notícia urgente ed. 206

Download Notícia Urgente Ed. 206

Post on 10-Mar-2016

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Notícia Urgente Ed. 206

TRANSCRIPT

  • Maio de 2011 I Edio 206 I Ano 19

    Notcia UrgenteNotcia Urgente

    Porta-voz do Servidor

    Servidores Servidores Servidores Servidores Servidores Servidores emememememem lutalutalutaFuncionalismo municipal forma vrias frente de batalha para enfrentar desmando e descaso da PBH - Pginas 3 e 4

    Pg. 7

    Plano de sade com valor nico e carncia

    diferenciada

    Pg. 9

    Atendimento psicolgico estendido

    Pg. 11

    Semana do Livro movimenta Ncleo de

    Convivncia

    Pg. 12

    Inscries abertas para Seminrio de

    Acupuntura

    Acima de tudo, a fraternidade.

    nu_206 segunda.indd 1 02/05/2011 14:41:15

  • Maio de 2011 I Edio 2062

    Valorizar o servidorA Beprem nasceu de um clamor dos fun-

    cionrios da PBH. Quem a materializou foi o saudoso prefeito Dr. Otaclio Negro de Lima que, naquela poca, tinha como obje-tivo valorizar o servidor municipal.

    Depois de mais de sete dcadas de exis-tncia, chega ento o atual prefeito e re-solve fechar a Beprem, sob a alegao de que a mesma se tornou de citria. Ser que o caminho optado pelo atual alcaide o mais salutar para os servidores munici-pais? Eu creio que no.

    Talvez o caminho fosse promover uma reforma administrativa naquele rgo. S ento partiria-se para o corte de despesas e, se fosse o caso, para a venda de parte de seu patrimnio e para a reduo da folha de pessoal, que at ento era bastante gor-da graas terceirizao. Isso, para mim, seria um gesto corajoso e responsvel de um administrador.

    Infelizmente, o que temos um projeto na Cmara Municipal que prope a extin-o da Beprem, mesmo apesar do parecer contrrio por parte das entidades sindicais. Mais uma vez temos um patro tempor-rio que de pouco dilogo. Uma pena para toda a cidade.

    A Beprem teve uma sobrevida de mais de 73 anos. Infelizmente, no nosso pas tudo aquilo que antigo e histrico, apesar de til, acaba por se tornar pea de arquivo, museu ou colocado ao cho, como grandes construes que j tivemos em Belo Hori-

    zonte.Se nada for mudado, muito em breve par-

    te da histria da Prefeitura de Belo Hori-zonte estar sendo arquivada. Lamentvel para a cidade e para todos ns, servidores municipais, que ajudamos a construir esta histria.

    Lamentvel, tambm, o fato de o go-verno municipal insistir em acabar com a Beprem, mas continuar com o clube Lagoa Acqua Park, localizado em municpio vizi-nho. Ser que no seria o momento de se ter coragem para vender esse espao, assim como alguns terrenos vinculados a Beprem, e criar um hospital digno para atender os servidores e seus familiares?

    Temos escutado dos servidores que o plano de sade subsidiado pela PBH no atende a todos os servidores. Pelo visto, tal proposta teve muito mais um carter publicitrio do que propriamente o intuito de favorecer os servidores. Direitos iguais, neste caso, no existiram.

    Apesar de tudo que escrevo, sei que o ide-al seria que a PBH investisse na melhoria salarial dos servidores municipais. Todos os dias recebemos, aqui na ASSEMP, servido-res com casos de problemas nanceiros que mais parecem aquelas histrias que vemos nos jornais. Um horror!

    H algumas semanas, atendi um agente pblico municipal que solicitava-nos ajuda para conseguir manter seu plano de sade. Sabe qual o salrio bruto desse servidor?

    Apenas R$ 700. Nosso setor social j est cuidando da situao, todavia, trata-se de um dentre tantos que esto na PBH e vivem num regime de quase misria.

    preciso mudar isso, senhor prefeito. Chega de ngir que no v e no ouve os clamores de seus funcionrios. Abra-se ao dilogo, escute as entidades representa-vivas, seja mais sensvel s realidades dos servidores municipais. Depois disso, tenho a certeza de que poder navegar no mar Adritico com mais tranquilidade e certo de que poder postular a reeleio.

    Lembre-se que 2012 um ano eleitoral. Os servidores podem at no fazer a diferena em nmeros de votos, todavia, so eles que o representaro junto aos eleitores de Belo Horizonte. A satisfao ou insatisfao des-tas pessoas far toda a diferena nas urnas. Pense nisto e que Deus nos proteja!

    Expediente

    Associao dos Servidores Municipais da Prefeitura de Belo Horizonte - Fundada em 1/3/58R. da Bahia, 1033 - 3, 4,5, 6, 8, 9, 10 e 13 andares CEP: 30.160-905 - Belo Horizonte - MG(31)3237-5000

    www.assemp.org.br - assemp@assemp.org.br

    Presidente de Honra - Dr. Celso Mello de Azevedo

    Presidente - Angelo Augusto Flores Carvalho1 Vice-presidente - Anselmo Horta Nassif2 Vice-presidente - Carlos Alberto de Oliveira Diretor financeiro - Horaldo Oliveira SantosPresidente do Conselho Administrativo - Willian NagemSecretria - Corina Clia Loures BandeiraPresidente do Conselho Fiscal - Manoel Teixeira Cardoso

    Notcia Urgente - rgo Informativo da ASSEMPAssessoria de Comunicao e OuvidoriaJornalista Jos Almir da Rosa Reg. Prof.: MG 07771 JP(31)3237-5000 - noticiaurgente@assemp.org.br

    Texto e fotos Vitor Moreira Reg. Prof.: 14055/MG Projeto Grfico e Diagramao - Paula Ferreira

    Assempinho, o boneco mascote da ASSEMP, uma criao de Ricardo SImpresso: Sempre Editora - Tiragem: 18.000 exemplaresPermitida a reproduo das matrias no todo ou em parte, desde que citada a fonte. As matrias assinadas no refletem necessari-amente a posio da ASSEMP e so de inteira responsabilidade do autor.

