Noticiário 16 09 14

Download Noticiário 16 09 14

Post on 03-Apr-2016

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

<ul><li><p>O DEBATEDIRIO DE MACA</p><p>Governo sanciona lei municipal que agilizar trs mil pedidos de Alvar</p><p>PM apreende drogas e prende suspeitos</p><p>Aps aprovao da Cmara, lei estabelece critrios para liberao temporria e em carter excepcional de atuao de atividades econmicas que registram pendncias para o acesso Certido de Habite-se PG. 3</p><p>Iniciados em novembro de 2011, projetos passaram por alteraes e devem ser concludos no segundo semestre de 2015</p><p>www.odebateon.com.br</p><p>Maca (RJ), tera-feira16 de setembro de 2014Ano XXXIV, N 8502Fundador/Diretor: Oscar Pires</p><p>WANDERLEY GIL</p><p>KAN MANHES</p><p>KAN MANHES</p><p>DIVULGAO P2</p><p>Em obras, novas unidades ampliaro nmero de salas de aulas na rede municipal de ensino</p><p>Mais de 160 pinos de cocana foram apreendidos</p><p>facebook/odebate</p><p>twiter/odebate</p><p>issuu/odebateon</p><p>Este final de semana foi marcado por apre-enses de drogas e priso de suspeito de trfico. Na tarde de sbado (13), Edson de Oliveira Pi-nheiro, de 24 anos, foi preso em flagrante na rua Caravela, no bairro Aeroporto, suspeito de trfico de drogas. De acordo com informaes prelimi-nares do 32 Batalho de Polcia Militar (BPM), a priso aconteceu aps uma denncia annima in-formando que ele estaria vendendo entorpecen-tes. Policiais encontraram 11 cpsulas de cocana no seu bolso e ele confessou que guardava mais dentro de casa. Ao entrarem na residncia, acha-ram mais 150 cpsulas com o mesmo material. Logo depois, um outro homem de 40 anos chegou para comprar drogas. Ambos foram levados para a 123 DP, sendo que o primeiro ficou detido e o segundo foi ouvido e liberado em seguida. J no domingo (14), trs menores foram apre-</p><p>endidos suspeitos de traficarem drogas no bairro Botafogo, em Maca. PG. 6</p><p>Est prevista para o segundo semestre de 2015 a concluso da obra da escola municipal que est </p><p>sendo construda no Parque da Cidade. Segundo o rgo muni-cipal, a obra est sendo execu-tada normalmente, de acordo </p><p>com o cronograma. Ainda segundo informaes, </p><p>o servio, que j passou da fun-dao, iniciou uma nova etapa que foi o levantamento de pare-des e a previso de concluso julho de 2015. Orada em R$ 8.209.535,32, </p><p>segundo a placa informativa, a obra era para ser entregue em </p><p>SEMANA COMEA COM 1.096 VAGAS</p><p>SUSPEITOS DE ROUBOS NA IMBETIBA SO PRESOS</p><p>BURACOS APARECEM APS OBRAS EM RUAS</p><p>Durante ao no final de semana, polcia apreendeu 160 pinos de cocana em Maca</p><p>R$ 1,00</p><p>dezembro deste ano. O projeto, segundo dados da placa infor-mativa, teve incio em 4 de no-vembro de 2011 e era para ter sido entregue no ltimo dia 4 de julho deste ano. Porm, pre-cisou passar por alteraes e, de acordo com o governo munici-pal, s dever ser entregue no prximo ano. PG. 7</p><p>ESCOLAS PARA 2015</p><p>ECONOMIA, PG.5 POLCIA, PG.6 CIDADE, PG.2</p><p>EDUCAO SEGURANA</p><p>Executivo aplica supervit dos royalties</p><p>Fontenelle preso em ao da PM no Rio</p><p>NDICETEMPO</p><p>COTAO DO DLAR</p><p>ESPORTE POLCIA POLTICA</p><p>Recursos reforam verbas destinadas Sade e Limpeza Pblica PG. 3</p><p>Ex-comandante do 32 BPM de Maca suspeito de comandar esquema PG. 6</p><p>TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA WANDERLEY GIL</p><p>Com o placar de 1 a 1, o Alvianil segue fora do G-4 Coronel atuou em Maca em 2008</p><p>Maca joga em casa e empata com GuaratinguetConfronto realizado no sbado (13) terminou em 1 a 1 no Moacyrzo PG. 8</p><p>EDITORIAL 4</p><p>PAINEL 4</p><p>GUIA DO LEITOR 4</p><p>ESPAO ABERTO 4</p><p>CRUZADINHA C2</p><p>HORSCOPO C2</p><p>CINEMA C2</p><p>AGENDA C2</p><p>Mxima 34 CMnima 20 C</p><p>Compra R$ 2,3403Venda R$ 2,3413 Anuncie: (22) 2106-6060 (215)</p><p>EDUCAO POLTICA CIDADE CADERNO DOIS</p><p>Cederj abre inscrio para iseno e cotas </p><p>Campanha irregular flagrada na cidade</p><p>Esgoto volta a causar problemas