normas tcc

Download Normas Tcc

Post on 07-Jun-2015

15.343 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Centro Universitrio Augusto Motta

Normas para Elaborao de Trabalhos de Concluso de Curso (TCC)

Organizao do texto: Coordenao de Pesquisa Pesquisa e organizao dos contedos: Prof Maria Auxiliadora Terra Cunha Prof. Jos Teixeira de Seixas Filho Prof. Delfim Vera Cruz Aguiar Prof Rita de Cssia Borges de Magalhes Amaral Superviso: Pr-Reitoria de Pesquisa e Ps-Graduao

Rio de Janeiro Agosto de 2006

1. ApresentaoEsse texto apresenta de forma simplificada o contedo dos manuais para elaborao de Trabalhos de Concluso de Curso (TCC), existentes nos cursos de Educao Fsica e Biologia, de autoria dos professores Maria Auxiliadora Terra Cunha, Jos Teixeira de Seixas Filho e Delfim Vera Cruz Aguiar, respectivamente, e do material didtico utilizado pela professora Rita de Cssia Borges de Magalhes Amaral nas suas aulas de Metodologia de Pesquisa. Nosso objetivo aqui no aprofundar estudos sobre as matrias tratadas nas pginas que se seguem, mas sim fornecer diretrizes bsicas para a elaborao de trabalhos monogrficos, no que diz respeito organizao do contedo e forma de apresentao. Alm isso, estamos dando incio ao processo de normatizao do TCC em nvel institucional. Por pretender apenas servir como diretriz inicial, este material certamente apresenta muitas lacunas. Por isso, a consulta a ele no substitui o estudo mais aprofundado de Metodologia da Pesquisa e do trabalho cientfico nas obras sugeridas ao final deste texto.

2. IntroduoEste manual tem por objetivo estabelecer diretrizes bsicas para a elaborao dos trabalhos acadmicos nos cursos de graduao da UNISUAM. As normas aqui apresentadas foram definidas pela Associao Brasileira de Normas Tcnicas (ABNT). A ABNT o rgo responsvel pela normalizao tcnica no pas. uma entidade privada, sem fins lucrativos, e tem como objetivos elaborar e fomentar o uso de normas tcnicas no Brasil. As normas elaboradas pela ABNT podem ser adquiridas pelo site da entidade (http://www.abntdigital.com.br), via SEDEX ou por e-mail.

3. Organizao do Contedo do TCC3.1. Monografia Na maioria dos cursos da UNISUAM, como trabalho final, os alunos devem elaborar uma monografia que apresente de forma objetiva e sistemtica os resultados de uma pesquisa. A monografia uma forma de comunicao dos resultados de uma investigao sistemtica sobre um tema bem delimitado. Para os alunos que esto sendo iniciados na produo cientfica, o ideal que esse estudo seja do tipo bibliogrfico, ou seja, que apresente uma reviso aprofundada dos principais autores e obras a respeito do tema escolhido. Uma outra vertente do TCC, sobretudo na graduao, o aluno ter como tema o campo de estgio ou a problemtica investigada no projeto de pesquisa onde ele desenvolveu, ou desenvolve, seu trabalho de iniciao cientfica. A elaborao da monografia se d atravs de seis fases principais, que so: 1) 2) 3) 4) 5) 6) Escolha do tema Pesquisa bibliogrfica Esboo da monografia Anlise crtica Organizao do texto Redao final Todo trabalho cientfico estrutura-se a partir da seguinte base: introduo,

desenvolvimento e concluso. A introduo tem como objetivo mostrar ao leitor em linhas gerais o processo de pesquisa e o desenvolvimento do texto que est sendo introduzido. O desenvolvimento apresenta a teoria que serviu de base para o estudo e discute os resultados a partir dessa teoria. Ele deve ser estruturado em captulos que apresentem com lgica e congruncia todo o processo vivido pelo aluno desde o planejamento da pesquisa at os resultados obtidos. Na concluso o aluno deve retomar a discusso terica bsica e apresentar as respostas encontradas de forma sinttica. O aluno pode tambm sugerir novas frentes de investigao. 3.2. Pesquisa cientfica A pesquisa um procedimento reflexivo e crtico da busca de respostas para problemas ainda no solucionados. O planejamento e a execuo de uma pesquisa fazem parte de um processo sistematizado que se estrutura em etapas determinadas. Ela se constitui em um conjunto