    Notcia UrgenteNotcia Urgente

    nu_206 segunda.indd 2 02/05/2011 14:41:16

  • Maio de 2011 I Edio 2063

    E a, Marcio Lacerda?

    Servidores aguardam por propostas de reajuste da PBH, que vo definir o fim da campanha salarial ou o incio de uma greve geral

    A conta que no fecha

    Pelas contas da PBH, a folha salarial municipal consumiria, hoje, em torno de 42% da arrecadao do municpio. Segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, esse valor no poderia ultrapassar 47%. Entretanto, a conta no to direta como parece que se quer mostrar. Clculos do Sindibel aponta-ram que, se a prefeitura oferecesse um reajuste de 20% a todos os servido-res municipais, o impacto no Oramento seria de 3%, ou seja, totalmente dentro do limite estabelecido pela lei.

    * at o fechamento desta edio, no dia 30 de abril, a PBH ainda no havia apresentado proposta a nenhuma categoria.

    Depois de quase 40 dias de silncio, pa-rece que a Prefeitu-ra de Belo Horizonte entendeu o recado dos servidores muni-cipais. Na vspera da segunda assembleia geral da Campanha Salarial Uni cada, representantes da PBH nalmente cha-maram as entidades negociao. O en-contro foi realizado no dia 12 de abril, mas, como era de se

    esperar, quase nada foi apresentado. Se-gundo a presiden-te do Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), Clia Llis, a prefei-tura j de niu que no ir negociar um reajuste nico para todas as categorias e que as propostas se-ro discutidas indivi-dualmente. Acerta-mos com a PBH que o prazo nal para que

    ela apresente as pro-postas de reajustes a todas as categorias o dia 6 de maio, ex-plica Clia.

    Se a PBH no esta-va dando crdito s reivindicaes dos servidores at en-to, a situao ten-de a mudar de gura daqui pra frente. Na assembleia do dia 13, que reuniu um gran-de nmero de pesso-as na Praa da Esta-o, cou deliberado que, se at o dia 6 de maio a PBH no cha-mar as entidades mesa, ou apresentar uma proposta insatis-fatria, os servidores entraro em greve geral por tempo in-determinado.

    nu_206 segunda.indd 3 02/05/2011 14:41:21

  • Maio de 2011 I Edio 2064

    Plenrio da Cmara Municipal foi tomado por servidores, que exigem mudanas no projeto de lei da PBH

    Previdncia em discussoEntidades, servido-

    res, representantes da prefeitura e es-pecialistas na rea previdenciria se reuniram na Cmara Municipal da capi-tal no dia 28 de abril para o Seminrio so-bre o Regime Prprio de Previdncia dos Servidores Pblicos Municipais de Belo Horizonte. O evento teve como objetivo debater o Projeto de

    Lei 1410/2010, que reestrutura o Regime na capital. A votao do projeto foi suspen-sa em fevereiro aps grande presso dos sindicatos e associa-es dos servidores.

    A ASSEMP esteve re-presentada pelo pre-sidente Angelo Flores e pelas advogadas Marcele Fernandes e Maria da Silva. Na avaliao de Marcele, o resultado do evento

    foi positivo. Pude-mos trocar ideias e avaliar os rumos que o projeto tomar da-qui pra frente, fri-sou.

    As propostas apre-sentadas por grupos de trabalho durante o seminrio foram com-piladas e sero ava-liadas pela PBH, que deve encaminhar um projeto substitutivo para apreciao da Cmara Municipal.

    E a Beprem?Apesar do seminrio tratar de tema bem

    prximo, os representantes da PBH que esti-veram presentes no zeram nenhuma men-o ao projeto de extino da Beprem, que tambm se encontra na Cmara Municipal. O Projeto de Lei 1422/2011 j foi aprovado na Comisso de Legislao e Justia, no m de fevereiro. Porm, o projeto est parado porque no houve qurum na reunio da C-mara de Administrao Pblica, que tambm deveria apreciar o texto, e o prazo expirou. Para seguir a tramitao, agora, necess-rio que o presidente da Cmara indique um relator substituto.

    O que foi dito

    No somos contra a regulamentao, mas queremos garantias de que nossa aposentadoria estar em total se-gurana, pois os servidores no podem ser responsabilizados por problemas no Fundo Previdencirio.Vanessa Portugal diretora do Sind-Rede.

    Temos que tratar o assunto com cautela. Comear um Fundo que em pouco tempo se torne de citrio seria, para ns, um grande fracasso.Paulo Bretas secretrio de Planejamento, Oramento e Informao

    O Regime de Previdncia da PBH quase perfeito do ponto de vista tcnico/contbil. Mas peca no lado so-cial.Marcelo Barroso procurador do Estado

    nu_206 segunda.indd 4 02/05/2011 14:41:22

  • Maio de 2011 I Edio 2065

    Entenda como funciona a averbao de tempo

    Matria s