notícias - externato frei luís de sousa | do berço ?cias do frei propriedade do externato frei...

Download Notícias - Externato Frei Luís de Sousa | Do berço ?cias do Frei Propriedade do Externato Frei Luís…

Post on 12-Feb-2019

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Notciasdo FreiPropriedade do

Externato Frei Lus de Sousa

Praa do M.F.A.2800-171 Almada

www.freiluisdesousa.pt

Tiragem de 600 exemplares

Edio Especial do Cinquentenrio Ano IIN 3 Preo: 0,50

Edio Comemorativa dos 50 Anos do Externato Frei Lus de Sousa

Editorial

O Externato Frei Lus de Sousa nasceu de uma vontade dos almadenses que no queriam ver seus fi lhos, terminado o ensino primrio, dirigirem-se para Lisboa, a continuar os seus estudos, ainda mais que, no havendo ainda ponte, a travessia do rio Tejo tinha que ser feita de barco numa viagem nada fcil, principalmente de Inverno.

O Patriarcado de Lisboa pensou e bem, apoiar essa pretenso e, num curto perodo de tempo, foi o externato construdo pela fi rma A. Silva e Silva, segundo o trao do Arquitecto Costa e Silva.

Em 8 de Outubro de 1956 abriu as suas portas aos alunos que encheram o ensino primrio e os 1 e 2anos do liceu. Da para a frente foram abrindo os anos subsequentes e, durante cerca de uma dcada, esta escola foi o nico estabelecimento de ensino liceal, na ento Vila de Almada que contava poca cerca de 50000 habitantes.

Escola activa, experimental, onde as medidas pedaggicas, quando institucionalizadas pelo ministrio da educao, j h muito so praticadas numa actividade pedaggica que sempre procura no s instruir, como educar os seus alunos para a sociedade da concorrncia, do consumo e da interdependncia, dando-lhes armas, defesas e ferramentas que lhes permitem viver, criticar e actuar sobre o meio, tentando deix-lo melhor que o encontraram a verdade da revelao crist, a sua tolerncia e ecumenismo que norteiam os ensinamentos e as vivncias desta casa.

Tal como h 50 anos estava apetrechada com o que de mais moderno havia nos domnios da pedagogia e das didcticas, tambm hoje uma escola onde as novas tecnologias esto presentes em todas as salas de aula, dispondo ainda de um laboratrio de informtica e vrios terminais em locais chaves desta escola integrada da infantil universidade.

Nesta comemorao das Bodas de Ouro do Externato Frei Lus de Sousa h que lembrar todos aqueles milhares de alunos, professores, funcionrios e tambm encarregados de educao que fi caram a fazer parte de Famlia Frei e como cidados conscientes lutam pela melhoria do nosso pas, da nossa cidade e das suas famlias.

Bodas de Ouro do Externato Frei Lus de Sousa;

50 Anos de Boas Prticas.

Em 1965 abriu o ensino infantil e em 1966 passou a funcionar no externato, para alm do ensino normal, um posto da Telescola com o seu curso unifi cado.

Foram vrias dcadas em que milhares de alunos daqui saram para o ensino superior e para a vida activa sempre com este sentimento de pertena a uma instituio onde a tradio e a competncia so a mais valia de todos os que entraram para a Famlia Frei.

MEDALHA DE OURO DA CIDADE

O reconhecimento pelo trabalho realizado, ao servio da cultura e da educao nestes 50 anos de vida do Externato, fi cou bem patente comunidade com a entrega da Medalha de Ouro de Mrito Cultural, com que o Externato Frei Lus de Sousa foi galardoado pela Cmara Municipal de Almada e que foi entregue ao Director, Professor Jos Antnio Costa pela Sr. D. Maria Emlia Neto Sousa, Presidente da Cmara, em 28 de Junho, no Teatro Municipal, perante uma assembleia que aclamou a ddiva com uma forte salva de palmas.

O EMBLEMA DO EXTERNATO

do livro. As letras Alfa e mega, primeira e ltima letra do alfabeto grego representam, na simbologia crist, o princpio e o fi m.

Um rectngulo horizontal dividido ao meio em duas faixas pintadas - a superior bordeaux, a inferior a negro - com as palavras Externato Frei Lus de Sousa inscritas a branco. Encimando o rectngulo e chegado esquerda, um livro aberto estilizado que representa a instruo e ensino, com as letras gregas alfa e mega gravadas em cada uma das pginas brancas

O Externato Frei Lus de Sousa faz, hoje, dia 8 de Outubro de 2006, 50 anos. No vou contar a histria, pois que j bem conhecida. O tempo passa e a referncia desta instituio permanece.

As instituies no se explicam fora das realidades em que se inserem e dos objectivos, que em cada tempo visam. Os tempos so diferentes, as pessoas vivem realidades diferentes em cada tempo, as mentalidades no so alheias a infl uncias ideolgicas ou outras, as instituies no so neutras quando esto ao servio das pessoas. A realidade social, na qual se situa e processa a misso educativa, depara-se com uma sociedade caracterizada e fascinada pelo desenvolvimento cientfi co e tecnolgico que pode levar-nos, como est acontecendo em grandes estratos da populao, ao anonimato e a uma massifi cao progressiva.