no Lagomar</p><p>Quinteto Brasileiro de Metais em Maca</p><p>Inscries comearam no dia 11 e seguem at o dia 28 PG. 7</p><p>Placas de candidatos presas em rvore so proibidas PG.3</p><p>Moradores solicitam reparos imediatos em rede PG. 2</p><p>Grupo se apresenta nesta tera-feira (16) no Teatro CAPA</p></li><li><p>O DEBATE DIRIO DE MACA2 Maca, tera-feira, 16 de setembro de 2014</p><p>CidadeCENTRO</p><p>Protetores da causa animal vo promover ato contra os maus-tratos Passeata pacfica ser realizada no prximo sbado, a partir das 8 horas, na Praa Verssimo de Melo Marianna Fontesmarifontes@odebateon.com.br</p><p>Um grupo de pessoas da sociedade civil, que atua como protetor na causa animal, est organizando, atra-vs de uma pgina no Facebook, a passeata pacfica Maus-tratos crime, que ser realizada no prximo sbado (20), no Centro. O evento, que conta com o </p><p>apoio da Casa dos Anjos, tem como objetivo conscientizar e sensibilizar a populao e o po-der pblico, cobrando polticas pblicas e o fim da impunidade nos casos de maus-tratos, que crime segundo a Lei federal n 9.605/98. A concentrao ser s 8 </p><p>horas, na Praa Verssimo de Mello. J a ao est prevista pa-ra comear s 9 horas, seguindo em direo ao Calado da Ave-nida Rui Barbosa. Os respon-sveis pela passeata explicam que o evento ser aberto a toda sociedade, inclusive, outras or-ganizaes que lutam a favor dos animais. Eles tambm res-saltam que a iniciativa no tem envolvimentos polticos.Na pgina do evento (ht-</p><p>tps://www.facebook.com/events/343577932458155/), j so mais de 400 pessoas con-</p><p>firmadas at o momento. Vo-c que est cansado de ver ani-mais pelas ruas, de ver tantos maus-tratos, participe conosco e convide seus amigos, diz na divulgao.Entre as reivindicaes de </p><p>melhorias est a implantao de um hospital veterinrio pbli-co com um bom atendimento, castrao gratuita para quem no tem condies financeiras e protetores que tenham vrios animais, entre outras coisas. Os participantes pretendem </p><p>levar faixas e cartazes para cha-mar ateno das pessoas nas ru-as e tambm fazer a distribuio de panfletos informativos. Ns tambm queremos alertar a po-pulao para o grande aumento de abandono e maus-tratos em nossa cidade, orientando que todos que presenciarem algo do tipo que faam a denncia, conta uma das organizadoras. Os protetores tambm di-</p><p>zem que vo estar recebendo doaes no dia, de raes e re-mdios, como vermfugos, pa-ra serem usados nos animais que ainda esto abandonados nas ruas do Centro e no pude-ram ser resgatados. Estamos fazendo esse convite a quem quiser ajudar, seja pessoa fsi-ca ou algum comrcio, como </p><p>petshop, que nos ajude. Ns gostaramos de usar essas doa-es com os animais que a gen-te for encontrando na rua, pois, infelizmente, no temos como resgatar todos. Quem no tiver condies, pode ajudar tambm </p><p>levando potinhos e gua, frisa.Casos de abandono e maus-</p><p>tratos tm sido comuns em Maca e em todo Brasil. Entre casos de destaque que aconte-ceram recente est o do homem que foi flagrado tentando afogar </p><p>um cachorro na Praia de Imbe-tiba e do caso de um cavalo que foi abandonado doente em um lixo no Jardim Vitria. </p><p>SAIBA COMO DENUNCIARQuando o assunto denncia </p><p>de maus-tratos ou crueldade contra animais, o Brasil possui legislao pertinente e autori-dades competentes que so res-ponsveis pela manuteno da lei e punio de crimes.Em caso de maus-tratos com </p><p>qualquer tipo de animal, seja domstico ou silvestre, a popu-lao deve denunciar. considerado maus-tratos </p><p>o abandono, envenenamento, presos constantemente em correntes ou cordas muito curtas, manuteno em lugar anti-higinico, mutilao, pre-sos em espao incompatvel ao porte do animal ou em local sem iluminao e ventilao, utilizao em shows que pos-sam lhes causar leso, pnico ou estresse, agresso fsica, exposio a esforo excessivo e animais debilitados (trao), rinhas, entre outros.Ao presenciar qualquer situ-</p><p>ao dessa, v at a delegacia de polcia mais prxima e faa um boletim de ocorrncia ou com-parea Promotoria de Justia do Meio Ambiente. A denncia de maus-tratos legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal n 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Cri-mes Ambientais) e pela Consti-tuio Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.