o caminho das Águas paulistas elizabeth bittencourt novembro / 2011

Download O CAMINHO DAS ÁGUAS PAULISTAS Elizabeth Bittencourt Novembro / 2011

Post on 18-Apr-2015

108 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • O CAMINHO DAS GUAS PAULISTAS Elizabeth Bittencourt Novembro / 2011
  • Slide 2
  • R EGRA GERAL As guas correm dos pontos mais altos para os mais baixos! Esta ao decorrente da ao da fora de gravidade sobre os lquidos, fazendo at mesmo que eles penetrem pelas partculas do solo umedecendo as camadas mais profundas, abastecendo de gua as razes das plantas e formando os lenis freticos.
  • Slide 3
  • O LADO MAIS ALTO A SERRA DO MAR A Serra do Mar uma cadeia montanhosa do relevo brasileiro que se estende por aproximadamente 1500 km ao longo do litoral leste/sul, indo desde o estado do Esprito Santos at o sul do estado de Santa Catarina.
  • Slide 4
  • O LADO MAIS BAIXO AS PLANCIES A regio central brasileira comumente chamada de planalto central devido caracterstica aplainada do seu relevo e por se localizar bem no meio do pas. O planalto central compreende partes dos Estados de Gois, Minas Gerais, Mato Grosso, Tocantins e Mato Grosso do Sul.
  • Slide 5
  • A SSIM SENDO : A Serra do Mar um divisor de guas: As chuvas que caem entre o Oceano Atlntico e a Serra do Mar escorrem de volta, diretamente para o Oceano Atlntico. As nuvens mais altas que caem depois da Serra do Mar, em direo ao interior do Estado vo formar os riachos e rios que correm em direo ao Planalto Central!
  • Slide 6
  • O LHE BEM O MAPA REPARE NO CAMINHO DAS GUAS Serra do Mar (maior altitude) Planalto Central (menos altitude)
  • Slide 7
  • O LHE MELHOR NO MAPA QUE REPRESENTA OS RIOS PAULISTAS O Rio Tiet que o principal rio paulista, com todos seus afluentes no territrio do Estado de So Paulo, tem suas cabeceiras na regio da Serra do Mar, desaguando no Rio Grande, que faz divisa com o Estado do Mato Grosso. Rio Tiet Rio Grande
  • Slide 8
  • A FLUENTES DO RIO TIET Rio Tamanduate Rio Pinheiros Rio Aricanduva Rio Baquirivu-Guau Rio Batalha Rio Bauru Rio Biritiba-mirim Rio Capivara Rio Capivari Rio Cotia Rio Dourado Rio Jacar-Guau Rio Jacar-Pepira Rio Ja Rio Jundia Rio Juqueri Rio Piracicaba Rio So Loureno Rio Sorocaba
  • Slide 9
  • A LTERAES NA BACIA DO RIO TIET http://ariestorch.multiply.com/journal/item/25/25 1880 1954
  • Slide 10
  • O S RIOS PINHEIROS E TIET Represa Billings Represa Guarapiranga Rio Pinheiros Rio Tiet
  • Slide 11
  • R EARRANJOS NA BACIA... O Rio Pinheiros, que era afluente do Rio Tiet, atualmente passa a receber suas guas, que so direcionadas para a Represa Billings. Esta serve de reservatrio de guas para gerar energia eltrica na Usina Henry Borden, em Cubato. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Usina_Hidrel%C3%A9trica_Henry_Borden )http://pt.wikipedia.org/wiki/Usina_Hidrel%C3%A9trica_Henry_Borden Usina Henry Borden CUBATO
  • Slide 12
  • O SOFRIMENTO DO RIO PINHEIROS O Rio Pinheiros nasceu na Serra e suas guas seguiam em declive para se encontrar com o Rio Tiet. Na Barragem Edgard de Souza, em Santana do Parnaba as guas do Tiet se desviam, adentrando a calha do Rio Pinheiros, se juntando-se a estas e empurrando todo este volume de gua em direo s nascentes. Para auxiliar este trajeto impossvel, no contra-fluxo, existem usinas elevatrias que favorecem este trabalho. So elas:
  • Slide 13
  • U SINAS ELEVATRIAS DO R IO P INHEIROS (http://pt.wikipedia.org/wiki/Empresa_Metropolitana_de_%C3%81guas_e_Energia )http://pt.wikipedia.org/wiki/Empresa_Metropolitana_de_%C3%81guas_e_Energia Usina Elevatria de Traio, cujo nome deriva do Crrego da Traio, que existia naquele local prximo ao bairro do Morumbi. (http://wikimapia.org/455876/pt/Usina-Elevat%C3%B3ria-de-Trai%C3%A7%C3%A3o )http://wikimapia.org/455876/pt/Usina-Elevat%C3%B3ria-de-Trai%C3%A7%C3%A3o (http://www.emae.sp.gov.br/elevatorias2.htm )http://www.emae.sp.gov.br/elevatorias2.htm Usina Elevatria de Pedreira, localizada no bairro de Pedreira, zona sul da capital. (http://www.basf- cc.com.br/PT/informacao/projetos/proj_infra/Pages/UsinaElevatoriadePedreira.aspx )http://www.basf- cc.com.br/PT/informacao/projetos/proj_infra/Pages/UsinaElevatoriadePedreira.aspx