Com objectivos educativos gerais, iguais ao de qualquer outra escola, o Externato Frei Lus de Sousa uma proposta concreta no contexto do mundo escolar que, de modo prprio, refl ecte, assume e faz caminho na fi delidade a objectivos comuns das outras escolas. A nossa escola tambm uma exigncia, uma oportunidade e um direito. Como comunidade educativa que , tem o seu carto de identidade que exibe sem complexos. Tem o seu iderio prprio. D a maior importncia aos valores culturais e, ao longo do processo educativo, projecta a dimenso pessoal e social que os mesmos valores comportam. Fiel s exigncias da sua misso educativa e sua especifi cidade, prope outros valores para a vida que devem enriquecer o processo educativo e apoiar o crescimento dos alunos capacitando-os para a vida e actuao em sociedade. Estes valores comunicam-se atravs de relaes interpessoais, transparentes e tambm pela adeso da comunidade educativa realidade social e histrica da escola em que aquela se integra. Nenhum membro da comunidade educativa se pode excluir da vivncia e do compromisso dos seus actos, sejam de raiz religiosa ou cultural.

O nosso colgio, como espao educativo fi el a um projecto concreto, um conjunto de relaes e compromissos, que no deixa ningum, nem nenhuma actividade fora dos seus objectivos e propostas. Este projecto a nossa fora.

Parabns Externato Frei Lus de Sousa.

Jos Antnio Costa

2 Notcias do Frei Edio Especial do Cinquentenrio Ano II - N 3

Aqui cresceram avs e filhos, aqui crescem e brincam os netos

H 50 Anos o Externato Frei Lus de Sousa abria as suas portas com o ensino primrio e liceal e, como se antevisse o futuro, projectava j a abertura de duas salas de Jardim-de-infncia. Aconteceu oito anos depois, em 1964.Neste dia, um pouco nervoso e simultaneamente ansioso eu, o av, chegava a um mundo novoDuas salas, muito

brinquedos, duas educadoras, crianas que nunca tinha vistoBrincar, correr, saltar, fazer amigosE aprender!Memrias que fi cam!Memrias que voltam!Hoje sou eu que levo o meu netoNo ao Jardim Infantil de ontem, onde poucos o frequentavam, mas ao de hoje, com muito mais crianas, um espao mais

amplo, com muita cor, alegria e vida!O esprito da partilha, do convvio, do afecto mantm-se; as necessidades, o ritmo, o quotidiano mudaram.O concelho de Almada cresceu muito em 50 anos. A necessidade de expanso dos Jardins-de-infncia impunha-se medida

que a populao crescia e os jovens pais laboravam em regime de horrio completo.

O que comeou por ser um espao pequeno, um Jardim Infantil de lazer, de convvio, onde se apostava no carinho, no conforto, no bem estar da criana e na transmisso de valores, hoje, preservando e continuando os mesmos princpios, um espao com cerca de 120 crianas, empenhado igualmente em proporcionar-lhes novas aprendizagens, actividades diversifi cadas, vivncia de experincias e aperfeioamento de competncias nas diferentes reas de desenvolvimento.

Investir na educao, apostar nos valores da liberdade, responsabilidade, respeito e tolerncia, criatividade, preparando as novas geraes para a gesto do futuro, tarefa que cabe a todos: pais, familiares. Educadores e comunidade.

Que este esprito perdure atravs dos tempos

e se continue no teu espao a fazer o encontro de geraes.Maria Jos Amaral

Educadora de Infncia

Quando tinha trs anos de idade, os meus pais decidiram que era a altura ideal para eu entrar num infantrio. O Externato frei Lus de Sousa surgiu logo como primeira opo, pois, no s era perto de casa, como tambm tinha sido frequentado pelo meu pai.

O ptio da infantil foi assim, durante alguns anos, o meu local de brincadeiras preferido, embora no tivesse tantos divertimentos como os que agora possui.

Por motivos pessoais, frequentei o ensino primrio noutra escola, mas brevemente regressaria aquela a que chamo minha segunda casa.

Acabada a 4 classe, posso dizer, que tive a minha primeira crise existencial: todos os meus amigos foram para uma escola ofi cial, e eu, devido casmurrice do meu pai, fui obrigada a voltar ao Frei.

Confesso que no fi quei nada agradada com a ideia, mas quem deixa uma pirralha de 10 anos decidir a sua vida? No tinha remdio, tinha de me habituar ideia de fi car fechada numa escola que muitos pensam ser s de betinhos e meninos da mam o que no verdade.

Admito que os primeiros dias do meu regresso no correram l muito bem: no sabia onde eram as salas, entrei na casa de banho dos rapazes por engano, deixei cair o tabuleiro do almoo ao cho, enfi mparecia que o mundo ia desabar. Apesar de todos estes incidentes houve uma coisa que se sobreps a todas as outras: o ambiente familiar que se vivia e que, felizmente hoje ainda prevalece. No Frei , todos se conhecem, os professores sabem o nome de todos os alunos e existe inter ajuda entre as pessoas que, diariamente, aqui esto. perfeitamente normal vermos alunos do 12 Ano a brincar com alunos do 5 Ano e podem ter a certeza que isto no acontece em muitas outras escolas. esta a principal razo que me leva estar no Frei, p

Recommended

View more >