nzinga mbandi e as guerras de resistência em angola. século xvii

Download Nzinga Mbandi e as guerras de resistência em Angola. Século XVII

If you can't read please download the document

Post on 04-Jan-2017

237 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    UNIVERSIDADE DE SO PAULO

    FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CINCIAS HUMANAS

    DEPARTAMENTO DE HISTRIA

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM HISTRIA SOCIAL

    Mariana Bracks Fonseca

    Nzinga Mbandi

    e as guerras de resistncia em Angola.

    Sculo XVII.

    So Paulo

    2012.

  • 2

    UNIVERSIDADE DE SO PAULO

    FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CINCIAS HUMANAS

    DEPARTAMENTO DE HISTRIA

    PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM HISTRIA SOCIAL

    Mariana Bracks Fonseca

    Nzinga Mbandi

    e as guerras de resistncia em Angola.

    Sculo XVII.

    Dissertao apresentada para obteno do

    ttulo de Mestre em Histria Social, Faculdade de

    Filosofia, Letras e Cincias Humanas da Universidade

    de So Paulo (USP), sob a orientao da Profa. Dra.

    Marina de Mello e Souza.

    So Paulo

    2012.

  • 3

    Agradecimentos

    A Deus primeiro, Nzambi-a-mpungo.

    O meu mais profundo muito obrigada minha orientadora, Profa. Dra. Marina de

    Mello e Souza, por toda a dedicao que tem com os estudos da Histria da frica, pela

    generosidade em disponibilizar as principais referncias bibliogrficas aqui utilizadas,

    por todo o carinho com que sempre corrigiu e criticou meus textos, e principalmente,

    pela oportunidade de realizar este trabalho.

    Agradeo Profa. Dra. Maria Cristina Wissenbach, pelas preciosas sugestes feitas

    durante o exame de qualificao e durante os simpsios e encontros que organizou,

    favorecendo o amadurecimento dos pesquisadores em Histria da frica. Profa. Dra.

    Silvia Hunold Lara, pelas crticas e reflexes compartilhadas na banca de qualificao e

    pelo emprstimo do livro Fontes para a histria de Angola", fundamental neste

    trabalho. E ao Prof. Dr. Carlos Zeron, pelas lies sobre os jesutas e colonizao.

    Obrigada Eliane, da Casa de Portugal, que disponibilizou a consulta de todo a coleo

    Monumenta Missionria Africana. Muito obrigada FAPESP pela concesso da bolsa

    de pesquisa e dos recursos da reserva tcnica.

    Gostaria de agradecer minha famlia, em especial minha me, Ftima, por sempre

    me apoiar e possibilitar a realizao dos meus sonhos, e a tia Tereza, pelo carinho e

    hospedagem. Muito obrigada ao meu companheiro Paulo, por me inspirar e ser o maior

    ouvinte das fabulosas histrias da rainha. Obrigada aos meus filhos, Indala e Uiran, que

    nasceram junto com este mestrado e que cresceram junto com minha imaginao.

    Agradeo Dona Mercs e comunidade do Aude, onde pela primeira vez

    conheci o valor da nossa cultura africana. Enormemente, agradeo ao Mestre Joo e

    Dona Lena por terem me apresentado rainha Nzinga, exaltada no espetculo da

    Companhia Primitiva, e a todo o grupo Eu sou angoleiro por realiazem, a cada dia, a

    ginga de Angola. Obrigada a Mametu dinkisse Muiand, por manter aceso o Ngunzo, a

    rainha conga Isabel Casemiro e a outros tantos mestres da cultura popular que mantm

    as histrias da frica vivas.

  • 4

    Resumo:

    Nzinga Mbandi a mais famosa e controversa personagem da histria de Angola

    no sculo XVII. Pretendemos neste trabalho, analisar a trajetria poltica de Nzinga

    tendo em vista o conturbado contexto da expanso da colonizao portuguesa na frica

    Central e da instituio do trfico negreiro, principalmente durante o perodo em que

    representou maior oposio aos portugueses, nas dcadas de 1620 e 1630. Buscamos

    compreender as estruturas de poder que haviam no reino do Ndongo antes da chegada

    dos portugueses e como o povo Mbundo se organizava poltica e economicamente.

    Entramos no debate historiogrfico sobre quem eram os Jagas, como lutaram a favor

    dos portugueses e contra eles, ao lado de Nzinga. Buscamos entender como Portugal

    criou a colnia de Angola atravs do avassalamento dos sobas, construo de presdios,

    controle das feiras e composio de um exrcito africano que servia a seus interesses.