</p><p>WANDERLEY GIL</p><p>A concentrao ser feita s 8 horas, na Praa Verssimo de Melo, seguindo em direo ao Calado</p><p>PROFESSOR GUSMO</p><p>Moradores denunciam estado da rua aps concluso de obra</p><p>Cansados de conviver com os transtornos gerados por conta de uma obra, os morado-res da Rua Professor Gusmo, na Praia Campista, procuraram a nossa equipe de reportagem essa semana para pedir socor-ro, pois j no sabem mais a quem recorrer. Segundo eles, um trecho da </p><p>rua, prximo a Escola Muni-cipal Coquinho, precisou ser aberto recentemente. O pro-blema que, aps a concluso do servio, os responsveis pela obra no teriam feito o reparo necessrio para entregar a via em perfeitas condies. Quem vive ali ainda alega que o </p><p>trabalho teria sido feito por uma construtora com fins particula-res, ou seja, no seria em prol de benfeitorias para a populao do bairro. Alm da m colocao dos paraleleppedos, deixando des-nveis na pista, a poeira gerada pela areia no local tem tirado os moradores do srio.No sabemos exatamente </p><p>quem foi o responsvel, mas o que podemos afirmar que vie-</p><p>Segundo o relato deles, poeira tem causado transtornos para quem vive no local </p><p>ram aqui, abriram um buraco para colocar tubulao e depois deixaram a nossa rua do jeito que vocs podem ver. Dizem que foi um servio particular feito, mas agora pensa se todo mun-do resolver fazer isso. Cad a prefeitura para fiscalizar? O m-nimo que deveriam ter feito en-tregar do jeito que estava antes. Estamos h cerca de dois meses convivendo com essa situao e ela s est piorando cada vez mais. Os carros passam aqui e levantam uma poeira horrvel. A gente no pode nem ficar com as nossas casas abertas, porque com tudo fechado j fica sujo. Para se ter uma ideia, eu lavei o meu carro na quinta-feira e hoje ele j est sujo de novo. Tem vi-zinhos que so alrgicos e esto sofrendo por conta disso. Temos muitos idosos morando aqui. Is-so um problema de sade p-blica, conta Fernando Marcos dos Santos. J o morador Marcos Valrio </p><p>conta que no adianta limpar a casa vrias vezes por dia. Essa poeira est insuportvel. A gente limpa tudo e quando vai ver j su-jou novamente. Estamos h sema-nas vivendo assim. Gostaramos de pedir prefeitura para vir e acabar com esse problema, frisa.Fernando explica que tanto </p><p>ele, quanto outros vizinhos, j fizeram vrios pedidos prefei-tura. Eu j fui a tantos lugares que no sei como no resolveram nada ainda. Estive na Ouvidoria, onde fiz um protocolo no dia 28 de agosto. Tambm j fui nas se-cretarias de Ambiente e de Obras e entrei em contato com a secre-tria do prefeito, que prometeu que iria falar com os respons-veis, mas at agora nada. Esta-mos cansados j disso, ressalta.Procurada pela nossa equipe, </p><p>a secretaria de Limpeza e Ma-nuteno informou que est no cronograma de aes dela a recuperao no local. Ela ressal-tou que uma equipe ser envia-da Rua Professor Gusmo, na Praia Campista, para tomar as devidas providncias. Vale ressaltar que, segundo a </p><p>Lei Complementar n 016/99, que dispe sobre o Cdigo de Obras do Municpio de Maca, qualquer tipo de construo, reconstruo, demolio, acrs-cimo, reforma ou modificao feita por particular ou entidade pblica, s poder ser executa-da em reas urbanas aps apro-vao do projeto e concesso de licena para construo dada pela Prefeitura, e sob a respon-sabilidade do profissional legal-mente habilitado. </p><p>KAN MANHES</p><p>De acordo com alguns moradores, servio feito h quase dois meses seria particular </p><p>NOTA</p><p>Sade continua com a vacina contra a meningite sorogrupo C nas escolas</p></li><li><p>O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, tera-feira, 16 de setembro de 2014 3</p><p>Poltica