nova nr 12

Click here to load reader

Post on 02-Jun-2015

5.396 views

Category:

Travel

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Texto otiginal da NR 12 publicada no Diário Oficial da União

TRANSCRIPT

  • 1. N 246, sexta-feira, 24 de dezembro de 2010 1ISSN 1677-7042211 O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri-O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri-SUPERINTENDNCIA REGIONAL DObuies autoriza o Estrangeiro: TOSHIAKI MATSUSHITA a exercerbuies autoriza o Estrangeiro: KEN YASUHARA a exercer con- TRABALHO E EMPREGO NO PARANconcomitantemente o cargo de Membro do Conselho de Adminis-comitantemente o cargo de Administrador na SUMMIT EMPRE-trao na IHARABRAS SA INDUSTRIAS QUIMICAS Processo:46094.012961/2010-46, anteriormente autorizado atravs do Proces-ENDIMENTOS MINERAIS LTDA. Processo: 46094.011097/2010-PORTARIA N o 83, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2010-so: 46000.008665/2010-42.65, anteriormente autorizado atravsdoProcesso: O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri- 46000.002774/2010-56.O SUPERINTENDENTE REGIONAL DO TRABALHO Ebuies autoriza o Estrangeiro: MARCO ANTONIO MORALES O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri- EMPREGO NO ESTADO DO PARAN, Substituto, no uso de suasGARRIDO a exercer concomitantemente o cargo de Diretor/Con-buies autoriza o Estrangeiro: MITSUNOBU TAKAGI a exercer atribuies legais, com fulcro no artigo 1 da Portaria Ministerial nselheiro na VENTOS DO LITORAL ENERGIA EOLICA S.A. Pro-cesso: 46094.011748/2010-17, anteriormente autorizado atravs do concomitantemente o cargo de Membro do Comit Administrativo na1.095, de 19 de maio de 2010, publicada no DOU de 20/05/2010, eProcesso: 46000.022437/2005-18.MITSUI GAS E ENERGIA DO BRASIL LTDA. Processo: considerando o que consta dos autos do processo n O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri- 46094.012100/2010-68, anteriormente autorizado atravs do Proces-46293.002435/2010-21, resolve:buies autoriza o Estrangeiro: MARCO ANTONIO MORALESso: 46000.025544/2009-21.GARRIDO a exercer concomitantemente o cargo de Diretor/Con- Conceder autorizao a empresa PARAGUAU TXTILselheironaVENTOSDA LAGOAS.A.Processo: O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri- LTDA, inscrita no CNPJ n 96.368.816/0003-03, para reduzir o in-46094.011752/2010-85, anteriormente autorizado atravs do Processo:buies autoriza o Estrangeiro: GERBEN VAN DE ROZENBERG atervalo destinado ao repouso e alimentao dos colaboradores da46000.022437/2005-18.exercer concomitantemente o cargo de Administrador na ANTHONYunidade fabril situada Avenida Governador Roberto da Silveira s/n, O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri- VEDER BRASIL LTDA Processo: 46094.011885/2010-51, anterior-buies autoriza o Estrangeiro: MARCO ANTONIO MORALES no municpio de Apucarana/PR, para at 30 (trinta) minutos, nos mente autorizado atravs do Processo: 46000.003023/2009-13.termos do 3 do artigo 71 da CLT, pelo prazo de 02 (dois) anos , aGARRIDO a exercer concomitantemente o cargo de Diretor/Con-selheiro na VENTOS DOS INDIOS ENERGIA S.A. Processo:O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri-contar da publicao desta, renovvel por igual perodo, devendo o46094.011747/2010-72, anteriormente autorizado atravs do Processo:buies autoriza o Estrangeiro: CLUDIO JORGE CRESPO DOS46000.022437/2005-18. pleito de renovao ser protocolado 03 (trs) meses antes do trmino SANTOS a