo Lopes.Esto abertas as inscries para o processo de seleo e admisso ao Programa de Ps-Graduao em Ecologia da UFSC para o desenvolvimento do projeto Biodiversi-dade de artrpodes terrestres e aquticos em diferentes gradientes ambientais da Mata Atlntica do Estado de Santa Catarina,

  • O CORREIO P. 03

    AUTO POSTO BELA IGUABA

    Avenida Getlio Vargas, 381Magalhes - Laguna / SC

    Atendimento de alta qualidade

    (48) 3644-0381 / 9109-1803 / 105-4040

    LAGUNA/SC 01/09/2012

    VIUQREPRTER

    Das pessoas de todas as classes e con-dies sociais que eu conheo, uma delas, no meu conceito, assumiu de h muito, o meu respeito e, sobretudo, a minha admirao, ou seja, PAULA JENIFER, esposa do nosso assduo lei-tor e conceituado advogado EVILZIO SILVEIRA.Minha estimada leitora PAULA JENI-FER, ao contrrio de uma conhecida definio da expresso LISONJA que diz o seguinte: a arte de dizer a outra pessoa exatamente o que ela pensa sobre si mesma, definio essa de total desacordo com o meu pen-samento, assim como usar da IRONIA, isto , chamando a uma senhora ou senhorita de simptica, que, segundo essa IRONIA, um modo delicado de dizer que ela feia -, o que no ver-dade em se falando de PAULA JENIFER. Da, tendo em vista esta minha ob-servao, no haveria a necessidade de uso de falsos subterfgios para este articulista tornar-se agradvel a leitura de PAULA JENIFER daquilo que escrevo a seu respeito.A simpatia da PAULINHA -, como carinhosamente conhecida no meio da sociedade lagunense, est ligada aos seus gestos e atitudes que no nada mais do que um produto da sua exemplar educao.Conversar com PAULA JENIFER

    sentir na sua agradvel conversao, o seu grande senso de humor, assim como a sua constante e imensa disposio para auxiliar amigos e pessoas do seu relacionamento.Enfim, conversar com a PAULINHA simples-mente uma delcia!Daqui da coluna, transmito ao distinto e simptico casal EVILZIO e PAULA, votos de efusivos cumprimentos.

    PAULA JENIFER: UMA CRIATURA ADORVELNa opinio da nossa assdua e simptica leitora FLVIA VIANA MENDES: trs coisas bregas e trs coisas chiques so as seguintes:

    BREGA:1 Propaganda eleitoral em car-ros com som.2 - Sair de culos escuros em tempo de chuva.3 - Andar com sombrinha armada debaixo da marquise.CHIQUE:1 - voc entrar e sair com el-egncia em algum ambiente, sem barraco.2 - Saber ouvir e respeitar a opinio de outras pessoas.3 - Beber moderadamente sem causar acidentes no trnsito