Nós da Rede V2

Download Nós da Rede V2

Post on 03-Sep-2014

1.240 views

Category:

Technology

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Palestra de abertura no Amazonas Design, realizado na cidade de Manaus

TRANSCRIPT

<ul><li> NS DA REDE Redes digitais, laos sociais </li> <li> Artefatos digitais e mdias sociais ajudam a definir o cenrio social contemporneo. Independentemente de nvel socioeconmico, as pessoas esto cada vez mais conectadas e interessadas em criar novos laos sociais. </li> <li> Qual o limite da privacidade? Como usar a tecnologia social para o bem comum? Como a tecnologia digital impacta no comportamento? </li> <li> PBLICO X PRIVADO </li> <li> A esfera da privacidade s ganhou consistncia na Europa dos sculos XVIII e XIX, ecoando o desenvolvimento das sociedades industriais modernas e do modo de vida urbano. PaulaSibila,Oshowdoeu:ain3midadecomoespetculo </li> <li> Assim, em contraposio ao protocolo hostil da vida pblica, o lar foi se transformando no territrio da autenticidade e da verdade: um refgio onde o eu se sentia resguardado, um abrigo onde era permitido ser si mesmo. PaulaSibila,Oshowdoeu:ain3midadecomoespetculo </li> <li> O QUE SO REDES SOCIAIS </li> <li> StanleyMilgram conduziuaexperinciadospequenosmundos (afontedoconceitodosseisgrausdeseparao) </li> <li> REDES ESPECIALIZADAS </li> <li> USO POR EMPRESAS </li> <li> CRIE SUA REDE </li> <li> IMPACTOS SOCIAIS </li> <li> #iranelec3on </li> <li> #forasarney </li> <li> DIZMEQUEM SEGUESEDIREI QUEMTUS. </li> <li> ALGUNS DADOS </li> <li> 10,5%dosjovense7,3%da populaoadultadoPasj conheceramumparceiro sexualpelainternet. </li> <li> hQp://s1mone.net/o/2009/06/19/censosexualdotwiQer/ </li> <li> REFLEXES NECESSRIAS </li> <li> INSTANTNEO = ANSIEDADE </li> <li> Asolidoemocionalo sen3mentodevazioeinquietao causadopelafaltade relacionamentosprofundos. RobertWeiss </li> <li> Asolidosocialosen3mento detdioemarginalidadecausado pelafaltadeamizadesoudeum sen3mentodepertencerauma comunidade. RobertWeiss </li> <li> Seoobje3vo umvnculo afe3vomaior, precisose encontrar pessoalmente. DanahBoyd,pesquisadoradoMicroso`Research </li> <li> A privacidade virou performance. Acesso no tem nada a ver com democracia. o grito de guerra do consumidor A internet est acelerando a comoditizao da vida privada, tornando a vida das pessoas um objeto de consumo. Lee Siegel </li> <li> Se os relacionamentos virtualizados que proliferam na internet costumam prescindir do contato imediato com os corpos materiais dos interlocutores, isso no impede que nessas trocas sejam criados fortes laos afetivos. PaulaSibila,Oshowdoeu:ain3midadecomoespetculo </li> <li> ...a intimidade se evadiu do espao privado e passou a invadir aquela esfera que outrora se considerava pblica. PaulaSibila,Oshowdoeu:ain3midadecomoespetculo </li> <li> Elesprecisamdetempoe dein3midade;comodizo ditado,nopodemse conhecersemquetenham comidojuntosa quanGdadenecessriade sal. </li> <li> Ns somos a rede. </li> <li> Muitos ns tornam a rede mais forte! </li> <li> Referncias http://pontomidia.com.br/wiki/doku.php?id=artigos http://www.oshowdoeu.com.br/ http://veja.abril.com.br/080709/nos-lacos-fracos-internet-p-94.shtml http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mat/2009/06/17/pesquisa-do-ministerio-da-saude- mostra-como-o-comportamento-sexual-do-brasileiro-756382416.asp </li> </ul>