exercer concomitantemente o cargo de Administrador na O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri- GLENZHAUS POUSADA LTDA Processo: 46094.010485/2010-29, desta autorizao, observados os requisitos do artigo 1 da referidabuies autoriza o Estrangeiro: MARCO ANTONIO MORALESanteriormente autorizado atravs do Processo: 46000.016481/2009- Portaria Ministerial n 1.095/2010, anexando relatrio mdico re-GARRIDO a exercer concomitantemente o cargo de Diretor/Con- sultante do programa de acompanhamento de sade dos trabalhadoresselheiro na PARQUES EOLICOS PALMARES S/A Processo: 12.46094.011749/2010-61, anteriormente autorizado atravs do Processo: O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri- submetidos reduo do intervalo. Esta autorizao estar sujeita a46000.022437/2005-18.buies autoriza o Estrangeiro: RICCARDO FERRARIS a exercercancelamento em caso de descumprimento das exigncias constantes O Coordenador-Geral de Imigrao no uso de suas atri- concomitantemente o cargo de Diretor na GREY COMUNICACAO da citada Portaria, constatada a hiptese por regular inspeo dobuies autoriza o Estrangeiro: CHRISTIAN ANTONIO SILVA BIE-trabalho.LECKE a exercer concomitantemente o cargo de Diretor Presiden- LTDA Processo: 46094.014085/2010-92, anteriormente autorizadote/Operacional na LOG. STAR NAVEGACAO S.A. Processo: atravs do Processo: 46000.029421/2009-60. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicao.46094.011335/2010-32, anteriormente autorizado atravs do Processo:46000.024758/2007-19. PAULO SRGIO DE ALMEIDA ELIAS MARTINS SECRETARIA DE INSPEO DO TRABALHO PORTARIA N o 197, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010- Altera a Norma Regulamentadora n. 12 - Mquinas e Equipamentos, aprovada pela Portaria n 3.214, de 8 de junho de 1978.A SECRETRIA DE INSPEO DO TRABALHO e o DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE SEGURANA E SADE NO TRABALHO SUBSTITUTO, no uso das atribuies conferidas pelos arts. 14,inciso II, e 16, inciso I, do Decreto n 5.063, de 3 de maio de 2004 e em face do disposto nos arts. 155 e 200 da Consolidao das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto n 5.452, de 1 de maio de 1943e art. 2 da Portaria n. 3.214, de 8 de junho de 1978, resolvem:Art. 1 A Norma Regulamentadora n. 12 - NR 12, aprovada pela Portaria n 3.214, de 8 de junho de 1978, sob o ttulo de "Mquinas e Equipamentos" passa a vigorar com a redao constante destaPortaria.Art. 2 Criar a Comisso Nacional Tripartite Temtica - CNTT da NR-12 com o objetivo de acompanhar a implantao da nova regulamentao, conforme estabelece o art. 9 da Portaria n 1.127, de 02 deoutubro de 2003.Art. 3 Revogar as Portarias SSMT n. 12, de 06 de junho de 1983 e Portaria SSST n. 25, de 3 de dezembro de 1996.Art. 4 Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicao, exceto quanto aos itens abaixo discriminados, que entraro em vigor nos prazos consignados, contados da publicao deste ato.I - Mquinas novas:12 (doze) meses Subitem 12.20.2 e item 12.22.15 (quinze) meses Itens 12.36, alnea a, e 12.37.18 (dezoito) mesesItens e Subitens: 12.38.1, 12.39, 12.40, 12.43, 12.44, 12.45, 12.46, 12.47.1, 12.51, 12.55, 12.55.1; 12.65, 12.69, 12.73, 12.74,12.75, 12.94, 12.95, 12.96; 12.125 a 12.129; 12.133, 12.133.1 e 12.133.2.30 (trinta) meses Itens e Subitens: 12.86, 12.86.1, 12.86.2 e 12.92. II - Mquinas usadas:4 (quatro) meses Itens 12.135 a 12.147.12 (doze) mesesItens 12.22, 12.26, 12.27, 12.28, 12.29, 12.30, 12.30.1, 