    Nzinga Mbandi desempenhou diferentes papis durante sua trajetria: crist,

    Ngola, Tembanza, rainha de Matamba, etc. Buscamos compreender estes papis face

    disputa pelo controle do Ndongo, em que os portugueses a destituram do trono e

    instituram um novo rei em 1626, para isto, analisamos a questo da legitimidade e do

    poder feminino no reino do Ndongo. Entendemos Nzinga como a principal lder da

    resistncia contra a presena portuguesa em Angola no perodo, pois alm de dar asilo a

    centenas de escravos fugidos dos portugueses, impediu feiras e desorganizou a cobrana

    dos impostos.

    Palavras-chave: Nzinga Mbandi, Angola, trfico negreiro, resistncia negra

  • 5

    Abstract:

    Nzinga Mbandi is the most famous and controversial character in the history of

    Angola in the 17th century. We intend, in this dissertation, to analyze the political

    trajectory of Niznga in the trouble contex of expanding Portuguese colonization in

    Central Africa, ando f the slave trade, principally in the 1620s and 1630s, during

    which Nzinga represented the major opposition to the Portuguese. We attempt to

    understand the Power structures in the Kingdon of Ndongo before the Portuguese

    arrived, and how the Mbundo people organized themselves political and economically.

    We consider the historiographical discussion abou Who the Jagas were, and how they

    fougth beside the Portuguese and agaist them. We also seek to understand how Portugal

    created the colony of Angola by the subjulgation of sobas, by building prisions,

    controlling markets and organizing na African army to serve their interests.

    Nzinga Mbandi played different roles during her trajectory: Christian, Ngola,

    Tembanza Jaga, Queen of Matamba, etc. We analyze these roles in the contexto f the

    struggle to control Ndongo, when the Portuguese ousted her from the throne and

    replaced her with a new king in 1626. We considered the questiono f legitimacy and

    feminin Power in the Ndongo and Matamba kingdons. We understand that Nzinga

    Mbandi was the most important leader of the resistance agains the Portuguese presence

    in Angola in this period, because she gave asylum to many fugitives slaves, obstructed

    markets and disrupted tax collection.

    Key-words: Nzinga Mbandi, Angola, slave trade, Black resistance.

  • 6

    Nzinga

    A rainha que veio de l

    Resistiu com seu povo na dana

    E hoje a terra do samba

    Lena Santos. Poethorias Afro-

    Companhia Primitiva de Arte Negra

  • 7

    Nzinga Mbandi e as guerras de resistncia em Angola.

    Sculo XVII.

    Sumrio:

    Introduo..............................................................................................08

    Captulo 1. O reino do Ndongo.

    1.1 Ngola e Ndongo.......................................................................................................23

    1.2 Os Mbundo...............................................................................................................33

    1.3 Jagas ou Mbangalas? ...............................................................................................37

    Captulo 2. Angola portuguesa: Conquista e resistncia

    2.1. Formao da colnia portuguesa de Angola.................................................54

    2.2 Submisses dos sobas, baculamentos e instituio dos Amos...................63

    2.3 As guerras angolanas: Guerra Preta, Jagas mercenrios............................76

    2.4 Itinerrios do trfico negreiro: feiras e presdios...........................................95

    Captulo 3. Nzinga Mbandi e a luta pelo Ndongo

    3.1 A guerra contra o Ndongo ............................................................................108

    3.2 Dona Anna de Sousa: batismo e paz ............................................................113

    3.3 Nzinga Mbandi, senhora de Angola..............................................................121

    3.4 As fugas para o kilombo de Nzinga...........................................................126

    3.5 O golpe poltico de Ferno de Sousa ........................................................131

    3.7. Nzinga Tembanza .......................................................................................137

    3.7 Ilegitimidade de Ngola Are............................................................................146

    3.8. Poder feminino e legitimidade no Ndongo e em Matamba...........................154

    Concluses...............................................................................................164

    Fontes e referncias bibliogrficas............................................................171

  • 8

    Introduo:

    Nzinga na literatura e na historiografia

    Nzinga Mbandi uma das mais famosas personalidades da histria centro-africana e

    a mais bem documentada rainha de Angola. Muito se escreveu sobre Nzinga, desde o

    sculo XVII, com diferentes matizes e abordagens.

    A literatura europeia a descreveu como uma tirana selvagem, de comportamento

    bizarro e hbitos canibais. No sculo XVIII, Castilhon destacou seu posicionamento

    poltico contraditrio e sua personalidade ambivalente, afirmando que ela buscou

    alianas com os portugueses para destruir seus inimigos africanos e para se enriquecer

    com o trfico de escravos, efetuando uma poltica colaboracionista, alheia a tica e a

    acordos. 1 Na viso de mundo iluminista, os governantes africanos eram ambiciosos,

    usurpadores, infiis e foram responsabilizados pela existncia da escravido e pe