O prefeito Dr. Aluzio (PV) vai ministrar palestra no stande da prefeitura na Rio Oil and GsNOTAGESTO</p><p>Excesso dos royalties aplicado em sade e servios de limpezaDos R$ 38 milhes de supervit, cerca de R$ 8,4 milhes reforaram oramentos de secretarias</p><p>Mrcio Siqueiramarcio@odebateon.com.br </p><p>Em meio a processos de adequao administra-tiva, com objetivo de ga-rantir a aplicao correta dos recursos pblicos com base na Lei de Responsabilidade Fiscal, o governo municipal investiu nos ltimos dias cerca de R$ 8,4 milhes, oriundos de excesso de arrecadao previsto para par-cela dos royalties do petrleo, para reforar verbas destinadas a dois servios essenciais roti-na da cidade: Sade e a servios de manuteno realizadas pelo setor de Limpeza Pblica.Os recursos foram aplicados </p><p>atravs de trs decretos assi-nados pelo prefeito de Maca e publicados nos ltimos dias 12 e 13 deste ms. Juntos, os pro-cessos somam R$ 8.491.815,78 dentro dos R$ 38.076.531,21 contabilizados como super-vit na arrecadao dos royal-ties registrada entre janeiro e agosto deste ano. De acordo com os decretos, a previso de receitas desta fonte para o pe-rodo era de R$ 39.395.646,45. J o arrecadado foi de R$ 77.472.177,66.Os decretos especificam </p><p>tambm a fonte dos recursos dos royalties. O excesso de ar-recadao registrado pelos repasses feitos pela Secretaria de Tesouro Nacional, da presi-dncia da Repblica, com base nas diretrizes da Lei 9.478/1997, que institui as regras do mo-noplio da administrao das atividades do petrleo, alm de prever tambm o sistema de </p><p>WANDERLEY GIL</p><p>Municpio j registrou supervit de R$ 53 milhes em receitas acumuladas entre janeiro e julho deste ano, segundo a Fazenda</p><p>distribuio das receitas oriun-das da explorao e produo do leo bruto e do gs natural.O decreto 156/2014, publi-</p><p>cado no dia 12 de setembro, reforou em R$ 1.038.000,00 o oramento da secretaria muni-cipal da Fazenda, para garantir a realizao de servios admi-nistrativos voltados a tributos.J o decreto 160/2014 desti-</p><p>nou R$ 2.153.815,72 em recur-sos para reforar os servios </p><p>realizados pela Fundao Mu-nicipal Hospitalar de Maca (FMHM).O decreto 161/2014 estabe-</p><p>leceu o reforo oramentrio de R$ 5.300.000,00 para a se-cretaria municipal de Limpeza Pblica, voltados a custear os servios de coleta de lixo domi-ciliar e hospitalar.De acordo com dados divul-</p><p>gados pela secretaria municipal de Fazenda, o municpio regis-</p><p>trou um supervit total de R$ 53.920.262,05 calculado entre janeiro e julho deste ano.A expectativa do governo fe-</p><p>char o ano com um oramento total de pouco mais de R$ 2,3 bilhes.Apenas com os recursos dos </p><p>royalties do petrleo e as par-celas da Participao Especial o governo prev uma arrecadao de R$ 600 milhes nos 12 meses deste ano.</p><p>OFFSH0RE</p><p>Maca em destaque na Rio Oil and GasRepresentantes do go-verno municipal, e de institui-es que representam a inds-tria do petrleo local, participa-ram ontem da abertura da Rio Oil and Gas, considerada como a segunda maior feira do setor oshore no mundo.Realizada no Rio Centro, no </p><p>Rio de Janeiro, a feira segue at o dia 18 e concentra uma pro-gramao voltada a inovaes relativas produo petrolfera no pas.Participando pela primei-</p><p>ra vez como expositor, o go-verno municipal realizar na quarta-feira (17) um coquetel que reunir representantes dos governos estadual e fede-ral, tendo como foco principal a apresentao de projetos em andamento, realizados pela ad-ministrao municipal dentro das perspectivas apresentadas pela indstria do petrleo."Participar deste evento rei-</p><p>terar a posio de Maca dentro da cadeia produtiva do petrleo nacional", defendeu o presi-dente do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econmico (Fumdec), Vandr Guimares.</p><p>KAN MANHES</p><p>Placas estavam presas a rvores situadas na Linha Vermelha</p><p>R$ 38 miSupervit registrado por Maca com as receitas do petrleo registradas entre janeiro...</p></li></ul>