de aes, propostas para encontrar soluo para um problema, que tm por base procedimentos racionais e sistemticos. Existem vrias formas de classificar uma pesquisa cientfica: - em relao sua natureza ela pode ser bsica ou aplicada; - em relao abordagem do problema ela pode ser quantitativa ou qualitativa; - em relao aos seus objetivos ela pode ser exploratria, descritiva ou explicativa; - em relao aos procedimentos tcnicos ela pode ser bibliogrfica, documental, experimental, levantamento, estudo de caso, ex-post-facto, etnogrfica ou pesquisa-ao. 3.2.1. O tema e o problema da pesquisa A pesquisa cientfica consiste, em linhas gerais, em uma investigao planejada e desenvolvida de acordo com as normas de metodologia consagradas pela cincia. o mtodo de abordagem de um problema em estudo que caracteriza o aspecto cientfico de uma pesquisa. Por problema de pesquisa devemos entender uma dificuldade real, ou questo terica para qual estamos buscando soluo. Todo problema de pesquisa um recorte especfico, feito pelo pesquisador, dentro de um tema mais amplo. Tanto o problema quanto o tema de um estudo podem ser abordados por diversas reas do conhecimento isoladamente ou de maneira interdisciplinar. A formulao do problema o ponto de partida de toda pesquisa. Ela o motor do processo investigatrio. Ou seja, a pesquisa no comea a partir de uma teoria ou premissa, ela se inicia na problematizao de uma dificuldade que o pesquisador deseja enfrentar. Regras de formulao do problema Na formulao do problema o aluno deve tomar como base o conhecimento disponvel sobre o tema e o seu recorte especfico. Na verdade, o conhecimento cientfico poderia ser descrito como uma conversa entre vrios tericos a respeito de questes do interesse de todos. A familiaridade com a temtica, o contato com a literatura j existente e com pessoas que acumulam experincia sobre o assunto auxiliam muito na tarefa de formular o problema da pesquisa. Em resumo, formular um problema consiste em dizer de maneira explcita, clara, compreensvel e operacional qual a dificuldade com a qual nos defrontamos e que questes dentro dessa dificuldade pretendemos compreender. Duas regras bsicas devem ser consideradas pelo aluno: - o problema deve ser formulado maneira de pergunta ou proposio interrogativa; - essa pergunta ou proposio interrogativa deve ser formulada em contraposio ou contradio a um conhecimento anterior.

3.2.2. Objetivos do estudo Segundo Vergara (2000), enquanto o problema formulado uma questo que buscamos responder, os objetivos so resultados que desejamos alcanar. Na pesquisa cientfica devemos elaborar objetivos gerais e objetivos especficos. Objetivos gerais: definio ampla do que se pretende alcanar. Objetivos especficos: definio do que se pretende alcanar em cada situao da pesquisa. a aplicao da situao geral a situaes especficas. Os objetivos especficos so desdobramentos do objetivo geral. 3.2.3. Justificativa As justificativas so os alicerces, as razes, os porqus que fundamentam a montagem do projeto da pesquisa que serviu de base para a elaborao da monografia. Nesse item o aluno deve demonstrar a relevncia do tema escolhido e a pertinncia da problemtica formulada. As justificativas devem demonstrar que o estudo proposto preencher uma lacuna na temtica escolhida, trar contribuies para a soluo do problema, poder ser realizado concretamente e trar benefcios para a sociedade. 3.2.4. Questes do estudo As questes do estudo so as perguntas que pretendemos responder atravs do desenvolvimento da pesquisa proposta. As questes funcionam como um roteiro da investigao e devem ser elaboradas a partir dos objetivos especficos. 3.2.5. Delimitao do estudo Delimitar um estudo estabelecer limites tericos para uma investigao. Este o momento em o aluno explicita para o leitor o que fica dentro do estudo e o que fica fora. Ou seja, onde sero definidos, de forma clara e objetiva, os recortes do estudo no que diz respeito ao intervalo de tempo, espao, perfil de entrevistados, entre outros, que se constituem no universo investigado. 3.2.6. Hipteses As hipteses so respostas possveis ou provveis para um problema. Toda pesquisa que apresenta hipteses deve ser realizada de modo que se possa confirmar ou no as hipteses propostas. Levantar hipteses serve para orientar o raciocnio do pesquisador. As hipteses devem ser respostas simples ao problema e devem ser formuladas de forma que possam ser testadas. Elas funcionam, por um lado, como explicaes iniciais e, por outro, servem de guia na busca de informaes para verificar a validade destas explicaes. Segundo Lakatos (1991), toda hiptese uma resposta suposta, provvel e provisria, e que funciona como sentena afirmativa, proposta para um problema que se apresenta na forma de sentena interrogativa.

3.2.7. Variveis Variveis so aspectos, propriedades ou fatores do problema investigado possveis de serem medidos ou mensurados. As variveis so os elementos do problema cuja variao, as mudanas, guardam as respostas que buscamos. Uma varivel pode ser considerada uma classificao ou medida; uma quantidade que varia; um aspecto, propriedade ou fator, observvel em um problema de estudo, que passvel de mensurao. As variveis podem ser independentes ou dependentes. Varivel independente aquela que influencia, determina ou afeta uma outra varivel; fator determinante, condio ou causa para certo resultado, efeito ou conseqncia; um fator, geralmente, manipulado pelo investigador, na sua tentativa de assegurar a relao do fator com o problema investigado ou a resposta a ser descoberta. Varivel dependente aquela cuja mudana pode ser explicada ou descoberta, em virtude de ser influenciada, determinada ou afetada pela varivel independente. Ela o fator que aparece, desaparece ou varia medida que o investigador introduz, tira ou modifica a varivel independente. 3.2.8. Metodologia A metodologia o conjunto de procedimentos que o aluno escolheu para encontrar resposta para as questes do seu estudo. Em outras palavras, nessa parte do trab