NR 13 - CALDEIRAS E VASOS DE PRESSSÃO Caldeiras a vapor - equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob pressão. Categorias de caldeiras: A -

Download NR 13 - CALDEIRAS E VASOS DE PRESSSÃO Caldeiras a vapor - equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob pressão. Categorias de caldeiras: A -

Post on 16-Apr-2015

108 views

Category:

Documents

7 download

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • NR 13 - CALDEIRAS E VASOS DE PRESSSO Caldeiras a vapor - equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob presso. Categorias de caldeiras: A - presso de operao igual ou maior que 19,98 Kgf/cm C - presso de operao igual ou inferior a 5,99 Kgf/cm e volume 100 litros B - no se enquadram nas categ. anteriores 1.Pronturio 2.Registro de Segurana 3.Projeto de Instalao 4.Projetos de Alterao ou Reparo 5.Relatrios de Inspeo Obrigatrio manter no estabelecimento e disponvel para operadores, manuteno e CIPA
  • Slide 2
  • Toda caldeira deve ter placa de identificao com: 1.fabricante 2.nmero de ordem 3.ano de fabricao 4.presso mxima de trabalho admissvel 5.presso de teste hidrosttico 6.capacidade de produo de vapor 7.rea da superfcie de aquecimento 8.cdigo de projeto e ano de edio Constitui risco grave e iminente (passvel de interdio) a ausncia de: vlvula de segurana indicador de presso do vapor injetor de gua (combustvel slido) sistema de drenagem rpida em caldeiras de recuperao de lcalis sistema que evite superaquecimento por alimentao deficiente.
  • Slide 3
  • Casa ou rea de Caldeiras afastadas 3 metros de outras instalaes, vias pblicas e depsitos de combustveis dispor de 2 sadas, no mnimo sistemas de ventilao, exausto e iluminao adequados sensor de vazamento de gases no ser utilizada para outro fim Operao de Caldeiras Manual de Operao - em portugus, em local de fcil acesso, com procedimentos de rotina e de emergncia Operador de Caldeira - certificado de Treinamento de Segurana para Operao de Caldeiras ou 3 anos de experincia at 1984
  • Slide 4 8 - presso mxima (kPa) vezes volume geomtrico (m) A categoria dos Vasos de Presso (I a V) depende do tipo de fluido (A a D) e do potencial de risco (1 a 5, de acordo com "P.V"). Vaso de Presso I ou II deve possuir Manual de Operao e deve ser operado por profissional com Treinamento de Segurana na Operao de Unidades de Processo.">
  • Inspeo de Caldeiras Inspeo por profissional habilitado (engenheiro) a cada 12 meses Aos 25 anos de uso, inspeo mais rigorosa Relatrio de Inspeo com cpia ao sindicato dos trabalhadores Vasos de Presso - equipamentos que contm fluidos sob presso interna ou externa (fluidos inflamveis ou "P.V" > 8 - presso mxima (kPa) vezes volume geomtrico (m) A categoria dos Vasos de Presso (I a V) depende do tipo de fluido (A a D) e do potencial de risco (1 a 5, de acordo com "P.V"). Vaso de Presso I ou II deve possuir Manual de Operao e deve ser operado por profissional com Treinamento de Segurana na Operao de Unidades de Processo.
  • Slide 5
  • O intervalo de inspeo peridica, por profissional habilitado, de um vaso de presso varia de acordo com a categoria e inclui: exame externo, exame interno e teste hidrosttico. Deve ser emitido um Relatrio de Inspeo aps cada inspeo. NR 15 - Atividades e Operaes Insalubres Grau mnimo 10% do salrio mnimo Grau mdio 20% do salrio mnimo Grau mximo 40% do salrio mnimo Laudo Tcnico de Insalubridade - elaborado por engenheiro de segurana ou mdico do trabalho, abordando os 14 Anexos da NR 15. A insalubridade devida quando o limite de tolerncia ultrapassado (ex: rudo), em atividades menciondas (ex: coleta de lixo urbano) ou em laudo comprovando exposio (ex: vibrao).
  • Slide 6
  • A eliminao ou neutralizao da insalubridade, atravs de medidas de controle ou da utilizao de EPI, determina a cessao do pagamento do adicional de insalubridade. A eliminao ou neutralizao da insalubridade ficar caracterizada pela avaliao pericial do rgo competente, que comprove a inexistncia de risco sade do trabalhador. NR 16 - Atividades e Operaes Perigosas 30% sobre o salrio do trabalhador Atividades com explosivos, inflamveis, rad. ionizante e eletricidade. Tambm necessrio Laudo Tcnico de Periculosidade

Recommended

View more >