12.30.2, 12.30.3, 12.31 e 12.116 a 12.124.18 (dezoito) meses Itens e Subitens: 12.20.2; 12.153 e 12.154.24 (vinte e quatro) mesesItens e Subitens: 12.111.1; 12.125 a 12.129.30 (trinta) mesesItens e Subitens: 12.36, alnea a, 12.37, 12.39, 12.40, 12.43, 12.44, 12.45, 12.46, 12.47.1, 12.51, 12.55, 12.55.1, 12.65, 12.69, 12.73, 12.74, 12.75; 12.86, 12.86.1, 12.86.2 e 12.92. III - Os prazos estabelecidos para o cumprimento dos itens devem ser observados para todos os seus subitens, exceto quando houver prazos diferentes especificados nos incisos I, II, IV e VIII. IV - O prazo de dezoito meses estabelecido para o cumprimento do previsto no item 12.133 e subitens 12.133.1 e 12.133.2, no que concerne adequao dos projetos de mquinas e equipamentos fabricadosou importados, no aplicvel aos itens que tenham prazos inferiores, prevalecendo, em tais condies, o menor prazo. V - Para as mquinas e equipamentos que j atendam aos requisitos desta Norma, em que pesem os prazos estabelecidos, no permitida a supresso ou a no reposio dos sistemas e outras partes relacionadas segurana previamente existentes. VI - Os prazos estabelecidos para a vigncia dos itens no se aplicam s condies de risco grave e iminente sade ou integridade fsica dos trabalhadores e envolvem somente as mquinas ou equipamentosem que a situao foi constatada. VII - As padarias e aougues ou empresas com aougue ou padaria que tenham cinco ou mais estabelecimentos podero cumprir os prazos previstos mediante adequao da totalidade das mquinas eequipamentos em 20% (vinte por cento) de seus estabelecimentos a cada ano, conforme cronograma a ser protocolizado na Superintendncia Regional do Trabalho e Emprego - SRTE da Unidade da Federao emque se situa a empresa ou na SRTE da matriz para empresas que possuam estabelecimentos em mais de um estado, do qual uma cpia deve permanecer no estabelecimento. VIII - Prazos para cumprimento dos Anexos VI, VII, IX e X e XI da Norma Regulamentadora n. 12:ANEXO VI - MQUINAS PARA PANIFICAO E CONFEITARIAPrazos fixados por estabelecimento, em funo do tipo de mquina e nmero de trabalhadores.Para mquinas novas, o prazo de adequao ser de 6 (seis) meses, em qualquer situaoTipo de mquina At 10 (dez) empregados De 11 (onze) a 25 (vinte e cinco) empregados De 26 (vinte e seis) a 50 (cinquenta) empre- Acima de 50 (cinquenta) empregados gadosCilindro36 (trinta e seis) meses30 (trinta) meses24 (vinte e quatro) meses 18 (dezoito) mesesAmassadeira 66 (sessenta e seis) meses36 (trinta e seis) meses 30 (trinta) meses 20 (vinte) mesesBatedeira 66 (sessenta e seis) meses66 (sessenta e seis) meses 36 (trinta e seis) meses24 (vinte e quatro) mesesModeladoras 66 (sessenta e seis) meses66 (sessenta e seis) meses 66 (sessenta e seis) meses36 (trinta e seis) mesesDemais mquinas 66 (sessenta e seis) meses66 (sessenta e seis) meses 66 (sessenta e seis) meses48 (quarenta e oito) mesesANEXO VII - MQUINAS PARA AOUGUE E MERCEARIAPrazos fixados por estabelecimento, em funo do tipo de mquina e nmero de trabalhadores.Para mquinas novas, o prazo de adequao ser de 6 (seis) meses, em qualquer situao.Tipo de mquina At 10 (dez) empregados De 11 (onze) a 25 (vinte e cinco) empregados De 26 (vinte e seis) a 50 (cinquenta) empre- Acima de 50 (cinquenta) empregados gadosSerra fita36 (trinta e seis) meses30 (trinta) meses24 (vinte e quatro) meses 18 (dezoito) mesesMoedor de carne 36 (trinta e seis) meses30 (trinta) meses24 (vinte e quatro) meses 18 (dezoito) mes